História A Amiga do Assassino - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Jeff The Killer
Personagens Jeff, Personagens Originais
Tags Assassinato, Castiel, Jeff The Killer, Poderes
Visualizações 42
Palavras 1.892
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Trabalho e A Chuva - Parte 2


Fanfic / Fanfiction A Amiga do Assassino - Capítulo 4 - Trabalho e A Chuva - Parte 2

P.O.V Anyel 

.

.

Depois que a chuva começou e soltei um suspiro, espero que Jeff esteja bem, Eu não gostaria de ver ele doente, ou até machucado, eu não sei o que seria minha vida sem ele, eu voltei ao mundo normal pois precisava providenciar roupas e um quarto para o castiel

.

Anyel- Vem, eu vou pegar algumas roupas do meu pai pra você poder vestir, depois vá tomar um banho, depois lhe arrumo um quarto para dormir, essa chuva parece que não vai passar tão cedo - Eu falei calmamente e me levantei do sofá, no mesmo momento que me levantei a luz caiu - Que maravilha - Eu falei na maior ironia 

Castiel- O que faremos agora? - Ele perguntou eu o olhei, eu tenho alguns dons então eu poderia enxergar no escuro, logo a luz voltou - Ta bem...o que faremos? 

Anyel- Eu vou te ver roupas, vamos tomar banho e depois vamos dormir 

Castiel- Vamos tomar banho juntos? Não seria nada mal tomar banho com você - Eu fique um pouco corada 

Anyel- Não, cale a boca idiota - Eu falei e fui em direção a escada ele veio atrás de mim 

Castiel- Calma estressadinha - Ele soltou uma risada, eu fui em direção ao quarto do Jeff 

Anyel- Você espera aqui, não entre de jeito nenhum, esse é o quarto de meu pai 

Castiel- Não tenho curiosidade de saber como é o quarto dele - Eu entrei e fechei a porta, o quarto de Jeff tinha as paredes pretas, a cama de casal de madeira escura, com um lençol branco e os travesseiros também brancos, o gaura-roupa era branco, do lado tinha a porta para o banheiro, ao lado da cama havia uma comoda onde ele guardava algumas coisas, como roupas velhas, eu peguei uma cueca e um pijama, uma camiseta preta velha, uma calça moletom cinza escura, depois eu sai do quarto e fechei a porta

Anyel- Aqui, você pode tomar banho no banheiro aqui de cima - Eu apontei para uma porta do lado da porta do meu quarto - Do lado é o meu quarto, não entre até eu falar que pode - Eu fuim em direção ao meu quarto, não deixei ele falar nada apenas entrei e fui para o banheiro 

.

.

P.O.V Castiel 

.

.

Ela não me deixou falar e foi para o quarto dela, eu fui ao banheiro, entrei e fechei a porta, eu torei minhas roupas, entrei debaixo do chuveiro e liguei o mesmo, a água estava morna, estava gostosa, eu fiquei pensando no dia de ontem e de hoje, conheci uma garota legal, ela toca muito bem e tem uma voz incrível, ela tem um lindo corpo, é bonita, em sua pele ficariam marcas bem fáceis, acabei imaginando como seria tocar o corpo dela, sentir seus toques, e ouvir ela gemer, droga....acabei ficando excitado, no banho mesmo eu comecei a me masturbar, fiquei pensando na Anyel, até que em alguns minutos eu acabei gozando, depois disso eu limpei o banheiro e terminei meu banho, eu me seguei e coloquei as roupas dela, bem apenas a cueca e a calça, não costumo dormir de camisa, eu sai do banheiro e fiquei parado em frente a porta da Anyel, eu acabei não me aguentando e entrei no quarto, o quarto dela tinha duas paredes em cor vinho escuro, e duas pretas, nas paredes negras tinha alguns poster de bandas de rock, nas paredes da cor vinha tinha algumas fotos espalhadas, em baixo uma mesa com um pc, do na outra parede tinha uma guarda-roupa de cor preto e branco, do lado uma penteadeira, de baixo de uma das paredes dos poster tinha uma cama grande de casal e do lado uma pequena comoda com um porta retrato do outro lado havia uma guitarra, um violão e dois amplificadores, fiquei um pouco curioso e fui até ele e o pequei começando a analisar, estava Anyel e um garoto do lado, ele tinha a pele branca e e um sorrio meio que "desenhado" no rosto, foi uma bela maquiagem

.

.

Anyel- Eu disse para entrar apenas quando eu falasse que sim - Eu levei um mini susto om a voz dela atrás de mim - Não mexa nisso nunca mais - Ela se aproximou de mim e tomou o retrato de minhas mãos o colocando de volta ao lugar 

Castiel- Calma garota não mexo mais

Anyel- Você pode dormir no meu quarto, eu durmo na sala - Ela falou calmamente

Castiel- A casa é sua pode ficar no quarto, eu durmo na sala 

Anyel- Fica aqui eu durmo no quarto do Jeff - Ela ia sair mas eu segurei a cintura dela e a puxei pra perto de mim 

Castiel- Vamos dormir juntos, apenas dormir, nada mais, e nenhum dos dois discute mais - Ela parecia pensar um pouco 

Anyel- Está bem, mas se fizer algo, eu te jogo pra fora de casa pra você dormir com o Smile Dog 

Castiel- Não vou fazer nada, até porque você é uma tabua não tem nada de mais em você - Ela me olhou irritada ela abriu uma gaveta e tirou uma faca grande de la.....E eu to fodido

Anyel- VOCÊ CALA A PORRA DA BOCA, QUE SE NÃO EU FAÇO ESSA FACA DESCER PELA SUA GARGANTA E IR PARAR NA BARRIGA VOCÊ ENTENDEU? - Melhor eu parar de falar mesmo, to afim de viver- Bom mesmo - Ela guardou a faca de volta 

Castiel- só por curiosidade porque guarda uma faca na sua comoda? - Ela me olhou séria e eu fechei a boca

Anyel- No caso de algum assaltante entrar aqui e tentar algo comigo, meu pai me ensinou a me defender usando algumas coisas, agora vamos dormir, eu preciso descansar - Nós deitamos na cama, Anyel deitou de costas para mim, eu fiquei olhando ela, demorou alguns minutos e ela dormiu, como eu sei? Ela ficou totalmente relaxada na cama, fora que sua respiração estava mais suave, eu mexe um pouco no cabelo dela, era macio, eu brinquei um pouco com uma mexa de seu cabelo e tirei ele um pouco de sua nuca, foi ai que eu notei uma marca, parecia uma meia lua, eu achei aquilo fofo, eu passei um dos braços em volta da cintura dela e o outro por de baixo de sua cabeça como se fosse travesseiros, eu puxei ela pra perto de mim, acabei sentindo um delicioso cheiro de rosas, era o cheiro dela, depois de alguns minutos eu acabei por dormir também

.

.

P.O.V Jeff

.

.

Eu estava voltando pra casa, sai na chuva mesmo, era perigoso? sim mas foda-se eu não ligo, assim que cheguei em casa estava ensopado, eu peguei a chave no bolso da minha calça e abri a porta, estava quase tudo apagado, apenas a luz da cozinha estava acesa, eu fui a cozinha, eu vi na sala duas mochilas, estranho a Any só usa uma, e eu conheço bem a mochila dela, eu peguei minha faca no bolso do moletom e subi as escadas de forma cautelosa, fui no meu quarto, nada, fui no banheiro, nada, eu fui ao quarto da Any, ela estava dormindo abraçada em um garoto. Aquilo me deixou nos nervos, mas eu não posso fazer nada até porque se o garoto me ver estou ferrado e Any também, eu sai do quarto e fechei a porta calmamente, depois eu voltei a cozinha, esquentei um pouco de comida que estava em um pote na geladeira e comi, depois eu fui pro meu quarto, separei meu pijama, depois fui pro banheiro, tomei um banho demorado e relaxante, eu escutei a porta do meu quarto abrir e fechar, depois eu terminei meu banho, sai me sequei, depois em vesti, fui ao meu quarto, encontrando a Any, ela estava apenas com uma camiseta comprida, pelo menos a um tempo atrás era comprida agora ta curta

.

Jeff- O que ta fazendo aqui? Não deveria estar com seu namorado dormindo? - Eu falei com um toque de ciumes 

Anyel- Ciumento - Ela se aproximou e colocou as mãos em meu peitoral nu, já que eu estava sem camisa - Era pra ele dormir no quarto e eu na sala, mas ele tava tão chato falando não que eu durmo na sala você no quarto, eu não queria mais ouvir a voz dele então concordei com ele, não era pra ele tentar nada, mas quando acordei agora ele tava abraçado a mim, e ele não é meu namorado - Ela soltou uma risada e eu coloquei as mãos na cintura dela

Jeff- Não? Sabe você não trás homens pra casa, a não ser que seja seu namorado 

Anyel- A gente tinha trabalho a fazer, e ia começar a chover, já pensou se a policia descobre que alguém morreu na floresta? Iria procurar a causa da morte e talvez achariam nossa casa, já pensou se eles vem aqui quando eu não to?

Jeff- Acho que você ta pensando em nossa segurança mais do que eu - Eu soltei uma risada e comecei a andar pra cama com ela - Que trabalho era esse eu posso saber?

Anyel- O professor fez duplas e a gente tinha que conhecer a nossa dupla e fazer uma redação pra apresentar para a escola depois de amanhã - Eu sentei na cama e ela ficou em pé na minha frente - Jeff você por acaso tomou chuva?

Jeff- Um pouco - Ela virou a cabeça e olhou para as minhas roupas ensopadas - Muito, mas eu já tomei banho quente, não se preocupe eu não vou ficar doente

Anyel- Você disse isso da ultima vez - Ela se sentou no meu colo e foi me deitando na cama - Você ficou doente da ultima vez lembra?

Jeff- Sim eu lembro - Ela aproximou sua boca do meu pescoço e de alguns beijos, isso me deixou arrepiado, e eu deixei as mãos na cintura dela - Any....Vamos pare com essas provocações, faça isso de uma vez - Ela pareceu me ignorar e deu um chupão no meu pescoço, e eu acabei soltando um gemido rouco e baixo 

Anyel- Eu sei que precisa de mais pra te deixar excitado, mas a gente não pode fazer isso, o Castiel pode nos ouvir, se ele vem aqui, adeuse Jeff

Jeff- Você me pegou - Eu soltei uma risada e virei ela na cama, ficando por cima 

Anyel- Eu vou fazer isso pra você, mas precisamos de um dia calmo - Ela passou os braços em volta do meu pescoço e me deu um beijo no qual eu retribui, nos beijamos com vontade, eu pedi passagem e ela cedeu, nossas línguas pareciam estar em uma batalha, quando a falta de ar nos fez presente tivemos que nos separar - Eu vou para o meu quarto, amanhã eu tenho que ir pra escola

Jeff- Está tudo bem, amanhã você trabalha não é mesmo? 

Anyel- Sim, não voltarei pra casa cedo

Jeff- Pelo menos vai estar em um local seguro - Eu sei um beijo na bochecha dela e said e cima da mesma, ela me deu um selinho depois ela saiu do quarto, eu fiquei deitado na cama, depois de alguns minutos eu me arrumei e coloquei minha venda nos olhos, acabei pegando no sono 

.

.


Notas Finais


Olá, eu vim aqui me desculpar pelos capítulos serem muito pequenos, e também vim perguntas algumas coisas
.
.
1° Gostaria de que mais Creepypastas aparecessem?
2° Estão gostando da história?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...