História 13 Anos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel
Tags Comedia, Romance, Violencia
Visualizações 11
Palavras 1.847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Escolar, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Riacho


Fanfic / Fanfiction 13 Anos - Capítulo 4 - Riacho

Castiel On

Minha mãe entra no meu quarto com uns papeis em mãos,seus olhos estavam completamente tomados pela raiva

-Castiel quando ia me dizer sobre isso -Pergunta mostrando os papeis.Porra ela fusou meu escritório de novo

-São papeis?-Pergunto irônico

-Sim.Esses papeis dizem que Lindalva Portela Da silva já pode ser devolvida -Diz ela quase esfregando os papeis na minha cara -Por que não me mostrou isso?Isso é do ano passado 23 de FEVEREIRO

-Eu já disse para não fusar meus escritório -Digo bravo

-Não importa,você deveria ter me mostrado.Já era para ela ter ido para casa a TEMPOS -Ela passava as mãos no cabelo e andava de um lado para o outro,seus saltos pareciam marretas no chão

-Mãe para de andar assim,vai furar o chão -Digo

-Como pode fazer isso Castiel!Você errou feio,por que não mandou ela de volta?-Ela diz se sentando em uma cadeira e respirando fundo -Ela tem mãe Castiel,ela tem familia ela tem vida,Você tem que devolver  ela

Respiro fundo estressado

-Filho -Ela fala mais calma -Por favor,manda ela de volta.Eu amo aquela garota,ela é um doce de menina...Eu quero o bem dela

Ela começa a respirar gravemente

-Ela tem 15 anos,daqui a uns tempos ela fará 16.Meu filho você tem 19 anos,Tenha maturidade por favor -Ela ordena

-Tá mãe tá-digo sem paciência

-Olha...Você acha que não percebi,mais eu vejo o jeito que sai do quarto dela.Sempre sai com um brilho inconfundível  no olhar,você nunca mais reclamou quando eu pedia para você levar a comida dela.Você acha que eu não percebi mais já encontrei meias,sapatos,jaquetas suas no quarto dela

Fico quieto e sem reação

-Você acha que eu não sei que dorme com ela sem ela saber quando esta bêbado?-Pergunta -muitas vezes eu já vi você entrar no quarto dela

-Mãe  acha que eu transei com ela?Não eu não transei.Não sou tão nojento assim a ponto de obrigar alguém a isso -Digo estressado -Já chega

Ela se levanta e vai a porta

-Espero que faça a escolha certa...Pelo menos dessa vez -Diz e logo sai

Me jogo na cama olhando as folhas de outono caindo em cima da grande janela no telhado .Aff por que ,que tudo tem que ser tão difícil?Foi um erro tudo isso,desde o sequestro até o dia que eu não a mandei embora.Eu não precisava dela,Não era ela quem eu queria...Mais desde o momento que a vi eu não queria deixa-la ir embora,eu não gostava dela,Mais eu me sinto bem perto dela,me sinto com vontade de protege-la e toda vez que durmo ao seu lado eu me sinto em paz com o mundo todo,eu me sinto renovado,eu me sinto um homem de verdade.Meu pai sempre disse "se acha que esta amando alguém você não pode tentar dizer ao contrário.Por que no fundo você só ta tentando se enganar"

-Pai será que é isso mesmo? -Pergunto-Será que eu gosto daquela pirralha?

Me pego falando sozinho

-Porra alem de fudido to louco -Digo

Eu estava pensando em  levar Linda para a cachoeira aqui perto.O único lugar que ela foi alem do quarto dela,foi o jardim.É isso vou leva-la para a cachoeira.Me levanto e tomo um banho coloco uma roupa e vou para o quarto dela,vejo o quarto vazio

-Lindalva?- a chamo e escuto ela chamar na varanda

-To aqui na varanda-Ela diz e vou em direção a varanda.Vejo a mesma mexendo em uma das flores que enfeitava o lugar deitada de barriga para baixo no chão.Ela batia os pezinhos um no outro e segurava o queixo com uma mão 

-Ah Lindalva eu queria saber se você não quer sair desse quarto um pouco?-Pergunto ela se vira me olhando e se levanta

-Hum?

-É eu queria te mostrar um lugar-Digo a ela

-Sim,sim eu quero -Ela diz com animação na voz

-Tudo bem,se arrume eu te espero lá fora -Digo e volto ao quarto me sentando na cama.Ela pega uma roupa no closet e vai ao banheiro,ela volta com um short jeans escuro ,uma blusa branca tomara que caia com renda e com uma sandália simples 

-Vamos?-Pergunta ,Ela estava muito linda naquela roupa,ela marcava muito bem seu corpo  e empinava mais seu bumbum.Ela é tão simples mais tão bonita,assinto e vamos junto até a porta

Andamos uns minutos para chegar até a cachoeira.Ela era perfeita,Dava para ver o por do sol

-Nossa -ela olha a correnteza do lago indo a cachoeira admirada -Isso é lindo

-É eu adoro vim aqui -digo

-e por que não vem?-Pergunta tocando nas árvores 

-Digamos que eu sou muito ocupado.Eu venho aqui para descansar -digo,olho a mesma e ela colocava a mão na água e olhava sorrindo para as águas tão cristalinas que dava para ver as pedras,me sento na grama e fico a olhar,seus lindos olhos castanhos brilhavam ao olhar as águas.Ela volta e se senta ao meu lado

-eu sempre ouvi barulho de água mais não achei que seria isso aqui -Diz admirada

sorrio ,fico a olhando e observando sua beleza como ela pode ter esse auto controle sobre mim?Me deixa bobão

-Ei oque está olhando -Ela olha para o lado tentando encontrar oque eu estou olhando e depois volta a me encarar confusa

-Ah nada desculpa,eu sai da terra por um minuto -Digo meio envergonhado

-Posso te fazer uma pergunta? -Ela fala

-Claro -digo

-Um dia eu vou,voltar?-Pergunta,respiro fundo e encaro o chão procurando a resposta perfeita

-Olha...eu não sei,isso não depende só de mim -Digo,depende do meu coração,não aguentaria ficar sem ela -Desculpe

-você precisa de mim?-Pergunta

-Não -Digo 

-Então por que não me deixa ir embora? -Diz triste

-Eu não sei -Digo -Sinto que eu não posso deixa-la ir

Ela respira fundo.Ficamos em um silêncio constrangedor 

-Olha me desculpe eu ainda procuro as respostas certas -digo -Não queria te magoar

-Tá tudo bem,não precisa se preocupar -Diz -Esquece essa história

Sorrio nervoso

-Ta bom -Ficamos paralisados,um olhando o outro eu encarava sua boca.Fomos nos aproximando devagar,já dava para sentir a respiração dela.Mais ela pisco algumas vezes e logo se afastou

-E-eu vou ver o lago -Diz e sai tensa e rápida,por que ela sempre foge de mim?Será que gosta de mim e não quer se apaixonar,ou não gosta de mim e quer me ver longe dela

Ela senta a beira do lago e fica olhando ele ,fico a observando tão linda.Ah Linda, por que faz isso comigo?Por que me deixa assim morrendo de vontade de te-la mais sempre foge?Eu não quero machucar-te quero amar-te. Eu Te Amo

Seus olhos eram tão hipnotizantes ,me levanto e fico na beira do lago igual a ela,ela sorria feito boba olhando a água levar as pedrinhas cintilantes ao sol

-Olha eu sei que não posso me meter mais eu vou-Ela se senta no chão e tira as mãos dá água -você não trata sua mãe como deveria,Ela te ama muito e tem uma vontade imensa de todo dia ouvir um eu te amo de sua boca ou um ato de carinho

-Está me dizendo oque fazer?-Pergunto

-Não,estou te dando uma dica,ela olha para você como...Se tivesse vendo um anjo-diz -O jeito que ela fala de você para mim te perdoar...Você tem que valoriza-la mais

-Quem é você para me dizer oque fazer?-Pergunto,ousada

-Sou a pirralha mal educada que foi sequestrada a 3 anos atras.E que agora ta tentando te falando para valoriza-la mais -Ela diz com uma tranquilidade incrível -Ela não será para sempre

Ela não é nada minha para se meter assim na minha vida

-Olha isso não é problema seu-Digo rude

-Valérie é minha amiga,e eu faço de tudo por ela...querendo você ou não-Ela diz me olhando friamente e intensamente,nossa que vontade de...Beija-la

Balanço a cabeça e me levanto rapidamente,mais quando viro as costas ouço um barulho de água e um grito.Me viro e vejo que Linda caiu no riacho merda a derrubei 

-Lindalva-volto e entro no riacho dando a mão a ela

-eu não preciso da sua ajuda-ela diz se levantando e tirando a água do rosto,a água a derruba de volta

-Vem logo garota-digo sem paciência ,ela se recusa-Se você não vim eu vou ai te pegar

-Nem vem eu saio sozinha-Diz ela,mais estava quase indo embora com a água

Entro na água e a pego mais a água estava forte,porra .Linda quase foi junto com a enxurrada mais a agarrei forte fazendo ela se gruda em mim,Minha Santa Afrodite deusa do Amor,Esses olhos se prenderam aos meus de uma forma tão intensa tão...Apaixonantes que me fez automaticamente colar ela mais em mim

-Desculpa-Digo ,sua respiração estava esquentando meu rosto 

Eu só conseguia encarar seus lábios,seus lindos lábios carnudos e lisos portando uma cor amorenada ao redor e uma cor mais clara no meio.Meu Deus eu nunca reparei em pequenos detalhes assim em uma garota,não tem como não reparar nesses pequenos detalhes de Linda

Nossos rostos estavam tão próximos ,ela se segurava em mim de uma forma meu coração batia forte igual o dela,eu percebi o seu desejo pelo jeito que ela me segurava.Aos poucos eu já sentia seus lábios prazerosos encostando nos meus e já pude sentir seu hálito doce,finalmente pela primeira vez eu estou realmente pulando de entusiamos por dentro

Seus lábios eram doces,seu beijo era quente.Com certeza é seu primeiro beijo,então vou fazer ela se surpreender e não se arrepender de me beijar,beijo com paixão ardência com tudo que ela tem direito tudo corria lentamente ela era mágica seu beijo era prazeroso.Peço passagem e ela deixa ,exploro cada canto da sua boca mágica.Que mulher é essa?

Coloco uma mão em sua nunca e continuo segurando sua cintura,Aos poucos fui descendo minhas mão até seu quadril e foi ai que eu errei,ela parou o beijo

-eu acho melhor nos separarmos-diz ofegante e envergonhada,como ela consegue ser tão fria,autoritária,mais tão doce,tão chamativa,tão simples,tão bonita.Coloco a mão atras do pescoço e com certeza estou corado e sem jeito

-eh...Eh...Desculpa foi automático eu não queria...-Digo sem palavras,mais com um olhar ela conseguiu me entender

Saio do riacho e dou a mão a ela mais ela ignora.Ela tira a água do cabelo, fico olhando e percebo que a sua blusa branca é transparente e dava para ver seu sutiã rosa bebe e o contorno dos seus seios.Bom pela essa simples vista e já estava excitado e o amigo aqui em baixo se agitou 

-Vamos?-Pergunta envergonhada e com o olhar baixo,balanço a cabeça me livrando desses pensamentos travessos e começo a andar com ela me seguindo

No meio do caminho percebi sua pele arrepiada,tirei minha blusa e coloquei nela .Ela me olha como se dissesse que não deveria ter feito isso mais do de ombros 

(...)

Minha mãe ta dizendo alguma coisa que não estou escutando,estou nas nuvens pensando naqueles lábios adocicados

-Castiel,me escuta-Diz ela alto me tirando do transe,olho para ela brava mais a mesma da de ombros-Amanhã a noite terá um encontro de trabalho com o Sr.Swann e você precisara de uma acompanhante,escolha uma rápido

Ela anda pela porta

-E não escolha aquela galinha da Debrah,ela não tem classe-Fala com desprezo e nojo

Debrah é passado mas minhas mãe tinha que tocar nesse assunto merda.Tenho que pensar em algo rápido...Já sei em quem convidar



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...