História 16° Ano - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Bissexualidade, Escola, Original
Exibições 7
Palavras 488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Ficção
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é o maravilhoso início da nossa saga em um diário de uma adolescente meio pirada, o novo normal nos espera, vamos ler?

Capítulo 1 - O Aniversário


Fanfic / Fanfiction 16° Ano - Capítulo 1 - O Aniversário

Bem, nem sei como começar, meu nome é Julia e eu fiz 16 anos hoje, você não deveria nem estar lendo isso, pois isso é um diário PARTICULAR!

Nem acredito que estou fazendo 16! Hoje é um dos dias raros no qual meu pai está em casa e até me deu um presente, o diário fodido no qual estou escrevendo.

Meu pai me obrigou a fazer pelo menos um “bolinho”, então chamei meus cinco amigos, o maravilhoso crush Lucas swag gostosão, mas o problema é que o crush é namorado da minha melhor amiga Beck (Mais conhecida como Beck do Beck) que também chamei, o Victor, meu melhor amigo e a Ingrid, irmã mais nova do Lucas.

Às 11:00, meu pai foi trabalhar no turno noturno do hospital do Colorado, mas  antes de ir me disse uma frase “Deixe sua marca no mundo”, sinceramente, não entendi entendi exatamente ao que ele se referia, então o Lucas levou vodca e a Beck levou 600g de maconha e coxinha (Amo coxinha), enquanto chapavamos ouvindo Artic Monkeys, Lucas e Beck se pegavam na cozinha, a Ingrid ficou sozinha, então me aproximei dela e comecei a conversa dizendo:

     - Oi, vai dançar! Você fica isolada aí.

Ela me interrompeu olhando para o casal e dizendo:

     - Você não fica com nojo de toda essa melação?
     - Sim… Fico.

o Victor me chamou e me levou para a varanda da minha casa e disse:

     - Somos amigos desde pequenos, mas nunca percebi como sempre gostei de você

Então Victor agarrou meus cabelos, enquanto admirava seus olhos castanhos ele me beijou, aí passou um flashback na minha mente sobre quando brincávamos quando éramos crianças, quando me ajudava a fazer os deveres de casa, ele era como um irmão para mim e tudo aquilo havia acabado, simplesmente não aguentei a pressão e sai correndo pro banheiro vomitar, enquanto isso, ele ficou olhando com uma cara de espanto e os outros não entendiam nada que acontecia, rapidamente saí do banheiro e fui direto pra cozinha e sentei bebendo um copo gelado no sofá, ninguém falava nenhuma palavra, até que chega o brincalhão do Victor tentou agir naturalmente fingindo que nada havia acontecido

Cinco minutos depois tudo desmoronou de vez, meu pai pediu liberação no trabalho e voltou bem mais cedo, nem no meu nascimento ele pediu liberação, minha mãe teve que pedir transferência para o Hospital Geral do Colorado, passou numa lojinha 24hrs e comprou o tal "bolinho" escrito “Happy Birthday”.

Ele abriu a porta da sala e nos encontrou bebendo e fumando, o banheiro vomitado e a casa zoneada, ele acaba tão perplexo com a situação que derruba o bolo todo no chão e então olha para os meus olhos vermelhos e começa a balançar a cabeça, nem mesmo o Victor dizia uma de suas piadinhas prontas que sempre quebram o gelo nessas horas, será que tudo voltará ao normal amanhã?


Notas Finais


Muito obrigado à todos que leram e esperem pelo próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...