História 1.5.9: A Ultima Lenda - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 775
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - Surpresa!


O Rapaz havia acabado de sair da faculdade, e ele caminhava desorientado pela calçada em direção a sua casa. Estava pensando na garota misteriosa que aparecerá do nada e a deixara tão hipnotizado, com aquele olhar penetrante, os olhos levemente castanhos do garoto brilhavam só de pensar na menina, derrepente seus pensamentos foram cortar por gritos vindos de um beco…

*****: PORFAVOR, EU NUNCA FIZ NADA DE ERRADO, PORFAVOR EU PAGO O QUANTO QUISEREM SÓ NÃO ME LEVEM PARA PERTO DELE!

O Jovem conhecia aquela voz, era de mulher e era doce como mel, dava para notar o medo e desespero naquela voz doce e rouca, que saia por meio de soluços praticamente de choro…

*****: Sabemos que você não fez nada de errado boneca, mas não sabemos quanto fará…

A voz era rouca provavelmente de um homem. Michel chegou mais perto para escutar direito e ao ver quem era a pessoa que chorava se assustou. Era a garota misteriosa, criou coragem e entro no beco…

Michel: O que esta acontecendo aqui?!

Perguntou o garoto com coragem e confiança na voz…

Homem: NADA QUE SEJA DA SUA CONTA, SAIA DAQUI ENTÃO NÃO TE ARREBENTO!

Michel olhou para a garota e então voltou o olhar para o homem, analisou cada detalhe do sujeito, ele tinha cabelos grisalhos e aparentava ter mais de 40 anos, era alto e usava roupas pretas dos pés a cabeça totalmente pretas, seus olhos eram de uma cor penetrante um castanho avermelhado…

Homem: JA MANDEI SAIR DAQUI!

Michel: Não grite comigo, o fato de você ser idiota não significa que eu seja surdo

O homem partiu com rapidez para cima de Michel que revidou e derrubou o sujeito com apenas um golpe, o homem se levantou e saiu correndo em direção a outro beco. Michel estava prestes a correr atrás do homem mas foi parado por uma mão o segurando pelo braço, era a garota e seus olhos azuis estavam vermelhos de tanto chorar o rosto ainda com aquela mesma palidez tinha um ar de medo e havia um corte fundo em sua testa, onde o sangue escorria pelo seu rosto fino ate o queixo…

Garota: Muito obrigado… -ela disse quase em um sussurro-

Michel: Não foi nada…-ele respondeu gentilmente analisando o rosto da garota-… volte para sua casa e cuide desse ferimento pode infeccionar

Garota: Eu… Eu não tenho casa…

Michel a olhou espantado e logo segurou no pulso da garota e saiu daquele beco…

Michel: Pode passar a noite no meu AP, sei que é meio estranho para uma pessoa que acaba de Conhecer, mas você esta machucada e eu quero ajudar -ele sorri-

Garota: Muito obrigado mesmo

Michel: Por nada

//QUEBRA DE TEMPO// 

Ao entrar no apartamento Michel jogou a mochila do lado da porta e então abriu os braços e olhou ao redor…

Michel: Lar doce Lar, seja bem vinda ao cafofo do Mich!

Garota: Pensei que seria tipo o esconderijo das tartarugas ninjas… mas é bem melhor assim!

Michel: Ta chega de papo primeiro quero saber seu nome e depois vamos dar um jeito nessa ferida!

Garota: Meu nome é… é… Meu nome é Mia! Mia… Parker!

Michel: Eu sou Michel Troche. Nossa parece que não lembrava o próprio nome, será que bateram na sua cabeça e perdeu a memória?

Mia: É! Foi isso mesmo que aconteceu!

Michel: então como se lembra que bateram na sua cabeça?

Mia: …Num zei -ela fez uma cara de paisagem-

Michel deu uma risada alta e depois se dirigiu a cozinha, o apartamento não era lá grande coisa mas servia para um estudante que mau parava em casa. Pegou um trapo o lavou e foi em direção a sala novamente, viu Mia sentada no sofá memorizando cada minimo detalhe do apartamento. Se sentou ao lado dela e trouxe o rosto da mesma para perto de si, ficou em transe por alguns segundos pois os lábios da garota o chamavam…

Mia: Ei… EI! ACORDA! -ela estalava os dedos na frente dos olhos de Michel-

O Jovem acordou do devaneio afastou os cabelos avermelhados da garota para trás da orelha da mesma e começou a limpar o ferimento…

Michel: Conta para mim, porque quando agente se viu na calçada você parecia estar com medo de mim

Mia: Eu só estava assustada só isso…

Michel: Nossa então eu sou bem feio pelo visto -ele deu uma risada-

Mia: Não é por isso você é até atraente mas…

Ela foi interrompida por altas e repetitivas batidas na porta e por alguem gritando ordens do tipo "arrombem essa porta já!" ou "na hora que a virem prendam-na!". Michel e Mia deram um pulo só e se levantaram, Mia ficou em uma posição parecida de ataque e Michel assutado ficou atrás do sofá …

Michel: MAS QUE PREULA É ESSA?!

Mia: São os Justiceiros do Demônio…

Michel: É O QUE?!

Mia: isso mesmo Justiceiros do Demônio…


Continua…?



Notas Finais


Obg por ler ate o próximo cap ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...