História 50 Tons de Cellps - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe Z. "Felps", Gabriel "MrPoladoful", Marco Tulio "AuthenticGames", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Cauê Bueno, Felps, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellke, Cellmitw, Celltw, Chops, Hentai, Incesto, Mitw, Yaoi, Yuri
Exibições 279
Palavras 582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heya!

Eu sei eu sumi!!!!

Mas eu voltei, e o motivo tá aqui mas capa.

Eu e minha amiga estudando agora em dia de sábado...eu não sei o que é a vida mais.

Bom,agradeçam que hoje tem capítulo!

Capítulo 25 - Capítulo 25 - Love Like You!


Fanfic / Fanfiction 50 Tons de Cellps - Capítulo 25 - Capítulo 25 - Love Like You!

(Mike's Vision)

Estava na cozinha do Alan,eram 5:35,eu estava esperando Alan voltar com as compras,para que depois que tomarmos café da manhã, fôssemos visitar Felipe no hospital,e creio que não seremos os únicos como visita,já que a mãe está presa e o pai está viajando.

(N.A. Observação gente,a visão da mãe do Tarik e do Felipe não está aparecendo, pois depois que acabar a história eu vou criar uma história só dela,pois acontece muita coisa com ela enquanto ela tá la,então será como uma...história separada de no mínimo 15 capítulos.Tendo isso em mente,vamos continuar.)

Eu espero encontrar Pac lá, eu quero pedir desculpas pelo que fiz,ou tentei fazer.Ele está certo,é errado se aproveitar da mágoa de uma pessoa,para tentar conquista-la,como eu pude ser tão idiota.Eu apenas esperava na cadeira,e esperava...com um grande desejo de sair logo dessa casa e correr para o hospital,eu sei que a culpa foi minha...eu nao devia ter pedido aquilo para Deus,eu só quero que Felipe esteja bem.

Após alguns segundos naquela solidão, ouço um motor se aproximando da garagem,e uma porta de carro se fechando,me levanto da cadeira e vou até a porta,a abro e vejo Alan com uma sacola de compras na mão e o celular em seu ouvido,ele fez sinal para que eu esperasse, então ele entrou e foi até a sala.

- Sim...como ele tá?... Hemorragia interna? - Fala com a pessoa que estava do outro lado da linha. - Nossa...mas ele vai ficar bem?...Ok,ele já tá acordado,né?...certo certo...Eu estou aí em meia hora junto com o outro amigo dele que levarei...isso,Mikhael,tchau moça. - Desliga o celular.

- Então, como ele tá? - Pergunto já preocupado.

- Fica tranquilo,ele tá bem,tá acordado...e disse que quer muito te ver. - Arregalo meus olhos assim que ele diz aquilo. - Mas...ele só vai receber alta daqui a três semanas.

- Ok...eu preciso muito ver ele,você já tá pronto? - Pergunto andando até a porta.

- Tô, vamos logo, também quero ver ele. - Diz saindo e trancando a porta atrás de si.

Corro para seu carro e me sento no banco da frente ao lado dele,ele coloca a chave na ignição e a tenta ligar...mas o carro não funciona.

- O que houve? - Pergunto e ele nega com a cabeça.

- Eu fiquei sem gasolina...olha calma,eu tenho dinheiro pra gente ir de ônibus. - Diz e eu me alívio um pouco.

Saio do carro e caminho com ele pelas calçadas do bairro,ele estava mandando mensagens no seu WhatsApp para alguém, eu não conseguia ver quem era,não tinha foto de perfil,eu apenas via o nome " Lucas Olioti".Ele olha pra mim de canto de olho e eu paro de encarar seu celular.

- Você está com medo? - Ele me pergunta,guardando seu celular em seu bolso de trás.

- Um pouco...eu fui um tremendo babaca com o Pac,no momento em que ele mais precisava de um ombro amigo...eu tentei o enganar.

- Não seja tão mal consigo mesmo, você ama ele,você estava lá por ele e era isso o que importa,além disso,se ele estivesse com tanta raiva assim...talvez ele nem mais falaria com você, ou até mesmo de surpreenderia com uma facada nas costas. - Diz dando algumas risadas.

- Obrigado,por tudo o que fez por mim. - Digo o abraçando de lado.

- Ao seu dispor. - Retribui o abraço.

- Chegamos no ponto, 6:00 da manhã... - Diz olhando seu relógio de pulso. - Vamos sentar no banco e jogar alguma conversa fora.

Continua...


Notas Finais


Tá curto?

Eu sei ;-;

Mas vejam por esse lado também, eu estudo seis dias por semana e só tenho descanso no domingo...mas que bom que terei tempo extra amanhã para os capítulos, já que não tenho aula :D.

Um beijo um queijo e até a próxima (♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡-♡)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...