História 100 palavras a mais, sem resposta... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, IA, Luka Megurine, VY2 Yuma
Tags Ia Rocks, Oneshot, Oneshot Vocaloid, Romance, Songfic, Tragedia, Vocaloid, Vy2, Vy2 X Ia, Vy2 Yuuma, Vy2ia, Yuuia, Yuuma, Yuuma X Ia, Yuumia
Visualizações 10
Palavras 1.058
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Musical (Songfic), Poesias, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Quem me conhece sabe que o VY2 é meu Vocaloid favorito em todo o universo! E ele não é tão querido por muitos. :c Mas ultimamente tenho visto muitas fics em que ele tem um papel legal. E isso me deixa bem animada! C:
Algumas dessas fics são remetentes a música "A Clingy Boy Sticking For 15 Years" do ManbouP com ele, e são bem bonitas, como a história da música.
Eu sempre quis escrever uma fanfic sobre essa música, e hoje, finalmente consegui!

Boa leitura! :)

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction 100 palavras a mais, sem resposta... - Capítulo 1 - Capítulo único

Foram 15 anos para me desiludir, mas para me apaixonar perdidamente por você, menos de 15 dias. Eu desisti de tudo para viver, e desisti da vida por você... Não me arrependo de nada.

Eu passava pela janela do seu quarto e via você sorrindo, com um olhar profundo de paz ao olhar para o céu, sendo ensolarado ou chuvoso. Você sonhava com um universo maravilhoso, encontrou? Me faria muito feliz descobrir a resposta... Ver um sorriso se formar em seu rosto ao dizer "o que você acha?"

Lembro-me, agora, que você também desistiu de tudo, ignorou o mundo, e veio até mim, me mostrando coisas que eu jamais imaginaria sobre a vida, que eu julgava mal até te conhecer. Me ensinou sobre a felicidade, dizendo "qualquer ser tem o direito de ser feliz, porque esse é um sentimento que vem de dentro de todos nós." Ao me lembrar de você, sinto-me feliz, então, acho que você estava certa.

Mas meu peito ainda dói, profundamente... Mesmo que me doa sem que eu possa ver ou impedir, não me arrependo de passar meus dias escrevendo poemas sobre como eu amo você. Mesmo que talvez eles nunca cheguem até você, meu amor por você nunca irá acabar! 

Eu só queria ter... te amado mais, ter mais tempo com você...

Sorriu de lá, acenando de sua janela. Um pouco tímida por nossos olhares se cruzarem por acaso quando passava pela sua casa. Será que foi mesmo por acaso? Assim como foi por acaso eu ter deixado um livro cair em frente à mesma, lhe dando a ideia de guardá-lo até me ver novamente. E assim começou o nosso infiníto...

"Meu cabelo? Eu... eu tingí ele... A cor original faz lembrar de onde eu venho..." Respondi sua pergunta um pouco triste.

"Acho que você fica bem do jeito que quiser. Não podemos apagar o passado, mas podemos seguir fazendo do futuro o melhor por isso!" Essas palavras me marcam até hoje... Por isso minha adimiração por você vai muito além da sua bela aparência de cabelos claros lembrando a luz, e olhos em tons do universo. Me deixava sem fala...

"Aliás... por que só Ia?"

"Isso me faz... lembrar de onde eu venho." Respondeu um pouco séria, logo após sorrindo confortavelmente.

Eu me encantei com você, tudo o que inspirava, tudo o que você era! Tão diferente do meu passado, da minha família... Diferente de tudo! E eu queria muito ficar com você, mas foram tantas coisas...

(...)

"Você não pode ficar com ela! Deixe-a seguir sozinha e volte para nós." Certamente você também ouviu isso...

"Está bem, então. Se não quer me seguir, não há mais nada que eu possa fazer. Seja feliz..." Foram as palavras finais de Mizki antes de voltar para casa. Eu sabia que ela também havia gostado de você, tanto que voltou para te ver. Mas...

(...)

"Você tem que seguir bem... para que possamos nos encontrar outra vez..."

"Não... Não! Como eu vou viver sem você...?..."

"Nee... Yuuma... a vida, o mundo... realmente incrível, não?! Eu... tenho esperanças de que não acabe por aqui" Essas foram suas últimas palarvras... e aí sua mão começou a se soltar da minha, conforme suas pálpebras caiam, e o sorriso continuava intácto...

(...)

Me senti completamente perdido num mar escuro de agonía. A dor de te perder parecia nunca me deixar em paz, eu queria te ver mais uma vez! E dizer o quanto eu ainda sentia... Então, eu passei a escrever sobre você. Você ficaria adimirada em ver que eu poderia escrever um livro inacabável, só contando sobre meus sentimentos por você.

Foram um, dois anos... até que eu percebesse que não poderia continuar vivendo dessa maneira louca, escrevendo noite e dia sem parar. Mas as coisas ficaram pesadas quando, até a sua amiga Gumi, passou a mechamar atenção.

"Olha só o que aconteceu! Você estava escrevendo na hora, não!?" A esverdeada dizia prestes a desabar.

"Eu sei que ela ainda te faz falta, mas você tem que cuidar de si mesmo agora." Luka...

"Pense em como ela se sentiria se visse o seu estado agora." Até mesmo o Gakupo, que foi quem me deu mais clareza.

No terceiro ano, consegui me controlar. E passei a escrever e publicar pela internet, e tudo o que publicava era apreciado apenas fora do país. No quarto, divulgava meu trabalho numa revista, e tudo foi muito bem, até eu tentar compilar meus poemas.

No quinto, escrevi profissionalmente, tendo como fãs mulheres de entre 20 e 34 anos, mas todas para mim eram inexperientes, nenhuma se comparava a você.

No sexto ano meu estado de saúde era péssimo, apesar de não ter nenhum osso ou órgão danificado. A esse ponto, tinha escrito mais de dois mil poemas. Nos dois anos seguintes, eu já estava melhor, e voltei a te escrever, compará-la a tudo o que me vinha.

No nono ano eu me acidentei, e sofri de amnésia por ter um choque na memória. Pensei ter me esquecido até mesmo meu próprio nome, mas meu amor por você não mudou em nada.

Décimo, décimo primeiro, segundo, terceiro, quarto... e minhas memórias ainda não haviam voltado. Mas eu continuei te amando sempre! Esperando uma resposta sua... Os dias foram sombrios e de extremo desconforto, tudo o que eu queria era te ver.

Chegado ao décimo quinto ano, minhas memórias voltaram...

"Yuuma, nós... precisamos conversar com você. Sobre a Ia..." A expressão da minha irmã e de todos ao redor confirmava tudo em que eu mal podia acreditar.

E com isso, eu vi as lágrimas caírem de meus olhos como cachoeiras. Por muito tempo, chorei como uma criança. Eu queria muito poder encontrá-la, mas descobri que eu não poderia mais. Aí lembrei-me das suas últimas palavras...

Posso olhar para a janela do seu antigo quarto, intácto, como era antes de falecer, e assim me lembrar dos momentos de felicidade que tive com você. A melhor coisa que me aconteceu foi conhecer você...! Não posso mais te ver, mas continuo te amando...

Estes poemas escritos do meu amor por você, poderão um dia formar uma escada para o céu, para que eu possa te encontrar, meu anjo? Só o tempo poderia responder isso. Até lá, continuarei escrevendo, aqui, amando você. Por um décimo sexto ano, sem ter uma resposta...

















 

"Henji wa mada konai
              Henji wa mada konai..."




 


Notas Finais


Eu sei, o título tá bem bosta ;-;

Espero que tenham gostado da minha versão! Assim como Servant of Evil, Dark Wood Circus e Alice Human Sacrifice, esta música está ganhando muitas fics.

Quem me conhece também sabe que meu OTP é VY2 x IA, por isdo usei ela no papel da garota. Em uma outra música do ManbouP, o Yuuma dá um anel pra ela, e como IA é a única vocaloid que usa um, eu me aproveito disso e entro na bincadeira.

Abaixo o link da música legendada e as fanfics de mesmo tema que vieram antes da minha.

https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=%23&ved=0ahUKEwjhv4709bbXAhVChpAKHQfIBlEQwqsBCCgwAA&usg=AOvVaw0VTJzWxrN8ZFOD4xbU2nov
@IA_Neko
https://spiritfanfics.com/historia/alem-do-ceu-infinito-10037149

https://spiritfanfics.com/historia/ia-an-angel-in-the-life-of-a-poet-10299834
@L__Lawliet
https://spiritfanfics.com/historia/por-que-nao-responde-minhas-cartas-10883159


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...