História 30 Dias - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Tags Hinata, Naruhina, Naruto, Romance
Exibições 78
Palavras 1.103
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Reunião


Fanfic / Fanfiction 30 Dias - Capítulo 7 - Reunião

- Pronto - Pensei ao terminar as inúmeras tarefas que dona Kushina havia deixado antes de ir ao centro para comprar algumas coisas.

 

Fazia calor, eu parecia um picolé fora da geladeira. Também não é pra menos depois de todo o trabalho que ela passou. Caminhei de volta até em casa só pensando em tomar um banho gelado quando escuto uma notificação no meu celular.

“Tá em casa? Eu sei que sim. To chegando” – Dizia a mensagem de Sasuke

“Traz cerveja!” – Respondi

 

Tomei um banho rápido e vesti umas roupas leves, desci  e fiquei na sacada para esperar o Teme. Passados uns 15 minutos eu vejo o carro de Sasuke apontar na entrada do Rancho, e fiquei surpreso de ver que quem estava dirigindo era a Sakura.

- Isso ai Sakura, não deixa esse bração dirigir! – Ri da cara que ele fez

- Cala a boca e me ajuda com a cerveja – Respondeu fingindo irritação

- Nossa, que grosseria. É com isso que você vai se casar Sakura-chan? – disse em quanto ajudava a pegar as cervejas.

- Ta vendo o que eu passo Naruto? – Sakura entrava no jogo

- Aaah então tá bom, motim agora? - 

- Ah sem drama, você sabe que a gente te ama! – Sakura e eu respondemos juntos.

 

Entramos para guardar as bebidas e Sakura seguiu seu caminho. Sugeri de fazermos um churrasco já que tínhamos bastante carne,  o que casaria perfeito com a cerveja. Enquanto preparávamos tudo Sasuke me contou sobre o final de semana na praia, que prontamente aceitei.  Assim que terminamos a preparação dona Kushina chega.

- Estão fazendo churrasco, que ótima ideia Dattebane –

- Essa não, já sabe né Sasuke? – Cochichei pra ele

- Sim. – Ele respondeu

Dattebane era algo que minha mãe só dizia quando ficava realmente empolgada com alguma coisa, um problema de família já que eu dizia “Dattebayo” quando eu ficava eufórico. E como esperado ela já saiu ligando para os pais de Sasuke convidando-os para se juntarem. Quando eu dei por mim a casa estava cheia, os Haruno, Nara, Inuzuka e todos seus amigos de infância já estavam presentes. Faltando apenas a Sakura e os Hyuugas.

 

 Assim a tarde foi seguindo, entre conversas e risos o clima estava leve, parecia que todos não se encontravam a tempo.  E mesmo os mais velhos estarem divididos dos mais novos, eu me encontrava no primeiro grupo,  conversando e sofrendo apertões de bochechas das mães presentes. Quando achei que não tinha mais salvação a atenção de todos ficou voltada pro Lincon que se aproximava, o carro dos Hyuugas. Confesso que meu coração falhou por um momento, mas logo voltou a bater percebendo que só estavam Hiashi e Hanabi.

- Achei que não fossem vir – Disse minha mãe tomando a frente indo recepcionar os dois.

- Não podíamos recusar o convite da família Uzumaki – respondeu o formal Hiashi.

- Não mesmo, cancelou sua agenda toda assim que viu a mensagem da Kushina-san – Foi a vez de Hanabi.

- Fico feliz em ouvir isso, esse churrasco não estaria completo sem vocês, certo? – Disse minha mãe sorrindo pros dois.

- Obrigado pelo convite – Ambos responderam  

- Hinata-chan não vem? –  Kushina perguntou olhando pro carro na esperança de alguém ainda estar lá

- Ela está com a Sakura-san, não sabemos para onde foram. – Hanabi mais uma vez respondeu

 

Automaticamente procurei Sasuke com olhos, até encontrá-lo mais ao fundo mexendo no celular. Deixei isso de lado e conversei um pouco com todo mundo,  reparando em como todos já estavam com suas vidas praticamente encaminhadas. Parei pra pensar no que eu queria fazer, poderia aceitar novas missões e partir por mais um tempo ou poderia ficar por aqui e ajudar minha mãe com o rancho ou quem sabe até abrir um negócio.

- Tudo bem? – Perguntou Hiashi se aproximando

- Tudo sim, só me distraí um pouco. – Abri um sorriso forçado

- Percebi que você estava distante, tem algo que gostaria de me dizer? – Ele disse num tom calmo, sem me olhar. Mirávamos o pôr do sol .

Como um estalo aquelas palavras me fizeram voltar no tempo, no dia em que pedi permissão para namorar Hinata. Foi o dia em que encarei o temível Hyuuga Hiashi, pele menos era assim que Sasuke eu o chamávamos. Naquele dia eu visualmente nervoso berrei que amava sua filha e queria namora-la.

- Na verdade tem sim, eu gostaria de pedir desculpas por magoar sua filha. Eu falhei, realmente sinto muito. – Tinha me curvado um pouco, talvez para esconder algumas lágrimas.

- Levante a cabeça filho. – Disse ele sereno

Quando levantei ele me ofereceu sua mão, estendi a minha e nos cumprimentamos.

- Eu entendo o que você passou, obrigado por seus serviços. – ele disse

- Não precisa agrade – Não terminei a frase, me interrompeu dando um leve tapa na minha cabeça.

- Disse que entendia, não que você não merecia. – tomou um gole de cerveja

- Saiu barato também. – Sussurrei

- O que disse? –

- Perguntei se você melhorou no Xadrez – Um dos passatempos de Hiashi era jogar Xadrez e sempre que eu ia na casa deles eu perdia pelo menos umas dez.

- Não lembro de você ter me vencido – Ele provocou

- Aquilo ficou no passado! – retruquei

- Vamos marcar um jogo qualquer dia então – ele sugeriu

 

Daí em diante nossa conversa foi ficando fluiu e eu pude escutar algumas gargalhadas do Hyuuga, que diziam ser “fenômeno raro”.  Voltamos para onde todos se encontravam agora, um pouco antes de chegar ele falou para que só eu pudesse ouvir.

- Entre nós aqui, preferiria mil vezes que fosse você que estivesse com o casamento marcado com a Hinata. Mas lembre-se Naruto, sempre estarei ao lado da minha filha. Até porque foi isso que você me ensinou. 

Antes que eu pudesse responder alguma coisa minha atenção foi voltada para o carro que se aproximava, era a Sakura. Mas o que chamou a atenção não foi a rosada descer do carro e sim a morena que acompanhava, de repente todo mundo se calou. Todos estavam paralisados, esperando, conheciam nossa história e isso gerou toda uma expectativa. Estava acabando comigo, e certamente com a Hina também. Eu não sabia o que dizer até as palavras da minha mãe invadirem minha cabeça.

“Seja você mesmo, ela se apaixonou uma vez por quem você é. Mas lembre-se de dar o espaço que a Hinata precisa, ela sofreu muito com a sua partida.”

 

- Se toda vez que a Hinata e eu nos encontrarmos vocês agirem assim vai ser um pouco constrangedor, não é mesmo Hina-chan? – Eu disse sincero e espontaneamente ofereci um belo sorriso, característica  dos Uzumaki.

    

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...