História 3 Por 3: Segunda Temporada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Personagens Originais
Tags Carrossel, Itzimichael, Itzitery Sevilla, Karol Sevilla, Lucas Santos, Lumón, Luna Valente, Lutteo, Micharol, Ruggarol, Sou Luna
Visualizações 39
Palavras 1.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HEY GENTE! COMO ESTÃO?
NOVA TEMPORADAAA!!!!
NOVAS EMOÇÕES!!
ESPERO QUE LES GUSTE
BEIJOS

Capítulo 1 - Chegada


Fanfic / Fanfiction 3 Por 3: Segunda Temporada - Capítulo 1 - Chegada

Bagunça.

Palavra que define momentos de Ruggero e Nico quando estão sozinhos.

–Pronto meu filho, banho tomado! – Ruggero pega a toalhinha –Vamos sair?

–No quelo papa...– faz carinha triste –Quelo blincar com meu pato de bolacha.

–Eu sei Nico, mas temos que...

Antes que pudesse terminar, Nico encheu seu pato de borracha e apertou fazendo com toda água espirrasse em seu pai.

–Ni...co! – pega a toalha limpando o rosto –Não faz isso comigo!

Ao invés de levar na esportiva, o menino levou mais como uma bronca e como sempre fora sensível, começou a chorar.

–Não, não, não filho, não chora, não faça sua mãe vir aqui!

Com isso o menino continuou chorando, não muito alto, mas numa altura suficiente para alcançar os ouvidos de Karol.

–Nico por favor não chora – implora juntando as mãos –Se você parar, preparo um leite quente pra você!

Como não era bobo nem nada, assim que Karol abriu a porta, parou de chorar.

–Ruggero! O que está acontecendo? –cruza os braços.

–Oi meu amor! – sorri perdido –Nada, eu e Nico estávamos...batendo um papo de homem pra homem!

–Claro...e ele acabou chorando? Me engana que eu gosto! – pega a toalhinha e tira Nico da banheira –Incrível como você não sabe dar um simples banho!

"Não pense esqueci da minha mamadeira papai!"

No quarto, Karol dava as instruções para Ruggero de como trocar o pequeno pela milésima vez.

–Sim minha gata, eu entendi mas...e se ele mijar na minha cara?

–Ele não vai...o que? Ruggero! Pelo amor de Deus! Poupe meus ouvidos de asneira!

–Ah Karol, vai saber...

Luna e Lucas estavam de saída do cinema no qual já haviam ido umas quatro vezes naquela semana.

–O que achou do filme? –perguntou Lucas pegando as três últimas pipocas do pacote.

–Era bom...mas o de ontem foi melhor!

–Concordo.

–Lucas...quando eu vou poder ver o Mike? Por acaso você sabe...

–Ah, sei lá – responde desinteressado –Passa lá em casa, ele sempre tá lá com a Itzitery.

–Hum...eles não se desgrudam mais! – resmunga –Isso é obsessividade sabia?

–Eles são namorados o que você esperava?

–Calma Lucas. Não precisa falar assim. Só comentei. Vamos embora logo!

Itzitery e Michael estavam se fotografando das formas mais ridículas e engraçadas que podiam, enquanto bagunçavam a cama pulando de vez em quando.

–Não, não, essa ficou muito feia! – disse Michael olhando sua foto com careta enquanto gargalhava –Olha você aqui no canto! E dedo do meio!

–Minha especialidade!

–Que feio! – continua rindo –Você é menina!

–Oh sério? Conta outra!

–Huuuum grossa. Mensagem do Ruggel. – pega o celular –Opa! Ele está nos convidando pra ir na casa dele, hoje á noite, já que faz tempo que não vamos lá e...inaugurar nossa volta de Manhattan.

–Não sei não, Michael, estou cansada demais pra ir, chegamos de viagem ontem e, ainda...estou indisposta.

P.O.V ITZITERY SEVILLA

É óbvio que eu não estou indisposta. Por mais que seja quase impossível da minha parte dizer isso, estou com saudade da Karol e da proteção dela.

O problema é a Luna. Essa sim, vai começar a se jogar pra cima do meu Michael, não que eu dê trela pra ela fazer isso. Jamais.

–Ah...Você está cansada. Tudo bem, ficamos em casa.

Ele sorriu fraco. Por mais que eu não queira cruzar com a Luna, para Mike é importante, rever seus irmãos.

Argh! É tão difícil bancar a boa namorada quando eu sou a garota estanha da vida. Porém, faço tudo pelo MyRonda.

–Ok bolinho. Vamos no jantar.

–Isso...Isso é sério? – abriu um sorriso lindo –Vamos mesmo? Mas...Itz você está exausta.

–Não Mike, não estou, só recusei por que quero evitar ver a cara e o cheiro de vadia da Luna.

–Entendi. Mas durante esse tempo ela deve ter mudado. Se foi dois anos.

–Pode ser. Só que estou indo por você e seus irmãos.

–Obrigado Itz, eu te amo! –ele me abraça.

–Não seja melado.

Ele sabe que eu também o amo e por isso soltou uma leve risada. O que ele não me pede rindo que eu não faço chorando?

Karol estava a mil por hora. Corre pra cá, corre pra lá. Queria deixar tudo pronto antes que alguém chegasse, Ruggero e Nico não ficavam de fora.

–Karol! Karol! O arroz está queimando! –Ruggero gritou.

–Mamá, o arroize ta quemano! –Nico ajuda.

A morena volta correndo e desliga o arroz, fuzilando seu namorado com o olhar.

–Filho...cobre os ouvidinhos, cobre?

Nico põe as mãozinhas nos ouvidos.

–Ruggero...QUE MERDA VOCÊ TEM NA CABEÇA!

–Desculpa é que...é que...– desiste e abaixa a cabeça –Não tenho argumento.

–É claro que não tem!

Batidas na porta soam, fazendo Karol tomar um susto, não pela visita que acaba de chegar e sim por que nem sequer se arrumou.

–Ai não, ai não, que...quem é?

–Sou eu Luna!

–E Lucas! –acrescenta.

Ruggero abre a porta, imediatamente sendo esmagado pelos braços do irmão mais novo.

–Ruggero! Quanto tempo!

–Lucas...que saudade! Nem vem almoçar aqui todo dia! – aperta o irmão –Não faz mais isso, Michael já fica rodando o mundo dando poucas notícias não faça isso também!

Enquanto eles se abraçavam a ponto de chorar, Karol e Luna faziam a mesma coisa, com mais sentimentos ainda.

A saudade era tanta, das brigas, dos conselhos, acordar todo dia com ela na cozinha, da rotina escolar. Tudo fazia falta.

–Nossa Luna. Por onde andou?

–Pelas ruas! – zomba e leva um tapa em seguida –Ai sua trouxa, estive por aí, passeando, cantando, patinando, ou seja, vivendo.

–Namorando o Lucas? –Karol sussurra e sorri maliciosa.

–Claro que não – separa do abraço –Ele é apenas meu amigo, só isso, como sempre e aliás eu...ainda gosto do Michael.

–Ainda? Luna, você sabe que ele está com...

–Eu sei, com a Itzitery, não precisa estragar meu dia dizendo isso. Mas enfim, seu filho cresceu!

–Óbvio. Dois aninhos já.

P.O.V MICHAEL RONDA

Eu estava tão empolgado! Vou rever meus irmãos, minha cunhada, meu sobrinho e também a Luna. É saudade que não dá pra segurar!

Puxei Itz do carro tão rápido que naquele momento fui mais veloz que o Flash. Bati na porta duas vezes e fui recebido de braços abertos por meus irmãos.

–Michael!! Que saudade cara! –disse Lucas me amassando.

–Muita maninho, também senti.

Após me largar, Ruggero veio, eu abri os braços mas ele me deu um belo tapa na cara.

–Ai!

–Isso é por demorar tanto pra voltar! – me puxa e abraça –Isso é por voltar e estar aqui!

–Eu senti tanto sua falta.

–Eu sei. Vamos entre. Bem vindo de novo.

A mesa estava sendo montada aos poucos pela Karol. Lucas já comia o que tinha vontade sem restrições.

Luna veio em minha direção e me deu um abraço apertado.

–Que saudade Mike! –disse ela com a voz abafada pela curvatura do meu pescoço.

–Oi, pequena. Saudades também.

–Você continua lindo – olha nos meus olhos –Como dá última vez que nos vimos.

Fiquem sem reação, tão assustado que eu achei que ela fosse me beijar.

Ao invés disso, ela me deu um beijo na bochecha e sorriu. A Itzitery também presenciou, mas as duas nem sequer se olharam.

Com a mesa posta, todos os pares estavam a mesa, falando sobre atividades recentes enquanto se serviam.

Alguém bate na porta outra vez, Ruggero perdendo no joquem pô com Karol, foi abrir:

–PAI?


Notas Finais


HEY GOSTARAM?
ESPERO QUE SIM
OBRIGADO POR LEREM #CHEGADA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...