História 4U - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Girl Group, Shoujo
Visualizações 13
Palavras 850
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


So, first, I REALLY REALLY HOPE YOU ENJOY. Vou parar com o inglês, kkkkkk

Essa fanfic é dedicada às melhores pessoas que esse mundo pode ter, minhas queridas amigas. Dedicado ao MIST no geral também, eu amo cada uma, ksksksksksks. Vamos nos esforçar para debutar também (sonho distante ~), BUT, ONE DAY CHEGAMOS LÁ. Não vamos desistir. Fighting ~

Esse é mais um capítulo de introdução, pode ter ficado um pouco confuso, ao longo dos capítulos você vai conhecendo cada integrante.

Anyway, curtam a leitura feita com muito amor por mim e as garotas <3

(Ah, quem não notou, no nome do capítulo aparece quem vai narrar o capítulo)

Capítulo 1 - Cheer up, baby! - Yejin


Olhei por toda a sala, estávamos todas ali. Eu, a mais velha; Sunmi, a mais nova e também a mais tímida; Min-ah, nossa líder maravilhosamente brincalhona e mandona; e, por fim, Chaeyoon, a mais carinhosa. 

 

Sunmi e Min-ah estavam conversando; Chaeyoon estava roendo timidamente a unha. E eu... bem, eu estava explodindo de ansiedade. 

 

Nosso debut ia ser lançado a alguns minutos e eu não estava preparada. Se o público não nos recebessem bem? Estávamos em uma boa empresa, pelo menos a mesma empresa que fez BTS decolar. A tão famigerada BigHit fez audições pelo mundo todo. Pessoas de várias nacionalidades diferentes participaram. Tinham concorrentes muito fortes, cantavam e dançavam quase que impecavelmente. Porém, as vencedoras foram, de acordo com o público, uma boa escolha. Isso tudo aconteceu faziam, exatamente, 5 anos e meio. Depois de tanto tempo, o grupo tão esperado iria ter seu debut, com a música "Until Death Apart Us", uma canção meio gótica com uma pitada de sedução e fofura. A dança possuía muitos passos, alguns fáceis e outos difíceis, mas não deixava de ser bonita e divertida. Havíamos ensaiado muito a coreografia, nossa sincronização era, diga-se de passagem, quase perfeita (senão perfeita). 

 

— Eu estou preocupada, unnie* — Chaeyoon disse tremendo leve e com uma feição de aflição. — Vamos receber hate, é claro. Mas... e se recebermos mais críticas negativas do que positivas? 

 

— Não ligue para isso. Eu também estou preocupada, mas acho melhor aproveitarmos cada segundo. Batalhamos muito para chegar até aqui, não vamos deixar algo tão bobo estragar o momento por agora — sorri doce e dei um abraço nela, sei como ela se sente. E, bem, se eu fosse ela também gostaria de receber um abraço. 

 

— Obrigada, juro que vou tentar não ficar nervosa — Chaeyoon se virou para o corredor no intuito de tomar água (pelo menos foi isso que pareceu), mas antes de pisar para fora do cômodo, Hyeri, nossa manager, entrou apressadamente, logo empurrando a pobre garota para dentro novamente. 

 

— Trago boas... não, ótimas notícias — quase que num tom de comemoração, ela se pronunciou.

 

— O quê?! — todas ali praticamente gritaram em uníssono. 

 

— O MV foi lançado, já temos um grande número de vizualizações, se comparado com grupos que estão a bastante tempo nesse ramo. As pessoas realmente estavam esperando a "chegada" de vocês —  Hyeri respondeu com um grande sorriso, quase não cabendo em seu rosto.

 

Não deu tempo de respirar.

Não deu tempo de piscar.

Em menos de 5 segundos, todas já se viam chorando de felicidade e se abraçando, pulando freneticamente. 

 

— A-ah, meu Deus, eu ainda não estou acreditando — Min-ah disse chorando um pouco mais do que as outras. 

 

— Batalhamos tanto, finalmente — Sunmi, nossa mankae, disse com a voz embargada.

 

 

Eu sinceramente nunca fiquei tão feliz em minha vida toda. Era tudo tão novo, tão bonito, tão legal. Escolhemos estar no palco, e por fim estávamos realizando nosso sonho juntas. Ninguém sabe como sofremos; tínhamos pouca renda (o dinheiro arrecadado com o sucesso de BTS não poderia, de forma alguma, ser dirigida para nós), comíamos pouco, tinha vezes que até não comíamos (não que a empresa não tivesse grana suficiente para nos alimentar, e sim porque precisávamos emagrecer e entrar nos padrões), treinávamos até amanhecer para futuramente ficarmos com uma dança sincronizada e excelente a ponto de agradar a quase todos os olhos, e também, para que não dessem disband depois de estrearmos. 

 

— O que fazemos agora? Saímos e comemoramos? Ficamos aqui surtando? — Cheyoon falou e parou para esfregar os olhos para limpar as lágrimas, consequentemente borrando a pouca maquiagem. 

 

— Bom, se vocês quiserem, podemos sair para algum restaurante. Mas nada de beber, vocês têm um dia cheíssimo amanhã, começando por ensaiar para o próximo quase-show do 4U. 

 

Outro tiro, oh meu Deus! 

 

— Quase-show? — indaguei procurando explorar mais esse assunto. 

 

— Sim, sim. Eu e mais algumas pessoas combinamos que se 4U fizesse sucesso como o esperado, ele abriria o show da famosa Heeji. Não é muita coisa, mas para um começo está mais que excelente. 

 

Heeji também era da Big Hit, porém, fazia músicas chicletes que foram reconhecidas no mundo todo, explodindo a carreira da própria cantora, e elevando o a fama da BH. Além disso, Heeji era conhecida por ter um suposto caso com alguém do NCT (rookies da SM), apenas não sabiam quem. 

 

— I don't believe! I love her so much, oh my God — Min-ah falou com sua língua nativa; ela era do Canadá e se mudou ainda nova para a Coreia. 

 

Vocês devem estar pensando: "ambas são da mesma empresa, como assim vocês não tinham contato com a tal de Heeji, ou até com o Bangtan Boys?". Fácil, víamos esses indivíduos de longe, apenas. Não podíamos conversar muito por falta de tempo, tanto deles quanto nossa. 

 

— Querem fazer o quê? — Hyeri insistiu. 

 

— Vamos sair para comemorar! Mesmo que amanhã comece mais um dia de responsabilidades, necessitamos de mais um momento comemorativo — falei, ainda em êxtase. 

 

Dito e feito, fomos para o restaurante mais famoso da cidade de Seul, bebemos, mesmo que proibido, um pouco de vinho, saboreamos todos os pratos possíveis do local; afinal, amanhã começava tudo para valer.


Notas Finais


* Unnie = como garotas mais novas tratam garotas mais velhas.


Eu estou postando pelo celular, ENTÃO A ESTÉTICA DO CAPÍTULO DEVE TER FICADO UMA COISA FEIA, MAS DEPOIS EU ARRUMO AKAKSKSKS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...