História 100 Dias - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags 100 Dias, Morando Juntos, Romance, Sexo, Timidez
Visualizações 94
Palavras 1.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente como estão?
Obrigada aos novos favoritos e aos comentarios, estou muito feliz
Bora para o cap

Boa Leitura

Capítulo 3 - Capitulo 3


Liguei para a minha mãe e marquei de encontra-la no shopping onde poderíamos passar o dia juntas sem preocupações algo que sinto falta de fazer de estar com ela. Voltei para a mansão para pegar alguns documentos e atar meu cabelo e em seguida desci as escadas correndo ao chegar ao final dei de cara com Ji Sook que me olhou acanhado ficando parado em minha frente com uma xicara em mãos.

- vai sair? – perguntou desviando o olhar respirei contando ate dez para não o xingar.

- sim, volto em uma hora no máximo se isso é importante para você saber. – respondi esperando ele sair da minha frente.

- você vem para almoçar? – perguntou.

- não vou almoçar fora. – respondi e dei um passo para ver se ele saia da minha frente.

- posso ir com você? Meu pai disse que é bom se as pessoas nos vissem em publico. – disse ficando vermelho.

- você tem cinco minutos para trocar de roupa, estou indo para o shopping encontrar com minha mãe. – respondi o vendo sair da minha frente e cruzar a meu lado.

- vou tentar ser rápido. – respondeu por fim me deixando sozinha na escada. Me sentei e esperei por ele que logo apareceu e me olhou desviando em seguida. – eu recebi uma ligação e preciso ir para a empresa, mas eu posso deixa-la no shopping antes de ir. – disse parecendo triste, deve ser coisa da minha cabeça.

- tudo bem, vamos logo. – respondi. Fomos para o carro dele que era bem luxuoso e ele me deixou em frente ao shopping e apenas me disse um ate logo tímido, suspirei e entrei no shopping indo para a ala de alimentação a procura de minha mãe que já deveria estar por lá, a avistei e corri em sua direção a abraçando. – mamãe que saudade. – disse a apertando, fazia mais de dois meses que não nos víamos ou mantínhamos contato.

- filha como você esta linda, venha me conte tudo. No que esta trabalhando? Ainda esta cursando culinária? – perguntou alegre, nos sentamos e fizemos nossos pedidos.

- no momento eu parei de trabalhar, eu acabei sendo demitida depois que um cara idiota achou que podia dar um de pervertido comigo. – disse.

- querida você não pode deixar isso acontecer mais precisa do emprego, agora como vai viver sem um salario? – perguntou preocupada, suspirei.

- eu estou passando uma temporada na casa de Ji Sook, eu sei que a senhora vai me perguntar o porquê e eu vou lhe contar tudo. – disse pegando nossos pedidos e tomando um pouco do refrigerante.

- é melhor me contar mesmo, não é comum você se envolver com alguém tão poderoso. – disse minha mãe.

- a senhora sabe dos boatos de que Ji Sook é gay e tudo mais não é? – perguntei e ela assentiu. – o pai dele viu como eu agi e me ofereceu um alto valor em dinheiro desde que eu morasse na casa de Ji Sook e fingisse ser sua esposa por cem dias. Eu não tinha nada a perder e por isso aceitei, mas Ji Sook não fara nada comigo, ele é muito tímido ate para falar comigo. – disse antes que ela me repreendesse.

- apenas tome cuidado querida, eu não quero que você saia machucada ou magoada. – disse pegando em minha mão.

- não se preocupe mãe, eu só estou fazendo isso para poder lhe ajudar e juntas podermos ter um lugar mais confortável para viver e em breve a senhora poderá parar de trabalhar. – disse.

- querida eu gosto de trabalhar não vou parar. – respondeu.

- tudo bem, mas pelo menos mãe venha trabalhar comigo. Quando os cem dias acabarem eu vou ter um restaurante e a senhora poderia trabalhar lá em algo que não exija tanto, por favor, não recuse. – pedi suplicando.

- tudo bem, quando seu restaurante estiver funcionando eu vou me juntar a você querida. – minha mãe sorriu me fazendo lembrar-se de como ela é importante em minha vida.

- que bom. – respondei, olhei as horas e me lembrei de que teria de passar na maldita cafeteria. – eu tenho que ir passar na cafeteria em que trabalhava receber meus honorários ainda hoje. – disse me levantando.

- eu vou com você então querida. – assenti e seguimos para fora do shopping, pegamos um taxi e fomos para a cafeteria. Não gostava da ideia de ter de encarar aquela mulher outra vez mais não tinha escolha, suspirei e com minha mãe segurando em meu braço entramos na cafeteria.

- olha só quem resolveu aparecer, veio pedir seu emprego de volta? – perguntou rindo.

- não, vim apenas pegar meus honorários e meus direitos Jasmyn. – disse a olhando.

- então vai viver do que a partir de agora? Sem esse trabalho você nem se quer terá como sobreviver, provavelmente já foi despejada e mesmo assim vai manter seu orgulho? – perguntou sorrindo maldosamente.

- na verdade não, eu sai de lá antes disso e já tenho um lugar muito bom para ficar. Agora por favor, pague o que me deve para que eu possa sair desse lugar logo. – disse irritada, os homens começavam a me olhar maliciosamente como se eu ainda trabalhasse nesse maldito lugar.

- não desdenhe este lugar garota, graças a mim é que você viveu ate agora. – disse rindo.

- Jasmyn não complique as coisas sim. – pedi educadamente.

- tudo bem, sente-se ai que eu vou pegar os documentos e trataremos do seu pagamento. – disse e saiu para dentro, junto de minha mãe me sentei em uma mesa um pouco afastado mesmo assim os homens continuavam a me observar, Jasmyn voltou e se sentou mostrando uma pasta com vários documentos e me entregou um envelope. – aqui esta o seu ultimo salario e aqui seu honorários e todos os seus direitos. – disse me estendendo outro envelope e alguns documentos, os olhei vendo se estava tudo certo. Não entendia muito das coisas mais pelo menos eu não iria cair em nenhum golpe olhando tudo.

- obrigada. – respondi ao terminar de contar o dinheiro que ela avia me dado.

- acredite Angelike você ainda vai me pedir para voltar. – disse rindo.

- veremos, eu acho que você ainda vai acabar me pedindo ajuda. – disse me levantando em seguida vi Ji Sook adentrando a cafeteria e Jasmyn indo correndo em sua direção.

- senhor Cheong, posso servi-lo? – perguntou se engraçando, Ji Sook a olhou sem graça desviando o olhar e abaixando a cabeça. – senhor? – perguntou novamente, olhei para minha mãe e ela se levantou juntas seguimos ate Ji Sook e Jasmyn.

- vai querer algo aqui? – perguntei atraindo a atenção dele para mim.

- olha como fala com ele garota. – me repreendeu Jasmyn mais a ignorei por completo.

- eu vim te buscar, poderíamos ir a algum lugar. – disse baixo mais o suficiente para Jasmyn ouvir.

- como soube que eu estaria aqui? Você me deixou no shopping. – disse confusa.

- meu pai sempre sabe onde as pessoas estão ele me falou que você poderia estar aqui e como não fui ao shopping talvez pudéssemos sair agora. – disse sem jeito, sorri.

- claro, mas antes podemos levar minha mãe para casa? – perguntei.

- sim, vamos. – perguntou estendendo a mão para mim, a peguei ate por que tínhamos que fingir um relacionamento em publico, olhei para Jasmyn que estava com cara de idiota me olhando e olhando para Ji Sook. Sorri abertamente, puxei minha mãe e nos três saímos daquela cafeteria indo para o carro de Ji Sook atraindo muitos olhares curiosos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e não esqueçam de favoritar e comentar
Até o próximo ^-^
Kiseu (bjs)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...