História 50 Tons De Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Jay Park, Originais
Personagens Jay Park, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Hentai, Jay Park, Originais, Romance, Sadomasoquismo, Sexo, Suspense, Terror
Visualizações 74
Palavras 1.579
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora meus amores....
Sério esse capítulo tá um show!!!
Não deixem flopar pelo amor que vocês sentem pelo Jiminnie...que está bem doente pelo que estou sabendo
#JiminStopDiet <3

Capítulo 2 - Chapter Two


Fanfic / Fanfiction 50 Tons De Park Jimin - Capítulo 2 - Chapter Two

Porque o maldito tinha de dizer aquilo para pobre menina? Porque tinha que assustar a sua boneca que esperou por quatro longos e irritantes anos? O Park, sim ele sabia tratar uma dama, mas passou tantos anos se saciando com vagabundas que perdeu o costume.

-S\N está com medo de mim? Com medo desse homem que te esperou por tantos anos?

Ele era um psicopata? Um sádico que a observou por tantos anos para no pior momento a capturar? Será que foi ele que havia matado os seus pais? Pensava a moça enquanto ficava ali congelada sem dar um passo se quer o Park não obteve resposta o que o deixou furioso.

-S\N, quando um mais velho pergunta-lhe algo é para responder seus pais não a ensinou isso?

Aquilo foi como uma bala em seu coração, os pais nunca foram presentes em sua vida e o Park sabia disso, a fez uma pergunta audaciosa para ver a sua resposta, e nesse momento ele obteve.

-... M-mesmo sendo A - ausentes eles me deram educação e também me ensinaram com quem usar a mesma!

A menor disse indiretamente que o maior era um mal educado que não merecia sua educação, ele notou a audácia a menina e riu alto.

-HAHAHA! Garota audaciosa não? Não gosto de respostas ignorantes, apenas palavras que me agradem S\N essa é a primeira regra que vai aprender comigo, caso o contrário será punida!

-É um dos ditados brasileiros senhor Park... Fala o que quer ouve o que não quer!

Ela havia acabado de desafiar o Park, o magnata que ninguém teve coragem de dar uma resposta ignorante para o mesmo.

-O que disse? Você me deixou furioso S\N!

Gritou com a menina e agarrou seus pulsos com força fazendo a mesma olhá-lo, num deslize ela soltou-se dele e correu para um local escuro e bem no cantinho do enorme quarto, sentou-se no chão pondo a cabeça entre os joelhos escondendo os mesmo e segurando o mesmo com certa força. O mesmo notou que havia assustado sua princesa e foi aproximando-se devagar para não assustar a mesma. Chegando perto dela ele se ajoelhou e quando foi tocá-la pensou duas vezes e não a tocou.

-Desculpe S\N não queria ter gritado com você, juro que não o farei de novo- doce ilusão, ele a envolvia em uma ilusão em uma mentira. Até aonde o loiro iria com toda essa sua mansidão falsa? Quando ela atiçaria o lado ruim e negro do loiro?- por favor, olhe para mim S\N desculpe.

Nenhuma resposta da menina, o que fez o Park não agüentar mais e agarrar nos cabelos longos e negros da menina e jogar a mesma na cama com força.

-QUANDO EU FALAR VOCÊ RESPONDE!

Gritou o mesmo dando uma tapa, na coxa descoberta da mesma, o que fez a mesma gritar de dor e soluçar de tanto chorar. Mas o mesmo teve flashes de uma desgraça que o fez ficar em uma profunda depressão á sete anos atrás.

XxXxXx FLASHBACK ON xXxXxX

-Vamos sorria Maju...

A mesma não o fez como o maldito queria que a mesma sorrisse para ele sendo que ele havia destruído o sonho da mesma? Maju ou Maria Júlia era uma brasileira que sonhava em ser modelo, mas foi enganada em um mercado negro, ela foi comprada para as satisfações sexuais do Park, que assim que a viu se apaixonou pela mesma, mas não foi nenhum pouco amoroso, atencioso, carinhoso nunca a presenteou com algo novo, além de chicotes diferentes nas seções de tortura que ele achava ser prazeroso e um ótimo presente para a mesma que apenas soltava gemidos e dor e angústia.

-Você vai olhar pra porra da câmera ou prefere olhar meu pau sua vagabunda?

A mesma olhou para a câmera com os olhos marejados de medo e sorriu forçadamente.

-Que pena Maju a foto não ficou legal, vai ser punida.

Disse o mesmo rindo como um louco, sádico, sem coração.

-JÁ CHEGA PARK JIMIN! NÃO AGUENTO MAIS SUAS TORTURAS, OLHAR PRA VOCÊ É UM TORTURA, RESPIRAR O MESMO AR QUE VOCÊ É UMA TORTURA, DORMIR NA MESMA CAMA QUE VOCÊ É UMA TORTURA! TER UM FILHO SEU É UMA TORTURA TE ODEIO PARK TE ODEIO!

Berrou para todos e saiu correndo para seu quarto, ele foi atrás ela havia trancado a porta quando abriu a porta com a chave que havia ido procurar, viu a porta do banheiro entre aberta e olhou pela fresta e quebrou a porta num murro quando viu o que ela iria fazer...

-Eu te odeio Park Jimin, nunca será feliz na vida, nenhuma mulher irá agüentar você eu te amaldiçôo

Disse a mesma antes de atirar na própria cabeça, aquilo foi um choque para o mesmo que segurou o corpo da sua garotinha de apenas quinze anos, ela havia deixado um filho, um filho maravilhoso. O que ele diria para o filho quando ele no futuro perguntar pela mãe?

XxXxXxXxXX FLASHBACK OFF xXxXxXXxXx

Não ela não podia ter o mesmo fim que a Maria Júlia, ele não permitira de modo algum, ele faria ela, viciar em seus lábios grossos e macios, em seu olhar felino, em seu cheiro... Em fazer sexo com o mesmo todos os dias de sua vida!

Ele olhou para mesma, enxugou suas lágrimas e começou a dar leves beijos molhados em seu rosto, até a mesma abrir os olhos que mostravam pureza e inocência. Ele foi aproximando seus lábios grossos dos dela até que eles roçaram, ela ficou com suas bochechas vermelhas, ele adentrou sua mão em seus cabelos e a beijou suavemente, até que ela começou a retribuir o beijo com um pouco de receio, até que a língua do loiro pediu passagem e ela concedeu, começaram uma briga de espaço em suas bocas, ele foi descendo seus beijos até a clavícula da mesma que se arrepiou com os lábios do mesmo, até que com pouca força o mesmo rasgou o vestido da mesma que ficou apenas de lingerie, muito infantil azul com bolinhas brancas, o que fez o maior sorrir nasalmente.

-Você é muito velha para usar essas lingeries não acha S\N?

A mesma tapou o rosto com as mãos o que fez pressão contra seus seios e o loiro ficou muito mais duro.  Ergueu a mesma e abriu seu sutiã com um pouco de dificuldade tirou o mesmo e a mesma continuava com as mãos no rosto.

 

-S\N querida tire as mãos do rosto, não precisa ter vergonha de mim, você é perfeita.

A mesma tirou as mãos do rosto e agarrou o lençol com muita vergonha abriu os olhos e o loiro a olhava com desejo.

-N-não me olhe a-assim...

Falou a mesma falando tão baixo que mal dava para ouvi-la, mas ele ouviu bem o que ela dizia e sorriu a atacou seus seios, enquanto massageava um chupava e dava mordiscadas em outro o que fazia a menor gemer tímida.

-A-aahh.

Ele sorriu e trocou de seios, sua outra mão escorregou até seu bumbum aonde deu tapas leves o que fez a menor se assustar e gemer de prazer.

-Aaaaahh

Seus beijos foram descendo até sua intimidade ainda tapada por um fino tecido que impedia o loiro de chegar ao paraíso, o mesmo retirou com cuidado a calcinha da mesma jogando-a longe em qualquer lugar do enorme quarto que a dava arrepios. Ele abriu gentilmente as pernas da menor que afundou a cabeça no travesseiro e fechou os olhos com força de vergonha.

-S\N olhe para o que vou fazer com voe agora...

Disse o loiro com a voz rouca de prazer.

A mesma olhou e o mesmo começou com lambidas leves em seu botão que clamava por atenção, sem aviso o mesmo introduziu dois dedos na mesma que fez a mesma gritar de prazer.

-Aaaaahhh J-jimin...

Ele sorriu maravilhado com seu nome saindo em tom de gemido da boca da sua pequena, que só o estimulou a ir mais rápido e mais fundo, quando o mesmo sentiu os seus dedos sendo apertados tirou os dedos e introduziu sua língua, até que a mesma desfez em sua boca e ele pode sentir o gosto do mel da sua pequena, que respirava ofegante. O mesmo sentia seu membro apertado pela calça e tirou à mesma se posicionando entre as pernas da sua amada, ele retirou uma mecha de cabelo dos olhos da menor que o olhou com o mesmo olhar infantil e inocente.

-J-jimin vai doer muito?

Perguntou a menor com muita inocência, ele sorriu e beijou o rosto da mesma.

- vou fazer o possível para que não sinta muita dor meu bem.

Disse o mesmo entrando devagar na mesma, ele viu gotas escorrerem pelos seus olhos, ele começou a beijar seu pescoço tentando não se mover.

-A-aahh.

Gemeu a menor querendo que o mesmo começasse a mover-se dentro dela e assim ele o fez, começou bem devagar até que só ouviam-se gemidos e o barulho do corpo dos mesmo chocando-se.

-Jiminnie-ah aaahhh!

Aquele apelido foi o melhor que recebeu, ele foi cada vez mais rápido até sentiu seu membro se apertado pelas paredes vaginais da menor.

-Jiminnie eu vou... AAAAAHHHHH!

A mesma gozou, e ele foi logo após ela. Ele deitou a mesma na cama e cobriu a mesma com cobertores de seda, preto pôs uma calça e pôs uma calcinha limpa vermelha na mesma que já havia se entregado ao sono.

-Mesmo que não acredite S\N eu te amo como nunca amei outra mulher.


Notas Finais


uuui!!! até quem fim postei <3 <3 perdoe meu ato ridículo meninas, eu já tenho essa fanfic pronta na minha cachola mas ela insiste em botar mas idéias e aqui está o capítulo espero que tenham gostado, até o próximo e....
NÃO DEIXEM O CAPÍTULO FLOPAAAARRR


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...