História 2217 in Time - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Aventura, Perdas, Segredos, Viagem No Tempo, Viagens
Exibições 3
Palavras 501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Quis me basear no acontecimentos recentes, calor conflitos.
Por ser minha primeira vez, não sei se este capítulo terá qualidade.

Capítulo 1 - A primeira visita a terra em 16 anos


Uma luz radiante atingira meu rosto, seria de manhã, em minha frente numa grande tela projeta-se amplos prédios e um grande tráfego de carros um um estrondoso som de buzina ensurdecera meu ouvidos, Dasman, aquele moleque configurou meu projetor de novo, usando o comando de voz mudei a paisagem para os moinhos da Holanda nos campos, e o som das aves trazia beleza auditiva ao meu quarto. Escutei passos seguirem aos corredores, a porta automática se abriu percebi a silhueta de minha mãe, era bela com seus cabelos escuros e seus olhos castanho claro.

_Bom dia,  _ela disse _Zarath, meu amor vamos, quero leva-la ao observatório.

Ela sentou-se em minha cama ajeitou sua roupa, apesar de não precisar muito, todos nos usávamos Nilíncio (O material que continha em nosso traje espacial, preservava a estrutura molecular de nosso corpo, alguns efeitos colaterais da gravidade artificial pode causar.

_ Ahn? O que está acontecendo mãe? A senhora nunca me tratou assim  _Indaguei _ Sempre que Dasman me provocava me chamando de garota esquisita com anomalia a senhora nunca deu bronca nele.

Ela observou a mim, deu um leve suspiro, ela envolvia seu braços em meu corpo levando minha cabeça perto do seu coração, pude ouvi-lo bater forte e rápido, TUMTUM...TUMTUM...TUMMTUM, como se estivesse ater um infarto. A afastei e olhei seriamente, ficando calada por um momento.

_ Ah...Não é isso, a viajem que sua turma vai fazer a terra. _ Ela assentiu _Mas a situação não está fácil lá em baixo, e os ladrões? Mendigos? Sequestradores? Poderia acontecer algo com você, eles nunca viram ninguém assim, assim como você, uma pessoa diferente.

Diferente mãe? por que não esquisita? ou mutante? Acho que preferiria ser dissecada pelos cientistas, do que ouvi ser chamada de aberração pelo moleque do meu irmão ou carinhosamente de diferente pela minha mãe. Bem, talvez dessecada seria uma palavra forte.

Naquele ano, os cientistas estavam muito preocupados em viagens no tempo, em descobrir civilizações alienígenas, e como levaria os humanos para popularizar um novo planetas, não iria se importar por uma humana geneticamente com habilidades naturais. Contarei mais sobre minha peculiaridade mais a frente.

_ Por favor mãe, chega. Já sou crescida sei me cuidar, afinal a turma irá levar também um Mechadroid arma para nos proteger. (Mechadoids eram robôs que faziam seguranças nos institutos de ensino) 

peguei minhas coisas que eu já havia preparado note passada, e arrumei meu cabelo e sair rapidamente. Não olhei pra a mulher que dissera ser minha mãe.

 

No ônibus espacial, fiquei imaginando como vivia aquelas pessoas na terra, me nunca havia ido ao planeta desde que nasci, Marte era o único planeta que eu conhecia bem. no auto-falante uma voz dos professores ecoava. 

*Aqui e o professor Neturn, peço a todos que mantenha-se sentados ao chegamos a atmosfera da terra. Dentre 4 dias  terrestres estaremos lá, enquanto isso leiam os aviso atentamente. Seus acentos fornecem uma câmara criogênica aprimorada caso não queiram descansar. Quando chegamos a terra passarei mais instruções*. Aproveitem a viagem.

 


Notas Finais


Erros de caligrafia? Mau uso da sintaxe?kkk me ajudem posso corrigir.

>>Ficção científica boa se leva na prática.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...