História 2 temporada de Amor eterno - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Tags Fiolee
Exibições 25
Palavras 1.211
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI GENTIIII ESPERO QUE GOSTEM DO CAP

Capítulo 31 - Epilogo - fim


Fanfic / Fanfiction 2 temporada de Amor eterno - Capítulo 31 - Epilogo - fim

LEIA AS NOTAS FINAIS- IMPORTANTE

 

Fionna pov’s on

 

Havia chegado o grande dia, finalmente eu iria me casar, com a pessoa que amo, marshall, a marshal, me pergunto como está se sentindo ou se estar como eu.

 

Nesse exato momento estou no quarto me arrumando para ir à igreja, estava com o vestido que escolhera e Sidney fazia uma maquiagem em mim, ela usava um vestido azul, assim como flame e cake já que era nossas madrinhas, digo nossa por que eu e a Marcy vamos nós casar no mesmo dia, e eu amei isso, toda a cerimonia passara na televisão, mas apesar de tudo eu estava feliz, não sabia nem como explicar

- Gente está na hora de ir, o Flambo já chegou com a limusine – disse Flame entrando no quarto, levantei e juntamente a Marcy sai do quarto e fui para fora entrando na limusine, que por sinal era bem grande, logo atrás vieram Cake, Flame e Sidney, os outros já estavam na igreja apenas nos aguardando.

Chegamos na igreja, mas apenas Cake, Sid, Vini e Flame saíram, fiquei la com Marcy enquanto esperava nos chamar

- Nervosa? – perguntou Marcy segurando minha mão e a apertando, sorri com sua ação, ela estava mais gelada que o normal, acho que eu não era a única nervosa afinal de contas

- Sim, muito e parece que você também – respondi logo – mas nem sei por que estamos assim, somos muito lindas – ela riu do comentário, assim o ar pesado do ambiente suavizou, retoquei meu batom mais uma vez, e logo ouvi uma das daminhas de honra nós chamar, respirei fundo, é seu grande dia Fionna, não tenha medo, sai do carro e caminhei até a frente da igreja, havia vários fotógrafos rodeando a mim e a Marcy o que me deixou um tanto incomodada, já podia ver Marshall la no altar, estavam mexendo nas mangas do terno, ou estava incomodado ou nervoso, optei pela segunda opção, então comecei a entrar devagar com um sorriso enorme no rosto, para mim todos haviam sumido, apenas eu e Marshall estávamos ali, e eu só conseguia olhar para ele, como estava lindo, ele também sorria para mim, parecia feliz, meu coração saltitava de nervosismo e cada vez mais estávamos próximo, até que cheguei ao altar, senti um embrulho no estomago, e então ele se aproximou deu um beijo em minha Buchecha e sussurrou em meu ouvido

- Você está magnifica! – Sorri com seu elogio, todos ficaram em silencio, estava segurando a mão de Marshall, enquanto escutava o padre, mas eu estava literalmente boiando, estava me sentindo leve e segura como nunca me sentira antes, foi tudo muito rápido, logo eu e Marshall já estávamos nós beijando, ao terminar ouvi os aplausos assovios e gritos como “MELHOR CASAL”  rir e ele também me deu mais um selinho e me puxou para perto

- Você é a pessoa com quem quero passar a eternidade! – ele disse baixinho só para mim

 - Você é o único homem que eu amo Marshall – o abracei com força e ele me segurou em minhas pernas e me levantou, estilo princesa, assim mesmo me levou para fora da igreja e me colocou dentro da limusine, logo atrás virem os outros que lotaram a Limusine, eu ria e me divertia com meus amigos, finalmente estávamos casados, e agora iriamos para a nossa festa de casamento, era em um clube da cidade, era enorme já que sabíamos que viria várias pessoas.

Tudo foi ótimo, comida, dança, as pessoas banda companhia, já era quase meia noite, resolvi me trocar ficar com aquele vestido por horas era muito sufoco, fui com marcy e vesti um vestido branco solto que ia até as coxas Marcy optou por um colado e curto preto, voltamos para festa e ao ver Marshall corri até o mesmo e o abracei como nunca antes

- ow! Caminha – ele ria e me abraçava também – finalmente – disse ele, pegou em meu queixo e o levantou depositando um beijo em meus lábios, era doce e safado ao mesmo tempo, ele segurava em minha cintura, e eu estava com os braços envolta de seu pescoço, ficamos assim até receber um banho de champanhe de nossos amigos que estavam em volta rindo

- seus doidos! – eu ria sem parar e logo peguei o champanhe da mão do finn e sai jogando em todos, ficamos horas, rindo, comendo, dançando, comendo, tirando fotos, comendo, já falei que comemos, a festa só acabou la pelas 7 da manhã, eu e Marshall iriamos para o Havaí ter nossa lua de mel, iriamos as 9 horas, então decidimos voltar para casa e nos trocar

 

Era tarde já quando chegamos umas 17 da tarde eu estava exausta da viagem e Marshall da mesma forma, assim decidimos por ter um cochilo e a noite iriamos a um bar próximo, e assim o fizemos, dormimos até as 21

- Ouvi dizer que o bar é muito bom – disse Marshall enquanto passava um perfume em frente ao espelho, estávamos nós arrumando para ir

- é o que espero ne, imagina que merda se ele for ruim, já estragou a lua de mel – disse brincando o mesmo me encarou e rio também, saímos do hotel e fomos para o bar que ficava na praia, além de bar era uma boate, mas ao ar livre dando assim para ficarmos dançando na areia, ao chegarmos bebemos um pouco e dançamos como dois doidos várias pessoa ficaram nos olharam e algumas pediram autógrafos, opa temos fãs até aqui?!

Lá para as três da madrugada, estava levemente bêbada, e Marshall parecia da mesma forma, então ele me jogou na cama e me beijou feroz com desejo, foi passando a mão pelo meu corpo, aquilo estava ficando cada vez mais quente, ele foi tirando a roupa e a minha distribuímos carinhos um no outro, posso dizer que aquela foi uma das nossas melhores noites... FIM

- Ahn? Mas já mamãe? – perguntou Kiara passando a mão no olho estava sonolenta, me levantei e me aproximei da pequena depositando um beijo em sua testa

- Já me amor... você adora a história do meu casamento com seu pai ne? Sapequinha – sorria feliz, Kiara é minha filha e do Marshall ela tem 5 aninhos, deixei a carreira de cantora para trás, queria viver uma vida tranquila com minha família, então eu e o marshall nos mudamos para uma cidade mais tranquila, algumas pessoas ainda pediam meu autografo, me sentia bem assim, era bom ver que havia pessoas que realmente gostavam de meu trabalho. Apaguei a luz do quarto e desci as escadas vi marshall na cozinha assaltando os armários, assim que ele notou minha presença virou-se e me deu um beijo longo, eu correspondia e por fim sorria

- Ela já dormiu? – perguntou ele, eu apenas afirmei com a cabeça e recebi um beijo na testa, subimos para nosso quarto e dormimos felizes e agarradinhos

 

 

Pensando por um lado, passamos por tantos problemas apenas para chegar aqui, passamos por aquilo da Margarida, o Vinicius, os problemas da Sid, A jujuba... realmente foi uma grande aventura... e o dia de comemoração chegou, pensando bem, a aventura não acabou está apenas começando, não vejo a hora de poder ter outras aventuras com você meu amado marido...

 

Fionna Mendes


Notas Finais


pois é gente, a históra chega ao fim, mas espera, espera, espera, se você gosta das minahs fics ( eu espero -q) eu estarei continuando outras agora uma delas é meio-irmãos

https://spiritfanfics.com/historia/meio-irmaos-4940032

Sinopse:
Ela nunca foi do tipo igual
Ela sempre foi do tipo ela, só ela, e essa era sua essência, apesar do que diziam, ela sempre seguia o que achava certo
Não era o tipo popular, nem perfectionista, mas amava sua vida e seu pai, ja que ele era sua unica familia... (era)

" Alguém a amara de verdade "

Muitos pesavam, como podem amar alguém tão estranha, ela nem segue o que esta em alta na sociedade, como alguém se interessaria por isso?

" é por que ela é tão ela, e vocês são todas iguais"


ai se vocês gostarem podem favoritar la c:

obs: as personagens são baseadas em amigos reais meus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...