História 5SOS - A Garota do Cabelo Rosa - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Stranger Things
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags 5 Seconds Of Summer, Banda, Experimento, Irmão Fictício, Musica, Personagens Originais, Poderes, Romance
Visualizações 71
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mano sabe o que eu descobre???

QUE O CALUM É JAPA^^ OGD ELE NEM PARECE!!!!

❤❤❤ BOA LEITURA^^

~ DESCULPE QUALQUER ERRO!

Capítulo 6 - Sequestro em Ação!


Fanfic / Fanfiction 5SOS - A Garota do Cabelo Rosa - Capítulo 6 - Sequestro em Ação!

( foto inicial Calum)

LUKE:

Eu estava tomando café em plena manhã junto com minha mãe, meu pai e a idiota da Manu e claro a garota macumbeira.

– Bom gente acho que já deu o meu horário, preciso ir! – Diz papai se levantando da mesa.

– Ai amor já aproveita e da carona para mim e para a Manu! – Fala mamãe.

Minha irmã me encarava com um olhar de capetinha e diz:

– Mais mãe e a Nancy? Com quem ela vai ficar?

Os três se olham com uma cara de dúvida, mais papai quebra o silêncio:

– Luke, você pode faltar à escola hoje?

Eu os encaro claro que eu faltaria, esse era um dos meus planos:

– Desculpa pai não da, tenho uma prova muito importante de Geografia e não posso faltar!

Manu abre um sorriso falso e comenta:

– Ah mais é claro como se o Luke se importasse, acorda gente, se tivesse prova a primeira coisa que Luke faria era ficar “doente”.

Eu olho para aquela diabinha, vontade de estrangula-la.

– Pai, não é verdade, decidi que... Eu quero me dedicar mais nos estudos! – Falei sério.

– Bom, ele parece estar sendo... Bem sincero Manuelle – Comenta mamãe.

Manu bufa:                                 

– Tá tanto faz me leve para a escola logo, por favor?

Meus pais abrem um sorriso e pega na mão de Manu, mais antes que pudessem atravessar a porta para partir, meu pai se aproxima de Nancy e fala:

– Olha, nós vamos trabalhar e as crianças vão para a escola okay? Você acha que pode ficar aqui sozinha? Tem algum problema para você Nancy?

Ela balança a cabeça com um “não” e em seguida eles abrem um leve sorriso dando um tchau e indo embora.

Ótimo agora era só me encontrar com Ashton, Calum e Michael e partir para o “Sequestro”... A única coisa que eu espero, é não morrer.

Pego meu skate e vou em direção à porta, chegando lá olho para trás e digo:

– Não sai de casa e se algum estranho tentar invadir não os mate, por favor!.

Sem deixar ela falar qualquer coisa, peguei meu skate e subi em cima. Chegando ao outro quarteirão não avisto nenhum dos veados.

Ah mano tá tirando que eles vão furar comigo. Reviro os olhos com esse pensamento até que alguém buzina atrás de mim me fazendo se “borrar” todo.

Olho pra trás e era um carro preto.

– Mano seis é louco? Querem me matar?

Calum, Ashton e Michael começam a rir de minha cara.

Porra tá me tirando é isso?

– Vocês viram isso? Vocês viram? Luke grita que nem uma menininha! – Diz Ashton com os olhos cheio de água de tanto rir.

Os outros acompanhavam suas gargalhadas até que eu entro no banco da frente com uma cara de “cu”.

– Olha é melhor vocês calarem bem a boca, se querem que a banda continua! – Digo.

– Nossa Brother relaxa ai, está muito estressadinho!.

Eu mecho a cabeça com um “não”. Jesus que amigos eu fui ter.

– Toma, se não quer que a garota te mate!

Diz Michael me entregando uma mascara do... Espera o que? Do homem de ferro?

– Véi diz que isso é brincadeira?

– Você não quer que a menina veja o seu rosto não é?

Eu bufo e ele fala “Todos nós vamos utilizar mascaras”. Eu concordo com aquela coisa idiota, legal agora estávamos vestidos de vingadores na rua... Quer dizer no carro.

Calum acelera o motor :

– Vem cá como você conseguiu esse carro? – Pergunto curioso.

– Isso? Chama-se contatos!

Eu abro um sorriso. Legal!

Depois de alguns segundos Calum estaciona em frente a minha casa. Todos saem do carro e vão em direção à parte de trás da casa. Pulamos a cerca e lá pude ver aquela garota do cabelo rosa vendo TV.

Fomos lentamente em direção a grande porta de vidro transparente:

– Cara estou vendo o cabelo dela e adorei! – Cochicha Michael.

– Cala boca, cabelo de uva! – Respondo olhando pro seu roxo.

Eu vou lentamente em direção a Nancy. Quando Calum faz um sinal com o dedo para atacarmos a garota:

– 1,2...3!

E nós quatro sobe em cima dela ela.

– AI ME SOLTA! ME SOLTA!

A gente tinha colocado um saco na cabeça da garota. Caramba que emoção meu primeiro sequestro.

– Cadê o poder em estou aguardando! – Diz Calum baixo.

– SHHHHHHHHHH! – Faço com o dedo.

Eu tiro a minha mascara ridícula da cara, assim como meus amigos fez, e em seguida joguei a garota no carro. E daí ela não podia me ver mesmo seu rosto estava tampado.

Andando alguns quarteirões para o balcão onde tocávamos com a banda, fiquei pensativo, por que ela não se defendia?.

Chegando lá pegamos a garota e amarramos em uma cadeira.

– Qual é cara, isso é idiota! Solta a menina ela esta assustada! – Diz Michael.

Eu reviro os olhos e fico observando a minha “irmã” chorando através do pano que tampava o seu rosto. Ficamos alguns segundo ali até que Calum se aproxima da garota pra solta-la mais eu o impeço pegando em seu braço:

– Nem vem cara, não vai solta-la!

– Luke? – Pergunta Nancy.

Merda ela reconheceu minha voz?

– Ótimo gênio agora ela reconheceu a sua voz! – Dizia Ashton.

Eu olho para o idiota dos meus amigos e começamos a discutir até que do nada as luzes começaram a piscar. Todos se mantem em silêncio, será que era?

Então... Precisava provoca-la?

Peguei uma cadeira colocando na frente dela e tirei o pano de seu rosto revelando aquela face angelical e mostrando o seu olhar de medo e raiva, suas lágrimas estavam caindo grossas em seu rosto pálido:

– ME TIRA DAQUI! – Grita ela.

Eu dou um sorriso.

– Não irmãzinha, não até você dar o que eu quero!

Eu me aproximo dela e seu olhar torna a ser frio.

– Nossa ela é bonita! – Diz Ashton.

Eu reviro os olhos e continuo a encara-la profundamente.

– Anda, mostra a todos que você é especial!

– Isso é ridículo cara para! – Comenta Ashton.

– ELA TEM PODERES EU SE...

Uns dos nossos instrumentos voam contra a parede e todos arregalam os olhos.

– Falei... EU NÃO FALEI! – Gritei rindo.

– AHHHH ME SOLTA! – Grita ela. Só que dessa vez voou a cadeira.

Ainda bem que eu tinha me levantado.

– Cara solta ela, solta ela, meu Deus eu vou ser queimado no inferno por causa disso! – Diz Michael.

– Mano que bizarro, como ela...

– Me solta Luke! – Fala Nancy séria me deixando com medo.

Eu me aproximo lentamente dela. E ela continua a fala:

– Você vai morrer por ter feito isso! – Dizia ela. – Me deixe em paz Luke Hemmings! Você é mal eu te odeio!

E de repente o lugar onde nós estávamos começou a tremer muito rápido.

– Merda o inferno está vindo buscar a gente! – Grita Calum.

Nancy:

Ele iria se arrepender pelo o que fez...

 

 

 

                                                                                                

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...