História 9 seconds - Yoonmin version - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga
Tags 9 Seconds, Dorama, Jimin, Suga, Yoongi, Yoonmin
Exibições 30
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


AVISINHO!

Isso é uma adaptação do dorama 9 seconds para yoonmin. A história será praticamente a mesma então espero que compreendam.

Capítulo 1 - Destiny by coincidence


 Tarde bela, música, café e fotografias. Era assim que o loiro se encontrava ali naquele canto da cidade.

 Já o moreno que acabara de chegar, encontrava-se sozinho mais uma vez, lendo mais um dos bilhetes deixados por sua omma.

“Compre comida pra você. Não me espere.”

 O bilhete jogado ali juntamente com um envelope de dinheiro, deixou o moreno com a mesma expressão triste de todas as outras vezes.

 E mais uma vez estava ele. Comprando seu Lámen em uma lojinha de conveniências qualquer.

- O senhor tem o carregador de dez segundos? Ele não está aqui.

 O senhor foi até a prateleira e buscou pelo tal carregador.

- Não é este? – o vendedor se virou ao garoto.
- Não. – o garoto revirou os olhos. – Vamos para outro lugar, gente.

 Dois dos garotos saíram da loja, e, quando o ultimo virou as costas para Park, o moreno se pronunciou.

- Pague pelo cigarro antes de sair.
- Como? – o vendedor olhou a Park.
- Ele pegou um maço de cigarros.

 Nesta hora, o menino rapidamente correu da loja – sendo seguido pelo vendedor -, enquanto o pequeno Park guardava sua compra.

 Assim que o menor terminou, se virou e foi em direção a porta.

- AIGO! – o moreno foi empurrado por alguém que abriu a porta rapidamente.
- Sinto muito. – o loiro desculpou-se.
- Olhe por onde anda!

 Ao escutar isso, o loiro entristeceu e saiu da frente para que o pequeno passasse.

 O moreno seguiu calmamente seu caminho monótono até sua casa, mas sendo parado pelo garoto que antes roubara o maço na loja. 

- Veja só quem está aqui. – Park nem deu bola e tentou passar pelo garoto, mas foi em vão.
- O que você quer? – Park pronunciou.
- O que eu quero? – o garoto riu. – Quase me pegaram por sua causa. Quero que me pague, ou peça perdão de joelhos. – o menor observava tudo àquilo com uma expressão confusa.
- E se eu não quiser?
- Terei que te dar uma surra.

 O Park riu e puxou o celular do bolso. Discando o numero da policia.

- VOCÊ TÁ MALUCO?

 O garoto puxou o braço de Park e ficou o apertando. Na intenção que o garoto soltasse o celular. Talvez ele tenha escolhido um péssimo dia para atormentar alguém, pois de uma coisa ambos não sabiam. Yoongi observara antes todos os garotos indo atrás de Park, mas em silencio.

- O que pensa que está fazendo? – a voz do loiro soou pelos ouvidos de todos. Fazendo o garoto soltar bruscamente o braço de Park.

 O garoto riu e se virou para Min.

- Acho que você não percebeu, mas estou meio ocupado agora. Acho melhor continuar andando.
- Mas eu não quero.
- Ouviram isso, galera? Ele disse que não quer.

 O garoto se virou rapidamente e tentou um soco em Min, mas o mesmo desviou e agarrou o braço do garoto – jogando-o para seus amigos -. Min rapidamente agarrou o pulso de Jimin e se pôs a correr dali com o mesmo.

 Os três que antes estavam parados foram atrás dos dois logo à frente.

 Por fim todos os cinco pararam. Ofegantes e cansados.

- Você é corajoso. Tentando me tratar como vira lata.
- Seu apelido não é vira lata? – Min apontou pro garoto e riu.

 O garoto jogou Jimin contra o chão após se colocar a frente de Yoongi, e isso fez com que o sangue do loiro fervesse. Dando inicio agora a “terceira guerra mundial fictícia”.

...

- Ele nos atacou do nada. Olhe minha cara! – um dos garotos tentou se defender ao policial.
- Quietos! – o policial bateu a mesa.  – Ele está sozinho, como atacou primeiro?
- Nós tivemos que revidar. Eu já disse.
- Quietos! – mais uma vez o policial se pronunciou e virou seu olhar para o loiro. – Você pode tirar os óculos escuros?  Por que está com óculos escuros aqui dentro?
- A luz é muito forte e minha vista é sensível. – explicou-se o loiro.

 De longe, Park olhou o loiro e abaixou a cabeça.

- MIN YOONGI! – um senhor parecido com o mesmo, mas por sua vez moreno, entrou pela porta e procurou pelos lados.
- Tio! – Yoongi levantou o braço e seu tio foi até ele.
- Você está bem?  Yoongi pode não ser um amor de pessoa, mas ele não provocaria uma briga. O QUE VOCÊS FIZERAM?
- Senhor, por favor, se sente. – disse calmamente o policial. 
- EU NÃO VOU ME SENTAR! Nem foi uma briga justa. Covardes!
- Estamos tentando descobrir oque aconteceu. – o policial olhou para Min novamente. – Você realmente começou a briga como eles estão dizendo? 
- Não foi ele. – foi à vez de Park dizer algo. – Aquele garoto me atacou, pois eu o vi roubar. Então ele apenas pegou minha mão e corremos. Eles que nos seguiram e atacaram. Ele estava só tentando me ajudar.
- Viu? Eu não disse? – o tio do garoto transbordou felicidade.

...

- Bom trabalho! – disse o homem.

 Park apenas reverenciou e deu as costas.

 Assim Jimin finalmente poderia ir para casa e comer seu Lámen.

 Park seguiu calmamente seu novo caminho, mas ao chegar ao portão de casa, sentiu algo estranho. O moreno se virou e deu de cara com Yoongi.

- Por que está me seguindo?
- Seguindo? – Yoongi gargalhou. – Eu moro aqui, garoto.
- Como?
- Você deve ser o tal vizinho novo. – suspirou Yoongi. – Enfim, até mais.

 Min entrou pelo portão e logo depois Jimin fez o mesmo.

 Já em casa, Jimin sentou-se e olhou para seu joelho – se deparando com o machucado que havia ali -. O garoto pareceu não se importar muito, então só abriu seu Lámen. Infelizmente, Jimin não se importou com aquilo também. O garoto perdeu todo apetite após se deparar com um retrato ao seu lado.

 Nele estava ele, sua mãe e seu pai anos atrás. Park sentiu seu coração apertar com aquilo e não segurou as lágrimas.

 No outro lado, Min preparava sua câmera e assim que pronta, apontou para a janela onde estava o moreno. Enquadrando uma perfeita foto de seu rosto – agora não tão feliz-.

 Click!

 E esse foi o preciso para que Jimin olhasse para o lado e seu olhar se encontrasse com o do loiro. 


Notas Finais


Desculpa qualquer erro! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...