História 24/7=Heaven {Namjin|Abo} - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~BSoo

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Abo, Menção Jikook, Menção Yoonseok, Ming_kiko, Mpreg(gravidez Masculina), Namjin
Visualizações 474
Palavras 2.365
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~ Olá.
Primeiro eu gostaria de explicar o porque de eu estar postando antes da hora, vamos lá

Essa semana é minha ultima semana antes das provas então vai ser extremamente cheia, assim como a semana que vem, então eu não vou ter tempo de postar.

Ah mais dia vinte e oito e passando a semana que vem, psé, mas eu também vou estar ocupada com outra coisa (Que vamos deixar em off)

Era só isso, boa leitura e até.

Ae, vou tentar fazer os capítulos da fanfic não serem menor que isso.

Capítulo 2 - Under The Smile


Fanfic / Fanfiction 24/7=Heaven {Namjin|Abo} - Capítulo 2 - Under The Smile

 

Depois da tarde no shopping, Jin e Jungkook voltaram para suas casas.

Jin se encontrava em frente ao notebook, se perguntando se devia ou não pesquisar aquilo, até por fim decidir pesquisar. O ômega procurou ‘Cio Delayed’ e clicou no site Sobreouniverso.Com, encontrando o seguinte texto.

Cio Delayed

Cio Delayed, cios que vem depois do tempo, são chamados assim, não a uma razão especifica para ele acontecer, mas muitas vezes pode depender dos hormônios.

As pessoas que estão propensas a ter esse tipo de cio têm entre 18 e 22 anos, pois aí seu cio já passou muito do tempo que devia acontecer, já que o cio normalmente acontece aos 15/16 anos, as características para saber se você o tem são;

Mudanças frequentes de humor, violência.

Insônia, dor muscular, dor no baixo ventre, sangramento anal, e formigamento no corpo.

Esses são os mais comuns, mas também a outras características.

Os Cios Delayed não tem um período para acontecer, podem acontecer daqui a uma semana, ou daqui a anos, isso varia bastante.

Para saber mais sobre, ‘Cio Delayed’ clique aqui.

Seokjin leu um pouco mais e se surpreendeu ao notar que tinha muitas daquelas características, mas chegou à conclusão de que era tudo coincidência. O ômega fechou seu notebook e o guardou, precisava dormir cedo, pois tinha que acordar cedo na manha seguinte, pois apesar de ter sido suspenso, o ômega não diria aquilo a sua mãe, apenas fingiria ir à faculdade normalmente.

O acastanhado desceu as escadas, encontrando sua mãe deitada no sofá vendo as noticias. Jin parou atrás do sofá vendo uma noticia sobre as gangues BGangster e BMale, duas das maiores gangues da coreia, se não as maiores. A noticia dizia que havia rolado um tiroteio entre as duas gangues e que havia muitas pessoas feridas.

- Oh garoto, você não devia estar dormindo? _ A mulher que se encontrava no sofá perguntou chamando a atenção do mesmo para si.

- Sim, me desculpe mãe. _ O ômega respondeu fazendo a mulher lhe olhar irritada.

- Não me chame assim, não quero ser mãe de um erro na sociedade como você. _ A mulher respondeu e o garoto apenas assentiu e se curvou, subindo para seu quarto em seguida.

O acastanhado foi para seu quarto com lagrimas nos olhos, nunca havia se acostumado a ser tratado daquela maneira por sua própria mãe, ela lhe tratava como um fardo em sua vida, o que chegava a ser irônico pois, a mãe e o filho moravam na casa de uma mulher que nem era de sua família, apesar do desejo de Jin de que ela fosse sua mãe, a anos e o fardo era ele, mesmo que o ômega trabalhasse para ajudar a mulher, que sempre negava sua ajuda pois era bem de vida, Jin ainda era considerado um fardo.

- Você está bem? _ Yang Mi, ou como Jin a chamava Omma Mi, perguntou se aproximando do garoto que se encontrava parado em frente ao seu quarto.

- Sim, eu estou. _ Jin respondeu baixo sem olhar para a mulher, estava triste por ser tratado daquele jeito, aquilo era mais que obvio, mas ele não queria demonstrar.

- Ah, venha aqui meu bebe. _ A mulher disse o abraçando, fazendo o mesmo começar a derramar as lagrimas que tanto prendia. _ Não chore pelo que ela diz amorzinho, você não é um erro, e uma benção maravilhosa, ela devia agradecer por ter você como filho. _ A mulher falou passando a mão no cabelo do mesmo.

- Obrigado. _ Sussurrou baixo e a mulher soltou uma leve risada.

- Não fique se martirizando com o que ela diz, ok? _ Disse e o ômega assentiu. _ Agora essa velha vai dormir porque ela está cansada, ok? Até amanha, tenha bons sonhos. _ Completou e deu um beijo na testa do ômega, que fez o mesmo com a senhora.

Jin observou Yang Mi voltar para seu quarto e entrou no seu em seguida. O ômega sempre se alegrava quando falava com ela, era quase como conversar com sua mãe, só que uma mãe boa, não como sua mãe verdadeira, Eunbi, Seokjin ainda não entendia o porquê de Yang Mi deixa-los em sua casa, mas não ia questionar, alem do mais era escolha dela.

 

*1*2*3*4*5

Jin desceu as escadas correndo, havia acordado tarde e isso o fez “perder o horário”, apesar de se encontrar suspenso, o moreno colocou uma roupa qualquer dentro da mochila e vestiu suas roupas e saiu do quarto. O ômega entrou rapidamente na cozinha e pegou apenas uma banana e saiu de casa, se dirigindo a um dos parques mais vazios da cidade depois de sair dali.

Depois de muito tempo rodando o garoto notou que ia chover e resolveu ir para um café, tomar um café da manha descente e passar a chuva lá, o ômega encontrou um café em uma avenida, o acastanho entrou no mesmo e se sentou em uma das mesas no fundo do recinto, apenas para que sua má sorte não o atacasse e sua mãe passasse por ali.

Depois de pedir, Jin começou a prestar atenção no lugar, era arrumado, tinha um estilo rústico típico de cafés e tinha um cheiro bom. O ômega olhava o lugar tão atentamente que não notou um ser se sentando em sua frente, se assustando ao ver Kim Namjoon, bem sentado em sua frente.

- O que faz aqui? Não devia estar na faculdade? _ O ômega perguntou e o outro riu ironicamente, já se passava do horário das aulas, que no sábado felizmente começavam as oito.

- Eu não estou lá porque não quero, e te faço a mesma pergunta, porque não está na faculdade? _ Namjoon perguntou com um sorriso que fez Jin querer lhe dar um soco, ou agredi-lo até que o mesmo desmaiasse.

- Eu fui suspenso, e você sabe disso. _ Respondeu o olhando com raiva.

- Então porque não esta em casa? As ruas são perigosas para uma dama delicada como você. _ Disse a ultima frase sorrindo abertamente, porque sabia muito bem que usar palavras femininas com aquele ômega era pedir pra morrer.

- Com todo o respeito, isso não é da sua conta. _ Jin respondeu deixando o alfa levemente surpreso e com certa desconfiança, porque ele havia ficado em casa dormindo? Porque estava com a farda da escola?

- Você não contou a sua mãe? Nossa, que ômega perspicaz. _ O moreno falou e sentiu seu celular vibrar.

- Eu não sou obrigado, e você não sabe de nada. _ Respondeu e viu o outro assentir.

- Eu vou ter que ir para a outra mesa, eu até te chamaria, mas, você não ia gostar. _ Namjoon falou se levantando e guardando o celular.

- E quem te disse que eu ia aceitar? _ Perguntou fazendo o outro rir. Típico dele, o alfa pensou antes de sair dali, de longe pode ver Namjoon se sentando junto a alguns garotos, havia uma coisa estranha naquele grupo, era o fato de que, todos estavam usando preto e vermelho, como uma das duas gangues, Jin resmungou alguns palavrões ao pensar naquilo, as gangues estavam cada vez piores então o acastanhado tinha medo disso, devia ser só coisa de sua cabeça, era bem comum atualmente amigos usarem roupas iguais, mesmo que Jin e seus amigos não fizessem isso.

- Aqui está, desculpe pela demora. _ Uma mulher, surpreendentemente alfa, disse colocando um pedaço de bolo na mesma junto a mais algumas besteiras, juntamente a algo que Jin não havia pedido um cupcake em forma de coração.

- Ah, moça, eu não pedi isso. _ O ômega disse apontando para o bolinho sobre a mesa.

- E por minha conta. _ A alfa disse e sorriu para o mesmo antes de voltar para a cozinha.

Já do outro lado, Namjoon olhava a cena atentamente, ok? Não era estranho ver alguém cantando Jin, já que o ômega é muito bonito, mas o alfa havia se incomodado em ver o mesmo sorrindo para aquela...

- Namjoon. _ Um dos alfas sentado à mesa o chamou. _ Nós vamos decidir isso hoje ou vamos esperar você parar de metralhar aquela alfa? _ Perguntou e Namjoon logo tratou de se desculpar e voltar a prestar atenção.

******

Depois de passar o dia inteiro em um parque Jin finalmente voltou para casa, encontrando a mesma vazia, sua mãe provavelmente sairá para vadiar e Yang Mi estava trabalhando. O ômega subiu para seu quarto e ao chegar lá encontrou algo um tanto estranho em cima de sua cama, uma tulipa vermelha.

O acastanhado fechou a porta e se aproximou com passos demasiadamente lentos. O ômega pegou a flor e sorriu levemente, provavelmente havia sido Yang Mi, pois ela sabia do quanto o mesmo gostava de flores.

Jin colocou a flor em um vaso com água e ficou a olhando por um tempo, era realmente linda.

******

A alfa se encontrava assustada, pois não era todo dia que você voltava para casa e encontrava um bilhete em sua cama dizendo:

“Não se aproxime dele

Ass. M”

A alfa de cabelos negros havia estranhado o bilhete, de quem a pessoa no bilhete falava?

******

Depois de um tempo sem fazer nada, o ômega acastanhado resolveu fazer algo fora de casa, já que raramente saia de casa. Já com o banho tomado o mesmo vestiu uma roupa leve, pois ninguém merece usar uma roupa sufocante à noite.

Depois de vestido o ômega deixou a casa pelos fundos para não dar de cara com sua mãe, que o acastanhado pode ouvir chegar alguns segundos depois.

- Salvo pelo gongo! _ Sussurrou saindo dali, indo diretamente para seu lugar preferido da cidade, Kkoch, um parque meio abandonado perto da maior floresta da cidade e um labirinto. Aquele lugar era considerado perigoso, pois muitas crianças haviam sido sequestradas ali, mas Jin sabia que depois que as pessoas pararam de ir a aquele parque, os sequestradores obviamente haviam saído dali.

Depois de alguns segundos ali, Jin pode ouvir passos e vozes altas e logo tratou de entrar no labirinto, se escondendo por ali. As vozes foram aumentando até Jin ver os donos daquelas vozes, dois garotos de sua sala, alfas. O ômega sentiu vontade de agredi-los por fazê-lo se assustar daquele jeito. Mas parou ao ver que os mesmos não estavam ali só para passear, Jin tratou logo de sair dali.

Jin estava surpreso, nunca havia visto um relacionamento de alfa com alfa, pois aquilo não era muito comum e muitas vezes eram vistos com maus olhos. O ômega se sentiu triste pelos dois, devia ser horrível ter que esconder seu amor do publico.

******

Dia seguinte

Namjoon acordou com sua cabeça rodando, beber sexta feira nunca era uma boa escolha para o mesmo, principalmente com seus amigos, que o faziam beber até cair.

O mesmo se levantou, notando que deitado na cama do seu lado, se encontrava Kim Bae, um ômega que fazia parte de seu grupo.

- Merda. _ Resmungou se levantando. O alfa vestiu suas roupas, que ele não sabia como haviam ido parar no chão, e saiu do quarto, sem esperar o outro acordar, pois não lhe devia explicações.

...

Namjoon entrou no apartamento seu e de Jimin, seu melhor amigo desde a infância, o encontrando dormindo deploravelmente no chão da sala.

O alfa revirou os olhos, era normal chegar em casa e encontrar o Park bêbado, mas encontra-lo no chão era estranho. Pelo menos ele não está pelado em cima do sofá como da ultima vez, pensou rindo e se aproximando do corpo no chão.

- JIMIN, A POLICIA APARECEU AQUI, E ESTÁ TE PROCURANDO. _ Berrou e sorriu ao ver o outro levantar do chão desesperado.

- Aish, eu não fiz nada de errado, foi o Kwon, sabia que ele estava tramando algo contra nós. _ O Park disse aparentemente confuso e desnorteado.

- Calma Jimin, eu tava brincando, ninguém veio aqui te procurar. _ O mais velho respondeu calmo recebendo um olhar mortal do outro.

- QUER ME MATAR DO CORAÇÃO? Eu pensei que você tava falando serio. _ O de cabelos acinzentados respondeu passando as mãos no cabelo.

- Mudando de assunto, que lance é esse do Kwon estar tramando algo contra nós? _ Namjoon perguntou se sentando no sofá, sendo seguido pelo outro.

- Eu vou te contar.

******

A conversa fez ambos os alfas dormirem tarde era sobre Kwon, um outro alfa do grupo. Jimin havia lhe contado que durante o roubo dos dois mil diamantes, que havia acontecido recentemente, ele havia visto Kwon conversar com alguém pelo telefone, e também havia visto o mesmo colocar diamantes de dinheiro em uma bolsa separada, que era completamente fora das regras principais do grupo, mas essas não foram às únicas vezes que Jimin havia o visto fazer algo estranho, semanas antes ele havia o visto pegar dinheiro de dentro do cofre principal sem ninguém ver, e fazer mais algumas coisas. Namjoon até achou ser paranoia do mesmo, mas se lembrou do dia que viu o mesmo sair do roubo dos 2k de diamantes com uma bolsa preta e pequena, e também se lembrou de que nas contas de Chin, havia 2300 diamantes, mas só 2000 estavam na contagem, àquilo era muito incriminador, e juntando a mais algumas coisas, eram coincidências de mais.

Depois da longa conversa com o Park, Namjoon foi dormir, mas dessa vez coberto de estresse e desconfiança.

...

O alfa abriu seus olhos devagar, o brilho do sol lhe incomodava muito, e já estava lhe irritando profundamente. Após apenas alguns segundos deitado e a vontade de arrancar o coração de quem deixou as janelas do quarto abertas, que logo foram descartadas, pois seria suicídio, Namjoon levantou.

O moreno olhou para o relógio, vendo que o mesmo marcava 06h50min, o moreno se amaldiçoou baixo, pois ninguém em plena consciência acordava as seis da manha em um domingo. Virou-se de lado para tentar voltar a dormir, mas não conseguiu.

Você sabe que o dia vai ser uma merda, no momento em que você acorda com a luz do sol na sua cara. Pensou e deu um leve soco no travesseiro.


Notas Finais


AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Vão ler a fic de uma das pessoas que mais me fez ter vontade de voltar a escrever: https://spiritfanfics.com/historia/the-elite-8955598 Ela é Kookmin, espero que gostem :)


Vamo interagir no Twitter, meu perfil é @kiko_ming
E meu insta é mingkiko0037
E até depois anjinhos Q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...