História 10 Motivos Para (Não) Amar Park ChanYeol - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Bts, Chanpam, Chanyeol, Comedia Romantica, Exo, Hentai, Hetero, Imagine, Imagine Chanyeol, Imagine Pcy, Ommamonster, Shoujo
Exibições 114
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLOOOOOOOO ANGEL
geurim gata haneureul bomyeon neoman boyeo... Tá parei!

City street lights buri kkeojigo dari sarajyeodo nuni busin geon
Haneuri tteoreotteurin byeol
Geuge baro neonikka...

Agora eu parei.

O high school musical baixou em mim hj então aguentem.

Obrigada pelos 50 favoritos!!❤❤❤❤❤

Aproveitem o capítulo!!

Capítulo 6 - Ele é Injusto.


Sexto Motivo, Ele É Injusto.

ChanYeol POV's

Uma promessa, a muito tempo atrás te fiz uma promessa.

Flashback ON

— Chany! — Suas mãos seguraram com força o meu rosto o puxando para bem perto de si.

— O que foi?! — Falei um pouco enrolado devido ao fato dela estar espremendo minhas bochechas.

— Me prometa! — Ela falou e eu fiquei sem entender.

— Que? —Falei ainda sendo esmagado por suas pequenas mãozinhas.

— Que não vai me deixar ir embora e que vai sempre estar ao meu lado me protegendo! — Ela começou a chorar e soltou meu rosto caindo sentada no chão.

Fiquei sem reação e a abracei, tínhamos seis anos quando os pais da Pam se separaram.

Naquele momento eu prometi que a protegeria de todos, que eu seria seu porto seguro igual ela era para mim, que eu nunca a abandonaria, que ficaríamos juntos para sempre.

Flashback OFF

Com o passar do tempo ficamos ainda mais próximos, éramos uma dupla inseparável, lembro de como KyungSoo ficava bravo por ela sempre preferir a mim, mesmo sendo péssimo em xadrez. Acabei me apaixonando pela mesma, pelo seu jeito doce, sua teimosia e seu charme.

Quando ela completou seus 15 anos ela se tornou algo perigoso.

Não conseguia ver ela com ninguém a não ser comigo, ela era tão injusta, ainda está sendo injusta comigo, seus olhos, seu nariz, seus lábios não importa o quanto eu olhe, eles continuam sendo lindos.

Parecia que naquela época ela brincava comigo, mas ainda continua. Isso é cruel demais.

Naquele dia eu não a empurrei de maldade naquela poça, um garoto estava vindo a mil por hora de moto na direção dela, estava com alguns dos meus colegas de turma que sempre me procuravam só por eu conhecer a mesma, já que ela era popular e bonita, no momento que eu a empurrei para sair da direção da moto, todos ignoraram o fato de que ela seria atropelada e começaram a rir da mesma. Depois disso ela nunca mais voltou a falar comigo e eu também não pediria desculpas por ter a salvado.

— Hey! ChanYeol. — BaekHyun me chamou.

— Hm. — Respondi sem olhar para o mesmo.

— Aconteceu algo?! — Ele perguntou e eu balancei a cabeça negando.

— Nada importante... — Para você, pois para mim é. Pensei comigo mesmo.

O mesmo falou um "ok" e fechou a porta do quarto.

— Pensei que as coisas iriam começar a dar certo depois daquele dia...  — Falei comigo mesmo me lembrando de quando falei que a amava no armazém.

Foi sem querer, mas não deixou de ser verdade e eu sei que ela sabe disso, só não quer acreditar. 

Nem eu mesmo acreditaria, é tão estranho depois de tanto tempo falar que...

Eu a amo.

Pam POV's

Olhei para o Soo que me encarava da mesma maneira.

— O que acabou de acontecer? — Ele perguntou.

— Vai saber... — Respondi dando de ombros.

Voltamos para sala logo em seguida deitamos e desligamos a Tv para dormir.

{...}

Acordamos cedo e fomos direto para o trabalho.

Fui até minha mesa, havia chegado no horário normal como sempre, 7:00 horas em ponto, não vi o orelhudo hoje e parece que o mesmo nem apareceu para trabalhar, o jeito vai ser eu enfrentar o Senhor Min sozinha.

— Pam! Estou marcando com os meninos de ir na cafeteria mais tarde e preciso muito que você vá! — KyungSoo falou empolgado.

— Ok... Posso saber o motivo do bom humor?! — Perguntei curiosa.

— Não... É surpresa! E tem haver com a cafeteria, então se você estiver mesmo curiosa é para estar lá às 15:00 em ponto e vê se não atrasa. — Ele falou me deu um beijo na testa e saiu.

WTF?!

Ok... Isso não é normal! Alguma coisa aconteceu para o KyungSoo estar agindo assim.

Se eu estranhei esse comportamento?! TÉ PARECE QUE O SATANSOO​ É AMORZINHO DESSE JEITO MAIS DE DOIS DIAS SEGUIDOS.

Voltei a me concentrar no meu discurso de desculpas por não ter nenhuma música nova para o Senhor Min e inventar alguma doença nova para o meu colega de trabalho.

— Senhorita Jung. — Senhor Min apareceu.

Foi só falar que o bicho ruim aparece!

— Senhor Min por favor me descul...— Ele me interrompeu.

— Seu colega está te esperando na sala de reuniões e é urgente, disse que precisa conversar com você a respeito do projeto. — O Senhor Min falou e saiu me deixando com cara de tacho.

Que?!

Fui até a sala de reuniões e encontrei um ChanYeol descabelado, com olheiras e uma baita cara de acabado.

— O que aconte... — Fui interrompida pela segunda vez no dia.

— Até que enfim! — Ele falou se levantando e me arrastando para a cadeira me fazendo sentar com brutalidade. — Quando eu falo para chegar sete horas em ponto é para você acampar do lado de fora da empresa! — Ele diz colocando uma folha na minha frente.

Mas não uma folha em branco, uma folha de rascunho que tinha uma boa letra, porém parecia incompleta.

— O que é isso? — Perguntei sem entender.

— Uma música, é cega?! — Ele falou ignorante.

— Isso eu sei que é e também sei que está incompleta, agora deixa de ser grosso e explica o por que de eu estar aqui?! — Falei cruzando os braços enquanto me levantava o encarando.

O mesmo revirou os olhos e bufou.

— Isso é o nosso trabalho e falta a sua parte. — Ele falou e eu arqueei a sombrancelha.

— Como?! — Falei incrédula. — Você quer que eu escreva agora? Mas é muito cara de pau mesmo! — Falei.

— Olha só. — Ele chegou bem perto de mim e senti meu coração acelerar. — Senta essa tua bunda na cadeira e termina o nosso projeto, porque eu sei que você tem a capacidade de tirar inspiração do vento. — Quanto mais ele falava mais ele se aproximava me fazendo sentar na cadeira novamente ao tentar evitar um contato muito próximo com o mesmo, sem mencionar sua voz grave.

Engoli a seco e peguei o papel. 

ChanYeol se sentou ao meu lado me encarando, me senti desconfortavel e comecei a ler.

"Se você sorrir para mim desse jeito (garota, você não sabe?)

É difícil para eu não sentir nada

Eu já tomei vários copos de café, baby

Mas por que ainda sinto que estou num sonho?

Se meu amigo me visse, ele teria me xingado

Eu não costumo ser assim ou falar desse jeito

Mas quando estou na sua frente

É como se eu nunca tivesse sido assim

Você é injusta

Está sendo egoísta?

Pare com isso

Seus olhos, seu nariz, seus lábios Continuarão bonitos não importa o quanto eu olhe

Você é injusta

Apenas pare aí mesmo

Você é perigosa, perigosa

Vá com calma

Minha nossa

Se você já sabe

Por favor, pare de ficar brincando   (você não vê?)

Estou ficando cada vez mais perdido em você

Mas se você ficar fazendo joguinhos comigo

Será muito cruel 

Eu tenho, tenho que desacelerar

Baby oh

Se meu amigo me visse, ele teria me xingado

Eu não costumo ser assim ou falar desse jeito

Eu sei que é muito rápido

Mas você me faz dizer isso

Você é injusta

Está sendo egoísta?

Pare com isso

Seus olhos, seu nariz, seus lábios

Continuarão bonitos não importa o quanto eu olhe

Você é injusta

Apenas pare aí mesmo

Você é perigosa, perigosa

Vá com calma

Minha nossa

Me pergunto por que estou sendo assim

Mas em vez de uma resposta clara 

Os sentimentos trêmulos dizem

Que nada mais é importante

E eu já estou te ligando de novo

Eu sei que é muito estranho

Mas não diga nada e só escute..."

Terminei de ler e olhei para o mesmo.

Para quem ele escreveu?!

A pergunta soava em minha cabeça e senti uma pontada no meu coração. 

Será que estou com ciúmes? 

Peguei uma caneta que havia em cima da mesa e comecei a escrever.

"Eu sei que é injusto

Estou sendo egoísta?

Tudo bem por você?

Seus olhos, seu nariz, seus lábios

Quero ser o único que te olha

Estou sendo muito ganancioso?

Eu sei que é injusto

Então vou apenas te dizer

Mais um pouco e vai ficar perigoso, perigoso

Vá com calma

Estou dizendo

Garota, garota, seja o meu amor Bebemos café todos os dias

Garota, garota, seja o meu amor

Conversamos muito tempo no telefone, todos os dias

Garota, garota, seja o meu amor

É hora de você vir para mim

Oh baby, se apaixonando

Vamos nos apaixonar

Minha nossa"

Entreguei o papel para o mesmo e me levantei, estava prestes a sair da sala mas meu pulso é segurado com força.

— Qual será o nome? — Ele perguntou.

Meu peito doía, era como se eu estivesse perdendo metade de mim.

— Injusto. — Respondi sentindo meu rosto se molhar com minhas lágrimas.

O simples fato de eu pensar que ele está apaixonado e sofrendo, a chamando de injusta, passar a noite acordado só para compor uma música pensando nela e pedindo para ela se apaixonar me faz sentir uma dor no peito enorme.

Eu estou com ciúmes e isso dói.

Ele é injusto!

Injusto por me fazer amá-lo durante todo esse tempo... Sim, é estranho falar isso...

Eu o amo.


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH.

Isso resume tudo o que eu queria dizer sobre esse capítulo.

O que será que o Soo tá aprontando afinal heim?!

Vejo vocês na segunda-feira amores!!
Não esqueçam de comentar!!

Beju.us!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...