História 124 edição dos jogos vorazes - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Exibições 57
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Conheça os tributos do distrito 4.
O famoso distrito da pesca e de carreiristas letais e mortais

Capítulo 4 - Colheita do distrito 4


Fanfic / Fanfiction 124 edição dos jogos vorazes - Capítulo 4 - Colheita do distrito 4

JOHANN MIKE:

Acordo logo de manhã, deve ser umas 6 ou 7 da manhã, porém ja estou no mar com meu barco e recolhendo algumas redes de pescar quer armei ontem, até que conseguir varios peixes, o suficiente para vender e para alimenta minha família também. Desamor a última rede e remo na direção da praia do distrito 4 . Até quer olhando daqui da praia o distrito 4 e bonito, isto ser não for o mais belos de todos. Eu era acustumando a olhar o nascer do sol com meu irmão mais velho chamado Marcelo, mais infelizmente ele foi morto no ano passado na arena.

Marcelo tinha tudo para ganhar  ,ele ate chegou na final, mas foi burro e se deixou levar por uma vadia do distrito 1 ,Como eu a odeio, como eu quis matará e ainda quero  ,ela usou meu irmão e depois o matou de uma forma cruel e humilhante. Bom logo ira fazer um ano q ele morreu e eu fkei responsável pela pesca, já que meu paí so fica com a parte da venda e dos negócios.
Não é quer meu paí seja um aproveitado ou outra coisa, e sim que eu gosto de pescar, isto me acalmar de certa forma.

Logo levo os peixes para a casa, chego e colocou tudo no tanque para minha mãe e algumas empregadas de meu pai limpa. Subo e tomo um logo banho, meia hora depois saiu só de toalha e dou de cara com Mari no meu quarto.

-Quem deixou vc entrar aqui?

Pergunto sério e com raiva ,alias ela sempre faz isto. Não sei porque, só sei q alguém deveria ensinar bons modos para esta garota, alias néh sei como ela conseguir entrar e sair do meu quarto sem niguém ver. Ainda olhando para ela e esperando minha resposta, Mari sorrir e responder de um jeito sarcástico.

-Niguém,eu entrou aqui a hora que eu quiser anão de jardim, alias estão te esperando na academia para fala quais serão os 20 aptos para a colheita.

Olho para ela serio e fecho minha cara, poxa so porque tenho 14 anos ela fica me zoado, sabendo q irei crescer mais que ela um dia, ainda parando apontou com uma das mãos na direção da porta do meu quarto enquanto com a outra eu seguro a toalha.

-Ok maninho eu ja estou de saída. Alias tudo em você e pequeno!

Mari fala e logo sair correndo. Mais que raiva vey, como ela fala isto, dou um soco na parede e em seguida caminho ate o meu guarda roupa, pego e me visto com uma roupa qualquer, não ligo para roupas, dinheiros ou algo do gênero ,nunca liguei. Meu pai sempre fala q sou um anjo, as vezes eu concordo com ele, so fkei mudando quando Marcelo morreu.

Saiu correndo do meu quarto e corro pelas ruas do distrito 4 ate chegar a minha academia, sou o último a chegar e logo vejo Mari ensolarada em um canto, corro ate ela e me sento, logo depois Seles uma de nossas vencedoras e mentora deste ano começa a falar os nomes das 10 aptas paras os jogos, e o primeiro nome e de Mari, olho para Mari e vejo uma expressão do tipo "Foda-se vadia".

Logo Seles começa a falar os nomes dos garotos e eu estou entre eles, na verdade sou o 7,Bom quando vc e apto do distrito 4,2 ou 1 niguém pode ser voluntária em seu lugar, resumo se vc for escolhido e for uns dos 10 aptos vc vai para a Arena e ponto.

Logo eu e Mari saímos da academia e caminhamos ate a praça

-Parabéns Mari por ser a primeira das aptas em nossa academia

Mari me olhar com um olhar de nojo e falar

-Anão isto e só um jeito de eu morrer mais rápido ok. Alias irei morrer de qualquer jeito mesmo

Mari força um sorriso e suspira

-Parabéns a vc, vc so tem 14 anos e também e um dos aptos

Quando vou responder Mari ela entrar na fila para coleta de sangue, vou para, outra fila. Logo vejo mari sumir para a fila das garotas de 18 anos, como ela e linda, pena q ela nunca me dará bola, logo sou tirando de meus pensamentos com uma picada dorolida em meu dedo.

-Em

Grito enquanto um homem me olhar com cara de deboche e fala sorrindo

-pode ir bebê chorão

Levo o dedo a boca e saiu, caminho ate a fila dos garotos de 14 anos e fkou olhando para o palco. Logo vejo Kelly subir ao palco e depois a prefeita e também os vencedores do nosso distrito, Kelly começa a fala e logo depois coloca os filmes das guerras. Dou graças a Deus quando o bendito filme acabar e Kelly começa a andar em direção a esfera de vidro com os nomes da garota, a mesma tira vários papéis de la e em seguida escolher um. Logo depois ela vai ate a esfera com o nome dos garotos e faz o mesmo. Kelly andar ate o microfone no meio do palco com os dois papéis e abrer o primeiro.

-E a nossa campeã e Mari Grey

Meu corpo gela na hora, começou a suar frio enquanto vejo mari subir ao palco como uma boneca indefesa.logo Kelly abrer o segundo papel e chama.

-Johann Mike, este e o nome do nosso campeão

Quando escuto meu nome tudo começa a gira, porém preciso ser forte e começo a caminha em direção ao palco, aonde mari esta. Escuto gritos a alguns metros, então olho para trás e vejo minha mãe aos berros e meu pai há segurando com força. Tento ser forte e subir no palco, mais tudo volta a gira e apago.

MARI GREY

Não acredito quer irei para a arena com meu maninho. Não acredito q ele desmaiou, sera q ele está bem?

Penso enquanto ando de um lado para outro nesta sala, só paro de andar quando a porta se abrer e o paí de Johann entrar, penso em pergunta várias coisas mais ele logo começa a falar.

-Mari o Johann esta bem, e minha esposa dopada de remédios. Bom eu não quero quer vc morra para salvar meu filho mais também não quero que ele morrar.

Quando vou abrir minha boca sou cortada por mais palavra

-Fkei sabendo quer um Ruan estara nos jogos. Por favor mateio

Escuto com atenção e balaço a cabeça em sinal de sim. Logo senhor Mike sair da sala e uma pacificadora entrar e me conduz ate um carro, não vejo johann nele, e logo depois sou empurranda para dentro do trem.


Notas Finais


Quais tributos vcs querem quer morra e porque?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...