História 7 Dias Com Você - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Originais
Exibições 10
Palavras 419
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - 2 Carta


Fanfic / Fanfiction 7 Dias Com Você - Capítulo 3 - 2 Carta

7 de Julho

Depois das risadas no café da manhã por encontrar uma nova espécie de planta entre as flores da frente da casa, planta essa que alegava fazer fotossíntese, aproveitamos o pouco sol e fomos todos andando a pequena lagoa a pouco mais de meia hora da casa. E você, para não perder a chance, animou todos com músicas engraçadas e pequenas correrias e giros entorno de uma ou outra pessoa, só se acalmou quando chegamos a beira da água.

Na época eu te achei estúpida e irritante, acho que eu não sirvo pra análises psicológicas...

Assim que viu as águas tremulando seus olhos pareciam ter encontrado o céu, um brilho amistoso e infantil se espalhou pelo seu rosto e uma risada abafada correu o grupo, seu pai quase te amarrou em uma árvore para você não sair correndo em direção a água, quando todo mundo já estava no lago vi você no alto de uma pedra perto da margem do lago, não sei como subiu até lá mas a sua queda até a água gerou uma onda de comemoração tanto na minha quando na sua família, tive que soltar um assobio longo em respeito afinal tinha sido um belo mergulho.

Quando paramos para comer um lanche você me entregou um sanduíche junto com uma garrafa de suco natural como se fosse uma criança de 7 anos dando ao pai um desenho a giz de cera, só depois de um tempo percebi que esse tinha sido seu lanche, você não comeu nada no lago e achei isso incrível já que sua disposição continuava intacta.

Assim que começou a entardecer todos começaram a arrumar as coisas para voltar a casa, menos uma pessoa, ela estava ocupada demais sentada no alto de um pedra enquanto abraçava os joelhos e via o pôr do sol sozinha e em silêncio. Foi mais ou menos nesse momento que senti algo dando extremamente errado dentro de mim, que no final geraria uma das poucas certezas que tive até agora.

Depois de chegar em casa fizemos uma fogueira no fundo da casa e comemos várias besteiras esquentadas no fogo, quando os últimos marshmallows estavam sendo assados você começou a cantar, calma e de forma lenta, até os sons da floresta se calaram pra ouvir você e no final não houve palmas, apenas um sorriso mútuo que pareceu ter te agradado muito mais.

"Nem mesmo a natureza conseguiu se manter contra sua voz, imagine eu? Confuso de mais para saber o que estava sentindo por você"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...