História 24/7=Heaven (Namjin/Abo) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Jaenior, Jikook, Kaisoo, Kristao, Markson, Mpreg(gravidez Masculina), Namjin, Sulay, Taebam, Xiuchen, Yoonseok, Youngyeom
Exibições 667
Palavras 2.674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom esse é o segundo capítulo da fanfic, espero que gostem.
É descupe se o capítulo estiver pequeno...

Capítulo 2 - My damn luck.


Fanfic / Fanfiction 24/7=Heaven (Namjin/Abo) - Capítulo 2 - My damn luck.

“Seu fraco idiota!" "Você está bem?"

"Se você quiser ir pra casa, eu te levo até lá"

"Eu nunca zoaria você..." "Hey, e aí, perdedor?"

"Oh, vou só clicar o Curtir no seu status..."

Você vai se machucar! Fuja ou você vai se machucar!

Às vezes ser corajoso demais pode ser ruim

Peça ajuda, peça ajuda a alguém

Ou então só observe em silêncio por agora...

Face - Nu'est


    Kim Seokjin


Depois de eu e Jungkook, passarmos a manhã inteira, planejando a nossa tarde, coisas que pessoas normais fazem, cada um foi para a sua casa, comer, dormir é até tirar um cochilo, pra depois se arrumar. Agora eu estou na casa procurando uma roupa pra usar.

Sabe, aquele típico dia feliz que vira um inferno, pelo simples fato de eu não conseguir escolher uma roupa decente. O pior é a falta de tempo, me resta uma hora até nossa hora de encontro, sendo que meia hora vou levar apenas pra chegar lá.

Me levanto, desistindo completamente de achar uma roupa decente. Resolvi apenas tomar um banho, e pegar uma roupa qualquer, não posso morrer por causa de uma roupa, ou eu posso? foda-se. Peguei uma roupa qualquer e joguei em cima da cama.

Entrei no banheiro, tomando meu banho em seguida, o banho mais rápido da minha vida, e tenho certeza que o banho mais rápido que um ômega já tomou. Sai do banheiro, e peguei a roupa a vestindo rapidamente, me olhei no espelho após terminar, sinceramente eu até que estou pegavel. As roupas que eu peguei eram uma camisa branca bem justa, uma calça completamente preta é um sapato preto, peguei uma pulseira e a coloquei, arrumei meu cabelo. Logo começando uma busca quase impossível, pelo meu celular, agora, entendo o motivo de minha mãe falar que só não perco a cabeça por que ela é colada ao meu corpo.

Na verdade, uma vez eu perdi um prendedor pequeno, é quando achei estava no meu cabelo, minha mãe riu muito de mim, Jungkook e passou as férias inteiras me zoando. Após achar o maldito aparelho, desci as escadas desesperadamente, pois se eu chegar arrasado, Jungkook vai achar que eu dei um bolo nele, mas aparentemente, a sorte está contra mim, já que eu quase cai no meio das escadas. Saio de casa, e começo a correr igual a um retardado para o shopping, porque se e eu demorar um segundo a mais que o combinado, Jungkook pira, ele é aquele tipo de pessoa, que se passar um minuto a mais que o combinado começa a pensar em morte, acidente e sequestro.

Parei de correr depois de alguns segundos, e comecei a andar rapidamente em direção ao shopping, o que não fez muita diferença de correr, em alguns minutos eu estava praticamente correndo novamente. Mas a sorte realmente não está do meu lado, pois, na metade do caminho, começou a chover, e eu tive que entrar em um café, para não me molhar. Mas sinceramente, se eu soubesse que o capeta estaria aqui dentro, eu nunca teria entrado, me sentei em uma mesa no canto, e na mesa ao lado. Estava a pessoa que eu literalmente mais detesto, depois de Namjoon, Jackson, um dos melhores amigos de Namjoon, ou Monster como eu o chamo, por diversos motivos, um deles, e que obviamente ele sempre vencê as nossas brigas. Na verdade o que eu sinto por Jackson nem chega a ser ódio, só não gosto dele, porque, ao meu ver ele é um grande galinha.

Esperei alguns minutos, fui tirado dos meus pensamentos por uma beta, que julguei ser a garçonete, uma garçonete bem puta, já que o uniforme a deixava praticamente nua, na verdade, quando ela virou, pude ter certeza, que todo mundo pode ver a calcinha dela, porque eu tive essa maldita visão, tá aí uma coisa que os pais não ensinam, a ser puta. Depois de fazer meu pedido, a putanete saiu é pude sentir um olhar sobre mim, ou melhor vários, virei discretamente, para ver quem me olhava.

Encontrando literalmente a última pessoa que eu gostaria de ver hoje, Namjoon, parece que colocaram uma maldição em mim, porque não importa lugar que eu vá, essa praga está, acho que se eu for a uma balada gay, ele vai estar lá, óbvio que vai, e o habitat natural dele. Ele estava sentado na mesma mesa que Jackson, com uma garota sentada ao lado ele, pera garota.  Essa praga não era gay? ok, a garota é linda, parece que, ele não é tão gay, não tanto quanto eu pensava, o encarei por alguns segundos, e logo voltei meu olhar para a garota, vendo a mesma me encarando mortalmente, apenas virei meu rosto, e esperei pelo meu pedido.

Assim que o mesmo chegou, comi, e coloquei o dinheiro sobre a mesa. Me levantei, pronto para sair, me virei discretamente para a mesa de Jackson, vendo todos naquela mesa me olhando, porra vida, porque você só me fode.

Não consegui identificar ninguém de lá, tirando Namjoon e Jackson, na verdade não quero conhecer ninguém de lá. Dica de vida: nunca se meta em um ninho de cobras, se não quiser ser picado.

Sai do café, não queria ficar dividindo meu ar com aquelas cobras por mais nem um segundo, a chuva ainda não havia passado, é eu sinceramente não ligava, não iria mais para o shopping, não depois de ter pegado chuva.

Voltei pra minha casa lentamente, com algo me perturbando, mas eu não sabia exatamente o que era, então resolvi apenas ignorar, demorei bastante para chegar em casa, por ter passado um tempo sentado em um banco, em uma pracinha. Ao chegar em frente à minha casa, encontrei na casa da frente, pela segunda vez no dia, Namjoon, realmente é uma maldição. Mas dessa vez, ele estava acompanhando apenas por dois dos garotos, do café. Pude ver, ele me olhar, acompanhado por seus amigos, um baixinho, pelo menos menor que eu, e com um eye smile fofo, acho que Park Jimin, e o outro com fofo e um sorriso quadrado, não conheço. bela forma de descrever as pessoas. Voltei a olhar pra frente sem me importar com o olhar dos três, normalmente, eu mandaria dedo do meio, e depois correria pra casa igual a um condenado, mas minha roupa completamente molhada não ajudava. O pior é que, eu acho que meu celular faleceu.

Entrei em casa, fazendo competição, de quem é mais devagar com uma lesma, acho que ganhei. Subi as escadas correndo, antes de encontrar minha mãe, por que se eu encontra-la é dá morte, na certa, mas realmente o dia não está pra mim, já no fim das escadas, encontrei minha mãe parada, me olhando com cara de cu.

- Onde você estava? _ Pergunta, enquanto me segue até o quarto. Minha mãe, é daquelas que quando eu saio, pensa que eu saí pra namorar, mais o problema é, com quem eu iria namorar? O Gasparzinho fantasminha camarada.

- Estava indo para o shopping, me encontrar com o Jungkook _ Respondo pegando uma toalha, não tenho motivos para mentir, Além do mais ela ama Jungkook como se fosse seu próprio filhote.

- Ok, vá tomar banho, não quero que fique doente _Quando ela diz isso, na verdade ela quer dizer: Não quero que fique em casa, atrapalhando meu tempo livre sem você.

Assinto, e entro no banheiro, pedindo a deus, pqra pegar uma gripe, e não precisar ir pra escola amanhã, fiquei alguns minutos na frente do espelho, admirando a minha beleza inexistente, logo eu já avia tomado meu banho, porque, quero pegar uma gripe, não morrer.

Andei até a cama é peguei meu celular, que eu avia jogado ali em cima, quando entrei, tentei liga-lo até cansar, mas aquela porcaria não ligou. Desisti e desci as escadas, para o andar de baixo, encontrando minha mãe falando no telefone, bem feliz, estranho, ela sempre está com cara de nada. Passei reto, e fui diretamente para a cozinha, quando entrei na mesma, fui direto para a geladeira, a abri e comecei a pegar as coisas, para fazer um sanduíche. Não avia comido nada, desde que cheguei da escola. Por ter começado a procurar minha roupa cedo, depois de comer, subi para o meu quarto, e deitei, acho que a comida, me fez ficar com sono, depois de algum tempo, senti meus olhos pesarem, e adormeci...

Manhã seguinte...

Kim Namjoon

Abri meus olhos, sentindo minha cabeça doer. Virei minha cabeça para ver, quem estava ao lado, encontrando uma Omega completamente nua. Me levantei, e olhei as horas, vendo que ainda eram 2 da manhã, sorte que só tenho aula às 7:00. Vesti minhas roupas, e sai daquele quarto, totalmente desconhecido pra mim, não queria ficar até aquela Omega acordar, porque ela provavelmente iria encher o meu saco. Peguei meu carro, é dirigi para o meu apartamento, ao chegar no mesmo, encontro um Jimin caído no chão, olhando para o teto, provavelmente bêbado.

- JIMIN _ Grito, e o mesmo dá um pulo na hora, no mesmo momento a rir da cara dele igual a um retardado.

- Aish hyung, não precisa ser tão mal! _ Fala, enquanto levanta quase caindo.

- Precisa sim, que bom que você não trouxe ninguém pra cá, se tivesse trazido eu te mataria. _ Falo, após tentar sentir algum cheiro desconhecido no meu apartamento, sem nenhum cheiro.

- Sei disso, ah, eu encontrei um Omega hoje, um anjinho lindo, se eu pudesse, eu tinha sequestrado ele, é trazido pra cá. _ Fala rindo, maluco.

- Ok, me conte sobre esse Omega. _
Respondo, o puxando para o seu quarto, entrei no banheiro, o puxando pela gola da camisa, enquanto ele falava sobre o lindo Omega, que avia conhecido hoje _ Entre aí _ O empurrei para dentro do box, de roupa mesmo, acordar ele e colocar no banho, e o meu limite, nada de tirar a roupa.

- Ele era lindo hyung, como um anjo, um anjo que veio do céu _ Não um anjo que veio do inferno, Jimin, isso é sério? _ É sério ele era tão lindo! _ Fala começando a rir, ok, isso não é normal.

- Termine o banho sozinho _ Sai do quarto dele rapidamente, e fui para a cozinha, sinceramente não sei como eu e Jimin estamos vivos. Nós só comemos pizza, e besteiras, por dois motivos primeiro: Jimin é péssimo na cozinha, segundo: se eu tentar cozinhar, é mais fácil eu tocar fogo na casa do que cozinhar. Peguei um copo de café, pra me manter acordado, o resto da noite, ou da manhã. Voltei para a sala, e me sentei no sofá, e coloquei em um filme qualquer, só para não desmaiar, porque se eu dormir, não vou conseguir acordar a tempo de ir para a escola.

Fechei meus olhos, e mesmo momento meus pensamentos, foram para alguém  em especial, que me odeia... Sorri involuntariamente, com meus pensamentos.

- Hum, que sorriso apaixonado é esse Namjoon? _ Abri meus olhos, e encarei Jimin, que aparentemente estava mais sóbrio, mas só aparentemente, já que ele quase bateu na parede.

- É você, falando sobre o Anjinho _ Falo tentando imitar o tom dele, acabei ganhando uma almofada na minha cara _ Cadê o seu respeito? _ Pergunto, o encarando.

- Está na puta que pariu. _ Responde, e praticamente cai no sofá, eu também estou começando a achar que, nós não  precisamos de quartos, porque recentemente nós estamos dormindo mais na sala, que nos quartos. Me enrolei no meu cobertor, que eu deixo na sala desde que passei a durmir praticamente toda noite aqui, fechei os meus olhos, desistindo completamente de não dormir.

...

Acordei, com a claridade incomodando meus olhos, mas não era a claridade da janela, era a da TV, como isso dormiu ligado e eu não percebi?

Virei para o relógio de parede vendo que já eram 6:20, me levantei rapidamente, pois não podia me atrasar. Peguei uma almofada é joguei no meio da cara do Jimin, por pura vingança, corri para o meu banheiro, fiz minha higiene matinal, e tomei o meu banho rapidamente, peguei uma roupa que me deixasse bonito, não exibido. Sai do meu quarto, e me sentei em um dos sofás na sala, esperando aquela praga, que mais parece uma lesma se arrumando, se parece com alguns omegas, ficam cinco mil anos se arrumando, e ainda ficam se exibindo, com aquela maquiagem, que mais se parece com a de alguns palhaços.

- Vamos hyung _ Jimin me chama, me levanto logo em seguida, não queria chegar atrasado, após isso nos pegamos meu carro, e fomos para a escola. Sinceramente se eu pudesse eu não viria.

- Boa aula hyung _ Jimin me desejou animado, o encarei abismado, o que aconteceu com ele?

- Boa aula _ Desejo, e saio correndo para o meu prédio, nossa escola e dividida em prédios, quatro pra ser exato, que de alguma forma se conectam no meio, formando um pátio. Corri para o meu prédio, por que sinceramente, não quero chegar atrasado de novo, entrei na sala de aula, vendo que, o professor ainda não estava na sala, andei até a minha cadeira, e me sentei. Logo pegando meu lápis para cutucar Seokjin, bastou apenas eu o cutucar duas vezes para ele me olhar mortalmente, e começar me ameaçar baixinho, o que não faz muita diferença, já que eu tenho uma boa audição.

...

As aulas passaram rápido, logo todos os alunos estavam saindo da escola, me dirigi a um lugar que só eu sei que existe, ou melhor pensava que só eu sabia, ao chegar lá encontro, um ser, dormindo de baixo de um dos carvalhos, Min Yoongi, um Omega meio duas caras, as vezes calmo e sonolento, outras vezes, rude pra caralho, que me lembra muito alguém. Me aproximei, devagar, para não acorda-lo, me sentei em sua frente, e o cutuquei devagar, o escutei pronunciar um "porra" bem baixo, antes de abrir os olhos, fofo.

- O que está fazendo aqui? _ pergunta, completamente grosso, fazendo, toda a fofura de antes, sumir num piscar de olhos.

- Eu sempre, venho pra cá, depois das aulas _ Respondo o encarando, após alguns segundos sua expressão de ódio, para uma confusa.

- As aulas já terminaram? _ Pergunta surpreso, enquanto levanta rapidamente.

- Sim, tem uns dez minutos _ Respondo novamente, vendo o mesmo pegar suas coisas.

- Ok, adeus. _ Fala, antes de sair correndo e entrar na escola, super normal.

Me deito, no lugar onde, antes Yoongi estava deitado, sempre e bom ficar aqui, esse lugar me dá uma boa sensação, fecho meus olhos, e me deixo dormir um pouco.

***

Meu corpo estava quente, muito quente, eu estava ficando no cio. Me movi, sentindo um desconforto por estar de calça, por sorte, os alfas não emanam nenhum cheiro, só se quiserem, mas sinceramente, eu não quero, porque eu não quero cinqüenta omegas perto de mim, sem nenhum ser o que eu quero. Abri meus olhos, me surpreendendo, ao encontrar Jin, me olhando curioso.

- Você está bem? _ Pergunta sorrindo inocente, me afastei um pouco dele, por ter um olfato apurado, o cheiro dele é extremamente forte pra mim, maldição. _ Monster! _ me chama e eu o ignoro, me levantando. Mas o mesmo segura meu braço, eu poderia puxa-lo, mas com a força usada provavelmente o machucaria. me virei encontrando Jin, com um sorriso triste no rosto.

- Você não me quer? _ Pergunta, colando seu corpo ao meu, enquanto me encarava com tristeza, e com certa raiva.

- Não é isso! _ Respondo, tentando me afastar. Meu membro estava duro feito pedra, e eu não queria machuca-lo, pois o cio dos alfas costumam ser violentos.

- Eu vou resolver seu problema _ Fala  sorrindo malicioso. _ Mais antes quero tentar algo. _ Completa se ajoelhando, e abrindo minha calça.

***

Me sentei, ofegante. Olhei ao redor, vendo que ainda me encontrava na escola.

Respirei fundo, tentando controlar minha respiração, eu avia ficado duro com tão pouco. Maldito Seokjin.

   


Notas Finais


Bom, os capítulos vão ser normalmente narrado pelo Jin e pelo Namjoon, mais pelo Jin.
Mas ao decorrer da fic, eu vou colocar ponto de vista de outras pessoas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...