História 13 Anos - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel
Tags Comedia, Romance, Violencia
Visualizações 9
Palavras 2.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Escolar, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Noite


Acordo com algo em cima de mim,me viro e vejo Dragon cachorro do Castiel com as duas patas em cima da minha cintura e com o corpo na cama

-Oi negão-É o jeito que chamo ele,ele abana o rabo e me olha com a língua para fora -bom dia bebe

Ele tenta me lamber mais não deixo muito

-Dragon -Alguém o chama ,é  ruivo

Ontem foi constrangedor eu que sempre odiei ele deixei ele me beijar e ele quase que toca na minha bunda,abusado.Mais não posso mentir que meu primeiro beijo foi bom,eu sempre achei que ia ser um selinho mais não, foi beijo de língua mesmo.O ruivo entra 

-Ah,é você já acordou-diz meio encanhado ,abaixo o olhar o clima ficou meio constrangedor desde ontem -Eu só vim pegar o Dragon

Dragon sai de cima da cama e vai em direção a Castiel,o ruivo estava prestes a sair do quarto mais ele volta

-Am...Lindalva é...-Ele esfrega a mão no pescoço ,parecia bem nervoso-Eu tenho um encontro mais tarde e,eu não tenho acompanhante e preciso de uma...Você gostaria de ir comigo?

Fico surpresa com o pedido

-Olha eu acho melhor não-Digo

-Linda por favor,é hoje a noite e seria meio deselegante para os meus negócios eu aparecer desacompanhado

Ele me chamou de Linda?Ele nunca usou apelidos em mim.Fico um pouco em silêncio,pode dar algo errado

-Tudo bem,eu te acompanho-digo receosa,ele sorri agradecido e sai.Nem para agradecer

(...)

Depois de muito tempo Valérie termina meu penteado,gente para que isso tudo?

-Querida você esta maravilhosa-Ela diz de boca aberta-Ainda bem que Castiel convidou alguém que preste,finalmente

-Alguém que preste?-digo confusa

-É ele só levava aquela biscate da Debrah,aquela garota só fez meu filho sofrer-Diz Valérie com rancor e raiva -Mais isso não importa,vamos você precisa ir

A sigo até a sala da casa,onde vejo o ruivo sentado de qualquer jeito no sofá mexendo no celular

-Castiel tira o pé do sofá ,vai suja-lo-Reclama dona Valérie o ruivo olha para nós e volta a olhar pro celular mais olha de volta hipnotizado.Fico envergonhada pelo jeito que ele me olhava parecia que via algo valioso em sua frente

Ele se levanta e guarda o celular,o terno preto azulado caia tão bem nele.Vem até mim e da o braço,passo meu braço por baixo do seu e andamos até a porta

-Se cuidem ,cuida bem dela-Diz Valérie,Ela tinha que falar isso -Querida eu não estarei aqui quando voltar

Ela iria pega o avião para ir aos seus desfiles de moda

Respiro fundo e despercebido e vamos andando até um carro preto 

-Calma,não precisa ficar nervosa-Ele diz como se lesse minha mente

Sorrio falhado

-Eu estou calma-digo,mentira

O trajeto foi silencioso,nunca imaginei que a França seria tão bonita para falar a verdade eu nunca sai daquela casa a três anos,eu não tirava os olhos da janela e ai o carro vai ficando devagar e parando em frente a um prédio enorme e todo detalhado em dourado vidro preto e mármore

-é aqui?-Pergunto apontando e ele assenti tirando o cinto ,eu já iria abrir a porta 

-Deixa que eu abro pra você-Ele diz gentil e sai do carro,nunca o vi assim

Espero e o mesmo abre a porta do carro para mim,coloco meu braço por baixo do dele e andamos em direção ao local.Um homem acena com a cabeça para ele e abre a porta mostrando várias pessoas Chics e arrumadas ,portando jóias lindas e caras,Bebendo champanhe.Todos olham para nós e logo um homem moreno vem em nossa direção

-Ola Adms,que bom que veio-Diz ele sério,Castiel Balança a cabeça devagar e olha para ele como se quisesse sair correndo dali -Sua namorada?

Pergunta ele me dando um sorriso

-Não, é só minha acompanhante-diz Castiel observando cada movimento dele,ele pega minha mão e a beija e Castiel esta com um olhar matador,nossa para que isso tudo?

-Quel est votre nom? -Pergunta ele

Olho para Castiel

-Ela é Brasileira Swann -diz Castiel 

-Oh Brasileira que ótimo ,bem que você não parece Francesa -Ele da uma meia risada -Como é seu nome?

-Lindalva-Do um meio sorriso

-Lindalva você é Carioca?-Pergunta e assinto -Adoro Cariocas,esse sotaque é ótimo.É uma das únicas coisas boas do Brasil

Tá eu me senti ofendida,ele também é Brasileiro.Seguimos ele até uma mesa onde tinha uma menino, uma menina,e uma mulher loira .Eles olham para gente,a loira mais nova dá um sorriso animado e o loiro olha para mim com a boca entreaberta

-Querida essa é a Lindalva acompanhante do Sr.Adams .Ela é Carioca -Diz ele se sentando ao lado da mulher loira

-Carioca,prazer Lindalva-ela diz me olhando indiferente -Finalmente achei algo bonito do Rio

Diz ela bebendo um pouco do champanhe ,nossa que esnobes

-Obrigada-digo

-Esses são meus filhos,Nathaniel e Ambre Swann-Ele diz apontando para os dois,a loira me olha exibida e o loiro me da um sorriso gentil.Eu percebi o incomodo de Castiel

-Que bom te ver sem aquela outra Cast,agora poderemos ficar nos olhando-diz a loira com o sotaque meio brasileiro e meio Frances  o olhando com paixão e ternura,aff

-Eu estou acompanhado Ambre e devo respeito a minha acompanhante -Diz ele com uma ponta de rudez,A loira me olha com raiva e fica emburrada 

-Co licença-Ela se levanta e sai pisando duro,ela pega uma taça de champanhe e sai apressada para fora do local

-Perdoem minha filha -Diz o homem,eu e Castiel nos olhamos e desviamos o olhar 

O jantar passou bem,Castiel e o Swann converçaram sobre negócios e a tal Ambre não apareceu mais.O loiro as vezes me olhava mais desviava o olhar quando Castiel percebia,sua mãe manda um olhar a ele e o mesmo abaixa a cabeça .Logo os Swanns saem para dançar e Castiel me chama para dançar também no começo neguei mais depois eu não tinha mais saída,olho para a mesa e o loiro saiu 

-Você esta tenso esta bem?-Pergunto ao ruivo

-Estou sim-Ele diz sorrindo,logo ele me aperta mais contra seu corpo.Meu Deus estamos colados demais 

E foi ai que eu entendi o por que ,eu vi o loiro olhando para mim com um olhar tímido e inocente,suas mãos pesadas seguravam minha cintura de uma forma delicada.É difícil pensar isso de Castiel ele costumou ser bem rude ou frio nestes últimos 3 anos.Depois de um tempo  Castiel já tinha me soltado um pouco eu já estava mais longe de seu corpo,e logo vejo uma mão tocar o ombro do ruivo que olha para traz,ele começou a me apertar mais contra ele.Olho por cima de seus ombros e vejo o loiro

-Permita-me?-Pergunta ele com o sotaque meio Brasileiro e meio Frances assim como o da loira,o ruivo olha para mim e seus olhos estavam tão escuros.Ele olha para os pais do loiro que olhavam para a gente curiosos e depois volta a olhar para o loiro e me solta receoso

-quer dançar com ele?-Pergunta ele meio nervoso e firme

-E-eu não vejo problema-Eu disse meio gaguejando e meio receosa,pelo seu olhar ele deve estar morrendo de raiva.Agora do que?

Ele me entrega a Nathaniel que me da um sorriso gentil e doce e me pega levemente,Retribui o sorriso

-Se quiser que eu pare é só falar-Ele diz,e sorrio

Começamos passos lentos e suaves ,o loiro era tão delicado ele me olhava com uma profundidade que ardia.Olho no fundo do seus olhos mel,eu percebi o olhar matador de Castiel,ele fuzilava Nathaniel com os olhos.Acho que ele tem medo de eu contar alguma coisa

-Você e Castiel se conhecem de onde?-Pergunta

Pensa,inventa uma mentira 

-eu...A sua mãe me apresentou a ele um dia-digo -E vocês se conhecem só de negócios?

-Não,estudamos juntos-Ele diz-Digamos que nunca nos demos muito bem

-Ah,e a sua irmã tem algo com ele?-Saiu da minha boca sem permissão

-Não,ela é apaixonada por ele desde criança quando ele arrumou uma boneca para ela-Ele diz com um olhar de arrependimento -Mais ele nunca passou disso

Assinto devagar

-E você quando veio para França?-Perguntou 

Não esperava por essa

-É...Um sonho de infância Ano retrasado-Digo

-Hum,e gosta daqui?-Pergunta

-Sim-Digo,droga pare com as perguntas por favor

-Você es muito bela Senhorita Lindalva -Diz me olhando carinhosamente

-Obrigada-Digo -Mas pode me chamar só de Lindalva

-Filho-Vejo o homem moreno tocar em seu braço e mandar um olhar assustador que fez Nathaniel ficar meio pasmo,até eu fiquei

-Vamos-ele me acompanha até mesa,me separo dele e sento ao lado de Castiel,que parece ter relaxado mais

Depois de Discursos sobre,empresa,negócios e tals ,Coisa que não entendo Castiel foi assinar alguns papéis,ficamos mais um pouco e depois fomos embora.Castiel estava meio frio,entrei no carro com ele e o mesmo segurava o volante forte e respirava um pouco rápido,chegamos e o mesmo abre a porta para mim meio rude e não me estende o braço,não falo nada.Entro na casa e vou direto para o meu quarto mais ele me pega pelo braço me fazendo olha-lo,ele estava completamente tomado pela raiva

-Você contou alguma coisa para ele?-Perguntou pausadamente

-Não-Digo sem demostrar medo algum

-Oque ele te perguntou?

-Ele me perguntou quando vim para França,e como nos conhecemos-Digo 

-Oque você falou

-Menti,disse que te conheci pela Dona Valérie, e que cheguei no ano retrasado -digo estranhando,ele é bipolar?Uma hora esta de bem com a vida,outra hora esta de mal com tudo-Agora pode me soltar?

Ele aperta um pouco e segura outro braço

-Escuta,se eu souber que você falou alguma coisa -Ele aproxima seu rosto do meu-Você já pode imaginar no que eu sou capaz de fazer

Diz de um jeito assustador 

-T-ta eu não falei nada-digo ,sim me deu um pouco de medo ele estava tão frio,tão bravo 

Ele me solta devagar Respirava rápido,Olho para ele indiferente e me viro indo para meu quarto,garoto louco

(...)

Eu estava dormindo até sentir alguém me cutucar e me chamar

-Linda,Linda-A pessoa me chacoalhava e dava uma risada serena

Acordo devagar e vejo um par de olhos cinzas me olhando com uma intensidade

-Oque esta fazendo aqui?-Pergunto me sentando e esfregando os olhos enquanto o ruivo me observava

-Linda eu preciso te pedir desculpas -ele diz lento e desengonçado estava bêbado

-Você bebeu?-Pergunto

-Só um pouquinho-Ele diz ,olho o relógio em cima da cama e são 03:20

-Nossa,Se chegou essa hora?-Pergunto

-É ,eu acho que exagerei na bêbida-diz ele-Não,não o Lysandre que é foda.A menina foi chegando perto dele e ele so encanhado naquele maldito bloquinho

Ele ria

-Quem é Lysandre?Oque você esta falando?-Pergunto

-Então oque eu estava falando mesmo?...Ah é mesmo,desculpe Linda-diz ele com os olhos brilhando-Eu não deveria ter feito aquilo com você eu fui um Idiota,Babaca tudo tudo,olha eu não te mereço você precisa e algo melhor.Olha para mim

Ele abre os braços

-Eu sou um pedaço de porra imunda que não serve para nada.Você é linda e será alguma coisa na vida-Diz ele-Deixa eu te contar aquele professor da em cima de você.Ah se ele der eu arranco a cabeça dele fora

Nunca vi um elogio sair da boca dele para mim,com certeza esta bêbado

-Você não ta bem-Digo

Me levanto da cama e vou em direção a ele,que tinha o olhar fixo em mim eu não entendi até perceber que estava com um pijama curto,pego um roupão cinza que Valérie tinha me dado e coloco

-Ow nossa-Ele diz travesso e desviando o rosto

-Você não quer ir tomar um banho?-Pergunto

-Banho?Com você? -pergunta

-Não comigo,só você o box e o sabonete -Digo

-Só aceito se você me esperar do lado de fora do box-Diz animado

-Não Castiel,é acho melhor não -Digo

-Anda vamos,eu já tiro a roupa aqui-Diz tirando a camisa mais o paro

-Não,Não,Não,Não,Não-Digo-você ta muito mal não tira a roupa e...

Droga oque eu faço

-Linda eu só vou para o meu quarto se você me perdoar-diz com um olhar de cachorro pidão

-Ta,ta eu te perdoo agora vamos-digo o levando para a porta

-Nossa mano amanhã eu vou querer me jogar da varanda por estar fazendo essa cena-diz ele rindo

-Por que seus amigos não veem levar você em?-Pergunto

-então eu até iria sair de volta mais antes passei aqui para te pedir perdão -Diz,não tem nada a ver com oque eu perguntei

(...)

Depois de leva-lo para o quarto dele tomar banho,ele voltou com só uma calça ,respiro fundo olhando aquela cena daquele tanquinho

-Eu peço desculpas de novo,pelo jeito que te tratei,pelo jeito que cheguei te tirando do seus sono,pelo jeito que eu fui...Um babaca-Diz

-Ta eu te perdoo,agora eu vou voltar-digo me levantando e indo até a porta ,desço e vou para o meu quarto

Eu já estava prestes a pegar no sono mais ai eu ouvi a porta se abrir,Oque ele quer?Sinto a cama se afundar atras de mim e me viro lentamente,olhando o ruivo surpreso e tentando fazer um olhar de inocência 

-Oque ta fazendo aqui?-Pergunta confusa

-É eu...É...É-Sento na cama o olhando que se senta também -eu,Eu vim te pedir desculpas

-De novo?E deitado na cama?-Pergunto

-É um bom jeito de pedir desculpas né?-Fala sem jeito -Desculpa...eu não vim pedir desculpas

Cubro meu corpo com o cobertor e o olho desconfiada

-eu não consegui dormir então eu vim dormir aqui...com você -diz e a olho incrédula

-Am?Como assim?Você poderia ter pedido ao em vez de chegar invadindo e,e se eu estivesse pelada ou sei lá-Digo

-Bom não iria negar que seria uma bela visão a ser vista-Diz com humor e percebe meu desconforto-Desculpa...Olha eu vou tentar dormir de novo no meu quarto

Ele desce da cama

-Ah...Castiel,é -Me dou por vencida-Pode ficar 

-Sério?-Pergunta

-É,eu não vou ficar com raiva.Eu já dormi uma vez não é mesmo-Digo

-Bom de certa forma obrigada-Diz e volta para minha cama-co licença

Diz e se deita na minha cama,me ajeito e viro as costas para ele,Damos boa noite um para o outro

Castiel On

Eu tinha que ser tão babaca?Por que eu tinha que esta morrendo de ciúmes e raiva daquele loiro por dentro e descontado nela.Ele não deveria ter falado com ela,ele não deveria ter olhado ela,ele não deveria ter dançado com ela.Tenho que controlar mais minha raiva, por que se não eu vou fazer uma besteira

Castiel Off


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...