História A agulha - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Agulha, Costura, Original
Visualizações 14
Palavras 294
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Este foi somente um pequeno poeminha que escrevi, espero que gostem e essa não era a história de que comentava anteriormente, só um pequeno aperitivo literário.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction A agulha - Capítulo 1 - Capítulo Único

A agulha

Uma pequena história feita por: Fefa-fanfics

  Agulhas... Existem vários tipos, para cada tipo de tecido. Agulha fura dedo, fura tecido. Conduz a linha pelo vestido.

  Com seu buraco pequeno, a linha se aperta até poder entrar. Cuidado deve-se tomar para o dedo não se espetar. A habilidade é saber costurar.

  Sempre muito singela, simples e pequena. No carpete, difícil de achar, na caixa de costura, é bom saber procurar.  No carretel de linha, a agulha se esconde, ou no novelo se lã ou num vestido recém feito.

  Não são necessárias muitas cores de fios, nem uma agulha especial, para saber costurar, nada basta além de um simples e curto pedaço de fio e uma agulha qualquer, desde que faça a linha entrar e sair do tecido.

  Floral, listrado, com bolinhas ou quadrados, o tecido rasgado sempre vai depender de uma agulha e uma linha pra ser restaurado. Aí está a função da agulha, fechar e consertar um buraco que ali não deveria estar. Assim que seu trabalho for acabado, só resta esperar o próximo rasgo na caixa de costura.

  A agulha, substituída pela máquina de costura, ainda não deixa de trabalhar. Em fábricas enormes, quem dera a agulha costurar, tudo é feito em segundos por máquinas e aparelhos enormes, intimidando a pobre e delicada agulha.

  Ainda tem os que sabem costurar á mão, que tricotam e fazem crochê, mas a agulha nunca vai desaparecer. Mesmo que não seja muito usada na prática e na costura manual, quem é aquela que injeta e coleta sangue no hospital?

  Pra sempre será lembrada, oh, agulha afiada, jamais deixará de tecer e pra sempre vai à pele adoecida perfurar.

  Mesmo que em futuros distantes, escondida estará, mas alguém um dia lembrará-se do prazer de saber costurar.

 


Notas Finais


Obrigada por lerem, e provavelmente postarei amanhã a história nova!
~Fefa-fanfics


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...