História 30 dias por ela - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren
Exibições 528
Palavras 1.974
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa os erros e boa leitura <3

Capítulo 13 - Day 9


POV LAUREN

Eu encarava aquele chão sem graça, esperando que meu nome fosse chamado pela recepcionista.

- Tira essa cara de peixe morto Lauren, é só um psicólogo – Lucy me repreende vendo que eu não queria estar lá – é pro seu bem Laur não esqueça – quando ela termina de falar, a moça me chama indicando que eu já podia entrar na sala do psicólogo, levantei da cadeira em que eu me sentava e Lucy segurou minha mão rapidamente – seja uma boa menina Laur – reviro os olhos por seu comentário e entro na sala do psicólogo. Era uma pequena sala, com poltronas e uma estante de livros.

- Sente-se senhorita Jauregui – o psicólogo fala simpaticamente para mim. Ele aparentava ter uns 47 anos, o cabelo escuro e ondulado, barba feita e olhos azuis – eu sou o doutor Shepherd, mas pode me chamar de Derek – ele me encarou por um tempo esperando uma reação que não veio, mas Lucy falou para eu me comportar, não que ela mandasse em mim, mas não nego que ela me dá medo.

- Olá – tento parecer o mais simpática possível.

- Você não quer estar aqui, percebi seu desconforto, mas você tem um problema que pode ser tratado através de terapia e remédios para controlar a depressão e ansiedade. Sei que isso parece chato, geralmente eu sou mais divertido que isso, mas geralmente a primeira apresentação é sempre sem graça, e para não te deixar mais desconfortável ainda, começamos melhor na próxima sessão o que acha? – ele dizia calmamente, e não tirava o sorriso do rosto.

- Pode ser – dou de ombros.

Continuamos conversando sobre coisas aleatórias, achei que seria algo chato, achei que ele chegaria fazendo perguntas sobre o problema, mas foi totalmente o contrário. A sessão tinha acabado e Lucy estava lá me esperando. Ela levantou e me deu um sorriso simpático e então fomos em direção ao carro.

- Como foi? – sua curiosidade era até engraçada.

- Eu não saí correndo de lá, e estou de bom humor então foi legal até.

- Faz sentido, está com fome?

- To morrendo Lucy.

- Então vamos para casa da Ally que me ligou agora pouco nos convidando para o almoço.

Chegamos no prédio e passei no meu apartamento primeiro para deixar meu celular carregando, Lucy já estava lá, e acho que as meninas também então eu fui.

- Cheguei amores – gritei da entrada indo em direção à sala de jantar.

- Oi branquela, finalmente a Ally só estava te esperando e eu estou morrendo de fome – Dinah faz todas rirem com o comentário, estavam todas menos Camila.

- Cadê a Camila sapatas... e Ally? – pergunto curiosa.

- Foi almoçar nos pais de Austin, o casamento é daqui a 3 semanas. – Ally fala servindo a comida na mesa. Eu odiava aquele garoto não só por ser noivo de Camila, mas porque ele se acha o dono da razão, e além do mais é um homofóbico, mas para ganhar a empresa do pai ele precisa de uma mulher.

- Isso está muito bom Ally, sério, preciso vim aqui mais vezes – foi a vez de Vero se pronunciar – precisamos ir em uma festa meninas, estamos fazendo festas do pijama e almoço juntas precisamos mexer esse corpinho.

- Eu topo, final de semana eu to livre e Mani também – Dinah se pronuncia e Normani assente.

- Eu também, posso levar o Troy? – Ally pergunta curiosa.

- Claro alpinista de calçada, pode levar teu poste humano – Dinah sendo Dinah.

- Eu também vou galera – confirmo a elas.

- Alguém avisa a Camila também – Lucy diz se levantando da mesa e levando seu prato até a cozinha.

Continuamos conversando animadas, mas logo todas foram para suas respectivas casas. Abri a porta do apartamento e suspirei contente por não ser aquele quarto de hotel. Fui em direção a minha “sala da criatividade” e coloquei American da Lana, peguei uma folha branca, lápis e comecei a fazer finos traços pela folha, desenhar me acalmava.

Amava aquela música, seu ritmo era calmo e a letra era ótima. Eu estava desenhando olhos, simplesmente os olhos mais lindos do mundo, castanhos profundos e intensos e os únicos que me fazem perder a cabeça.

“You make me crazy, you make me wild

Just like a baby, spin me round like a child

Your skin so gold and brown

Be young, be dope, be proud

Like an american”

( Você me deixa louca, me deixa selvagem
Como um bebê, me gire como uma criança
Sua pele tão dourada e marrom…
Seja jovem, fique dopado, seja orgulhoso
Como um americano )

--------------------------------------------------------

O refrão, melhor parte da música, minha mão deslizava o lápis pela folha dando destaque aqueles lindos olhos. A música estava no fim, mas eu queria continuar o desenho, quando a música acabou começou a tocar Secrets do OneRepublic. Meu desenho estava quase no fim quando a porta da sala se abre e uma voz doce invade o local.

- Hey Lauren – Camila estava empolgada.

- Hey Camila, o que faz aqui? – pergunto curiosa, e ela vai se aproximando da mesa.

- Eu sei que é pedir muito mas, você sempre amou bolos, e também come tudo que colocam na sua frente – rio com seu comentário – eu tenho que provar os bolos de casamento, e eu queria saber se não quer ir comigo, não quero ir sozinha e o Austin está ocupado.

- Eu adoraria, eu só vou trocar de roupa okay? – falo saindo do quarto, e indo em direção ao meu guarda-roupa, coloquei uma roupa simples para sair e claro que meu simples seria meus coturnos, calça jeans e camisa de banda. Termino de me arrumar e volto para o quarto onde vejo Camila olhando detalhadamente o desenho que eu tinha dos olhos dela seus olhos percorriam os detalhes e ela parecia perdida em seus pensamentos.

- Estou pronta Camila – falo me aproximando dela e ela me olha assustada, como se tivesse acordado de um transe.

- Então vamos, e seu desenho está lindo, de quem são os olhos? – ela iria jogar verde, sério isso?

- São de uma mulher que eu conheci a um tempo atrás, ela nunca sai da minha cabeça – ela apenas assentiu, e descemos até a garagem e fomos em direção ao seu carro para irmos provar os bolos, eu comia qualquer coisa que colocavam na minha frente pois como você irá dizer que não gosta de algo se nunca experimentou.

FLASHBACK ON

- Lolo o que é isso? – Camila fala olhando para o sushi.

- Isso se chama sushi Camz, nunca comeu? – pergunto olhando para seu rosto que continha uma careta de nojo.

- Prefiro comida que não esteja crua – ela fala me olhando.

- É muito bom Camz, você pode gostar – falo dando um para ela.

- Você tem essa mania de comer tudo que lhe aparece, lembro quando comeu cérebro de macaco – ela fala lembrando do dia.

- Experimenta, se você não gostar eu pago uma pizza inteira pra você pode ser? – sugeri a ela que aceitou na hora.

Ela levou um dos sushis na boca, e fez uma careta muito engraçada e então cuspiu no guardanapo, eu estava rindo do seu drama e ela me fitou com raiva.

- Para de rir, isso é horrível, e agora está me devendo uma pizza inteira – falei que pagaria a pizza inteira já que conhecendo Camila ela poderia comer até duas, só nunca entendia para onde ia tudo o que ela comia – e de calabresa, por favor.

- Na volta a gente passa na pizzaria, deixa eu terminar de comer esse delicioso sushi – ela começou a rir de mim – do que está rindo Karla Camila Cabello?

- Sei lá você é tão linda e tão louca, por isso eu te amo – fiquei confusa e então continuei comendo.

- Também te amo Camz.

Terminamos de comer e então fomos a pizzaria e eu paguei a pizza para ela, que comeu tudo, com direito a um sorvete depois.

FLASHBACK OFF

Estacionamos na loja de bolos e fomos até a recepção, Camila apresentou seu nome e fomos levadas até um pátio que continha uma mesa com várias opções de bolo. Tinha uma ficha em cima de cada mostrando os sabores, não seria difícil achar o que Camila gostava, pois eu sabia seus sabores preferidos. Nos sentamos em uma mesa, e logo um homem chegou com dois pedaços de bolo, era de Morango com Chantilly.

- Adoro esse sabor – ela fala já pegando o garfo e colocando um pedaço na boca. Tínhamos 12 opções de bolo na mesa e teríamos que provar todos.

- É muito bom Camila, e você adora morango – falo sorrindo para ela. Continuamos provando os bolos e eram muito deliciosos, Camila só recusou o de Pêssego com ameixa porque ela odiava Pêssego. Terminamos de provar todos os bolos e ela escolheu o de Frutas Vermelhas, eu tinha amado aquele bolo, era realmente uma boa escolha. Continuamos lá conversando e como sempre me perdia nos detalhes de seu rosto, e a companhia dela era sempre agradável. Mas eu tinha percebido que ela não tinha me falado nada sobre o casamento, será que eu estava convidada?

- Lauren, quer me perguntar algo? – ela pergunta a mim, devia estar com a expressão confusa pela pergunta.

- É que você me trouxe aqui, e falava do casamento a dias, mas não falou nada de eu estar convidada – ela olha da minha cara que devia parecer um pimentão.

- Claro que está convidada, eu só não tinha mais convites, desculpa se te fiz pensar isso, por que está vermelha? – eu sentia minhas bochechas quentes.

- Eu fiquei com vergonha – ela ria de mim, era a melhor risada do mundo.

- Vamos, já está tarde e eu já escolhi o bolo – assenti e fomos para o carro. Ela colocou o CD do Ed Sheeran, ela era apaixonado por ele, sabia de cor das músicas e ela quase me partiu no meio quando eu disse que tinha comprado ingressos pro show dele.

FLASHBLACK ON

Estávamos no nosso cantinho da praia olhando para a lua refletindo pelo mar e eu estava fazendo carinho em seus cabelos enquanto ela deitava em minhas pernas. O aniversário dela tinha sido ontem, mas eu havia dado apenas flores para ela, porque o melhor seria para hoje.

- Tenho um presente para você Camz – falei e ela fez uma cara confusa.

- Mas você me deu flores – ela confirma olhando nos meus olhos.

- Camz você me conhece, flores são simples comparadas a você, eu tenho algo melhor, e é uma coisa que poderemos aproveitar juntas – ela ainda continuava confusa – antes de eu te mostrar a surpresa, não pule em mim, não me enforque, me deixe viva por favor – ela assentiu curiosa, tirei os ingressos do bolso da capa do violão que tinha levado e mostrei a ela que arregalou os olhos – nós vamos ver o show do Ed Sheeran princesa – ela nem raciocinou direito e ela voou em mim, literalmente, eu caí para trás e ela estava em cima de mim falando obrigados e me beijando.

- Meu deus como eu te amo Lolo, você é tão perfeita – ela me beija de novo com intensidade e paixão, que ela fazia questão de transmitir todas vez que me beijava.

- Também te amo Camz, agora sai de cima de mim que eu quero sobreviver ainda hoje - ela começou a rir, e então aproveitamos o resto daquela noite.

FLASHBACK OFF

Estávamos chegando no prédio e ela estava cantando perfeitamente, aquela voz me dava frios na barriga, fazia meu coração acelerar, eu amava aquela sensação. Ela estacionou o carro e então subimos para nossos respectivos apartamentos. Tinha sido uma tarde ótima, e em cada minuto que estava com Camila eu não deixava de imaginar ela com um vestido e dizendo “eu aceito você Lauren como minha legítima esposa”

 


Notas Finais


Lauren realmente come de tudo shaushausua mas enfim espero que tenham gostado, e obrigado pelos comentários e quem favoritou a história, é minha primeira Fic e é ótimo ver que alguém gosta do seu trabalho. Então é isso, não esqueçam de comentar e favoritar, beijos e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...