História 7 companheiros de sela - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangatan Boys (bts), Policial
Exibições 24
Palavras 447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Um sonho?


Eu estava chorando, dentro de uma casa destruída, a minha frente estavam meus pais, os dois caídos no chão, meu vestido verde estava sujo de sangue, um homem veio em minha direção. Eu apaguei.

Ouvi seus passos se distanciando de mim...

Senti uma dor muito forte, a cadeira elétrica estava ligada, eu me contorcia e gritava de dor, senti meus pulsos serem apertados, meu corpo foi tomado por uma dor indescritível, eu não conseguia respirar, senti algo escorrer de meus olhos, não pareciam ser lagrimas. Cinco minutos, eles desligaram a cadeira. Tamires se aproximou de mim e tirou a venda, vi ela se espantar.

- I-impossível! - outros policiais vieram até mim.

- C-como? - outro policial me desprendeu da cadeira.

Me levantei com as pernas bambas, senti que eu iria cair a qualquer momento, Tamires me segurou e me levou para fora. Todos estavam me olhando assustados.

- Como você ainda está viva? - Marina andou até mim e me olhou da cabeça aos pés, depois começou a chorar e me abraçou com força. Todos fizeram o mesmo, menos Suga, ele ficou me olhando de longe. Fui até ele meio envergonhada, antes que eu pudesse falar qualquer coisas, ele me abraçou e depois me beijou, um beijo calmo, doce e apaixonante. Quando nos separamos, ele ficou corado e eu também.

- Me desculpa.... - ele me soltou e ficou gaguejando, eu comecei a rir e o beijei de novo.

- Garota... De que você é feita? Ou sei lá, de que planeta você veio? - Tamires veio até nós ainda espantada.

- Também não sei. Só sei que desse planeta eu com certeza não sou.

- Vou conversar com os outros policiais para tentarmos ver se vocês podem sair! - Tamires disse sorrindo, todos nos abraçaram. Eles me levaram para a sela, ficamos conversando até que Hoseok me olha estranho e chega bem perto de mim.

- O que é isso? - ele passa um dedo em baixo de meu olho esquerdo depois me mostra um liquido vermelho. Sangue.

- Você estava chorando sangue? - Marina me olha com as sobrancelhas arqueadas.

- Eu não sei...

- É melhor levar ela pra enfermaria. - Taehyung olha para todos, todos concordam, eles chamaram a Tamires e contaram tudo, ela me levou para a enfermaria.

- Você é a que sobreviveu na cadeira elétrica? Agora está chorando sangue? Acho que alguma das veias oculares deve ter se rompido, nada mais. Não posso fazer a cirurgia para fecha-la, mas não é nada grave.

- Ok, obrigada por nada. - sai da enfermaria e voltei para a sela, contei para eles o que era e depois a vida continuou normal.

 


Notas Finais


Desculpa por esse cap. ter sido fraquinho, estou sem muitas ideias... me mandem sugestões nos comentários, eu lerei todas. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...