História 7 companheiros de sela - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangatan Boys (bts), Policial
Exibições 21
Palavras 898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Te protegeremos!


- Não posso te deixar nem um ano sozinha?

Todos nos olharam, Marina correu e o abraçou com força. Lee a segurou e depois me abraçou também. Pelo canto do olho pude ver que Yoongi o olhava serio, ignorei. Depois de conversarmos não pude deixar de perceber que Lee estava com um machucado na nuca.

- Lee, o que é isso? - me aproximei, ele segurou minha mão e recuou.

- N-nada! - todos os olharam - Quero dizer... Não é nada de mais...

- Então por que não deixou ela ver? - Yoongi cruzou os braços.

- Porque... Bem... Nada, agora eu preciso ir, foi muito bom rever vocês, agora, com licença.

- Por que sinto que te conheço? - Taehyung se aproximou um pouco e o olhou - Espera ai...! Qual é seu nome inteiro? - Lee pareceu hesitante em falar.

- See-chun Lee, por que?

- AHA! Ele é o SeeLee! - Namjoon cruzou os braços, Lee me olhou, se aproximou de mim e passou a mão em meu rosto.

- Você não vai acreditar neles... Vai, Mayu?

- Sai de perto dela! - Taehyung o empurrou para longe de mim, fiquei paralisada. - Você sabe quem é SeeLee, Mayu?

- N-Não, mas eu conheço o Lee a anos, ele não é esse tal de SeeLee! - Jin se aproximou de mim e de Marina.

- E você, Lee? Sabe quem foi ele?

- Não!

- Acho que não entendeu a pergunta, deixe-me refaze-la. Você sabe quem é ele? - Jimin ficou parado a sua frente impedindo sua saída.

- Eu acho que terei que refazer minha resposta. Eu não sei quem foi ou quem é esse cara!

- Já chega! - Yoongi pulou em cima de Lee e começou a bater nele, até que Lee deu-lhe um gancho o fazendo cair desacordado.

- Aí está a prova! - Hoseok e Jungkook foram até Lee e o seguraram, Namjoon apertou um botão que fez um policial ir até a nossa sela. Eles contaram tudo e o Policial o olhou da cabeça aos pés, ao notar o machucado o levou para fazer um questionário. Yoongi ainda estava desacordado.

Marina de Negra ficou branca com tudo aquilo, eu de branca fiquei transparente. Taehyung nos contou tudo com a ajuda dos outros, cada palavra que saia da boca deles parecia ser tão real quanto a inocência deles em qualquer crime que, algum dia, eles teriam sidos julgados.

Por volta de uma ou duas horas depois eu vi Yoongi acordar com uma expressão de dor, por impulso pulei em seu pescoço e o abracei.

- Ai!

- Nossa, me desculpa, esqueci que sou pesada...

- Não é isso, é que não estou acostumado.

- Que lindo, será que estou atrapalhando o casalzinho ai? - Marina nos olhava de braços cruzados, mas sorrindo.

- Posso ser sincero? Sim, está atrapalhando. - Yoongi disse isso e depois riu ao ver meu rosto corado. Fomos até os outros que já se encontravam prontos para sair jantar.

- Nossa, pensei que tinha morrido lá. - Namjoon sorriu.

- Né, já íamos distribuir os convites para o seu funeral. - Taehyung riu.

- Vocês tinham que ver que bonitinho que eles estavam! - Marina fez um coração na nossa direção - Mega shippado!

- Pois é, e você com o Hoseok? Pensa que eu não vi? - Yoongi cruzou os braços.

- Viu o que? - Marina arqueou as sobrancelhas.

- Você pegou a cama mais distante dele. Mas, devia ter visto sua cara quando eu fiz a pergunta. - Todos riram.

- Se fode você idiota!

- Mas, Yoongi, e os outros, como sabiam que ele era esse cara?

- Primeiro, me chama de Suga, segundo, a marca no pescoço dele entregou na hora.

Saímos e fomos ao refeitório, comemos aquela gororoba (que do jeito que eu estava, até dava para engolir). Depois voltamos para a sela. O vento dentro da nossa grade era muito frio, de novo eu me encolhi em baixo do lençol. Dessa vez Taehyung estava bem encolhido e isso fez com que ele ficasse quente.

- Psiu, Mayu! - Olhei para quem havia me chamado, era Suga, ele fez sinal para que eu fosse até a cama dele, que era a mais distante da minha. Desci da 'beliche' e fui até a cama dele. Ele fez outro sinal para eu me deitar, me deitei. Ele fez sinal para que eu olhasse em baixo da coberta, fiquei com receio mais olhei. Tinha varias barras de chocolate, balas de goma etc.

- Onde você conseguiu isso?

- Não notou que eu, o Jimin e o Jin saímos na hora de comer aquela porra? A policial Tamires é nossa amiga, ela nos descola umas besteiras de vez em quando, amanhã nós vamos começar a trazer para você e para a Marina.

- Tá mas, por que tá me contando isso?

- Porque... Eu não consigo explicar...

- Explica com a boca ué.

- Tem razão. - ele segurou meu queixo e depositou um beijo lento e cheio de gosto em meus lábios. - Nós vamos proteger e cuidar de vocês enquanto estiverem aqui...

- Mas e se vocês saírem antes?

- Não vamos, pegamos pena de morte, mas... pelo o que eu sei, vocês vão sair daqui alguns meses.

- O que vocês fizeram de tão mal para pegar pena de morte?
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...