História 180 Days - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jack & Jack, Magcon, Nate Maloley, Nina Dobrev, Sam "Wilk" Wilkinson, Shawn Mendes, Suki Waterhouse
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, JC Caylen, Kian Lawley, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Nina Dobrev, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Suki Waterhouse, Taylor Caniff
Tags 180 Days, Drama, Gilinsky, Jack, Nina, Romance, Shawn Mendes
Exibições 51
Palavras 1.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MAIS UMA VEZ
CHEGUEI
então, mais um capítulo onde eu mudei poucas coisas, e espero que gostem
comentem qualquer coisa lá em baixo, pelo menos para eu saber que vocês estão acompanahndo
AMO VOCÊS

Capítulo 2 - Isso não é incesto?


Fanfic / Fanfiction 180 Days - Capítulo 2 - Isso não é incesto?

Após Shawn me levar até seu quarto, onde seria o meu também, talvez até o resto da minha vida, eu desci com Shawn e nos sentamos no sofá, os meninos vieram até nós também. Estávamos todos jogados no sofá quando os meninos decidiram fazer um interrogatório e eu apenas ria quando Shawn me abraçava, por ciúmes.

—Você está solteira? –Taylor pergunta com um sorriso malicioso. E que sorriso devo dizer.

Estou morrendo, mas não estou morta.

Decido brincar um pouco.

—Eu me casei semana passa –Respondo, prendendo o riso. Todos os meninos arregalam os olhos, e olham para meu irmão-gêmeo, que estava perplexo –Lembra do John? –Pergunto e ele assente –Digamos que ele me engravidou em uma festa e papai nos obrigou a se casar, então né.

—Eu estava quase pegando meu carro para ir matar aquele idiota, mas você não gosta de festas—Shawn diz e suspira aliviado—Mas, agora é a minha vez de perguntar, só para matar minha curiosidade, porque você está de touca nesse calor? –Ele arqueia a sobrancelha.

—Bom, digamos que um idiota colocou um clichê no meu cabelo, claro que por inveja de meus lindos cachos castanhos, e eu meio que tive me raspar minha cabeça. Daqui a uns dias, ele começa a crescer de novo—Dou de ombros. Uma mentira atrás de outra. Até quando isso?

Sabia que tinha convencido os meninos, já que era a desculpa que eu dava a umas boas duas ou três semanas.

—Tem um celular tocando—Digo apontando para as escadas.

—É o meu—Nate diz se levantando e sobe as escadas, talvez indo até seu quarto. Eu subiria com ele, pensando bem. Com qualquer um dos meninos.

Nossa, Keytlin. Você não é tão tarada assim.

—Keyt, você dorme com a porta trancada? –Nash pergunta e pisca. Shawn me abraça com mais força e eu acabo soltando uma gargalhada bem alta. Meu irmão sabia ser ciumento quando queria.

—Se você quiser dormir com o Shawn, posso deixar a porta aberta—Respondo e pisco de volta.

—Galerinha—Nate chama nossa atenção, no topo da escada—Que tal uma festinha? Só alguém tem que ficar como babá do baby Grier—Diz descendo as escadas e indo em direção a cozinha.

—Eu dispenso a festa—Digo levantando—me rapidamente do chão, o que me fez ter uma pequena tontura, que logo passou—Como meu irmão disse antes, festas não são comigo. Shawn, que horas são?

—São 20h00min horas já—Ele diz e eu arregalo os olhos—O que foi? –Droga, eu me esqueci de tomar o remédio quando eu cheguei.

Rapidamente vou até a cozinha. Nate estava de costas, mexendo em alguma coisa.

—Nate, onde ficam os copos? –Pergunto e ele dá um pulo. Rio—Desculpa.

—Não, tudo bem—Ele sorri. Deuses, covinhas—Você quer um copo de água? –Ele pergunta e eu assinto. Ele vai até a geladeira, abre a mesma e de lá tira uma garrafinha—É a minha, depois você pode encher e colocar na garrafa de novo—Diz piscando e então eu dou um beijo em sua bochecha, pego a garrafinha e vou em direção as escadas. Shawn observava cada passo—Shawn, qual é o quarto?

—Segunda porta a esquerda—Diz e então eu subo as escadas e vou em direção ao quarto.

Escuto alguns passos, porém não me importo muito, já que eu estava no meu quarto e a porta estava encostada.

Vou até minha segunda mala, onde eu tinha guardado minha bolsa com os meus remédios, tomo um por causa da tontura que tive quando me levantei, e o remédio que eu tinha que ter tomado as 19h00min. Acho que os meninos me encheram tanto de perguntas que eu nem vi o tempo passar.

Os meninos saíram para a tal festa e eu fiquei de babá do Hayes, claro.

—O que tem para fazer nessa bagaça? –Perguntei jogando—me no sofá, depois que voltei da cozinha.

—Eu posso te passar a senha do Wi—Fi e então nós navegamos nas redes sociais—Ele diz apontando para o seu celular—Ou nós podemos tirar umas fotos para o mundo saber que tem uma menina na casa.

—Podemos tirar uma foto, porém você não vai me achar em nenhuma rede social além do Twitter—Digo—E você vai ver que eu sigo todos vocês, porém faz algumas semanas que eu não atualizo nada.

—Tudo bem, só não se assuste se depois que eu postar a foto, você ter mais seguidores. Qual o seu user? –Hayes pergunta.

—Se eu não me engano, é @KeytAMendes—Respondo.

Um minuto se passa e ele arregala os olhos. Você só tem 17 seguidores? –Pergunta e eu assinto—Agora tem 18. Ah, conecta o Wi—Fi aí.

—Pronto—Digo depois de Hayes revirar a casa atrás de papel que continha a senha.

—Pronta para a selfie? –Ele pergunta e eu nego rindo.

—Me deixa trocar essa touca—Digo subindo as escadas e ele vem atrás de mim.

Entro no quarto de Shawn e Hayes entra também.

—Você tem muitas toucas—Ele diz quando abro uma das malas, tantos meses usando touca que virou um hobby colecioná—las. Tenho desde uma touca preta e lisa até uma touca de bichinhos.

—É um hobby—Dou de ombros e pego uma listrada, roxa com amarela, eu era apaixonada por aquela touca.

—Posso pegar uma também? –Hayes pergunta e eu assinto. Ele escolhe uma com o as orelhas do Mickey.

—Boa escolha—Digo enquanto tira minha touca e vejo que fiz uma burradinha quando Hayes arregala os olhos.

—Você não cortou o seu cabelo—Ele conclui apontando para a minha cabeça. Eu reviro os olhos.

—Claro que cortei—Digo sentando—me na cama. Ele arqueia a sobrancelha—Okay, isso não é um corte de cabelo—Bufo.

—Então...? –Senta ao meu lado e me encara.

—Olha—Viro—me para Hayes—Eu vou te contar, porque alguém precisa saber e, como eu sou sua babá, você pode me ajudar—Suspiro.

—Eu não preciso de uma babá, já tenho 15 anos! –Ele crusa os braços—E nem adianta, desconversar, pode abrir a boca, se não eu ligo para o Shawn agora mesmo—Ele diz se levantando e pegando o celular no bolso de sua bermuda.

—Mas eu não... Olha, eu vou falar, mas você tem que me prometer que nada vai sair desse quarto, okay? –Pergunto e ele assente, logo guardando o celular—Dedinho? –Estendo o minguinho e Hayes revira os olhos.

—Depois sou eu quem precisa de babá—Ri.

—Ei! –Reclamo.

—Ok.

—Olha, eu vou ser direta...

—Você não está sendo direta—Hayes me interrompe.

—Você não está deixando—Reviro os olhos—Eu tenho câncer.

—Não, você não tem câncer—Ele contraria.

—Sim, eu tenho. Foi descoberto a alguns meses, e foi tarde demais—Suspiro.

—Como assim? –Hayes pergunta.

—Quando foi descoberto, já era tarde demais Hayes, eu estou fazendo todo o tratamento, quimioterapia também, porém, eu tenho, no máximo, mais seis meses de vida.

—Mas...Você não tem câncer.

—E eu vim morar aqui porque meus pais não querem essa responsabilidade—Suspiro baixo.

—Mas, como? Porque Shawn não contou nada? –Ele pergunta sentando—me ao meu lado.

—Porque ele não sabe—Respondo—E nem vai saber.

—Mas..—O interrompo.

—Olha, coloca um sorriso nessa cara porque eu não vou morrer agora—Hayes arregala os olhos—Okay, não vai demorar muito, mas...

—Keyt!

—Desculpa—Faço sinal de rendimento—Vamos tirar a foto e depois eu te explico tudo, nos mínimos detalhes, okay?

Tiramos umas quinhentas fotos, apenas umas 10 ficaram boas e Hayes postou umas três no Instagran, compartilhou com o Twitter e então me marcou.

—Isso é um assalto—Falo do nada, após observar bem a ultima foto postada e fazer uma arma com a mão—Passa sua beleza—Digo e rio. Hayes revira os olhos.

—Você é bem, bem idiota sabia? –Hayes pergunta e eu rio mais uma vez.

—Isso é de família—Digo rapidamente—Wow. Olha isso—Digo colocando meu celular na cara de Hayes—Olha Hayes, #Keyes? E como elas sabem que eu sou irmã do Shawn?

—Primeiro—Hayes diz e levanta um dedo—Pode me chamar de Has.

—Okay, baby Has—Digo rapidamente e Has bufa.

Rio.

—Sem o baby, obrigado—Ele me corta, no meio de uma gargalhada—Primeiro—Levanta um dedo—Não sou mais criança. Segundo—Levanta mais um dedo—Keyes deve ser o nosso shipp. Você sabe o que é shipp? –Pergunta.

—Has, eu tenho câncer, não amnésia—Respondo e ele me olha repreendedor—Okay, sem piadinhas. Mas, continuando, é tipo Cash, Larry, Zerrie.

—Você é directioner? –Pergunta.

—Não, mas existe algo que criaram alguns anos atrás. Chama-se internet—Pisco—Se não, eu teria que ser magcult também.

—Você não é magcult? –Baby Has pergunta fingindo ofensa e eu nego com a cabeça—Pode ir embora dessa casa. Não te amo mais—Fala dramaticamente.

—Não Hayes, onde eu vou morar? Como vou ficar perto do meu irmão e seus amigos gost..—Wow, eu não ia falar isso, ia? Não—Espera, você não me ama mais? –Falo dramaticamente, o imitando.

—Okay, você seria uma boa atriz—Has respira e dá um sorriso do nada—Agora, continue sua frase.

—Que frase garoto?

—Gost...

—Gosto de pizza—Digo rapidamente.

—Sei—Semicerra os olhos.

—Ih garoto, pode virar essa cara pra lá—Digo e empurro sua cabeça de brincadeira, para o outro lado. Olho para o relógio e vejo que já são 23 horas—Já está na hora do Grier ir dormir—Cantarolo.

—Não—Reclama.

—Sim.

—Não—Cruza os braços.

—Own, que fofo. Ficou bravinho. Agora vamos subir, porque eu também tenho que dormir—Digo e o puxo pelos braços.

—Quando um dos meninos ficavam comigo eu sempre ficava acordado—Bufa nas escadas—Você tem que ver o Nate e Cameron quando voltam de uma festa—Dá uma gargalhada—Eles são tão engraçados.

—Okay—Digo no topo da escada e Has sorri—Na próxima festa que eles forem, nós vamos esperar eles chegarem, ta? –Pergunto e ele se dá por vencido.

—Onde você vai dormir? –Pergunta quando chega na frente de sua porta, eu acho.

—Com o Shawn?!

Isso não é incesto? –Hayes pergunta rindo e eu jogo minha touca nele—To brincando.

—Você é um idiota—Reviro os olhos e entro no quarto.

—As mulheres adoram um idiota—Grita antes de fechar a porta do seu quarto e eu rio.


Notas Finais


COMENTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEM
como eu nunca sei o que dizer aqui, é isso que vou dizer aqui, e como eu já disse isso aqui, estou indo embora
AH, leiam Querida babá aqui e no wattpad
link no wattpad: https://www.wattpad.com/story/88516729


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...