História 2 MOONS THE SERIES VOLUME 2 - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 209
Palavras 3.654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - TRÊS


Fanfic / Fanfiction 2 MOONS THE SERIES VOLUME 2 - Capítulo 3 - TRÊS

 



  - WAYO -

  
    *P´PHA ♥   /  EU VOU DAR UMA PASSADA NO DORMITÓRIO DO ´KIT E DO ´BEAM, VOLTO LOGO.

  "Era tudo que a mensagem que P´Pha me enviou no LINE dizia. Já havia se passado mais de 
  uma hora desde que respondi enviando um adesivo mas, nada, ele ainda não me retornou.

  Eu preciso encontrar alguma coisa para fazer. Bom, eu não estava aqui parado como se estivesse
  ansioso esperando por ele nem nada do tipo mas...okay, okay! Eu admito, estou louco para vê-lo.

  Eu deveria estar estudando mas, preferi colocar a leitura dos meus mangas em dia e, eu já 
 
  havia lido sete volumes. Depois só joguei figurinhas "Porra! os seios de Nami me deixam
  realmente orgulhoso". 
  Eu olhei para meu material cansado. Estamos apenas no início do semestre mas, eu preciso 
  relaxar um pouco antes que os próximos meses tomem todo o meu tempo. Eu mal tinha deitado 
  quando um problema veio bater à minha porta.

  Era ´Ming. A última vez que o vi foi...no jantar com P´Pha naquele restaurante onde comemos
  Curry."

- O que aconteceu?

 "Eu mal tinha terminado minha pergunta e ele simplesmente me empurrou pelo ombro para entrar
 
  no meu quarto, se jogando sobre a minha cama, atordoado. Eu não liguei, isso é o "ser normal"
  para ele."

- Vai me dizer o que há de errado com você?
- Sim...

- Então fale! Qual o problema?
- Eu...estou sem chão...assustado de verdade.
- Fale de uma vez!

 "Eu o puxei pela camisa branca para faze-lo se sentar e olhar para mim. Minha nossa, ele está
 
  mal, péssimo. Parecia realmente ter perdido as forças mas, com certeza ainda me venceria
  outra vez só com seu rosto bonito. Espere, porque eu estou pensando nisso agora?"

- Eu fui atras dele, no quarto e, encontrei o seu P´Pha lá.
- Certo e então...?

- P´Beam disse que...ele e P´Kit estão em um, relacionamento.
- O QUÊÊÊ!!!?

 "Eu gritei tão alto que podia jurar que P´Prink pode me ouvir do seu quarto, no outro lado
  do corredor."

- Mas...eles enlouqueceram!?
- É...eu não consigo entender isso também.

 "´Ming passava as mãos no cabelo, totalmente desnorteado."
- Mas...que tipo de relação ele quis dizer...de, amigos?
- Você é burro!? Eles estão falando de relação amorosa porra!

 "Meu amigo respondeu chateado."

- Droga! O que deu errado!? Nós até conversamos hoje a noite sobre nós. Ele finalmente
  começou a admitir que sente alguma coisa por mim e...será que me enganei? Será que 
  ele está confuso em um pensamento unilateral?

- Fique calmo ´Ming.
- Como eu posso me acalmar droga!? Meu coração está doendo tanto.

- Eu não sei...isso está muito estranho, você não acha?
- Eu não sei de nada...

 "Eu me sinto tão perdido quanto meu amigo. Tanto que a única coisa que posso fazer por ele agora,
  é consola-lo, esfregando suas costas tentando acalma-lo mas, nada afastava a expressão 
  chateada no seu rosto. Caramba, ele está mal."

- Isso só pode ser meu carma.
 "Ele disse lamentando."
- Namorando com alguém ou, querendo uma pessoa que gosta de outra.
  ...
- Eu sinto tanta inveja de você e P´Pha.

 "Agora era o meu amigo que fazia carinho no alto da minha cabeça, desolado."
- Hã...

- Eu já vou Yo...Me ligue se precisar de qualquer coisa está bem?
- Espere! Onde você vai!?

- Vou beber.
- Você quer que eu vá junto!?

 "Eu estava mesmo com medo de que meu amigo caísse por aí bêbado, quem sabe até em um rio 
 
  e morresse afogado."

- Não...eu vou ficar bem. Vou encontrar uns colegas da faculdade. É melhor você não ir ou
  vão querer comer você, não acha?

 "Eu me lembrei das centenas de rosas que me foram entregues pelos alunos da faculdade de 
  engenharia durante o voto popular no concurso. Eu fiquei calado pensando no que ´Ming me
  disse agora. Aqueles caras me olhavam de um jeito que, me deu até medo.
  
  Nem que eu quisesse eu poderia ter saído com ´Ming. P´Pha acabou de entrar no quarto."

- Hey cara! Você está legal?

 "Eu sabia perfeitamente porque P´Pha estava perguntando isso à ´Ming."

- Bom...para ser honesto eu estou um pouco...confuso.
 "Meu amigo encolheu os ombros ao responder."

- Só fique aqui P´, e cuide bem do meu amigo.
 
 "´Ming deu alguns passos para sair mas, se virou para P´Pha antes de passar
  pela porta..."

- Esqueci de te dizer P´. O ponto fraco do Yo é nas coxas, para ser mais específico, aquela 
  parte bem próximo do...

- ´MING SEU IDIOTA! Cale a boca porra!
  
  "Eu tive que gritar para faze-lo se calar."
-  Okay...estou indo P´.

 "´Ming deu alguns tapinhas no ombro de P´Pha antes de ir embora. P´Pha respirou fundo
  olhando para mim depois de trancar a porta.
  
  O olhar dele era como se eu fosse uma criança travessa que acabou de ser pega fazendo algo
  que não deveria. Por quê será que ele está me olhando assim?"

- O que eu devo fazer primeiro? Perguntar como ´Ming sabe sobre "Seu ponto fraco" Ou eu mesmo
  devo experimentar para ver se é verdade?

 "P´Pha se sentou ao meu lado na cama e, eu tive que me afastar um pouco. Eu estava com medo
  por causa de sua expressão assustadora."

- Então...seu ponto fraco é...
- ´Ming disse isso porque ele me provocou em um, acampamento em que fomos juntos.

 "Eu praticamente gritei minha resposta assustado, evitando seus olhos, óbvio."

- Têm certeza? Foi só isso mesmo?
 "Ele aproximou seu rosto do meu em tom provocativo."
- SIMMMMMM! EU JURO!

 "Não havia como escapar se não segurando seu rosto para afasta-lo de mim. Os olhos dele
  são tão intensos...ele mordeu o lábio inferior com uma cara, parece até que ele queria me
  devorar."

- Hey!? Por que tanto medo de mim hã? Só estamos nós dois aqui e...somos namorados.

 "Ele disse isso de forma informal."

- Olhe para si mesmo P´Pha. Você está me assustando.
- Hum...você ainda se sente tímido comigo?
 
 "O hálito dele aqueceu por alguns segundos minha bochecha quando ele fez essa pergunta. Somente
  ameaçando me beijar mas, sem chegar à vias de fato. Posso sentir o sangue esquentar em 
  cada poro do meu rosto me deixando vermelho com certeza."

- Por favor P´Pha... Eu não tenho só um ponto fraco nas coxas, por favor pare.
- Ha é? E o que mais te deixa fraco hã?
  ...
- Você...Você é o meu maior ponto fraco.

 "Eu puxei um dos travesseiros para bloquear seu movimento, me jogando na cama mas ele
  foi sorrateiramente ágil arrancando o travesseiro das minhas mãos ao se deitar comigo.
  
  Ele ainda segurava em uma das mãos uma pasta com algumas folhas.
  Provavelmente as anotações que foi buscar no quarto de P´Kit e, assim que se esticou sobre
  meus lençóis ele abriu a pasta para ler. Será que todos os médicos costumam fazer isso?

- Tão estudioso...
- Se eu não me esforçar para ser um bom profissional um dia, como vou cuidar de você?

- Nossa...está falando sério?
- Claro que falo sério? Você aceitaria um pobre médico como eu riquinho?

 "Eu ri de sua pergunta. Bom, da pergunta e do seu movimento para acomodar a cabeça sobre a
  minha barriga como se fosse um travesseiro para ele. Ele continuou a ler seu material com
  atenção."

- Hey! Ainda é minha barriga e não seu travesseiro hã!
- Há é!? Sabe que eu nem notei a diferença? É tão fofo e confortável.

 "Eu afundei meus dedos por entre as mexas do cabelo dele, fazendo carinho enquanto ele ri
  despreocupado e feliz por estar assim comigo. Eu me sentia tão ou mais feliz que ele por
  te-lo assim. Por sentir isso. Sentir que ele corresponde ao meu carinho.
  
  Onde será que ´Ming está? Eu não consigo deixar de pensar no meu amigo."

- P´...
- O que foi Yo?

- O que você sabe sobre, P´Kit e P´Beam? Ele estão mesmo...juntos?

 "P´Pha descansou as folhas sobre seu peito antes de virar a cabeça para olhar para mim.

- Para ser honesto, eu não sei.
- Hummm.

- Eu estou achando isso muito estranho. Eu conversei com ´Beam agora pouco e...
- E o que ele disse?
  ...
- Aiii!

 "P´Pha me deu um tapa na cabeça."
- Se eu disse, você vai contar para seu amigo?
- Se você está falando assim então, é algo que não devo saber, não é?

- Bom...

 "Droga! Ele se aproximou tão rápido e estava tão perto, a ponto de quase nos beijar."

- Vai ficar tudo bem, não se preocupe okay?
 
 "Ele me encarou tão sério agora. Parece pensar em alguma coisa realmente importante"

- Têm certeza que suas coxas são seu ponto fraco? Com um rosto tão bonito como o seu, eu duvido.

 "Deus...Agora só está faltando ele dizer que quer fazer alguma experiências científica no meu
  corpo e isso não é nenhum pouco engraçado.

  Droga!...Eu podia sentir a energia das mãos dele fazendo todos os pelos do meu corpo se 
  arrepiarem quando ele tocou meus pés. Eu tentei fugir mas, para onde eu iria? Minha cama
  de solteiro é pequena demais."

- Eu quero tocar você...quero tocar suas coxas.
- Porra! Será que você não consegue ver que mal posso resistir com um toque simples? O que
  vou fazer se você me tocar assim?

 "Eu segurei sua cabeça para tentar arrancar da mente dele é essa ideia. Até gritei para 
  repreende-lo mas, eu sei que ele não vai desistir, não vai mesmo. 
  
  Senti as mãos enormes dele agarrarem meus pés novamente. E ele continuou enquanto seus
  dedos deslizavam para cima de forma lentamente torturante."
- Hey! Pare com isso idiota!
- Nossa...Nossa, como ele reagiu rápido ao meu toque. Hahaha

 "Ele apenas ria ao segurar meus pés, inclinando o tronco e aproximando o rosto do meu.
  Por quê ele têm que fazer isso comigo, aqui, na cama? Eu notei que ele adora fazer isso comigo,
  desde aquele dia na praia."

- Você não acha melhor fazermos...outra coisa?

 "Ele se jogou na cama de barriga para cima sem tirar os olhos de mim. Se ele tivesse um rosto
  comum eu poderia lidar com isso mas, eu podia sentir minha alma fora do corpo agora.
  Eu não me canso de olhar para ele. A pele é tão clara e suave, ele parece um deus. 
 
  O nariz é perfeito. As sobrancelhas como duas pontes de ferro perfeitamente esculpidas, grossas,
  escuras em linha reta perfeita.
  
  Ele nem precisa se esforçar para ser bonito, simplesmente nasceu assim. Qualquer um sentiria
  inveja. Eu não consigo parar de olha-lo e ficamos assim por longos minutos sem dizer nada.
  
  Um perdido no outro."

- Eu preciso voltar para o meu quarto.
 "P´Pha quebrou contato visual."
- Eu quero ficar com você. O que faço para você ficar?

 "P´Pha olhou para todos os brinquedos de pelúcia que ganhei na noite da competição.
  Eu havia os organizado no topo da cabeceira da minha cama com todo o cuidado. A
  expressão dele ficou amargurada de repente e então...

  Ele deu um soco jogando todos aqueles bichinhos no chão."

- P´PHA! O QUE VOCÊ FEZ!?

 "Eu gritei irritado."
- Eu só quero o meu brinquedo nessa cama. Entendeu!?
- Não! Eu não entendi nada.
- Não estou nem aí!

 "Ele virou seu rosto para mim outra vez daquela forma. Porra...Se você quer me beijar
  seu tonto me beije de uma vez, eu não aguento mais esperar."

- Eu quero beija....você.

 "Assim que ele concluiu a sentença a boca dele estava na minha. Não era bem um beijo. Nossos
  lábios estavam apenas tocando um ao outro. Então seus lábios começaram a varrer todo o meu 
  rosto, e voltava para mim boca e de novo, e mais uma vez...meu Deus!"
  A cada toque da boca dele em mim meu coração batia ainda mais rápido até eu começar a..."

- Pare!
 "Eu toquei seu peito o afastando de mim."

- UAU! Sua boca é tão gostosa de beijar...seus lábios são tão macios.
- Chega...isso já é o bastante.

- O quê? Não...vêm aqui.
- Pare...isso não é beijo. Se chama de selinho.

 "Eu precisei explicar como se ele fosse um garoto da escola primária. Como se ele não
  soubesse a diferença entre uma coisa e outra."

- Como é!? Então você quer beijos cheios de paixão hã?

 "Mas...o quê? Eu não disse isso."

- Então...

 "Se você começou esse joguinho comigo, porque ainda pergunta droga.
 
  Porra!...Eu fechei os olhos poucos segundos antes de sentir a boca dele de verdade. Ele não
  estava me beijando de forma intensa e cheia de tesão como ele havia prometido mas, a forma
  como ele me beijou...
  Tão...suave e doce que senti meu corpo perder as forças embaixo do dele. 
  Merda! Esse cara é ainda mais do que eu pensava. Eu podia sentir meu corpo derreter na cama...

  *********
  Meu celular vibrou na cama me tirando do meu torpor. Eu afastei os lábios dos de P´Pha mas,
  como é difícil...ele tomou meus lábios entre os seus em um segundo. Meu celular 
  brigava agora pela minha atenção também."

- Chega...
 "Será que ele entendeu o que eu disse? É difícil usar a boca para falar e beijar ao mesmo
  tempo."

- Pare...eu...
- Hummm. Pega...

 "Isso é um jogo comigo? Ele me entrega o celular mas volta a atacar meu rosto sem parar.
  Como ele espera que eu consiga atender alguém nesse estado?

- Não vai atender?
- Arhrhr

 "A língua dele deslizou da minha boca até meu ouvido me deixando livre para falar mas,
  ainda assim não era nada fácil...Porra! Era pior!"

- Aaa...lô! Quem é?

 "O quê esse cara têm!? Eu precisei empurrar um de seus ombros com a mão livre. Ele não
  se sentiu ofendido nem intimidado, pelo contrário ele deu um sorriso cheio de malícia 
  para mim. Porra! Esse cara vai me comer vivo é? Ele está acabando com meu auto-controle.
 
  Eu me sinto tão fraco nas mãos dele."

- Oi...como você esta?
 "Essa voz...é..."

- P´Forth!

 "Eu engoli a saliva com dificuldade assim que P´Pha parou e ergueu a cabeça, o rosto vermelho,
  os olhos nos meus. Eu não sabia o que fazer. Atendo P´Forth ou me afogo junto com P´Pha no
  frenesi para onde ele está me arrastando?"

- E o primeiro dia na Faculdade...como foi ?
- Bem mas, HUMMMMM..."

 "Mal pude completar a frase porque a boca de alguém não deixa. Os lábios dele estavam outra
  vez nos meus mas, agora era praticamente impossível falar com P´Forth. Como eu falo com a 
  língua de P´Pha agora dentro da minha boca Porra!?
  Eu dei um soco de verdade no seu peito mas ele não vacilou nem por um segundo. Mas esse cara 
  está...!"

- Yo...O quê você está fazendo?

 "P´Pha deu uma última chupada antes de erguer o rosto para olhar nos meus olhos. Ele ouviu a
  pergunta de P´Forth e ergueu a sobrancelha, claramente esperando pela minha resposta 
  também. Ele quer saber sobre o que eu e,  P´Forth vamos conversar. 
  Mas nem pense que ele parou de brincar comigo. 
  Beijo no nariz, beijos nas bochechas, droga, ele não cansa...

  Eu me tornei um alvo para esse cara! Preso entre suas pernas longas. Ele estava fazendo de mim
  o que bem quer."

- Eu...bom, estou deitado agora.

 "Será que fui convincente?"
- Há...foi mal. Eu estou incomodando você não é?

 "P´Pha agora balbuciava apenas com os lábios. "Isso mesmo seu babaca, você está nos
  incomodando. Você é um estorvo. Desligue essa ligação de uma vez seu burro!" "

- Sinto muito P´Forth. Eu preciso ir...
 "Eu desliguei."

- Como eu posso falar com ele se você está em cima de mim!?
- Bom...ficaria meio chato você dizer que estava me beijando então preferi que ele 
  ouvisse tudo.

 "Porra! P´Pha está mesmo falando sério? Se fazendo de inocente dando de ombros."

- Satisfeito agora?
- Hã!? Sobre o quê?

- Como assim, sobre o quê? Sobre o que você estava fazendo comigo ainda a pouco!?
- Haaa! Ainda não.

 "Ele apertou meu nariz, sacudindo minha cabeça levemente."

- Eu falei ainda a pouco que ia voltar para o meu quarto mas..." O SENHOR POPULAR" Aqui
  recebeu uma ligação à essa hora e... como sou medroso e ciumento preciso deixar 
  bem claro para ele, o que somos um do outro.

 "P´Pha se inclinou, aproximando o rosto do meu mas, eu fui mais rápido detendo seu avanço."

- Isso que você chama de "Deixar claro" ? Okay, eu já entendi! Agora pare, eu não consigo 
  respirar.

- Me fale...eu quero ouvir. QUEM É SEU NAMORADO?
- O quê!?

 "Esse cara perdeu o juízo? Que brincadeira é essa agora?"

- Me responde...Quem é seu namorado? Fale logo ou vou brincar com você a noite toda.

 "Eu tenho certeza que ele é capaz de cumprir sua ameaça. Eu fechei um dos olhos, virando 
  um pouco o rosto. Eu estou fraco e vou perder se ele continuar."

- Estou esperando...responda!
- Mas que...palhaçada é essa!? Por quê esta pergunta agora?
- Só responde...eu quero ouvir, vamos!

 "Eu suspirei e, sorri nervoso."

- P´PHAAAAAA!!!! Contente!?
- P´Pha o quê? 

- Isso é sério? Eu já respondi droga.
- Eu quero ouvir com todas as letras, ande, estou esperando.
  ...

- P´PHA É MEU NAMORADO! FELIZ AGORA!?
- Hahhahah Assim que eu gosto.

 "Ele passou a mão pelos meus cabelos antes de sair de cima de mim. E imediatamente eu vi 
  algo que não era visível antes dele me atacar. Mesmo estando sob suas calças ainda 
  era enorme, marcado no tecido e impossível de não ser notado."

- Minha pasta...onde estão minhas anotações?

 "De uma hora para outra ele parecia...desesperado para ficar longe de mim."

- P´Pha...!
- O quê...?
- Você...

 "Eu apontei para aquilo entre suas pernas e fiquei sem saber o que dizer. Mesmo sabendo
  o que significava eu fiquei atordoado. Estava bem na minha cara, totalmente...marcado e
 
  apertado na calça dele. Ele deve estar super...

- Oieee! Por quê você ainda está olhando para o meu...para mim assim?
 
 "P´Pha puxou um travesseiro e bloqueou minha visão."
- Eu vou para o meu quarto, Yo. Eu estou indo okay!? Durma bem! Eu te amo!

 "Eu só ouvia os tropeções, chutes e passos apressados de P´Pha até a porta ser fechada.
  Eu abaixei o travesseiro com um sorriso bobo nos lábios. 

  Eu baixei a cabeça, olhando para o meu próprio quadril e, eu estava tão excitado quanto ele
  mas, o tamanho...Por quê são tão diferentes? E quando chegar o momento que eu e P´Pha
  fizermos...

  PARE YO! PARE! ISSO É UM FUTURO DISTANTE! NÃO PENSE...NÃO PENSE NISSO!

  Eu só consegui fugir desses desejos e pensamentos quando me dei conta que P´Pha esqueceu seu
  celular sobre meu criado mudo. Eu puxei o aparelho para ir até o quarto dele devolver até que...

  ¨¨¨¨¨¨¨¨
  Algumas notificações chamaram minha atenção. Eu não deveria mas, já era tarde, eu fiquei
  curioso.

  *JJ / PHA!...O QUE HOUVE COM VOCÊ? PORQUE NÃO RESPONDE MINHAS MENSAGENS MAIS?
  *JJ / POR ACASO JÁ TÊM ALGUÉM?
  *PL / ISSO É VERDADE PHA?
  
  
  *DOC. BEAM /  PORQUE VOCÊ NÃO ATENDE SEU ESTÚPIDO?

 "Senhor e senhores, não façam isso com ninguém okay? Eu vou fazer porque estou curioso e 
  para mim é tarde.
  Não têm problema eu dar apenas uma olhada não é? Ele não sabe ainda que deixou seu celular 
  aqui e não, precisa saber que vasculhei suas coisas."

- Porra!
  
 "Assim que deslizei a tela de bloqueio, um campo com cadeado surgiu solicitando uma senha de
  quatro digitos. O que faço? Qual deve ser?
  * * * *
  Nada, Eu digitei sua data de nascimento mas não é esse o código.
  * * * *
  Nem mesmo os dígitos de seu ano de nascimento. E se...
  * * * * !
  ISSO! DESBLOQUEADO!!!! Era a data do meu aniversário.

- Vamos lá...LINE!

 "Porra! Haviam mais de quinhentas mensagens não lidas! 
  Merda!...A maioria são de garotas. Eu estou a ponto de ficar louco.
  Eu li o máximo de mensagens antes de surtar. A maior parte eram textos exigindo dele
  explicações, reclamações porque ele havia sumido e coisas similares. 
  
  Será que vou ficar encrencado se abri-las para ler tudo que está escrito aqui?  
  Foda-se...!
  Eu apertei o botão já abrindo a conversa armazenada.

  *PL.    / ....
  *PHANA  / DESCULPE...EU JÁ TENHO ALGUÉM 
  *PL.    / ISSO É SÉRIO?
  *SAY.     / PORQUÊ EU NÃO FIQUEI SABENDO DE NADA ENTÃO!?
  *SAY.     / VOCÊ ESTÁ MENTINDO! PORQUE ESTÁ FAZENDO ISSO?
  *PAHAN    / EU JÁ DISSE! TENHO ALGUÉM AGORA ENTÃO, PARE DE ME LIGAR! NÃO ME INCOMDE MAIS
            ENTENDEU!?

  *N´OEY    / XOXO XOXO XOXO!!!
  *CHI_CAKE / VOCÊ NÃO PODE ESTAR FALANDO SÉRIO! EU NÃO ACREDITO EM VOCÊ!

  "Porra! São tantas mensagens que ele precisou responder mas, sempre a mesma resposta.
   "JÁ TENHO ALGUÉM." Eu me dei conta ao verificar as datas que, ele só passou a responder
   dessa forma a partir da noite que aceitei ser namorado dele.
   
   UAU! Eu nunca havia sentindo a emoção e felicidade que sinto agora."

                                           .......

   02:47am

   A porta do meu quarto foi aberta lentamente e eu sabia quem era. 
   P´Pha andou devagar pelo quarto até o meu criado, pegando seu celular. Quando pensei que
   ele já tinha ido, senti um beijo na minha testa ao passo que meu cobertor foi puxado para
   me cobrir."

-  Hey...Eu te acordei?

  "Eu já estava bem desperto mas, fiquei quieto, em silêncio. Eu fiquei com medo que ele se
   desse conta de que eu estava acordado e decidisse pular em cima de mim para continuar 
   com seu jogo na minha cama. Nós estaríamos mortos de sono durante o dia.
   Nem pensar..."

-  Bebê...?
 
  "Ele deslizou seus dedos no meu cabelo antes de sair, trancando a porta.
   Queria ver a cara dele quando ver o novo papel de parede de seu celular. Eu passei algumas
   horas na frente do meu notebook para fazer só para ele. 
   
   UMA FOTO DELE COM MEU NOME NO MEIO.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...