História 13° Distrito - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Lemon, Namjin, Vhope, Vhopekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 34
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá seres humanos 🌚
Tudo bom?
Espero que sim 💙
Boa leitura 😇

Capítulo 10 - My name is Jungkook


Fanfic / Fanfiction 13° Distrito - Capítulo 10 - My name is Jungkook

Pov's Jimin 

Hoje pela manhã eu pude acordar mais tarde, já que hoje é sábado e eu não tenho aula. Eu estava assistindo alguns desenhos que estavam passando, já que nos outros canais não havia nada muito interessante. Eram quase dez horas da  manhã quando Yoongi acordou.

- Bom dia – sorri para ele que veio ver o que eu estava assistindo.

- Dia, o que é isso?

- Desenho

- Sim, mas por que está passando esse? Está meio cedo, não?

- Hyung, são quase dez horas – e ele arregalou os olhos

- Jimin por que não me acordou, estou muito atrasado – ele saiu correndo para o quarto para se arrumar

- Hyung achei que você iria ficar comigo hoje

- Desculpe Jiminie – ele voltou terminando de vestir a sua calça – eu não posso ficar – ele disse enquanto pegava as chaves na pequena mesinha que fica na frente do sofá

- Por que não hyung? Já que está atrasado, qual o mal de ficar mais um pouquinho? – me levantei e parei em sua frente.

- Jimin, eu não posso – eu o empurrei para o sofá e me deitei com a cabeça no colo dele.

- Fica comigo só mais um pouquinho hyung

- Você vai me deixar sair se eu disser que não? – neguei com a cabeça – então acho que irei ficar, mas só até a hora do almoço, se eu ficar o dia todo o Namjoon vai vir aqui saber o porquê eu não fui hoje.

- Ok

- E o que você quer ficar fazendo aqui a manhã toda pra eu ter que ficar também hum?

- Não sei

- Quer dizer que me quer aqui pra ficar só olhando para a minha cara? – ele me olhou sério

- E por que você não sugere algo hyung?

- Humm....

- Não pode ser assistir nada, você dorme antes da metade dos filmes

- Não tenho culpa se são chatos, mas ok. Então como não tem muito o que fazer podemos jogar alguma coisa. Por mim agente assistiria algo e com agente quero dizer você, porque como você disse, eu iria dormir.

- E vamos jogar o quê?

- Espera só um minutinho – ele foi até o quarto e voltou com um baralho em mãos – já viu isso Jiminie?

- Já vi uns guardas que ficavam lá jogando – ele sentou no chão, na frente da mesinha de centro e eu sentei do outro lado – mas não precisa de mais gente para jogar?

- Precisa, mas como não tem mais ninguém aqui, vamos jogar assim mesmo. Agora eu vou te ensinar como é que se joga – ele começou a tirar alumas cartas do baralho que não iriam ser ultilizadas

- Ok

- Pronto – ele colocou elas no canto da mesa para que não se misturasse com as outras – agora memorize essa ordem

Pov's Hoseok

Ontem depois que o Jimin e o Yoongi saíram da boate logo fomos embora para a casa de Taehyung. Ele mora em uma mansão, não é exagero, esse lugar é imenso, se fosse um pouco maior precisaria de um mapa para se encontrar. Mas também é muito protegido, ao redor da casa inteira tem seguranças e todos eles estão armados. Não da pra andar muito sem acabar esbarrando em algum segurança.

Quando chegamos as minhas coisas já estavam aqui, e estavam todas arrumadas em um dos quartos. Como já se passavam das 4h da manhã eu apenas tomei um banho e fui dormir.

Acordei eram quase onze horas da manhã e o Taehyung estava deitado no sofá vendo algo na TV.

- Bom dia – eu me sentei ao seu lado no sofá.

- Bom dia – ele sorriu para mim e se sentou – dormiu bem?

- Dormi sim... Tae, por que não me acordou? Está tarde

- Primeiro por que você já acorda cedo todos os dias, não faz mal dormir um pouquinho mais. Segundo, você estava num sono tão bom que deu dó de acordar.

- Ok, entendi.

- Você não quer comer nada não? – ele me perguntou e eu neguei com a cabeça – mas que mentira – ele me pegou no colo.

- Ei, isso não vale Taehyung – ele continuou com o que estava fazendo e me levou até a cozinha.

- Não vou deixar você sem comer -  ele foi até a senhora que estava fazendo algo no fogão e sussurrou algo em deu ouvido e a mesma assentiu e saiu dali – daqui a pouco vai ficar mais magro que um boneco de  palitinho – ele pega duas xícaras, põe um pouco de café, e me entrega uma

- Obrigado – tomei um pouco do meu café – Tae, pra quê tantos seguranças aqui?

- Não quero que ninguém venha atrás de você – ele sentou do meu lado

- Não é só por isso Tae – virei de lado e fiquei olhando para o mesmo – você não largou aquelas coisas não é mesmo?

- Você sabe que se eu saísse também eles iriam desconfiar, eu ainda não posso, ainda não posso acabar com isso ou eles irão atrás de vocês

- Mas por quê ainda não, da ultima vez você disse que já tinha  o que precisava

- Não conseguimos, ele conseguiu se livrar de tudo, mas dessa vez é diferente. Eu sei que ele não vai conseguir se safar.

Pov's Jimin

- A não Jimin, isso não é justo! Tem certeza  que é  a primeira vez que joga?

- Eu tenho, eu só ficava olhando, nunca cheguei a jogar.

- Jimin, você é um filho da mãe sabia? – ele se levantou dali e guardou as cartas no quarto

- E do pai também

- Da próxima vez que eu for ensinar algo para você tenho que tomar cuidado, daqui a pouco eu te ensino a mexer em um computador e você vai  aparecer do nada com um robô

- Não seja tão exagerado – eu me levantei, fui até o quarto e me joguei na cama, enquanto Yoongi se arrumava novamente para ir ao trabalho.

- Vai ficar aí deitado?

- Algo contra? – ele veio até mim e me puxou para perto, ficou entre minhas pernas  com o rosto bem próximo ao meu.

- E se tiver hein Jimine? – ele sussurrou no meu ouvido – O que você vai fazer a respeito?  - ele apertou um pouco minha cintura.

- E-eu.......

- Estou esperando sua resposta

- Eu vou – fui interrompido pelo barulho da campainha

- Aish – ele levantou, eu saí de debaixo dele e  fui atender a porta. Quando eu abri Jungkook era quem havia chegado.

- Oi Kook – eu o abracei e o mesmo retribuiu – pode entrar – ele assentiu e entrou – o que faz aqui?

- Eu vim para ficar um pouco com você, poderíamos ir  em algum lugar se você quiser.

- O que o senhor veio fazer aqui? – Yoongi veio do quarto e parou na frente do Jungkook

- Eu vim pra ficar um pouco com o Jimin, e queria ir com ele dar uma volta, já que ele é novo na cidade.

- Não podem.

- Por favor hyung – eu pedi juntando as mãos – vai ser só um pouquinho, eu faço qualquer coisa que você me pedir

- Tabom, eu irei cobrar isso depois viu?

- Obrigado hyung – ia dar um beijo em sua bochecha, mas ele virou o rosto e acabei beijando o mesmo que deixou escapar um pequeno sorriso.

- Ah, mais uma coisa – ele foi até o quarto, e quando voltou estava com um celular na mão – é seu – ele me entregou – assim vou poder falar com você e saber onde está. 

 - Obrigado – sorri para o mesmo.

Eu e Jungkook saímos e o hyung também, ele tinha que ir trabalhar. Ele foi para o seu trabalho, e disse para mim tomar cuidado, e prestar atenção pois ele podia me ligar.

Fomos para uma praça aqui perto, que diferente dos outros lugares, era mais calmo, e mais vivo. Esse lugar as vezes parece que roubaram as cores, a vida, a alegria. Muitos vivem com tanto medo de  fazer algo errado que acabam se esquecendo de  viver. Depois de ir a praça ele me levou em uma cafeteria para comermos algo.

- Vem Jiminie – ele me puxou para uma mesa no canto, próximo a janela, onde dava para ver o movimento da rua – gostou do passeio? – ele se sentou na minha frente.

- Gostei sim, aquela praça é muito bonita – sorri para ele

- Havia uma praça assim onde eu morava, meus pais me levavam lá quando eu era pequeno

-  Onde você morava Kook?

- Eu morava no distrito sete, mas tive que vir para cá no começo desse ano.

- Sério que você era de lá? Eu  também – quando eu disse isso Jungkook me olhou meio estranho, como se não quizesse que não fosse verdade

- E por que veio para cá? – ele semicerrou os olhos um pouco enquanto me olhava

- Bom, eu não sei ao certo – comecei a olhar um pouco pela janela até que uns dois  caras meio estranhos chegaram perto de Jungkook

- Ei, olha quem encontramos aqui, ... Jungkook! – ele sorriu e Jungkook o olhava sério

- É esse? – o outro homem parou ao meu lado

- Não, não é – Jungkooko o encarava enquanto ele olhava para mim

- Certeza? – o homem pegou o meu rosto, fazendo com que eu o olhasse – ele até que é bonitinho, não me importaria em levá-o também – o homem abriu um sorriso no canto de seus lábios.

- Larga ele – Jungkook falou para o mesmo, que soltou o meu rosto

- Tá bom, tá bom, mas se mudar de idéia pode me chamar – ele piscou para mim e os dois saíram

- Quem eram eles Jungkook? O que eles estavam querendo com você?

- É uma longa história Jimin – ele passou as  mãos pelo rosto – e eu ainda não posso te contar.

Depois disso, Jungkook pediu um café para ele, e eu pedi  um bolo de chocolate para mim. Ficamos conversando sobre assuntos aleatórios enquanto comíamos. Até que um homem que não era muito jovem, mas também não chegava a ser velho chegou perto de nós. Ele trajava um terno e tinha seus cabelos perfeitamente divididos.

- Sr. Park Jimin? – ele perguntou para mi

- Sim, sou eu.

- O Sr. Min Yoongi falou com o Sr. Kim e pediu para mandar alguém para te buscar e levar para a casa do Sr.Kim. Ele tinha algo para resolver por lá e precisa da sua presença.

- Ah.... Ok. Mas ele terá que ir comigo, não posso  deixar ele só aqui.

- Então me acompanhem os dois – o homem saiu da cafeteria e nos levou até um carro preto, que tinha as os vidros escuros.

- Ei Jimin, você conhece mesmo esses  homens de que ele falou?

- Conheço Kook

- Se você diz...

(...)

- Chegamos – o homem abriu a porta e eu e Kook descemos e Taehyung veio nos receber

- Oi Jimin – ele me abraçou – quem é esse?

- Prazer, me chamo Jeon Jungkook – ele estendeu a mão para o Tae que apertou e sorriu – podem entrar, fiquem à vontade – ele disse e nós dois entramos

Pov’s Taehyung

Esperei os dois entrarem. Não gostei muito desse garoto, tem algo que não está certo.

- Ei Cláudio – chamei o segurança que fica comigo quando saio de casa – eu quero quê você encontre tudo sobre Jeon Jungkook, eu sinto que tem algo de errado com esse garoto


Notas Finais


Bom, espero que tenham gostado u.u
Desculpe qualquer erro e tudo mais.
Até o próximo cáp, beijinhos 😙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...