História 2 months with (K)im - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Babá, Bebes, Comida, Culinária, J-hope, Jin, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Min Yoongi, Monjin, Namjin, Rap Monster, Romance, Sobi, Suga, Yoonseok
Exibições 55
Palavras 1.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoas ♥,
Como vocês estão? Antes que vocês me matem, eu peço desculpa pela demora ;(
Logo quando eu falo que não vou demorar, eu demoro mais ainda...
Mas para não acontecer isso de novo, já estou escrevendo o próximo capítulo.
Bom parei de enrolação...

Boa Leitura!

Capítulo 4 - The secret of (K)im


Fanfic / Fanfiction 2 months with (K)im - Capítulo 4 - The secret of (K)im

Já faz três dias que estou morando na grande mansão dos Kim e já tenho uma rotina. De manhã eu vou para faculdade, enquanto Yuri cuida do Namseon, de tarde eu volto e fico cuidando do Namseon e a Yuri fica limpando o salão de festa no primeiro andar. Quando ela chega ao segundo andar, ela sempre conversa comigo e é sempre sobre os filhos dela.

Eu cansei de ouvir sobre como eles são o amor da vida dela, que fez com que ela perdesse o sonho de ser cantora. A primeira vez que ela contou, achei legal e que era uma história interessante, mas ela se tornou repetitiva demais.

Estou começando a ficar meio solitário, eu já sei como o Namseon funciona, resumindo: Ele dorme, e quando está com fome, chora. O único problema que ele de repente começa a chorar quando estou no meu banho, então tenho que parar tudo para dar mamadeira para ele. Por que bebês não tem horário para fome como adultos? Seria mais fácil para mim, mas não, no primeiro dia ele ficou com fome de madrugada e eu tinha aula do dia seguinte.

Parece que só existimos eu e o Namseon, mesmo que haja Yuri, a mãe e Namjoon, o fantasma. Acho que a única vez que eu vi o Namjoon foi quando a gente se conheceu. Eu gostaria de conversar com ele, porque, com certeza, ele não vai ficar falando sobre os filhos deles o tempo todo e ele parece ser só um pouco mais novo que eu, então poderíamos ter muitos assuntos, mas eu nunca acho ele, nunca sei se ele saiu de casa ou está no quarto. Só quero que não ser sempre tão solitário aqui.

No meio nesses meus pensamentos, escuto som de choro e quase levando da cadeira, mas lembro que ainda está no café da manhã. Olho para o relógio na inocência e percebo que já estou atrasado para a faculdade.

[...]

Entro na sala junto com o professor, sento no lugar mais distante, para não ter que encarar o professor novamente. 

 ─ Alunos e alunas, não sei se já te avisam, de qualquer jeito eu vou falar ─ disse com um tom ameaçador que só ele conseguia fazer  ─ Nessa semana teremos a nossa grande prova, a prova que revela se você é bom ou ruim em culinária.

No momento seguinte ouvia-se apenas pessoa cochichando, claramente com medo e insegurança da tal prova. Não tiro razão, é prova mais difícil no curso inteiro, só os melhores conseguiram tirar mais que a média, o único problema era que essa prova era como um vestibular, se você fosse ruim, no futuro nunca iria ganhar um emprego decente.

─ Como vocês já sabem a prova será dividida em três: Uma prova discursiva que vai ser na segunda, uma prova oral que vai ser na terça e a grande prova pratica que vai ser na quarta. ─ continuou, anotando as informações no quadro.

Ele disse mais algumas coisas, porém eu estava muito longe dali, com eu iria estudar se eu tinha um bebê para cuidar? Ok, essa frase é muito estranho, mas é a verdade. Vou ter que arrumar um jeito de criar um horário para eu estudar, mesmo que seja às cinco da manhã.

Quando vi as aulas já tinham acabado e eu já estava voltando para a mansão, totalmente pensativo, tentando arranjar uma eu estudar pra essa prova. Principalmente eu que odeio estudar e sempre estudo de última hora, porém sou esperto e aprendo rápido.

Mal abri a porta e já escuto um choro de bebê, já entro na cozinha e começo a preparar a mamadeira, ainda pensando em como eu iria estudar, eram mais de cem coisas para gravar, claro que a maioria eu já sabia, mas eu não me considero um profissional na cozinha, tem vários pequenos detalhes que ninguém lembra, essas são as coisas que faz você passar na prova. Lembrei que comprei um livro sobre as coisas necessárias para saber cozinhar que, provavelmente, está na minha casa se o Yoongi ou Hoseok já não jogaram no lixo. 

Namseon começar a chorar mais alto, e antes mesmo de provar, dei a mamadeira que imediatamente foi cuspida em mim, logo quando eu tava com a minha camisa favorita. Resolvi provar a mamadeira. Descobri que o pote com um pó branco que eu tinha colocado na mamadeira era muito menos doce do que eu imaginava, na verdade, era sal. Eu coloquei sal em vez de açúcar na mamadeira.

[...]

Quando eu finalmente decorei todos os ingredientes necessários para fazer "A Melhor Sobremesa Do Mundo", Namseon chorou novamente, peguei ele no colo e tentei de tudo fazer ele parar de chorar, porém nada dava certo. Tentei das técnicas mais simples, como: colocar a chupeta, balançar ele de um lado para outro, dar comida para ele. Até as técnicas mais difíceis, na qual eu tive que procurar na internet. Pensei em desisti e estudar mesmo assim, entretanto Namseon resolveu chorar mais ainda para realmente me avisar "Seokjin, você não vai estudar hoje!".

Finalmente, depois de muito tempo, ele dormiu, resolvi voltar a estudar, porém nada entrava na minha cabeça, me perguntei se era que era tão tarde assim para eu estar com sono. Quando vi o horário deu um pulo, não era tão tarde, na verdade era manhã, cinco da manhã. Era melhor eu dormir, já que realmente não tinha como eu estudar nas minhas condições.

[...]

Acordei eram três da tarde, levei um surto quando vi, acho que nunca dormir tanto quando hoje, sempre os meus pais me acordavam, depois na faculdade era o Yoongi, nunca pensei que sendo uma babá eu ia dormir tanto. E, falando nisso, será que o Namseon tá dormindo até essa hora?

Levantei depressa, percebendo que não iria saber se ele chorasse, pois minha porta estava fechada. Estanho, porque não me lembro de fechar a porta ontem, quer dizer, hoje. Devo ter feito isso tão naturalmente que nem percebi.

Ainda com sono, entro no quarto de Namseon. Ele estava tranquilamente dormindo, nem parecia que eu tinha demorando a noite toda para fazê-lo dormir. Depois de um tempo percebi que ele estava de chupeta, realmente não me lembro te ter colocado-a. Meus pensamentos foram invadidos pelo choro de Namseon, que, provavelmente, estava com fome.

Cheguei na cozinha e infelizmente me lembrei das minhas provas, ainda não sabia como eu iria estudar. Peguei já sem olhar, a mamadeira, mas percebi que ela não estava lá, olhei em todos os lugares, até que encontrei, por incrível que pareça, na geladeira e já com leite. Essa eu tenho certeza que não fui eu. Eu espero, não quero ficar louco. 

Coloquei novamente Namseon na cama, antes mesmo de ele acabar com a mamadeira, ele já tinha fechando os olhinhos, se ele não fosse apenas um bebê, eu diria que ele estava roncando. Resolvi pegar a babá eletrônica e voltar para o meu quarto. Eu realmente precisava sair bem para essa prova.

[...]

Estudei tanto que quando fui ver a hora já eram sete horas da noite e nada de choro do Namseon, realmente algo estava estranho.

Entrei no seu quarto e ele estava dormindo, porém, estava com uma roupa diferente, na qual eu tinha certeza que não tinha sido eu que tinha trocado. Deixei para lá e voltei para o meu quarto, se ele tivesse alguma coisa, eu iria ouvir pela babá eletrônica, até peguei ela, só que ela não estava funcionando, não tinha pilha, mesmo que eu tenha colocado à dois dias atrás, era impossível ela ter desaparecido.

Algo estranho estava acontecendo, meio assustador, será que essa casa era assombrada? Mas tudo que aconteceu foi para o meu favor, fazendo eu ter tempo para estudar. Será que eu tinha uma "fada madrinha"? Alguém que me ajuda nos momentos difíceis mesmo que não vendo. Se eu tivesse realmente uma "fada madrinha", quer dizer, alguém que me ajudava, com certeza seria... A Yuri.


Notas Finais


E aí? Comentem o que você acham!
Eu sei que eu mostro o Namjoon e depois desapareço com ele, só que no final: “nem tudo é o que parasse ser“.
Enfimm, esperem ansiosamente para o próximo, não vou falar que vou ser rápida, porque aí atraso um mês.
Essa capítulo foi betado pela minha escritora favorita de taekook: @cutie_a

Beijos Voadores Do Jin ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...