História 7 Years - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Inojin Yamanaka, Kakashi Hatake, Kurama (Kyuubi), Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Hentai, Naruhina, Naruto, Passado, Revolução Naruhina, Romance, Sakusasu
Exibições 379
Palavras 1.733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello, Olá, Hola, Konichiwa!

Minha primeira long-fic de Naruto! Tenho outras no meu feed!
Espero que gostem!

Eu postei sem revisar, porque estava muito animada!

Qualquer erro, me desculpem!

Beijos, Tia Lu ❤

Capítulo 1 - Dattebayo?


Fanfic / Fanfiction 7 Years - Capítulo 1 - Dattebayo?

Suspirei, mais uma vez, enquanto pegava outro pergaminho para ler. Irei plagiar Shikamaru, mas, sinceramente, que problemático.

Não me levem a mal, por favor. O trabalho de Hogake continua sendo o meu sonho, e eu nunca largaria a mão disso. Porém, com o começo das "Provas Chunin", estou cada vez mais abarrotado de coisa. Já passei até 3 dias sem ir para casa, porque precisava resolver as coisas com o meu companheiro citado anteriormente, o Shikamaru. E, acreditem em mim, que quando eu digo que a coisa que eu mais odeio é ficar sem ver minha família, é porque é verdade.

Veja bem. A minha família é, para mim, tudo o que eu preciso. Bem, admito que Boruto, um garoto de 12 anos, sendo quase a minha cópia, age de uma forma bem infantil, mas eu entendo o porquê da forma de se portar. E, o fato de eu ter sido o culpado, me magoa ainda mais. Mas eu sei que ele me ama e que, agora, entende que o que eu faço é para o bem da aldeia. Falando em filhos, eu tenho a minha caçula, Himawari. Essa menina é uma fofa. Sério. Com os olhos perolados e cabelos da cor dos da mãe, é uma princesa. Mas não pense que ela é apenas meiga, ainda sinto um frio na barriga so de pensar no dia em que "eu" virei o Hokage.

E, por último, mas não menos importante, Hinata. Uzumaki Hinata. Essa mulher é a minha perdição. Com olhos perolados, seios fartos e corpo curvilíneo, a mesma me deixa sem chão. Eu não a mereço. Porém, sou egoísta demais para deixá-la com outro homem que não seja eu. A amo demais para isso. Mas, como sempre, eu tenho que ser lerdo demais para perceber. Nunca tinha percebido que ela sempre esteve lá, no jeito tímido dela, torcendo, rezando por mim, enquanto todas as outras (ou outros, não é? Sem preconceito, gente.) torciam para Sasuke, meu melhor amigo (tudo bem que antes ele era apenas o meu rival, todavia, detalhes à parte). E, com todos esses atributos, nossas noites são, digamos, turbulentas. Mas, cara, você deve saber do que eu estou dizendo (espero que não, ou então um amoroso rasengan vai ter um encontro com você) quando falo do corpo dessa mulher. Ui, arrepiei.

"Por favor, Naruto, não preciso saber desses seus pensamentos.", ouço a voz de Kurama na minha cabeça.

- A culpa não é minha se você está preso em mim. Aguente as consequências. - falo em voz alta.

"Tudo bem então, Hokage. Espere a próxima batalha quando você me chamar.", ele diz, sarcasticamente.

Soltei uma risada nervosa.

- N-não, pera aí Kurama. - falei gaguejando - J-juro que eu vou parar com esses pensamentos. É que é difícil quando H-hinata vêm a cabeça, dattebayo!

"Garoto insolente", o ouço resmungar irritado e me vejo suspirando aliviado. Problema resolvido.

Tenho um pequeno susto quando ouço o barulho de batidas na porta.

- Pode entrar. - digo, com uma voz mais séria, voltando a ler os pergaminhos e retomando a minha postura formal.

- Ei, Naruto. - vejo Shikamaru entrar pela porta. - Vai passar a noite aqui novamente?

Fico em uma postura mais relaxada, quando percebo que é apenas o antigo líder do time 10.

- Shikamaru. - respondo - Não sei. Eu tenho algo importante ainda? Por que, se não, eu irei para casa. Estou com saudade da comida da minha esposa. - falo sincero enquanto vejo o mesmo ler rapidamente alguns papéis.

- Pelo o que eu li aqui, não. Em falar nisso, você até que adiantou algumas coisas. - não acredito, se ele for falar o que eu penso que ele vai falar...- Com os meu cálculos, você tem 3 dias de... - o interrompi gritando.

-FOLGA! - corri para o mesmo e o abracei - OBRIGADO SHIKAMARU! NÓS VEMOS DAQUI A 3 DIAS! - retirei a capa e o chapéu e joguei em cima dele e sai correndo, mas ainda dando tempo de ouvir o seu tão conhecido:

- Que problemático.

Sorri enquanto corria ainda mais de pressa. Não vou perder um minuto dessa folga.

OoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOo

Ao chegar em casa, deveria ser umas 19:30. Dei um alto suspiro sentindo o cheiro da janta feita pela minha esposa. Ajeitei a roupa e coloquei a mão no bolso, procurando a chave. Nada. Coloquei a mão no outro. Nada também. Revirei meus olhos ao me lembrar que as chaves ficam na gaveta de meu escritório.

"Boa, herói de Konoha. Só não esqueçe a cabeça, porque ela é presa ao corpo.", Kurama diz, me irritando.

- Ora, senhor "Sou a Raposa de Nove Caudas e Vou Dominar o Mundo no Meu Estilo Ninja", a culpa não é minha se eu fiquei ansioso demais. - falo me justificando e irritado.

"E a culpa é de quem? Minha? Ha. Até parece."

- Você que começou falando, Kurama! - digo mais exaltado.

"Olha, Naruto, apenas toque na campainha, porque senão, eu juro, seu cérebro vai ter algum problema se continuarmos com isso. Digo, se isso que você tiver na cabeça for um cérebro."

- SEU BASTAR... - e, de repente, vejo uma figura bem conhecida para mim abrir a porta - Sasuke? - falo surpreso ao ver meu melhor amigo e rival na minha frente - O que você faz aqui?

- Tsc. - ele revira os olhos - Vim deixar sua pequena cria depois do nosso treino, Teme.

Ah! Claro, esqueci de falar que Boruto decidiu seguir o Sasuke e ser um "ninja emo gótico das trevas". Enquanto sua filha, Sarada, treinava comigo, pois a mesma almeja se tornar a Hokage no futuro.

- Entendo... A Sakura também está aí? - pergunto enquanto ele me dá passagem para entrar na casa.

- Sim, está com Hinata e Himawari na cozinha, colocando o jantar na mesa. - ele responde friamente enquanto eu retiro meus sapatos e aviso que estou em casa.

- Boruto e Sarada? - pergunto querendo saber o paradeiro dos dois.

- Na sala, assistindo televisão. - elevo uma sobrancelha, não acreditando, o fazendo revirar os olhos enquanto andávamos para a cozinha. - Ou se matando em algum canto, tanto faz.

Quando ia responde-lo, ouço uma voz doce me chamando.

- Papai? - olho para baixo, vendo Himawari parada no meio do corredor, ela arregala os olhos, feliz. - PAPAI!

- Ei, minha princesa! - abro meus braços, sentindo a mesma correr e se jogar em mim num abraço. - Que saudade! - dou-lhe um beijo na bochecha.

E então, Boruto aparece ofegante na porta da sala.

- PAI! - ele grita e vem me abraçar também.

- Ei, filho! - abro um sorriso, sentindo o mesmo se apertar mais em mim. Dou graças aos céus pelo o fato de eu e Boruto nos darmos melhor agora. - Como vai, campeão?

- Pai, eu tenho que te mostrar o novo jutsu que o tio Sasuke me mostrou hoje e... - meu filho é interrompido pela mulher mais linda do mundo.

- N-naruto? - vejo Hinata com sua tão conhecida saia longa e uma blusa de frio. Sorri ainda mais, minha esposa nunca muda. - Naruto! - ela corre até mim e se junta no nosso abraço.

- Ei, meu amor! - de alguma forma, faço ela entrar no nosso abraço - Sentiu saudades? - ouço a sua risada melodiosa.

- Saudades? Eu juro por Deus que se você passasse mais uma noite naquele prédio, eu mesma ia até lá e te buscava! - solto um leve riso. Minha esposa é a melhor do mundo.

- Crianças? - vejo a Sakura no fim do corredor, junto com Sasuke (quando ele foi para ali?) e Sarada. - Vamos para mesa, o almoço já esta pronto. - Sakura olha para mim e sorri - Boa noite, Naruto.

Sinto Himawari e Boruto sairem correndo, sendos seguidos por Sarada, me fazendo ficar apenas com Hinata abraçada a mim e  Sasuke e Sakura parados no corredor.

- Boa noite, Sakura! - a respondo sorrindo

- Nós vamos te deixar sozinhos, mas não demorem. - Sasuke fala friamente, levando a esposa para a cozinha, fazendo Hinata ficar vermelha. Os observo sair, deixando apenas eu e Hinata no corredor. Abro um sorriso de canto.

- Que saudade de você, flor. - levanto seu queixo e a beijo, sendo felizmente correspondio por ela. Os seus lábios tem gosto de baunilha. - Te amo. - falo, olhando nos seus olhos.

- Também estava com saudade, Naruto. - ela abre um sorriso brincalhão.

- Não se esqueceu de algo, Hinatinha? - pergunto malicioso, a vendo morder os lábios e sacudir a cabeça negativamente. - Resposta errada. - terminando de falar isso, a empurro na parede e te dou um beijo relativamente quente. Não podia exagerar, já que as crianças podiam aparecer a qualquer momento. Ao termina-lo, mordo seu lábio inferior e murmuro - Me espere, esposa.

OoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOo

- Obrigada pela refeição! - dizemos os sete juntos e começamos a comer.

- Tio Sasuke, você me passa o pãozinho, por favor? - ouço minha pequena Hima pedir.

- Aqui, Himawari. - ele fala entregando-a a pãozeira.

- Quer que eu prepare seu sanduíche, filha? - Hinata pergunta para Himawari, e assim se segue a noite. Muitas conversas, risadas e, principalmente, alegria.

OoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoOoO

Deveria ser umas 22:00 quando Sakura e Sasuke se despediram, com Sarada dormindo no colo dele. Himawari e Boruto ja estavam, em seus respectivos quartos, dormindo

- Tchau Naruto, Hinata! - Sakura fala com um sorriso.

- Teme, Hinata. - Sasuke maneia com a cabeça.

- Tchau Sakura! Tchau Dobe! - falo para os meus amigos.

- Até logo Sakura! Tchau Sasuke! - Hinata responde. Entramos em casa e nos olhamos. Sorrimos. Aquela atmosfera era minha favorita. O melhor era que, como tinha contado na janta que estava de folga por 3 dias, Hinata não iria ficar preocupada com o horário de eu dormir. Mas, antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, uma fumaça preta envolve minha esposa inteira, me fazendo entrar em posição de luta.

- Hinata! - grito, tentando de alguma forma puxa-la daquele nevoeiro.

- N-naruto! S-socorro! - ela grita me fazendo ficar ainda mais desesperado. Então tudo para. A fumaça começa a sair e eu vejo... espera aí. Quem eu vejo? Essa garota...

Ai.

Meu.

DEUS.

- HINATA? - grito, olhando para aquela criança tímida de 12 anos.


Notas Finais


E então? Espero que tenham gostado!
A fic foi baseada na música "7 Years" de Lucas Graham.
E, por favor, comentem!!

Beijos da Tia Lu❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...