História 1887 - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, TenTen Mitsashi
Tags Naruhina, Narusasu, Narusasuhina, Nejiten
Visualizações 77
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha só quem ressurgiu das cinzas.

L E I A M A S N O T A S F I N A IS

Capítulo 14 - Capítulo 13


De longe, Naruto era a pessoa mais preocupada entre todos os presentes. O sentimento de horror que sentiu, ao observar Minato desmaiado, estirado no chão e sendo amparado por Neji. Ainda estava fresco na sua memória. Seu estômago dava voltas com todas as possibilidades que passavam por sua mente. O desespero ao observar Minato deitado na cama, com o rosto pálido e os fios loiros bagunçados.

 

Aqueles minutos que se passaram enquanto Neji tentava reanimá-lo, foram os mais agoniantes para o loiro durante toda a sua vida. Estava sentado próximo a cama, tendo Hinata e Sasuke ao seu lado. Passa os dedos entre os fios loiros, tentando manter a calma em vão. O medo o assombrava e sentia seus olhos arderem tamanho o desespero. Não se importava em estar quase chorando e parecer fraco. Era seu pai quem estava desmaiado, e nada mais importava.

 

Quando Minato finalmente despertou, estava desnorteado. Com um olhar perdido olhando ao redor. Naruto fez menção de se aproximar, mas foi impedido por Neji no mesmo instante. Minato piscou enquanto sentava-se devagar. Neji o auxiliava em seus movimentos com cuidado. O Uzumaki mais velho piscou mais uma vez, e olhou ao redor. Notando que estava em seu quarto, e notou a presença de Hiashi encostado na porta, junto da esposa. Neji ao seu lado direito, e Sasuke, Naruto e Hinata sentados próximos a esquerda.

 

– O que aconteceu? – Minato perguntou confuso.

 

– Vocês desmaiou. – Neji respondeu. – Lembra-se de algo? – Minato balançou a cabeça em discordância. – Sente-se bem?

 

– Sim, e….São que horas? – Perguntou agitado, como se estivesse lembrando-se de algo importante.

 

– Ainda temos uma hora. – Hiashi respondeu chamando a atenção de todos. Ignorou os olhares confusos que recebeu.

 

– Tenho que terminar de arrumar as minhas coisas. – Levantou-se com pressa.

 

– Ei, onde o senhor vai? – Naruto questionou preocupado. Segurou o pai pelo braço.

 

– O senhor acabou de acordar. Precisa de repouso. – Neji falou tocando-lhe o ombro.

 

– Estou bem. – Sorriu tentando passar confiança. – Sou forte que nem um touro, rapaz.

 

– Pai. – Naruto chamou desconfiado.

 

– Estou ótimo, meu filho. – Acariciou os fios loiros, o bagunçando como fazia quanto Naruto era criança. – Você já é um homem feito, e tem uma linda mulher. – Olhou para Hinata e sorriu. – Não se preocupe meu filho. – Abraçou o filho com força, como se fosse a última vez que se veriam.

 

Naruto notou que havia algo a mais na forma como era abraçado com tanta força. Temia pela saúde de Minato. O que muitos não sabiam, era que Naruto havia presenciado o momento que Kushina havia começado a passar mal. Era apenas uma criança quando Kushina desmaiou na sua frente, enquanto cuspia sangue. O horror de ver sua mãe estirada no chão, ficou gravada em sua memória pelo resto da sua vida. Quando notou que seu pai havia desmaiado, desesperou-se na mesma hora. O medo era tanto, que Naruto havia entrado em estado de alerta como se não tivesse ingerido uma gota de álcool. E agora, recebendo um abraço tão caloroso, com sabor de despedida. Sentia-se despedaçado. Alguma coisa estava errada.

 

– Pai. – Naruto começou quando se afastaram.

 

– Não se preocupe, meu filho. – Sorriu.

– Cuide do meu filho enquanto eu estiver fora. – Minato falou dirigindo-se a Hinata, a mesma apenas concordou com a cabeça. Seguiu em direção a porta. – Vamos. – Referindo-se a Hiashi. – Temos que viajar.

 

(…)

 

Minato terminava de organizar alguns documentos em seu escritório, quando Naruto entrou.

 

– Pai, que viagem é essa? – Questionou desconfiado.

 

– É apenas uma viagem de negócios. – Continuava a organizar os documentos, sem dirigir o olhar ao mais novo.

 

– Por que Hiashi irá com você?

 

– Somos sócios e amigos, Naruto. – Finalmente levantou o olhar e encarou o loiro. – Hiashi irá apenas me ajudar com alguns assuntos pendentes.

 

– Eu poderia ir j…

 

– Não. – Falou interrompendo o outro. – Você acabou de se casar, deve permanecer ao lado de Hinata.

 

Naruto suspirou. Sabia que seria impossível convencê-lo a ir junto.

 

– Por que não me avisou antes?

 

– Ora, meu filho. Não queria preocupá-lo na véspera do seu casamento. – Minato sorriu forçado. E Naruto teve a certeza de que alguma coisa estava errada.

 

(…)

 

– Meu pai. – Neji aproximou-se do Hyuuga mais velho. – Essa viagem…– Começou incerto. – É apenas negócios?

 

– Então você achou o papel nas minhas coisas. – Hiashi contastou. – Não se intrometa nesse assunto. Minato quer sigilo total sobre isso.

 

(…)

 

– Voltaremos em um mês. – Hiashi avisou sério, antes de finalmente entrar na carruagem. Sem fazer questão de se despedir de alguém.

 

– Cuide bem de tudo. – Minato falou ao abraçar mais uma vez Naruto.

 

Naruto pode apenas observar a carruagem se afastar com um sentimento ruim no peito. Olhou mais uma vez suspirando, logo entrando em casa. Hinata estava se despedindo de Neji e Tenten.

 

– Vão com cuidado. – Hinata falava ao abraçar Neji. – Cuide bem dela. – Sorriu se afastando.

 

(…)

 

Após jantar e tomar um banho. Hinata estava sentada em frente ao espelho, enquanto penteava o seu cabelo. Estava cansada e com sono, porém sentia-se estranha com a ideia de ter que dormir ao lado de Naruto. Contanto que o loiro não invadisse o seu espaço, não teria problemas. Porém a ideia ainda lhe soava estranha.

 

Terminou de pentear seu cabelo, levantou-se observando seu reflexo. Os cabelos lisos soltos e a camisola* branca que usava. Suspirou cansada se dirigindo até a cama de casal. Naruto ainda tomava banho.

 

Aconchegou-se entre as cobertas, deitando na beira da cama no lado esquerdo. Fechou os olhos tentando dormir, porém o barulho da porta sendo aberta, chamou a sua atenção.

 

– Você está aqui. – Sasuke falou azedo. Estalando a língua em desgosto.

 

– O que está fazendo aqui? – Questionou incomodada. Queria apenas dormir, mas nada colaborava.

 

– Eu vim dormir com o Naruto. – Notou que a morena revirou os olhos, estreitou os olhos na direção da mesma. – O que foi?

 

Hinata suspirou. Aquilo não daria certo se continuasse naquele ritmo. Nesse momento, Naruto saiu do banheiro trajando apenas uma calça. Enjugava os fios loiros com uma toalha. Notou a tensão entre Hinata e Sasuke. Resolveu ignorá-los. Estava preocupado demais para lidar com ambos. Daria um fim naquilo, nem que fosse temporário. Só precisava descansar em paz.

 

– Estou cansado e preciso dormir. – Começou antes que um dos dois resolvessem falar algo. – Se eu acordar com uma reclamação dos dois, vou colocá-los para fora. – Ditou, por fim deitando-se no meio da cama.

 

Sasuke ao notar que havia um lugar para si, sorriu. Logo estava ao lado de Naruto. Aproveitando para abraçá-lo. O Uzumaki notando que Hinata estava quase caindo da cama, passou o braço livre pelas costas da morena, a trazendo para perto. Logo abraçava os dois.

 

– Naruto, por que… – Hinata começou desconcertada.

 

– Você estava quase caindo da cama. – Não a deixou terminar. Sasuke olhou feio para a mesma.

 

– Por que ela tem que… – Sasuke.

 

– Uma reclamação e coloco os dois para fora. – Falou enquanto fechava os olhos para dormir. – Agora silêncio.

 

Por mais que não gostasse da ideia de dividir o loiro. Achou melhor ficar quieto. Enquanto Hinata, estava perdida em pensamentos. No fim, aconchegou-se mais. Afinal, estava frio e Naruto a esquentava.


Notas Finais


Se tiver algum erro, por favor me avisem.

Camisola: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/3c/aa/f9/3caaf958e2b591c00cc181815ca9088b.jpg

Falando sério agora. Pra quem sumiu por um mês, eu sei que 1k é muito pouco. Principalmente para quem me segue e sabe que as outras fics estão em dia e com cada capítulo com 2k pra cima. Só que eu estou desanimada com 1887. Quem me conhece, sabe que ultimamente eu ando na correria para escrever as fics e estou sempre soltando uma OS curtinha nesse meio. O ponto é que além do meu trabalho me consumir metade do meu dia, minha digníssima mãe resolveu reformar a casa. Adivinha quem está suja de tinta enquanto escreve isso? Eu mesma. Fora algumas dores de cabeça por problemas pessoais. O monte de exame que tenho que fazer e medico pra ir. Calma gente, eu não estou morrendo. Ser adulto é uma bosta, nessas horas eu queria ter 15 anos de novo. Eu não pretendo largar 1887 ou excluir, mas não tenho como prometer data de postagem quando a ideia não flui bem. Eu já sei como eu vou termina-la, mas a minha cabeça anda em outro lugar. Eu amo cada um de vocês que sempre comenta e me diverte com as teorias, então eu achei que eu devia essa satisfação a vocês. Eu tento ser organizada, mas nunca funciona do jeito que eu espero. Pela terceira vez, estou mudando a organização de atualizações. Cada fic terá duas atualizações seguidas, ou seja, teremos mais uma atualização. Porém como o desenvolvimento não está fluindo, não prometo data ou não demorar. Acho que vocês já devem ter notado que quando eu digo que não vou demorar, ai que demora mesmo. Enfim, eu amo cada um de vocês que dedicam seu tempo lendo/comentando. Beijos <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...