História 4 months - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Drama, Hospital, Jeon Jungkook, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Hoseok, Kim Nanjoom, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Novela, Park Jimin, Rap Monster, Romance, Suga, Suspense
Exibições 3
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Capítulo 10


Capítulo 10

"Aqui está sua sopa" Eu disse me sentando na beirada da cama ao lado de Jimin.

Estávamos em casa sozinhos já ia fazer alguns dias, os meninos estavam fazendo um show na Europa e só iriam voltar semana que vem, amanhã Jimin iria tirar o gesso e daqui a alguns dias iríamos para a Europa para Jimin apresentar o último show com o resto do grupo.

"Obrigado" Ele disse se sentando na cama e tomando uma colher de sopa.

"De nada" Eu disse abrindo um sorriso gentil.

"Então, o que vamos fazer hoje?" Jimin perguntou quando terminou de tomar toda sua sopa.

"Que tal..." Eu disse batendo no queixo "Video-games" Eu disse sorrindo.

"Pode ser" Ele disse dando de ombros, me levantei e peguei o video-game do quarto do V e levei para o quarto do Jimin.

"Que jogo vamos jogar?" Eu perguntei enquanto Jimin procurava algum.

"Guitar hero" Ele disse me dando o jogo e pedindo para colocar no aparelho.

Assim que o jogo começou eu fiquei perdida, tinha algumas músicas que eu conhecia e outras que eu nunca sonhei em ouvir.

"Você é muito ruim Suk" Jimin disse sorrindo quando o jogo acabou.

"Tsc..."Eu disse fazendo bico.

"E quando você pretende pintar seu cabelo?"

"Eu já tinha me esquecido, eu vou no salão e pinto" Eu disse dando de ombros.

"Não, eu chamo o meu cabelereiro aqui e ele faz todo o trabalho" Ele disse gentilmente.

Ele tem um cabelereiro só dele. Uau.

"Obrigada" Eu disse sorrindo e me levantando para pegar o seu pote de sopa.

Enquanto colocava o pote na pia da cozinha senti uma dor na nuca e os objetos ao meu redor pareciam rodar rápido e a luz parecia ter ficado mais clara, me apoiei no balcão e bebi uma água.

Depois de alguns minutos a dor havia passado e todos os objetos estavam em seu devido lugar, a campainha tocou e fui correndo atender, o que não foi uma boa idéia, tropecei no tapete e bati o dedo na porta enquanto destrancava a própria.

"Eu sou Kim Jong-Yan" Um homem alto de barba e cabelo grande se apresentou.

"Eu sou Suk Yon-joo" Eu disse me curvando e abri espaço para ele passar "Jimin, Kim Jong-Yan está aqui" Eu gritei e ele se logo apareceu na sala se pendurando em suas muletas.

Cada vez nais eu me sentia culpada.

"Ela quer cortar na altura do pescoço e pintar de azul" Jimin disse se sentando no sofá.

"Como você sabia que eu ia escolher azul?" Eu perguntei sorrindo.

"Eu só sei" Ele disse dando de ombros.

Sorri e me sentei na cadeira, Kim abriu sua maleta e tirou várias cores de tintas, uma tesoura e um pano fino para não cair cabelo em meu corpo.

"Vamos cortar tudo de uma vez, na hora vai ficar meio estranho mas depois vai ficar lindo" Ele disse com uma voz simpática.

Fiz que sim com a cabeça e ele começou a cortar, depois de muito tempo, meu cabelo estava na altura do meu ombro e as pontas estavam azuis.

"Ficou..." Eu disse passando a mão pelo meu cabelo.

"Lindo" Jimin disse se levantando do sofá.

"Não era pra você ver agora" Eu disse lhe dando leves tapinhas.

Ele sorriu e se jogou no sofá para fugir de meus tapinhas.

"Não se pode bater em alguém doente" Jimin disse quando eu sentei no sofá.

Fiz um biquinho e me levantei para agradecer a Kim que logo foi embora. Quando me sentei no sofá ao lado de Jimin para assistir televisão, meu celular tocou e era Jungkook, já tinha a seis chamadas perdidas e três de V.

"Alô?" Eu disse séria.

"Suk, graças a Deus" Jungkook disse aliviado.

"O que houve?" Eu perguntei me levantando.

"Você pode vir para a França o mais rápido possível?" Jungkook perguntou da outra linha.

"O que houve?"

"Quando você chegar aqui eu te explico"

"Jungkook o que houve?" Eu perguntei aumentando meu tom de voz, eu sei que é errado já que ele é mais velho que eu, mas não deu para me segurar, se passaram alguns segundos e Jungkook não disse uma palavra sequer.

"Ahn" Ele disse depois de muito tempo "Você entrou na internet hoje?" Ele perguntou rápido.

"Internet? Não"

"Ah, não entra e vai para o aeroporto, vai ter um jatinho te esperando lá"

"Jatinho? Mas e o Jimin?"

"Ele vai ficar aí, ele não pode viajar nessas condições"

"Jungkook, o que aconteceu?" Eu perguntei pela última vez.

"Suga tentou se matar" Ele disse tudo em um suspiro e eu fiquei parada no mesmo lugar, parecia que tudo ao meu redor tinha parado.

Jimin perguntou se eu estava bem, provavelmente a cor deve ter fugido de meu rosto, me sentei de vagar no sofá e levantei em um pulo, corri para a o quarto de Suga onde estavam algumas de minhas roupas e peguei a primeira mala que vi na frente, enfiei algumas roupas dentro dela, peguei meu celular e identidade e coloquei dentro da minha bolsa de mão.

"Suk aonde você vai?" Jimin perguntou me seguindo lentamente devido as muletas.

"Para a Europa" Eu disse andando em direção a porta.

"Por quê?" Jimin perguntou enquanto eu tentava destrancar a porta pois a chave não entrava "Suk você está tremendo o que houve?" Ele perguntou segurando em minha mão.

"Suga" Eu disse pausadamente "Ele tentou se suicidar" Eu disse levantando a cabeça para observar a reação de Jimin.

"Quê? Por quê?" Ele perguntou e eu dei de ombros.

"Eu não sei, mas eu tenho que ir para lá logo"

"Eu também vou" Ele disse se virando.

"Não, você vai ficar aqui Jimin" Eu disse ajudando ele a sentar.

Ele teimou comigo por um instante que iria mas ele ficou em casa mesmo assim.

Enquanto corria pela calçada em direção ao aeroporto, esbarrava em algumas pessoas e não me desculpava.

Não tinha tempo para me desculpar.

Entrei no aeroporto correndo e subi as escadas, fui até um portão de embarque onde uma funcionária me indicou o caminho e tinha realmente um pequeno jatinho a minha espera, entrei correndo e o piloto guardou a minha mala.

Me sentei na poltrona e afivelei o cinto, encostei a cabeça nas costas da poltrona e fechei os olhos, peguei meu celular enquanto o jatinho não decolava e vi que a mãe de Suga tinha falecido, talvez por isso ele tivesse tentado se matar.

Vi que ele tinha feito uma música recentemente dedicada a sua mãe, se chamava First Love, baixei a música e dei o play, a música era realmente muito linda e pelo que eu entendi ele morou na rua algum tempo e se reencontrou com sua mãe um tempo depois.

Era praticamente impossível não chorar enquanto eu escutava a música e ligava com o que tinha acabado de acontecer, quando a música acabou me preparei para dormir pois pelo visto não iria dormir nem tão cedo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...