História 10 maneiras de conquistar o crush - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Comedia, Hunhan, Kaisoo, Kpop, Laysu, Sookai, Sulay, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 1.917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Entrem no Amino ChanBaek e me sigam : Min Hyuna

OBS : Esses dias postei uma drabble sad de ChanBaek. Se quiserem ler é só entrar no meu perfil ou pesquisar "sinto sua falta, Baekhyun" (meu celular não está salvando links, me desculpem)

Boa Leitura Firelights <333

Capítulo 4 - Acidente na cozinha


- Eu cheguei a conclusão de que somos incomuns - Luhan disse.

- "Nada no mundo é comum. Tudo o que existe faz parte de uma grande charada. Eu e você também. Nós somo a charada que ninguém consegue solucionar" - citei a frase de um dos meus livros favoritos.

- Lá vem você com essas citações -revirou os olhos.

- Chato - lhe dei língua.

- Você sabia que - sou interrompido pelo toque do meu celular. 

- Quem é? - Luhan pergunta.

- Chanyeol - faço uma cara confusa. 

Tá, calma Baekhyun, é só você se acalmar, atender o telefone e tudo resolvido. 

- A-Alô? 

- Oi Baekhyun.

- Oi Chanyeol.

- Viu, eu te liguei para avisar que hoje não vou poder ir estudar na sua casa, minha irmã mais nova passou mal e eu vou ter que cuidar dela hoje.

- Tudo bem, espero que ela melhore.

- Obrigado, até amanhã na aula.

- Até - desligo o celular.

Mas gente, como é possível um menino ter a voz linda até pelo telefone? A minha voz parece a de uma taquara rachada. 

••• 

Imaginem: 06:55 AM, minha mãe irritada e eu de pijama. 

Resultado: Morte. 

- Tu só serve para comer e dormir, eu em. Acordar cedo que é bom, nunca vi.

- Desculpa Omma - murmurei.

- Vai se arrumar que seu café tá pronto e o portão da sua escola fecha daqui 10 minutos... 

O flash teria inveja de mim nesse momento...

••• 

Eu corri, corri mais que tudo, só que quando eu cheguei recebi uma reguada na cabeça - por parte do professor - e um Luhan rindo da minha desgraça. 

m e r e ç o.

- Não ri não gazela, depois você vai ver - sussurrei para ele e me sentei. 

- Agressivo - sibilou.

Agressivo? Eu? Ele não viu nada ainda! 

••• 

Hoje, por incrível que pareça, eu estava animado! 

Deu o horário do intervalo e só deu eu cantando - lê-se gritando - Monsta X no ouvido do Luhan. Ninguém da cantina estava me olhando, imagina - olha a ironia.

- Se você não parar de cantar eu juro que arranco o teu pinto - falou bravo.

Me calei na hora. 

- Baekhyun - vejo uma voz grossa me chamar.

Até arrepiei aqui. Deus? É você? 

Eu sei que não fui um bom garoto, mas espera eu terminar de assistir *How I Met You Mother, dai você pode me levar. 

- Baekhyun - Luhan despertou-me de meus devaneios - o Chanyeol está acenando 'pra ti que nem um doido, estou achando que ele fumou sanduíche. 

Viro a cabeça que nem a menina do exorcista e dou de cara com um poste, com orelhas avantajadas, acenando loucamente em minha direção. 

Ele está parecendo aqueles bonecos que ficam em frente à lojas de automóveis, e que ficam se contorcendo conforme o vento bate nele.  

M e d o 

- Oi Chanyeol - murmuro e ele sorri- o que foi? 

- Eu queria que você sentasse aqui com a gente, traz o Luhan também. 

- Okay.

O crush chamou eu para sentar com ele! 

O crush chamou eu para sentar com ele! 

O crush chamou ele sentar para com! 

Não! Pera... 

Tá bom Baekhyun. 

Respira.

Inspira.

Respira.

Inspira.

"Desse jeito eu vou roubar o oxigênio do mundo" pensei.

Fui chamar o Luhan - que por sinal quase se tacou em mim porque disse estar "cansado" demais para andar. 

M e r e ç o/2 

A gente estava indo para a mesa deles, mas de repente um menino baixinho, de cabelos negros e olhos grandes caiu em nossa frente. Eu queria rir do jeito que ele caiu, mas me recompus e resolvi ajudá-lo. 

Eu sou uma pessoa boa, 'tá bom? 

- Você está bem? - perguntei ajudando o mesmo a levantar.

- Estou, obrigado pela ajuda - sorriu tímido.

- Eu sou o Baekhyun, qual seu nome? 

- Eu sou o Kyungsoo.

- Quer ir lanchar com a gente?

- Eu adoraria - sorriu novamente.

Espero que possamos ser amigos. Se bem que ele me dá um pouco de medo... 

•••

Eu, Luhan, Kyungsoo, Chanyeol, e seus amigos - Junmyeon, Jongin e Yixing - lanchamos todos juntos hoje. 

Graças a Santo Yoongi - vulgo protetor do meu cu - eu não tive um ataque de asma e nem gaguejei. 

Amém! 

Os amigos do Chanyeol e o Kyungsoo são bem legais. 

Só achei estranho o fato de Kyungsoo e Kai - apelido de Jongin - não pararem de trocar olhares. 

"Kai" Será que eu fui o único a cantar internamente "Cai Cai balão, cai cai" quando soube do apelido?! 

Mas, voltando ao lanche: 

O Chanyeol por acidente derrubou suco de uva em mim, dai ele se desesperou, começou a tentar a limpar a minha blusa e fazer umas reverência, erro gravíssimo, porque ele sujou mais minha blusa e pode por um acaso ter batido a testa na mesa. 

Se eu ri? 

Ah, eu ri. 

Chanyeol, se você estiver lendo isso; me desculpe, foi mais forte do que eu.

- Baekhyun - Chanyeol brotou na minha frente quando eu estava saindo da escola. 

- Ah, oi Chanyeol - sorri.

- Desculpa pela camisa, mais uma vez - murmurou.

- Está tudo bem - levantei seu queixo para que ele me encarasse. 

Parece que o jogo virou, não é mesmo? 

Não sei da onde tirei essa coragem toda.  Ela deve estar só de passagem, já já ela dá um tchauzinho. 

- Bom - ele começou - Vamos para sua casa? 

Opa! Primeiro me paga um X-Burguer amigo. 

Mentira, só vamos. 

- Claro - sorri docilmente.

••• 

- Cheguei Omma - gritei assim que entrei - Pode deixar sua bolsa por aí Chany - falei bosta, me ajuda @/Deus.

- Se você gritar mais uma vez eu juro que jogo minha chinela para cima e faço ela cair na tua cara moleque - minha mãe gritou da cozinha.

- Me desculpa por isso - murmurei para Chanyeol que riu. 

Isso! Ri de mim! Ri da minha desgraça! 

Fui até a cozinha - Mãe, temos visita, por favor né?! 

- O Luhan já é de casa Baekhyun.

- Não é o Luhan Omma.

Alguém chama o padre porque essa mulher girou a cabeça em uns 360 graus - ou quase. Não sou bom com ângulos e graus, ou seja lá o nome disso. 

Eu acho que nunca contei para vocês - provável que não - mas minha mãe tem uma coisa com gente que ela não conhece. De 250 mil amigos que eu tenho, ela conhece 3. E esses 3 na maioria das vezes nem amigos são! 

- Não é? - perguntou.

- Não 

Tacou o pano na louça e me puxou para sala. 

- Mãe, esse aqui é o Chanyeol, eu estou ajudando ele a estudar - disse - E Chanyeol, essa é a minha mãe, senhora Byun - sorri.

- É um prazer conhecê-la senhora Byun - Chanyeol fez uma reverência.

Minha mãe deu um sorriso quase imperceptível. Começou... 

- De brinco né Chanyeol? - olhou ele de cima a baixo - Eu não falo é nada - falou baixo. Coitado do menino mãe, ele mal chegou e tu já 'tá apedrejando ele. 

- Bom, vamos Chanyeol? - perguntei e ele asssentiu.

- Eu acho que ela não gostou muito de mim - Chanyeol sussurrou enquanto íamos para o meu quarto.

- Não liga para ela, ela é desconfiada com tudo.

••• 

- Enfim terminamos - me espreguicei.

- Que horas são? 

Olhei no meu celular - Umas 17:00. - disse simplista.

- Uau, nunca passei tanto tempo estudando - riu.

- Quer ir comer alguma coisa? 

- Acho melhor não, sua mãe não vai com a minha cara. 

- Não é com você, só com... o seu estilo - ri baixo.

- O que tem meu estilo? - começou a se olhar.

- Minha mãe não gosta dessas coisas sabe, piercing, calça de couro e blusas com caveiras - disse - É por isso que ela que compra minhas roupas - murmurei.

- Ela compra suas roupas? - assenti e ele começou a rir.

Fiz um bico - Não ri de mim - disse emburrado.

- Desculpa pequeno - parou de rir.

"Pequeno" 

Chama o Samu porque eu não tô bem... 

- Eu também não arrisco pedir para eu comprar.

- Por quê? 

- Porque ela diz que eu posso começar a me interessar por roupas de couro e virar um procurado da polícia que fuma crack, sem ofensas, foram palavras dela, não minhas. 

- Entendo - riu - Na próxima eu venho mais arrumadinho.

- Bom, vamos ir comer? Ela está no quarto assistindo dorama, não vai nem te ver - sorri.

- Certo, pode ser.

Descemos as escadas e fomos em direção à cozinha. 

- Pode ir se sentando aí na bancada mesmo, eu vou preparar um Rámen para nós. 

Coloquei uma toalha na bancada para podermos comer e comecei a procurar as coisas para fazer o miojo. 

- Ai, cadê?! - disse abrindo os armários todos, a procura dos potinhos de miojo. 

Eu não acredito que a Omma colocou no armário de cima de novo, ela sabe que eu sou baixinho e desastrado e ainda faz isso ainda. Vamos lá Baekhyun, é só você abaixar um pouco a blusa para não aparecer a pança, e se esticar que nem uma minhoca. 

s i m p l e s 

Me estiquei, me estiquei tanto que acho que distendi um músculo. 

"Ai, mas não tem como distender algo que você não tem" 

Hahaha, muito engraçado! Não dá, vou ter que apelar para... "O banquinho" 

Que consiste em um banquinho de madeira, vergonhoso para pessoas como eu: baixinhas. 

Abri o armário em que ele ficava guardado e o coloquei em frente à pia. Subi nele e abri o armário. 

 

Quase que eu vejo *Odin, o banquinho fez um 'creck' e eu quase que tive um infarto. 

 

Quando eu finalmente peguei os rámen's, um ser de cabelos loiros gritou no meu ouvido fazendo com que eu caísse do banquinho. Os saquinhos de miojo abriram e caíram todos os farelos no meu cabelo. 

 

"Quem é esse ser?"

 

Nada mais, nada menos, do que meu irmão, Byun Baekbeom.  

Ele tem 20 anos e mora no Brasil. Esses dias ele veio passar seu tempo livre aqui em Busan. 

- Aish, o que você quer Beom? 

- Nada, só vim te irritar mesmo, estava com saudades de você.

Saudades, sei... 

- Hm, Baekhyun, tem macarrão no seu nariz - Chanyeol se pronunciou. 

- Aish - levantei - Eu vou ir me arrumar, já volto - disse para Chanyeol.

- E você - apontei para BaekBeom - Você, não me escapa - O olhei ameaçador.

 

••• 

 

Depois que me limpei, arrumei a cozinha e finalmente pude fazer o Rámen em paz. 

 

Chanyeol ficou na sala com o meu irmão, só espero que ele não pegue "A doença dos Byun's", é contagiosa e sem cura. 

 

Terminei os Rámen's e servi um deles para Chanyeol. 

- E o meu? - perguntou BaekBeom.

- Vacilão não merece meu sagrado miojo. 

- Cara, é só Rámen, miojo instantâneo com água quente.

- Então vai fazer você! - exclamei.

 

•••  

Chanyeol foi embora e eu percebi que ele estava um pouco estranho. Ele estava quieto demais, só dava resposta curtas e não me olhava nos olhos direito. 

Eu sou tão feio assim? 

Só espero que BaekBeom não tenha cagado com o meu crush...


Notas Finais


Eai? Continuo?

*Odin- considerado o Deus dos deuses e o Deus de todos na mitologia nórdica

*How I Met You Mother -seriado americano -vcs podem encontrá-lo na netflix, é o meu seriado favorito ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...