História 50 Tons de Incesto (Versão JiKook) - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Baby!jimin, Daddyjk, Daddykink, Dirtytalk, Gravidez Masculina, Incesto, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Lemon, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 805
Palavras 2.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vocês pensaram que eu não ia rebolar minha bunda hoje? Pensaram certo...Porque eu tô toda fodida de gripe. 💔

LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 24 - When You're Gone


Fanfic / Fanfiction 50 Tons de Incesto (Versão JiKook) - Capítulo 24 - When You're Gone

Meu olhar se direcionou para o local de onde vinha aquela voz e eu quis matar Jungkook por ter deixado aquela maldita porta aberta, nosso Appa estava na porta completamente chocado enquanto nos olhava com os olhos arregalados intercalando entre olhar para Jungkook e para mim, Kookie foi o primeiro a me cobrir e tentar se cobrir enquanto dizia...


- A-Appa, nós podemos explicar tudo...


- Eu quero vocês dois vestido e na sala agora mesmo.


Nosso Appa não deu chance alguma que um de nós dois pudéssemos responder e saiu a passos firmes do quarto, meus olhos se encheram de lágrimas só com a possibilidade do que aconteceria, milhares de idéias passavam pela minha cabeça e todos se concluíam com Jungkook e eu sendo separados definitivamente, antes que eu pudesse chorar Jungkook me abraçou colocando minha cabeça sob seu peito enquanto afagava meus cabelos e dizia...


- Ei, não chora meu amor... Não importa o que aconteça, eu não vou te deixar...Lembra da promessa que eu te fiz? Ninguém vai separar nosso amor, eu te amo Minnie.


- Eu ta-também te amo Kookie.


Kookie deu um selo rápido em meus lábios e teve que me soltar antes que nosso Appa subisse para nos buscar, colocamos qualquer roupa que encontramos e descemos com as piores caras possíveis, nosso Appa estava sentado na poltrona com o rosto escondido entre as mãos, Jungkook agarrou minha mão e me sorriu me passando a confiança que eu precisava, caminhamos até o sofá e nos sentamos, nossos dedos continuavam entrelaçados enquanto nosso Appa respirava fundo e parecia tentar formular alguma frase...


- Eu realmente quero saber que merda foi aquela que eu tive que presenciar...


- Appa, eu realmente não quero explicar isso... - Falei da forma mais baixa possível já com medo da reação que o mesmo poderia ter, seus olhos pareciam duas navalhas nos perfurando de forma dolorosa, apertei a mão do Kookie sentindo seus dedos ainda mais colados aos meus e nosso Appa também olhou nossa mão...


- Então e isso? Vocês dois estavam juntos todo esse tempo? Toda aquela história de namorado, de aliança do Hoseok, era tudo mentira dos dois?


- Sim, nós estamos juntos Appa, nós não queríamos que o senhor descobrisse assim, mas não podemos mais esconder. - Jungkook se pronunciou e logo se virou para mim dando um sorriso e beijando minha testa, nosso Appa levantou fazendo com que ambos pulassemos de susto.


- Eu não consigo acreditar no que eu vi, QUAL A PORRA DO PROBLEMA DE VOCÊS? VOCÊS SÃO IRMÃOS ISSO NÃO DEVERIA ESTAR ACONTECENDO NUNCA, VOCÊS...EU NÃO SEI NEM O QUE DIZER, EU NÃO CONSIGO COLOCAR EM PALAVRAS Ô QUE EU VI NAQUELE QUARTO, E PUTA QUE PARIU JIMIN TIRA ESSA COLEIRA PORRA.


Os gritos do nosso Appa com certeza já podiam ser ouvidos em toda vizinhança e aquilo só me deixava ainda mais nervoso, senti meus olhos marejarem assim que seus gritos continuaram e ao fim de sua frase percebi que eu ainda estava com a coleira assim como Jungkook ainda estava com a venda no pescoço, tiramos tudo rapidamente colocando de lado e vendo nossa situação piorar cada vez mais...


- Appa, nós não queríamos que fosse desse jeito... - Falei com a voz completamente embargada, tudo parecia estar desmoronando ao nosso redor.


- Eu imagino que não, eu não sou cego...Eu já tinha notado que tinha algo de estranho acontecendo mas vocês fizeram questão de continuar me escondendo, nada disso aconteceria se eu já soubesse, eu realmente não consigo acreditar no que os meus olhos presenciaram, meus dois filhos... Eu não sei o que dizer...


- A culpa é toda minha Appa, quando eu pedi pra voltar pra casa foi exatamente por isso, eu sempre amei o Jimin de outra forma e eu voltei pra poder ficar com ele, eu provoquei e fiz de tudo para ter o Jimin, se tem algum culpado nisso tudo sou apenas eu... - Jungkook falou me fazendo olha-lo indignado, ele não podia se culpar, no amor não a culpados, ninguém escolhe quem vai amar.


- Nós dois somos os culpados se for assim, o Kookie não me obrigou a nada, eu fiz tudo com ele porque eu quis, porque eu amo ele.


- VOCÊS TEM A MALDITA IDÉIA DO QUANTO TUDO ISSO É ERRADO? DO QUANTO VOCÊS ESTÃO FODENDO A VIDA DE VOCÊS? CARALHO VOCÊS SÃO IRMÃOS, VOCÊS NÃO PODEM FICAR JUNTOS, ISSO É ERRADO E EU ME SINTO UM MALDITO PIOR EXEMPLO DE PAI POR ESTAR ME ODIANDO A CADA PALAVRA, PORQUE EU NÃO CONSIGO VER A FELICIDADE DE VOCÊS COMO ERRADA.


Nosso Appa soltava tudo de uma vez andando de um lado para o outro, seus olhos se enchiam de lágrimas a cada vez que ele nos olhava e via o estado devastado que nos encontrávamos, eu pensava em qualquer coisa que eu pudesse dizer mas tudo poderia piorar tanto aquela situação...


- VOCÊS NÃO TEM IDEIA DO QUE EU VI, AQUILO FOI... EU NÃO TENHO PALAVRAS PRA AQUILO, O JIMIN ESTAVA AGINDO COMO UMA VADIA PRA VOCÊ JUNGKOOK, EU NÃO CRIEI VOCÊS PRA ISSO, EU NÃO CRIEI O JIMIN PRA AGIR COMO UMA PUTA PRO IRMÃO DELE, E ISSO QUE VOCÊ QUER PARK JIMIN? SER UMA VAGABUNDA?


- EU NÃO VOU FICAR CALADO ENQUANTO VOCÊ INSULTA O MEU NAMORADO ASSIM APPA, NÓS ESTÁVAMOS AGINDO COMO QUALQUER PORRA DE CASAL NORMAL, E REALMENTE VOCÊ NÃO NOS CRIOU ASSIM, VOCÊ NEM ME CRIOU, NÃO FOI VOCÊ QUE ESTEVE COMIGO NOS MOMENTOS QUE EU MAIS PRECISEI, SEMPRE FOI A OMMA, VOCÊ NEM TERIA TIDO DIREITO DE NÃO ACEITAR MINHA SEXUALIDADE POIS VOCÊ NUNCA ESTEVE COMIGO, VOCÊ ME SEPAROU DO JIMIN UMA VEZ E EU NÃO VOU PERMITIR QUE ISSO SE REPITA, QUER DESCONTAR TODAS AS SUAS MERDAS EM ALGUÉM, DESCONTE EM MIM, ME CHINGUE, ME BATA, FAÇA O QUE FOR, MAS SE VOCÊ SOLTAR MAIS UMA PALAVRA OFENSIVA PRO JIMIN, EU JURO QUE ESQUEÇO QUE VOCÊ É MEU PAI E TE DOU UM SOCO. - Jungkook gritava a plenos pulmões e eu já estava vendo a hora que ambos se matariam ali, os dois se enfrentavam cara a cara e a qualquer momento parecia que iriam voar no pescoço alheio, minhas lágrimas já saiam descontroladas e meu peito se comprimia remoendo cada ofensa que me foi deferida por aquele homem que sempre foi meu herói. 


- Eu...Você está certo, eu estou agindo como um louco aqui, Jimin, meu filho, por favor me perdoe, eu estou de cabeça quente e acabei falando sem pensar meu amor.


Meu Appa estava de joelhos na minha frente com seus olhos avermelhados igualmente aos meus, não contive as lágrimas e abracei apertado o mesmo chorando ainda mais enquanto sentia o abraço ser retribuído, meu Appa acariciava minhas costas pedindo que eu me acalmasse enquanto todo aquele pesadelo parecia enfim ter tido um fim, fui sendo solto aos poucos e um selar foi depositado na minha testa, nosso Appa se levantou dando alguns passos na direção contrária a nossa e após um longo suspiro disse...


- Jungkook, eu quero você fora dessa casa nos próximos segundos, arrume suas coisas e vá embora, você tem razão em tudo o que disse, eu não tenho direito algum, mas eu nunca virei as costas, eu sempre aceitei você e o Jimin como são, eu jamais deixaria de aceitar um filho, mas aceitar tudo isso é demais pra mim, então eu quero você fora da minha casa, fora da vida do Jimin e bem longe de nós, se eu não tenho direito algum por não ter te criado então eu talvez não deva mais te considerar meu filho.


Meus olhos se arregalaram após ouvir aquelas palavras, eu não podia acreditar que nosso Appa estava colocando o Jungkook pra fora de casa e ainda por cima dizendo todos aqueles absurdos, olhei para Kook e o mesmo parecia ainda mais indignado e seus olhos já estavam cheios novamente, era minha vez de tomar uma atitude...


- Se o Jungkook for embora eu vou junto, você não vai nos separar Appa... - Falei enquanto me levantava e agarrava a mão de Jungkook, respirei fundo enquanto via nosso Appa retornar seu olhar para nós...


- Você não vai a lugar nenhum Park Jimin, se for preciso eu te tranco em casa, a única pessoa que vai embora daqui e o Jungkook, então solte ele e deixe ele arrumar suas coisas o quanto antes...


Fiquei completamente indignado com tudo aquilo e mais ainda quando Jungkook começou a andar em direção a escada, subindo a mesma e me deixando para trás, corri atrás do mesmo ignorando completamente os chamados de nosso Appa, invadi o quarto de forma rápida vendo Jungkook abrindo sua mala em cima da cama e começando a abrir o armário para guardar as coisas, as primeiras roupas foram jogadas na mala e meu primeiro ato foi de arranca-las dali e colocar na cama fazendo Jungkook bufar e colocar tudo de volta na mala, o mesmo apenas jogava as roupas na mala, me fazendo apenas ter o serviço de tirar dali e fazer com que ele guardasse de novo...


- Pra onde você vai? Com quem vai ficar? Não me deixa por favor... - Falei enquanto mais lágrimas escorriam pela minha face me deixando ainda mais vermelho, Jungkook parou tudo e segurou meu rosto com suas mãos me fazendo encarar seus olhos inchados devido ao choro recente...


- Eu vou ver se fico na casa de um dos meninos, eu não sei bem pra onde vou,mas eu jamais vou te deixar...Eu vou te mandar por mensagem onde eu estarei e nos vamos nos ver sempre que possível, eu não vou desistir de você Park Jimin.


- Por favor fica, não me deixa sozinho... De novo não.


- Eu não vou te deixar, Jimin, eu não te deixei por vontade própria e mais uma vez não e minha vontade te deixar, por favor, entende...Eu não estou te deixando porque eu quero, não vamos tornar tudo pior meu amor, eu não vou te deixar sozinho, eu te amo. - Jungkook acabou de falar e seus olhos já produziam mais lágrimas, seus polegares acariciavam minhas bochechas de forma doce e logo seus lábios se aproximavam dos meus, mas eu não podia aceitar aquela situação, tudo aquilo era culpa de alguém e o culpado era Jungkook e ninguém mais, me afastei de seus lábios e da suas mãos fazendo o moreno me olhar de forma confusa e então comecei a dizer...


- Isso é tudo culpa sua, isso é tudo uma maldita culpa sua Park Jungkook, se você tivesse fechado aquela maldita porta nada teria acontecido, se você não tivesse dito todas aquelas merdas o nosso Appa não teria te expulsado daqui, você e um maldito egoísta que só pensa em você mesmo, você não pensou como eu ficaria antes de falar todas aquelas merdas? Você fodeu com tudo por só pensar em você mesmo. - Soltei tudo de uma vez, fazendo Jungkook me olhar indignado e em seguida passar as mãos no rosto completamente nervoso


- A culpa agora é minha? Eu não fodi nessa cama sozinho Jimin, eu não fui um maldito egoísta, eu estava te defendendo de ouvir as merdas sem sentido que o nosso appa estava jogando em você e principalmente eu não fiz nada sem o seu consentimento, você ouviu o Appa dizendo que já tinha percebido, uma hora ele iria descobrir, por mim nos já teríamos contado e talvez eu não tivesse que ir embora, eu não me arrependo de nada do que eu disse, eu estava tentando defender o meu namorado e eu não me arrependo disso, se isso me torna um egoísta então sim, eu sou um maldito egoísta que só penso em mim.


- A culpa é sua sim, na verdade toda essa merda e sua culpa, eu me arrependo muito da maldita hora que eu me envolvi com você, eu era tão mais feliz e livre com o Yoongi, eu não vivia me escondendo e nem teria que me preocupar na hora de foder porque ele sabia fechar uma porra de uma porta, eu te odeio tanto, eu me odeio por ter me envolvido contigo. 


Gritei tudo de uma vez, e naquela hora eu senti muito ódio de mim mesmo por não pensar antes de falar, o olhar decepcionado de Jungkook dizia tudo sem precisar dizer nada, vi o mesmo me virar as costas e voltar ao armário, todas as roupas começaram a ir ainda mais rápido para dentro da mala enquanto apenas o barulho de respiração descompensada era ouvido, fui me aproximando aos poucos sem encostar em Jungkook e dizendo...


- Me desculpa meu amor, eu falei sem pensar... Eu tô muito nervoso com tudo isso, eu não queria ter dito nada disso.


Jungkook não respondeu nada e apenas terminou de guardar as roupas e fechou a mala colocando a mesma no chão e passando reto por mim seguindo para fora do quarto, segui os passos do mesmo em completo silêncio enquanto meu rosto voltava a ser banhado por lágrimas, meu peito doia e eu morria de ódio de cada palavra que soltei ali, quando percebi já estávamos em frente a porta, Jungkook me puxou para perto e me fez olhar em seus olhos vermelhos evidenciando o choro recente...


- Eu deixei a minha camisa do Arctic Monkeys e algumas outras que eu sei que você gosta, me perdoa por ter estragado a sua vida, eu te amo Minnie.


Jungkook deixou apenas um selo singelo em minha testa e saiu dali batendo a porta atrás de si, meu corpo escorregou pela parede até o chão tornando todo aquele choro silencioso em algo alto, eu gritava todas minhas mágoas enquanto me afogava na culpa é pedia silenciosamente pra que Jungkook voltasse...


Notas Finais


Não me responsabilizo por nenhum sentimento após esse capítulo porque escrevi ele com a playlist de bad ativada.

Obs rapida: Gente quando o Appa deles diz que não consegue ver a felicidade deles como errada, ele quis dizer que ele não conseguia ver o amor jikook como algo errado e por isso ele se sentia um pai meio merda por no fundo querer apoiar esse romance, caso tenha ficado confuso.


Claramente vcs cantando pra mim: " estou te expulsando do meu coração, assuma as consequências desse vacilão" adaptei a música fav pq sim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...