História 50 TONS DE JIKOOK - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags 50tonsdecinza, 50tonsdejikook, Btsjikook
Exibições 31
Palavras 921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Annyeong ! 💕
Mais um capítulo !!!
Espero que gostem, BOA LEITURA!.
~FOTO ANTIGA,SORRY~

Capítulo 5 - INTIMIDADOR


Fanfic / Fanfiction 50 TONS DE JIKOOK - Capítulo 5 - INTIMIDADOR

— Então por que concordou em fazer esta entrevista aqui?

— Porque eu sou um benfeitor da Universidade, e para todos os efeitos, eu não consegui tirar Sr.Seokjin das minhas costas. Me contorco desconfortavelmente, sob o seu olhar penetrante, olho para a próxima pergunta, bem confuso por tal modo ao se rereferi a Jin, como se fosse um problema.

- Eu sou muito peculiar, impulsivo. Eu gosto de controlar, a mim mesmo e aqueles ao meu redor.

— Então você quer possuir coisas? — Você é um maníaco por controle, repetir aquelas palavras em minha cabeça novamente fazem parecer loucura.

— Eu quero merecer possuí-las, mas sim, no resultado final, eu quero.

— Você soa como o consumidor cumpulsivo

— Eu sou. — Ele sorri. Eu não posso evitar pensar que nós estamos conversando sobre outra coisa, mas eu estou absolutamente confuso sobre o que é. Eu engulo em seco e penso - só quero que esta entrevista termine. Meu interesse é despertado.

— Que idade você tinha quando você foi adotado?

— Isso não é uma questão pública, é pessoal Senhor Park. — Seu tom é duro e tenso. Novamente. Merda.

Sim claro que, se eu ao menos tivesse noção de que eu faria esta entrevista, eu teria feito algumas pesquisas sobre esse magnata misterioso. Eu continuo depressa. Acabo errando a pergunta que deveria feita em seguida.

— Desculpe. — Eu me contorço, e ele me faz sentir como uma criança ao

errar. Eu tento novamente. 

— Você é gay, Sr.Jungkook?

Ele respira intensamente, e eu me encolho, Merda!. Por que eu não dei uma olhada nessa pergunta antes de dizer-la em voz alta?! Como eu posso dizer a ele que eu estou só lendo as perguntas que me mandaram? Maldito Jin e sua curiosidade!

— Não Jimin, eu não sou. — Ele levanta suas sobrancelhas, e levanta um brilho frio em seus olhos. Ele não parece contente.

— Eu peço desculpas. Isto só está escrito aqui e eu as leio. — É a primeira vez que ele disse meu nome informalmente. Meu batimento cardíaco acelera, e minhas bochechas estão corando novamente.

— Estas não suas próprias perguntas? Acaba perguntando. - Oh não.

— Éee… não. Jin, quero dizer o Sr Seokjin, ele que planejou todas as perguntas.

— Vocês são colegas no jornal estudantil? — Oh Merda. Eu não tenho nada a ver com o jornal estudantil. É a atividade extracurricular dele, não minha. 

— Não. Ele é meu companheiro de quarto. E seus olhos claros começam a me avaliar.

— Você queria mesmo fazer esta entrevista? — Ele pergunta, sua voz mortalmente calma.

Espere, quem deveria estar entrevistando quem? Parece que invertemos papéis. E eu sou obrigada a responder com a verdade?

— Parece que eu fui sorteado. Ele não está bem, e por isso estou aqui. — Falo isso com minha voz fraca.

— Isso explica muita coisa.

 Escuto uma pequena batida na porta, e percebo a loira Numero Dois entrar.

— Sr.Jungkook, perdoe-me por interromper, mas sua próxima reunião será em dois minutos.

— Nós ainda não terminamos aqui, Andrea. Por favor, cancele minha próxima reunião.

Andrea fica boquiaberta, sem saber o que falar. Ela parecia perdida. Ele vira a cabeça lentamente para encará-la e levanta sua sobrancelha.

— Muito bem, Sr.Jungkook, — ela murmura, depois saí. Ele volta sua atenção para mim.

— Onde estávamos?, Senhor Park

Oh, nós voltamos a “Sr.Park” de novo.

— Desculpe mais eu não gostaria de atrapalhar suas obrigações.

— Eu quero saber sobre você. Eu acho que isto é justo. — Seus olhos claros estão acesos de curiosidade. Onde ele pretende ir com isto? Eu engulo seco.

— Não existe muito para saber, — eu digo.  

— Quais são seus planos pra depois da formatura?

Eu encolho os ombros, seu interesse me desconcentra. Ir para Seattle com Jin, onde parecia ser uma otima cidade, achar um lugar, achar um emprego. Eu realmente não pensei sobre isso.

— Eu não fiz planos, Sr.Jungkook. Eu só preciso passar nos meus exames finais atualmente.

Para o qual eu devia estar estudando no momento, em lugar de me sentar em seu escritório confortável e sob seu olhar penetrante.

— Nós temos um excelente programa de estágio aqui, — ele diz
calmamente. Eu levanto minhas sobrancelhas em surpresa. Ele está me 
oferecendo um emprego?

— Oh. Eu vou pensar nisto, — eu falo, completamente confuso sobre isto.

— Ainda que eu não tenha certeza se me encaixaria aqui. — Oh não. Eu falei em voz alta novamente.

— Por que você fala assim ? — Ele diz intrigado.

— É óbvio, não é? — Eu sou desleixado e não sou loiro.

— Não para mim, — ele murmura. Seu olhar é intenso, todo o humor tinha desaparecido, e estranhos músculos profundos em minha barriga apertam de repente. Eu desvio meus olhos do seu olhar e olho cegamente para baixo em meus dedos e minha pele que havia empalidado. O que está acontecendo? Eu tenho que sair, agora. Eu me inclino para frente para recuperar o gravador.

— Você gostaria que eu mostrasse ao redor? — Ele pergunta.

— Eu estou certo que você está extremamente ocupado, Sr.Jungkook, e eu tenho uma longa viagem. Sigo ao elevador com as portas fechando deixando apenas a imagem dele na minha mente. 

Percebo que está começado a chover, não tento entrar rápido no carro, não estou tentando me proteger da chuva. Apenas olho e vejo as gotas caindo em meu corpo frio e pálido, oque me dava uma sensação de alívio e liberdade.


Notas Finais


Obrigado! Por lerem💕
Desculpe me qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...