História 6 meses. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lesbicas
Exibições 5
Palavras 526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, xuxus!! Essa ta beeeem maior.
Perdoem os erros. Beijos ❤

Capítulo 2 - O que ela disse?


Os dias tem se passado rapidamente, e os preparativos estão indo muito bem, vamos ter uma pool party, com tudo que temos direito e mais um pouco, minha mãe sabe da festa, mas não tem noção de convidados e o que pode rolar com tanta gente e um open bar, na verdade nem eu tenho ideia e minha sorte é que vai ter um pessoal pra controlar tudo.

Eu quero muitas luzes, boais, balões, flamingos e frutas remetentes ao verão e claro muita música, ninguém pode esquecer dessa festa, só se eu fizer outra melhor é claro. A verdade é que eu tô é morrendo de medo de dar alguma coisa errada!

Tudo corria bem até agora faltando agora só um mês até a tão sonhada festa, hoje vamos fechar a lista de convidados e com o dinheiro pagar algumas coisas que foram encomendadas, vamos descobrir quem vai aparecer nessa festa!!

Hoje é sexta noite e vou passar a noite na casa do Pedro, ele é meu melhor amigo, desde um tempo ele me ajuda e eu ajudo ele em qualquer coisa, até mesmo nas merdas que ele apronta.

Chegando na casa do Pedro sou recebida por tia Dulce, mãe dele que já me trata como filha, subo e vou direto pro quarto dele, olho pela porta e ele está terminando a lista de convidados no computador enquanto arruma seu famoso coque samurai.

- Que menino mais bonito. – indo em sua direção e o abraçando por trás.

- Até parece hétero assim – dá um sorriso de canto e segura minha mão.

- Mas eu sou muito hétero, pego vários sapão hehehe – paro de abraçar e começo a mexer no seu cabelo – Já acabou essa lista? Tem muita gente? – pergunto ansiosa.

- Gente até de mais, o segundo ano praticamente todo, alguns do convênio e gente de fora...é... 203 pessoas – nos olhamos e ficamos em silêncio.

- Pedro, acho que isso é gente demais, puta merda, isso vai dar besteira nuss.

-Te senta ai que vai dar tudo certo kkkk, agora a gente pode organizar as comidas e bebidas – falou e começou a fazer uma dança estranha que me fez rir – Relaxa que isso só é mais boca pra beijar.

Enquanto ele falava o nome das pessoas eu avisei no grupo quantas pessoas irão aparecer por lá e alguns surtaram, outros nem ligaram, muita gente queria só encher a cara e tava cagando pra tudo isso. Mas uma mensagem chegou no privado, era Tereza.

Tereza – Bruna??

Bruna – Oi, flor

Tereza – Tudo certo?

Bruna – Tudo sim, só um pouquinho preocupada com tanta gente o trabalho vai ser enorme

Tereza – Ah, ia dizer que se quiser ajuda tô por aqui

Bruna – Gentileza tua, acho que preciso de ajuda mesmo

Tereza – Pode pedir qualquer coisa, só que depois tenho que ter alguma recompensa...

Logo depois de ler isso pensei em tanta coisa, mas não poderia ser nada de mais já que essa tinha sido nossa primeira conversa, mas e se ela falou com outra intenção mesmo? Achei melhor não perguntar o que seria a tal recompensa e falar que ia terminar alguns preparativos e que chamaria se precisasse de ajuda.


Notas Finais


Devo continuar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...