História 50 Dias com os bias! - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Block B, BtoB, EXO, Got7, High4, HOTSHOT, Infinite, JYJ, Mad Town, Monsta X, Neo Culture Technology (NCT), NU'EST, Seventeen, SHINee, Super Junior, Topp Dogg, UNIQ, UP10TION, VIXX
Personagens Chanyeol, G-Dragon, Henry Lau, Hojung, Hyung Won, JB, Ki Hyun, Kim Sun Joo, Lee Seokmin "DK", Minhyun, Moonbin, Moos, Myungsoo (L), N, Rap Monster, Seogoong, Sungjae, Taemin Lee, Ten, U-Kwon, Xiah Junsu, Xiao, Youngjun, Zelo
Exibições 129
Palavras 1.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Fantasia, Harem, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Minhyun e o Nuest!


Fanfic / Fanfiction 50 Dias com os bias! - Capítulo 31 - Minhyun e o Nuest!

O quê você faria se o destino de duas nações estivessem sobre suas mãos?A perda de seus pais fosse por esse motivo?E estar sozinha no mundo enfrentando isso sem saber, em quem confiar ou o quê fazer?Só de pensar sobre o quê irei descobrir a cada passo!A cada memória que lembro sobre meu passado!Meu coração acelera, sinto um forte cansaço sobre meu corpo fico tão sem forças quanto a minha mente está!Canso de correr, canso de fazer isso, e saber que de qualquer forma nunca terei meus pais de volta!Eu era uma garota comum, com sonhos, de fazer faculdade, me casar, e hoje estou aqui acordando desesperadamente, sem saber, onde estou com quem estou, encontrando, ou procurando alguma forma de sair dessa nova missão que a vida me deu!Será?Que não deveria eu apenas sair correndo disso tudo, me jogar no lugar mais alto e próximo que passar?Me juntar aos meus pais?Isso me passa várias vezes pela cabeça, mas eu penso de novo, e as pessoas cujo as vidas eu sei que podem perder daqui a alguns dias, ou até mesmo agora?Se não tenho certeza sobre de fato o quê é o ataque!Elas tem culpa?Elas tem culpa desse governo que apenas quer dominar o outro?Elas tem culpa de ter alguém tão irresponsável, psicologicamente afetada?Não!Elas merecem uma vida melhor que a minha agora!Elas merecem viver as memórias com seus pais!E por essas vidas, pelas pessoas que não conheço que arrisco a minha vida!Se é que viva estou!

Chega de pensar profundamente, e melhor eu agir e rápido antes que isso aconteça, assim eu acordei, tão atordoada quanto dormi, olhei para meu lado e levei um susto seguido, por felicidade, e depois voltando a razão, a pessoa a minha frente era meu bias, estava tão calmo, e respirava profundamente, como um anjo, dormindo, sem ao menos saber quem estava a sua frente, eu deveria pelo menos aproveitar?olhei para ele novamente de olhos fechados, eu deitado ao seu lado, em cima do fino cobertor que ele se cobria, no que parecia ser sua cama, no seu pequeno quarto, olhei em volta, ele era organizado, da sua forma, escrivaninha em frente da cama, com um computador, em cima diversos papeis revirados, de rascunhos de letras, com o violão a esquerda , e a direita da escrivaninha uma araras cheia de roupas, com diversos sapatos abaixo, atrás parecia seu roupeiro grande, que estava cheio, e pelo visto ele improvisou colocar as roupas para o lado de fora, uma janela a trás de mim, ao qual refletia o sol no seu rosto inchado, de dormir e fofo, eu queria tanto tocar, que não resisti ao colocar a mão em sua bochecha, e ele abriu os olhos, eu a retirei rapidamente, já sabia o quê ele faria, seu choque ao ver uma garota ao seu lado, o fez ficar com os olhos bem abertos:

-AAAAA quem é você!Sua louca!_eu olhei brava, frustada, e sem paciência.

-Louca?_olhei para ele mordendo os meus lábios, ele pareceu mais envergonhado e com as bochechas vermelhas, isso me acalmou, e sorri.

-Sou Seo Yeon!Ajhumma Minhyun!_eu disse, ajhumma par ao irritar.

-AJHUMMA?_ele quase gritou.-Como você me conhece?_ele disse.

-Integrante do Nuest!_eu disse rindo.

-A claro que você me conheceria!_ele forçou um sorriso, humildade não era a dele, eu ri, e me levantei da cama cruzando meus braços, ele continuou coberto e me observando.

-Bom!Ajhumma Seo Yeon!Pode se retirar por favor?_ele disse, se levantando enrolado na coberta.

-Eu?Não!_eu disse, irritar o deixava ainda mais fofo, eu estava gostando, e iso me fazia esquecer minhas tarefas, além de ficar curiosa sobre eles se cobrir, por acaso, ele está pelado?eu ri com o pensamento.

-Eu vou gritar!_Ele disse, vai gritar?Eu apenas concordei, e me levantei até a saída do quarto fiquei na frente da porta, esperando, lembrando dele bravo apontando em minha direção até eu sair do quarto, o celular ainda permanecia em minha mão, liguei para o Sungjae e ele não me atendia.

-O quê será que eles estão fazendo?_sem eles me ajudarem isso dificulta ainda mais.

-Vai me explicar agora?_ele abriu a porta quase me fazendo, cair, em cima dele, porém ele apenas fingiu não perceber, e quase segurou o riso, eu o encarei.

-Você poderia me ajudar?_eu pensei, ou ele será apenas mais alguém que morrerá nas mãos dos terroristas norte coreanos? Minhyun ele me olhou confuso.

-Te ajudar?Uma desconhecida?O quê eu ganho com isso?_ele disse cruzando os braços.

-Bom!Assim eu não espalho nos sites de fofocas que estava com o Minhyun no quarto dele dormindo com ele!_eu disse, mostrando o celular.-Você acha que não tirei fotos?_ele me olhou boquiaberto, eu quase ri, mas apenas permaneci no meu papel, o chantageando, Minhyun é uma boa pessoa, ele está agindo, na defesa, eu o entendo afinal uma desconhecida acordar ao seu lado, e o ameaça.

-Tudo bem!_ele disse sério, eu sorri.

-Minhyun?Quem é você?_Disse Ren ao chegar até nós saindo da porta do quarto a frente, Minhyun, apenas colocou a mão na testa fingindo frustração, ele me olhou, como se mostrasse, o quê eu falo?Eu dei de ombros, e ele olhou para Ren.

-Ela é minha amiga de infância!_eu olhei para ele, e peguei em seu braço.

-Isso mesmo!_eu disse, já planejando onde ele poderia apenas me deixar para que eu pudesse seguir meu caminho e encontrar minhas memórias.

-Tá!Mas por quê você saiu do seu quarto a essa hora com ela?_disse Ren, eu fiquei sem reação nossa Ren é esperto, mas ele estava calmo, nós olhamos de repente para a esquerda na entrada do corredor, Jr olhou para nós, percebeu a situação eu acho e abraçou Minhyun, cochichou algo em seu ouvido, e Minhyun concordou.

-Ahhh ela é melhor amiga dele mesmo!_Disse Jr, eu olhei confusa para Minhyun nós braços de Jr, e ele concordou com a cabeça, acho que estava tudo bem, eu apenas pensava que estava em uma situação que nem entendia.

-Tá mas e ela sair do quarto dele?_falou Ren sorrindo.

-Ué?Eu a levei, ela queria conversar em particular!_disse Jr, eu concordei, e Ren deu de ombros.

-Tudo bem!Mas explique Baekho, ele não gosta quando Jr traz garotas mas você Minhyun?Não esperava que trouxesse!_Eu ri, e Jr também ,e eles nós olharam e fomos a sala que era reto no corredor, sala e cozinha eram juntas, Baekho era o líder estava concentrado comendo, ele acordou cedo, pensei, Ren sentou ao seu lado, Aron apareceu e nós todos nós viramos para o ver, quando ele me viu sua reação foi apenas voltar ao seu quarto.

-Quem é essa?_disse Baekho, apontando para mim, Minhyun me olhou e bufou, depois olhou para Baekho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...