História 3 por cento limonada - Vol. 1 - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags 3 Por Cento, Fernando, Gay, Lemon, Michel Gomes, Rafael, Rodolfo Valente, Sexo
Exibições 15
Palavras 747
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá! Para quem já me conhece, mil perdões por lançar uma coisa nova em meio á tantos planos, mas o nascimento dessa história foi repentino e espontâneo. Simplesmente estava vendo a série "3%" da Netflix, e comecei a escrever... E ta aí, nasceu.
Isso não é uma original, é a primeira fanfic da série "3%".
Isso é um pequeno lemon. Não é tradicional, quis fazer bem realista. Não tem muito enredo... Na verdade, copiei o enredo e estendi uma cena. Mas a história é 95% sexo.
Essa história esta na categoria dos originais, pelo fato do spirit não ter concebido a categoria da série "3%" ainda... Mas claro, quando surgir, editarei a ficha da fic, com total prazer. = D

A história acontece no episódio 6, a partir do trigésimo sétimo minuto.

Bem... É isso, boa leitura.

Capítulo 1 - Rafael e Fernando


-Você sabe o risco que estou tomando aqui? Se você sai agora e me denuncia, eu estou morto. Não eliminado, Fernando, morto... E a Michele também. 

Rafael não resistiu e tomou os lábios de Fernando. O cadeirante foi pego de surpresa, sua boca não reagiu, mas logo foi tomado pelo instinto quando os lábios daquele membro da causa começaram a dançar nos seus... E Fernando acompanhou a valsa.

Rafa queria convencer Fernando a te ajudar á qualquer custo... Tanto que usou seu último recurso, que também é o mais arriscado. Mas o desejo acabou se sobrepondo, fazendo o garoto trapaceiro tomar essa atitude.

Por quase um minuto suas bocas expressaram as próprias sedes... Sede sexual. Os dois deram uma pausa, suas respirações pesadas, recuperando o fôlego.

-O que estamos fazendo?- Perguntou Fernando.

Rafael apenas o olhou profundamente, e acariciou o baixo ventre do cadeirante, como se buscasse algum sinal de vida... E tinha. Rafa apertou com gosto a ereção de Fernando, arrancando um suspiro dele.

Os olhares de ambos expressavam desejos mudos. Guiado pelo instinto, Rafa abaixou as calças de Fernando. Em meio á duas pernas um terceiro membro ereto revelava-se. Fernando, ruborizou, com a repentina exposição, mas os olhos de Rafa brilharam.

O pênis de Fernando era um pouco grosso e cabeçudo. Bem moreninho semelhante á um picolé cilíndrico feito de chocolate e morango.

Rafa nem perdeu tempo. Ele massageou levemente o falo de Fernando com a palma de sua mão.

-Posso?- O garoto dos olhos azuis disse, fazendo um pedido quase mudo.

Fernando acenou levemente em tom positivo, ainda estava confuso com tanta revelação. Rafa abaixou sua cabeça, e começou, cobrindo toda a cabecinha daquele cacete com sua boca. Ele saboreou, e passou a língua.

Fernando fechou os olhos, saboreando aquele tesão se formando. E então Rafa prosseguiu, e tentou colocar o máximo daquele falo em sua boca, chegando á metade do comprimento. Rafa prosseguiu um boquete bem trabalhado, chupando com muito gosto.

Fernando só gemia levemente. No fundo, o garoto cadeirante e negro estava muito feliz, duas transas no mesmo dia... Sentia-se muito sortudo. Não esperava nada disso no “Processo”. Ele deixou as preocupações de lado e só queria curtir aquele momento.

Rafa estava agachado a mais de dois minutos, ele parou e disse:

-Estou meio desconfortável nessa posição. Vamos para a cama?

Fernando concordou. Rafa o deitou, e prosseguiu, com mais mobilidade, o boquete em seu concorrente, que agora gemia diante do poder de sua boquinha experiente.

-Hey...- Fernando disse.

-O que foi?- Rafa perguntou, interrompendo o que fazia.

-Tu curte dá o cu?

-Não muito... Mas se eu fizer, você vai me ajudar?

-Sim.- Fernando falou, dando um sorriso leve de cúmplice.

Os dois garotos tiraram suas roupas, ficando completamente nus. Rafa posicionou seu cu -Nada virgem, e bem rodado- no falo moreno de Fernando. O deslize das peças nem teve muita dificuldade, pois o pênis estava bem lubrificado e o orifício era razoavelmente largo, mas não deixava de ser gostosamente apertado também. E o garoto de olhos azuis já estava sentado no quadril do cadeirante. Rafa rangeu os dentes, reflexo do pau de Fernando que latejava em seu interior. As respirações de ambos um pouco intensas.

Rafa sorria, com uma certa expressão de esforço no rosto... Mas ao mesmo tempo um certo prazer diante da dor. Suas mãos acariciando o peito magro de Fernando.

O moreno estava quase no ápice... Poderia gozar á qualquer minuto. Era um prazer indescritível a sensação da pele na pele, sem camisinha.

-Está tudo bem?- Fernando perguntou, com uma preocupação real.

-Sim... Já passei por piores.- Rafa deu um sorrisinho meio irônico e meio masoquista. 

-Você é o primeiro cara que penetro.- Fernando disse, com uma pitada de emoção.

-Que fofo...- Rafa sorri, num tom afável e artificial.- Já perdi a conta de quantas pessoas eu já peguei.

Rafa começou a rebolar levemente no ventre de Fernando. O garoto do olho azul inclinou-se para beijar o moreno. Rafa acariciava-o com o seu corpo, sua boca... O tesão de ambos estava bem intenso. Fernando não aguentou mais, se permitiu esguichar dentro de Rafa. Mas os dois não pararam. Continuaram a posição.

Depois só trocaram carícias. Rafa gozou na masturbação - Manchando os lençóis de Fernando-, pois Fernando não queria chupa-lo... Apesar de Fernando achar Rafa bonito, ele não queria conceber esse prazer ao garoto que o prejudicou no meio do “Processo”... Apesar de tudo, Fernando não o perdoou e nem absorveu por completo tudo que Rafa confessou.


Notas Finais


Comentários são sempre bem vindos.

Abraços, e muito obrigado por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...