História 3° Guerra Mundial:Entre Amor e Guerra - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Jaliel

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Alemanha, Guerra, Italia, Países, Romance
Exibições 4
Palavras 719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Amor à noite de lua cheia


Começamos a treinar, lá mesmo, no subsolo, afinal, onde seria a não ser lá? Bom, na calçada da rua que não seria, enfim, Kristen me ensinou a voar e a mudar de aparência:

-Bom, você deve pensar no que quer fazer e acontece, pense em voar e...-ela demonstrou-tcharam!

-O-ok, vou tentar.

Eu me inclinei para frente e, de repente, me via no ar, flutuando, como uma nuvem mas sem ser fofinha, era uma sensação incrível só de estar ali.

-Agora, Allye, pense em alguma aparência que desejaria ter, vamos!

Eu queria pensar em Angelina Jolie ou algo do tipo mas, Chapeleiro maluco foi o que me veio na cabeça. De repente Kristen não parava de gargalhar, logo eu pensei na minha aparência com o cabelo loiro liso e eu não consegui retirar, eu tava linda, ficou por isso mesmo.

Não foi difícil pegar o jeito, rapidamente eu já voava equilibrada, mas ainda era estranho,de um dia pro outro:a vampira mais poderosa da terra! Antes eu pensava que não existiam vampiros, que tudo era ficção, que nada disso era real, mas eu tinha sérias dúvidas agora que, talvez um duende pulasse da janela dizendo que eu era a rainha deles...

Já era quase meia-noite, eu estava com uma sensação estranha, sede, mas, não queria água, não queria suco ou refrigerante, o que eu beberia se fosse normal:eu queria sangue! Eu fiz tudo pra me segurar e não beber sangue de alguém ali,quando eu vi que seria difícil segurar, perguntei:

-Alguém me dá sangue? Por favor!

-Geladeira, Allye...-disse Vivian.

Fui correndo pra lá e peguei o primeiro frasco que vi na minha frente, bebi tudo, quando me olhei no espelho, depois de beber, escorria sangue pelo canto da minha boca.

-É por isso que dizem que somos demônios, acham que nós que caçamos mas são os Lianos que caçam, nós pegamos o sangue de um hospital abandonado, tem milhões de litros lá!-Max disse desanimado.

-Gente, eu não sei muito bem, mas venham, preciso dizer minha idéia de ataque aos Lianos!-disse Klain, com um tanto de glória na voz-É o seguinte:por primeiro, creio que seja inteligente treinarmos bem nossos poderes antes como já fazemos, segundo, seria bom atacarmos quando a guerra entre a Alemanha e Itália cessar, terceiro, se demorar muito, podíamos também nos aliar aos italianos, criando então um tipo de guerra entre vampiros e humanos, quarto...-sem ele conseguir falar, Kristen começa:

-Previsão, estou tendo uma visão...-ela faz um pausa e ninguém abre a boca-vamos demorar meses para treinar vocês, Allye tem uma infinidade de poderes, temos que aperfeiçoar tudo antes de entrar no campo de batalha.

-Certo Kristen.-disse Max-vamos continuar treinando seus poderes para futuramente termos sucesso na batalha...A cidade...ela...Está fantasma, todos mortos, além de, essa noite pegar o resto do sangue para nos alimentarmos podemos limpar tudo e criar um campo de treinamento no parque Williams, que tem grande extensão de grama, o que acham?

-Perfeita idéia Max, vamos imediatamente começar, Allye e Klain, suponho que sejam melhor descansar, ou passear por aí talvez, vocês tem um longo trabalho pela frente!-disse Vivian.

Eles saíram do esconderijo,apenas eles e seus poderem mega incríveis e, eu decidi:

-Klain, você já foi ao morro do Uivo?-perguntei olhando em seus olhos, agora vermelhos.

-Não...-ele falou baixando a cabeça. 

-Venha, não é longe voando.-digo puxando ele para fora e levantando vôo.-Vamos!

A lua estava cheia, linda, iluminada, às vezes não fazia sentido essa bola imensa de poeira ser iluminada pelo sol, acho que tudo pode ter uma vida independente, sem ajuda de outra coisa pra sobreviver, mas eu, tinha certeza do que sentia por Klain, foi rápido e rasteiro, assim como todo sentimento, mas garanto que não irá embora cedo...

Aterrisamos no morro, estava lindo, era lá que tinha a árvore dos sonhos, era assim que eu a chamava, quando pequena eu vinha aqui ter idéias para poemas...

-Não é lindo?-perguntei, apontando à lua.

-Conheço algo ainda mais lindo sobre a luz da lua...

Corei e esperei ele terminar.

-Sabia que...é irônico mas, o sol ilumina a lua, a lua ilumina seu rosto, seu rosto me ilumina...-ele abaixa a cabeça.

-E também pode ser irônico eu sentir o mesmo por você? -eu disse virando para ele.

-Pode...ou não.-rimos juntos.

Nos sentamos encostados na árvore dos sonhos.

-Posso te dizer uma coisa?-eu perguntei.

-Tudo o que você quiser...-ele disse acariciando meus cabelos. 

-Amo você Klain...-sem pensar duas vezes ele se inclinou para mim e me deu um beijo terno e suave.

-Eu também amo você...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...