História 5 Noites Assombradas... Ou Pior! (Interativa) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Fritz Smith, Mangle, Marionette, Personagens Originais
Exibições 17
Palavras 1.551
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


iooo! esse cap ficou mais curto que os demais, então me perdoem... isso se ainda tiver leitor kkkk mas enfim, aproveitem...

Capítulo 18 - Noite 17: Cobras...


Fanfic / Fanfiction 5 Noites Assombradas... Ou Pior! (Interativa) - Capítulo 18 - Noite 17: Cobras...

Puppet POV´S on

Puppet: A quanto tempo!

Falo sorrindo, apesar de ser difícil dizer. Ele me encara surpreso e olho pro resto de nós.

???: O que está acontecendo?

Puppet: infelizmente... Problemas... Ele voltou...

O albino arregalou os olhos, e suas feições ficaram sérias.

???: Entrem...

Nós entramos, e ele nos conduziu até a sala, onde nos sentamos, nesse meio tempo, Luiz começou a acordar, e esperamos ele se recuperar para começar as explicações.

Puppet: desculpa aparecer sem avisar Jason...

Jason: de boas... Mas... Ele realmente voltou?

Luiz: sim... E... Está atrás de mim...

Jason: quem é você?

Puppet: era para ele ser um dos que foram mortos primeiro por ele...

Jason: como assim?

Puppet: longa história... Mas precisamos de ajuda...

Jason: certo, eu ajudo...

Sorrimos... Mas não durou... O lugar todo tremeu...

Bonnie: mas o que?

Chica: isso não é bom...

???: Nem um pouco...

Olhamos e vimos a mulher esmeralda, nos encarando das sombras, lixando as unhas.

???: Aquele idiota mandou lembranças...

Ela para, e estende o braço pro lado, fazendo uma espécie de cortina de sombra surgir. E daquilo saiu uma serpente... Parecia uma cobra comum... Até ela falar.

Cobra: é essstesss pirralhosss que eu devo matar?

???: Menos aquele “aponta para Luiz” aquele idiota tem planos para ele...

Cobra: olha a sssua língua! Não devesss falar do messstre asssim!

???: É melhor diminuir o tom de voz, se não quiser virar um assessório...

A serpente, a encara, e então se encolhe com olhar dela.

Cobra: ssssim perdoe-me... Agora... “se aproximando de nós” vamossss acabar com assss pessstesss...

Golden: e como pretende lagartixa?

Em resposta, ela se moveu rápido, se pretendo no pescoço do Golden, estrangulando-o... Chica tenta acerta-la, mas ela gospe um liquido verde, ao mesmo tempo que abre o capuz... Aquilo era uma naja! Chica pula para trás na hora...

Puppet: chega de joguinhos...

???: E o que vai fazer?

Puppet: marionete fantasma

E a naja não se moveu mais... A fiz afrouxar o aperto e a lancei longe.

???: O que esta fazendo?

Cobra: não... conssssigo... Me... Mexer...

???: Então chame seus lacaios sua inútil!

A serpente sibilou e várias e várias cobras surgiram das sombras. Nos pulamos nos moveis, para que não fossemos pegos...

Jason: isso já é demais!

Ele sacou seu violino, que tinha uma luneta, o violino esticou um pouco, virando uma snyper, e ele dispara matando a líder... Instantaneamente todas as serpentes sumiram, e ele mira de novo na mulher, e atira... Ela escapou por um tris, mas o tiro destruiu seu brinco com uma pequena pedra, verde com tom avermelhado. A única coisa que não combinava no traje. A mulher caiu de joelhos gritando, com as mãos na cabeça.  Ficamos sem entender o que acontecia. Olhei pros outros e notei S. Freddy mais pálido que o normal encarando a mulher com olhos arregalados. Ela balançou um braço sumindo em sombras.

Golden: que porra foi essa?

Fernando: não sei dizer... Mas o que era aquele brinco?

Luiz: não faço a mínima ideia... Queria saber quem é ela?

Bonnie: S. Freddy parece a conhecer...

S. Freddy: o que?

S. Bonnie: sair primeiro, discutir depois...

Luiz: por que sinto que conheço a sua voz?

Bonnie: verdade, também não me é estranha...

Outro tremor...  a casa toda tremia...

Fernando: isso não é coisa boa...

...: acharam que me derrotariam assssim tão fácil!

Puppet: o que?

Chamas. O lugar onde a serpente morreu, iniciou um incêndio, e uma versão maior da desgraça se erguia vermelho sangue, com chamas em volta de seu corpo.

Davi: mas isso é...

Bonnie: o que?

Davi: a mesma coisa que eu vi no céu quando fomos na casa no Denny!

Chica: como assim?

Davi: no ônibus... Eu vi essa serpente, mas pensei ser coisa da minha mente...

Cobra: tolossss... ssssua morte é inevitável!

S. Freddy: corram! Tirem o Luiz daqui!

Gean: Certo!

Todos correram menos eu e Fernando, que encarávamos a criatura.

Bonnie: o que irão fazer?

Puppet: ganhar tempo! Vão!

Usei a marionete fantasma para imobilizá-lo... Mas era mais difícil agora, como se ele não fosse totalmente solido... (apesar de não saber se é ele ou ela... vai de ele), olhei pro lado e vi Fernando com um rosário, e mãos unidas, numa reza, ele abre os olhos, e separa as mãos, estendendo-as na frente do corpo, como se fosse lançar algo das mãos.

Fernando: purificationem: Revertere septem regnis!

O rosário brilhou com uma chama branca, e a serpente sibilou, com correntes a prendendo, que pareciam vir do foco de chamas no chão, de onde surgia... as correntes a puxaram de volta pro chão.

Cobra: vir krilon kahliir sonaak!

A serpente retornou, e as correntes cobriram o foco de chamas escarlates, explodindo em luz branca. Tudo o que ficou foi um desenho circular, com símbolos que eu nunca vi antes.

Puppet: você está bem?

Mas ao olha-lo, corri até ele. Ele estava caído, e suando muito... Seja lá o que ele fez, foi muito para ele. O segurei com um braço dele por cima do meu pescoço, o ajudando a se levantar.

Puppet: pode andar?

Ele só balança a cabeça afirmamente, e fomos devagar para fora da casa, onde os outros nos esperavam.

Davi: Fernando! O que ouve?

Puppet: ele se livrou do bicho, mas ficou assim...

Luiz: merda... Mas que porra! O que eles ganham com isso?

Luiz estava muito irado... E me sentia cada vez mais culpado...

S. Freddy: calma filho... Vamos para a pizzaria...

Bonnie: falou como um pai agora...

S. Freddy não olhou para ele, decidi ignorar por enquanto.

Chica: como iremos com o Fernando neste estado?

S. Bonnie: viagem nas sombras?

Jason: pode ser?

Puppet: certo...

Jason parecia nada surpreso com os shadows...

BB: gente, eu...

Todos pulamos... Ele não tinha dito uma palavra até então, e esquecemos-nos de sua presença.

BB: calma! Mas é que...

Luiz: o que?

BB: aquela mulher... Ela... Parecia... Sei lá... Um boneco...

Gean: como assim?

BB: até o Jason atirar nela, parecia mais que tava sendo controlada...

Davi: por que acha isso?

BB: é que... O modo como agiu ao ter o brinco quebrado... Como se algo fosse arrancado da cabeça dela...

Puppet: acha que ele a controlava?

BB: não... Outra coisa talvez... Mas o brinco... Bem eu peguei e... Vejam vocês mesmos...

Ele nos mostrou os fragalhos e arregalamos os olhos... Meus óculos quase caíram... Parecia... Um cristal... Mas tinha umas linhas... Parecia até coisa de máquina... Mas... Diferente...

BB: outra coisa que sempre me incomodou... ela parecia sempre usar verde, ou cores assim, mas sempre sutilmente em contraste com os brincos... Um detalhe que ninguém nota se não prestar muita atenção...

Chica: mas aonde quer chegar?

BB: e se ela estiver sendo controlada, mas mantinha certa consciência... Oras, vamos ser francos... Ela teve a chance de eliminar o Luiz e  a Cintia de uma só vez, sem ninguém para impedi-la e não o fez... Parecia mais que... Foi travada por algo...

Puppet: pode ser, mas vamos sair daqui antes...

Todos concordaram, e os Shadows nos envolveram em sombras... no que essa informação se encaixa?

Puppet POV´S off

???? POV´S on

???: Ah... Ah... Ah... Essa merda... Se... Foi...

Respirava pesadamente... Mas minha cabeça doía... Droga... Não devo pensar, ou tudo estará perdido... Não manterei consciência por muito tempo...

PG: “surgindo cambaleante” esses filhos da égua me pagam!

???: “se recompondo” o que foi? Recebeu um chute na bunda?

PG: cale-se! Aquela vadia... como ousou me espancar com uma guitarra!

???: “segurando a risada” como disse?

PG: calada! Eles vão pagar! Invoque o espírito e o mande para a pizzaria onde aquele grupo de robôs foi... Irão pagar com a vida de seus amigos!

Segurei o sorriso, e assenti, e sai da presença dele, e mudei a face para uma aflita... Droga, não tenho como evitar sou obrigada a fazer... me senti tonta...não terei consciência muito tempo... Mas posso fazer uma coisa ainda... Fiz como tinha de fazer, para que aquele espírito surgisse e fosse para onde aquele grupo estava, mas coloquei apenas o suficiente para ser invocado, mas que o que o acompanha não fosse junto... Assim, facilitaria para eles. Infelizmente é tudo que... Eu... Posso fazer... Por enquanto... Quase derrubei as coisas ao perder o equilíbrio, me firmando em uma mesa... Me sentei e peguei o porta retratos.

???: me perdoem por ter me deixado ser pega...

Uma lágrima escorreu, não vi quanto tempo passou, mas senti que o bicho foi morto... Ótimo, uma deixa! Usei o truque que aprendi, e me teleportei até eles.

Cheguei a tempo de ouvir a explicação daquela garota... E sorri, me mantendo nas sombras.

???: Nossa foi bem esperto da sua parte!

Eles se viraram assustados, me encarando.

Fang: você!

Ele ia atacar, mas eu fiz pare com a mão.

???: Controle-se... O fim está perto... Luiz não tem muito tempo...

Foxy: o que quer dizer?

Mas me teleportei sem dar uma resposta. Ao voltar cai de joelhos com a cabeça doendo.

???: De novo não...

???2: ora, ora, ora... Conseguiu uma brecha, mas por pouco tempo...

Aquela voz ecoou na minha cabeça, e o outro brinco esquentou, e perdi a consciência de novo.

.....

???: Que droga, perder o controle dessa forma... Nada bom para uma dama... Não se preocupe Luiz... Me vingarei de você...

??? POV´S off


Notas Finais


espero que tenha gostado... a fic já está chegando ao fim :C mas... espero que apreciem, prometo postar em breve o prox cap!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...