História A Almost Impossible Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Albafica de Peixes, Aldebaran de Touro, Dohko de Libra, Kanon de Gêmeos, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Misty de Lagarto, Mu de Áries, Saga de Gêmeos, Shaina de Cobra, Shaka de Virgem, Shion de Áries
Tags Afrodite, Cadite, Camus
Exibições 68
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieee :3
Amu voxês
Espero que gostem *-*
Kiss 😘

Capítulo 3 - Malibu City


Fanfic / Fanfiction A Almost Impossible Love - Capítulo 3 - Malibu City

Camus: Eu vou começar te mostrando os nossos empregados. Esse é meu mordomo, Shura. Shura, esse é o príncipe Afrodite.

Shura: É um prazer majestade - Fez uma reverência

"O que é majestade?" pensa Afrodite

Afrodite não tinha muito conhecimento de palavras humanas embora fossem parecidas com os das sereias. Exemplo. Sensacional vira Serensacional. Maravilhoso. Mar-ravilhoso. Excelente. Peixelente. E assim vai.

Afrodite: O prazer é meu - Sorri

Camus: Esses são Jean, Jaqueline e Benoit. Eles cuidam da limpeza. Pessoal, esse é o príncipe Afrodite.

Jaqueline, Benoit e Jean: É um prazer conhece-lo majestade - Fizeram uma reverência

Afrodite: O prazer é meu - Sorri

Camus: Faltam só mais 9. Aqui na cozinha ficam a Blane, Rossi, Aubry, Rosângela, Brunet e Rochê. Meninas, esse é o príncipe Afrodite.

Blane, Rossi, Aubry, Rosângela, Brunet e Rochê: Prazer em conhecer, vossa majestade. - Fazem uma reverência

Afrodite sorriu.

Afrodite: O nome de vocês são muito bonitos.

Camus: São todas francesas. E cuidando de servir aos meus pais e a mim, além do Shura, tem o Pierrot, Leroy e Lambert. Pessoal, esse é o príncipe Afrodite

Pierrot, Leroy e Lambert: Majestade - Fazem uma reverência

Afrodite não gostava de tanta formalidade, mas sorriu.

Camus: Agora eu vou te levar no meu quarto. Você precisa trocar essa roupa.

Afrodite ficou maravilhado. O quarto de Camus era todo decorado com adornos em ouro puro. Só ficou confuso com a cama. O que era essa coisa quadrada e macia?

Camus: Aqui tem uma roupa pra você.

Afrodite pega e vai pro banheiro.

A banheira era bem diferente. Havia jatos de água em cima, em baixo, e três nas laterais. Ligou na água quente e sentiu toda a tensão do dia indo embora ao contato com a água. Pegou o shampoo e começou a lavar seus cabelos. Gente, que divo. Eu nescessito de um cabelo assim.

Depois saiu, desligou a água, se enxugou e colocou a roupa. Depois saiu e sentou na cama ao lado de Camus. A camiseta branca que usava parecia uma camisola de tão grande que era pra ele.

Camus: Ah, esqueci de avisar. Aqui em Malibu, os príncipes tem que usar uma roupa especial. Mas só em eventos ou guerras.

Afrodite: Especial? - Pergunta confuso

Camus: Sim, são armaduras douradas, que são de acordo com seu signo. Você é...

Afrodite: Afrodite de Peixes. Sou escorpiano sabe? - Ironizou

Camus: Ah é, desculpa - Riu - Mas você não precisa, se quiser a gente compra roupas pra você amanhã.

Afrodite: Adoraria - Sorriu - Pode tirar uma dúvida? O que significa "majestade"?

Camus: Não sabe? - Pergunta espantado

Afrodite: Não é muito comum usarmos isso em Aquabari.

Camus: Majestade é sinônimo de "vossa realeza".

Afrodite: Ahhh tá... E isso aqui? - Apontou para o colchão.

Camus: Isso se chama colchão. É pra dormir.

Afrodite: Em Aquabari dormimos dentro de conchas.

Camus: Conchas? - Pergunta confuso

Afrodite: Agora que notei, onde está Milo? - Desvia do assunto

Camus: Está na cozinha com o Shura. Disse que apenas ele sabe o que você gosta de comer.

Afrodite: E é verdade. Sou meio fresco pra comer. Menos quando estou na casa dos outros aí é sacanagem, mas no geral, não como frutos do mar.

"Lógico, quem come os próprios súditos?" Pensa Afrodite

Camus: Você vem de que país?

Afrodite: Eu e os meus irmãos, cada um nasceu em um lugar diferente. Eu nasci na Suécia.

Camus: Tem irmãos?

Afrodite: Tenho 8. Sou o caçula e o número 9.

Camus: Eu queria um irmão. - Sorriu triste - Não tenho ninguém pra conversar ou pra se ferrar junto comigo. O que chega mais perto é o Shura.

Afrodite: Ah você não tá perdendo nada. Meus irmãos aposto que nem perceberam minha falta.

Camus: Hm? - Pergunta confuso

Afrodite: Eu saí escondido. De todo mundo. Se meu pai perceber, nunca mais saio de casa.

Camus: E como foi parar naquela praia?

Afrodite ficou nervoso. Como ia contar? Mas nesse instante, para sua sorte, Milo apareceu com sua comida.

O olhar de Afrodite até falava "MEU SALVADOR". E Milo que já conhecia, riu.

Milo: Eu fiz Ärtsoppa com panquecas, seu favorito - Sorriu - E de sobremesa fiz uma torta de maçã ao estilo sueco.

Afrodite: Obrigado - Sorriu e começou a comer - Sua comida sempre foi a melhor

Milo: Mordomo tem que servir bem para servir sempre.

Afrodite: Você não é meu mordomo caramba. Você é meu melhor amigo.

Milo: Come devagar peixinho - Riu - Vai engasgar.

Afrodite: Dane-se

Milo: Teimoso.

Afrodite: Chato.

Milo: Também te amo - Sorriu

Camus: Vocês dois são muito apegados não?

Milo: Desde que essa criaturinha tinha três anos de idade.

Afrodite: Foi ele que me ensinou tudo que sei. Ele me ensinou a maioria das palavras, já que eu só conseguia falar "Papai" "Diculpa" e "Dá" - Riu

Milo: Ele era muito fofo. Se alguém pegava alguma coisa que interessava a ele, ele esticava as duas mãozinhas e falava "Dá Dá".

Afrodite: Lógico. 

Milo: Até hoje ele faz isso com o pai dele. E funciona - Ri e olha o relógio - Bem... Dite, hora de dormir.

Afrodite: Ah eu não vou não - Cruzou os braçinhos.

Milo: Ah vai - Começou a fazer cócegas no menino que dava uma risada muito fofa.

Afrodite: Hahaha para hahaha

Milo: Eu sei que essa é a única coisa que te dá sono - Disse parando

Afrodite bocejou e Milo sorriu.

Camus: Pode deixar que hoje ele dorme aqui comigo.

O coração de Afrodite disparou. Dormir?!?! Ele e o Camus? Na mesma cama?!?!

Milo: Então boa noite - Deu um beijo na testa de Afrodite e saiu.

Afrodite se aconchegou junto de Camus. O aquariano era gelado e isso era bom.

"Mon Dieu. Como o cheiro dele é bom" Pensou Camus

Durante a noite, uma música linda ecoa na mente de Camus:

 Uma rosa tão
Bela e delicada
Tão doce e perfumada
Tão frágil e dedicada
Única e especial
Pequena e real
Amorosa e tem
Um bom coração 
Um bom coração


"Que lindo" pensa Camus antes de se entregar ao sono.

--dia seguinte--

Afrodite acorda, toma banho, coloca uma roupa e junto de Camus, descem para tomar café.

No café, Afrodite não conhecia nem o que era um garfo ou uma faca. Milo teve que explicar e ensinar. Afrodite achou muito estranho. Afinal, em Aquabari todos comiam com a mão.

Estranhamente, Afrodite viu tudo se transformar em gelo e estranhou. Olhou para Camus e este estava nervoso, mas dizia que não era nada. Afrodite teria respostas, mas depois.

Depois Camus levou Afrodite até o centro, claro, junto de Milo e Shura porque ambos ainda eram pequenos.

Afrodite se acabou em roupas. Mas as duas que mais chamaram a atenção dele, foi uma camiseta preta com manga ¾, uma calça preta com cinto da cor de seu cabelo, e um sapato preto, e uma camiseta rosa com laço preto e uma calça branca e sapato marrom. E Camus não pôde negar, ele estava lindo.

Depois, Camus levou ele para conhecer Malibu. Primeira parada, Solstice Canyon, que era uma queda d'água muito linda com estátuas e adornos. Depois, foram para Zuma Beach, que é uma praia muito bonita. Depois, Santa Monica National Recreation Área. Um lugar perfeito para ver o pôr do sol. Depois, foram para uma praia em frente a beira mar no noroeste de Losangeles. E por fim, a última praia que foi Malibu Beach House. Afrodite adorou cada momento.

Afrodite: Malibu é linda Camy. Obrigado - Sorriu

Camus sorriu bobo. Mas o que não esperava, era o beijo que Afrodite deixou em sua bochecha. O sorriso, o beijo, a beleza, a gentileza, tudo só fazia ele ter mais certeza que Afrodite era seu amor e maior tesouro.

Milo: Esses dois parecem feitos um pro outro não é? - Sorriu para Shura.

Milo tinha um sorrido tão lindo, que mesmo para um homem rígido e meio fechado como Shura, foi impossível não retribuir

Shura: É verdade - Sorriu minimamente.

Milo: Vamos deixar os pombinhos aí e tomar um sorvete?

Shura: C-Claro se você quiser.

Shura tinha vontade de pegar Milo e guarda-lo dentro de um potinho pra ninguém pegar.

E assim foi.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...