História 1000 dias - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Hopega, Jsuga, Yoonseok
Exibições 247
Palavras 762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


uau, 260 favoritos!!! muito obrigada, nunca imaginei esta atenção toda <3

Capítulo 16 - Esforço.


93 dias antes.

 

Min Yoongi era o pior cozinheiro do mundo. Aquele título ele mesmo havia lhe oferecido. Sempre tivera aquela fama. Por mais que tentasse, nunca seria bem sucedido no ramo alimentício.  

- Como está? – Perguntou ao melhor amigo que comia os biscoitos com uma careta.

- Ah... hyung... – Sorriu falso e bagunçou os cabelos do outro. – Está uma merda.

- Ah, vá se foder, Taehyung...

Bufou e se sentou, apoiando o queixo sobre as mãos para observar os biscoitos de aparência horrorosa. Estavam ressecados e queimados, mas pensou: “não devem estar assim tão horríveis, não?”.

Naquele dia, passou mal como nunca antes.

 

...

 

180 depois.

 

Em um de seus encontros, Yoongi trabalhou duro em fazer algo que fosse comestível. Queria agradar ao outro, mas nunca fora uma pessoa muito criativa ou até romântica. Então, para isso, passou a manhã inteira devoto à cozinha, esperando o relógio marcar as prometidas duas da tarde. Naquele dia Hoseok tinha aulas especiais, por isso só poderia chegar àquele horário. Sentia o coração ansioso, e odiava aquele tipo de sentimento, o único sentimento que denunciava o quanto que estava gostando do mais novo.

Yoongi nunca, nem em mil vidas, admitiria que fez aquilo com seu maior esforço ou até mesmo que se importava. Mas, na verdade, no fundo, sempre se importou.

Estava sentado à mesa que havia prontamente arrumado com um único vaso branco com uma rosa vermelha e encarava a comida recém-saída do forno. O frango parecia apetitoso, sem um aspecto queimado, nem nada. Sentia o peito vibrar de excitação.

Quando ouviu a campainha, praticamente correu os metros entre a mesa e a porta e a abriu, logo depois fechando a cara e fazendo a habitual pose de sério.

- Boa tar-

Foi interrompido por um selinho suave. Mal teve tempo para fechar os olhos, só observou os olhinhos felinos de Hoseok fechadinhos e o biquinho de seus lábios tocando os seus. Sentiu as bochechas arderem e apenas pediu para que o outro entrasse, e assim o mesmo o fez.

- Ah, que cheiro bom, Yoongi! – Exclamou, deixando a mochila no sofá. – Quando disse que iria cozinhar para mim, não pensei que fosse realmente-

- Bem, eu cozinhei, certo? – Revirou os olhos e tirou o avental que nem percebia que ainda usava.

Se virando de costas por uns segundos, checou o hálito e ajeitou a franja. Fedia a frango e isso fez com que bufasse intensamente, mas apenas ajeitou o suéter verde e se sentou de frente para o outro.

Quando ia começar a comer, Hoseok podia notar que era fitado fixamente. Não que odiasse aquilo, não era todo dia que recebia aquele tanto de atenção do mais velho. Yoongi segurava o rosto com as duas mãos e o olhava com os olhos brilhando.

Não era para menos, ele nunca havia cozinhado para alguém de quem gostasse.

E mais ainda, nunca havia gostado de alguém até aquele tanto.

- Bom, vamos provar isso aqui.

Enquanto mastigava aquilo, notava o frango um pouco cru e os temperos muito fortes, mas controlou a careta ao máximo e apenas sorriu. Ergueu o dedão em sinal de positivo e acariciou os cabelos de Yoongi, nunca ato quase familiar.

- Isso está muito bom.

- É sério?!

Os olhos de Yoongi mais se assemelhavam aos olhos de uma criança ao ganhar um novo brinquedo ou ver algo que gosta. Naquele momento, olhando o mais novo e recebendo aquele elogio, se sentia assim mesmo, uma criança. Hoseok, após comer, tocou nas mãos do outro e sorriu terno, agradecendo num murmúrio.

Levantou-se e deixou o prato sobre a pia e Yoongi sentia o coração mais agitado, feliz, quase.

- Yoongi.

- Hm?

Hoseok beijou seus lábios com cuidado, deixando o gosto meio esquisito do frango se misturar. Yoongi fez careta, mas esta não durou muito, pois amava os beijos do mais novo e não era sua má culinária que iria estragar aquela sensação. Agarrou a mão em suas bochechas e apertou de leve.

- Se você continuar sendo assim... – Apertou as bochechas do outro, que franziu o cenho. – tão fofo... eu vou acabar me apaixonando, você deve lidar com as consequências.

- Ah, Hoseok...

Tentou se virar, mas antes disso o outro o roubou mais um selinho e sorriu-lhe, recebendo uma reclamação baixinha e logo mais um sorriso acanhado.

 

 

 

 

- Eu sei que não estava bom.

- Mas estav-

- Era um teste. – Murmurou.

Hoseok desviou o olhar, embaraçado.

– E se você foi capaz de sorrir mesmo depois... da minha culinária... acho que... acho que você passou. Obrigado por isso, Hoseok.

 


Notas Finais


Min Yoongi sou eu :( Vem cá, a dose de fluffy dessa fic tá boa? Vocês estão gostando? Às vezes me pego pensando nisso.

Me desculpem pelo atraso de um dia, ou foram dois? Eu tive minha última avaliação hoje e ontem passei a noite pintando.q É síndrome do artista esquecer da vida enquanto pinta.q

Espero que tenham gostado e até!~~

toma a musiquinha da minha filha: https://www.youtube.com/watch?v=0rRVvLNwaAk <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...