História A Aposta - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Arthur Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Molly Weasley, Ronald Weasley
Exibições 45
Palavras 875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Festa, Saga
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu queria ter feito maior, mas resolvi postar logo pq semana q vem tenho prova e preciso estudar então agora só em dezembro.

Capítulo 57 - Serviço secreto


Rony não conseguiu dormir observava os filhos que tinham praticamente a mesma idade, ficou tão contente que Hermione tinha deixado Vitória dormir com ele essa noite e um pouco surpreso também. Enquanto observava a filha pensou que não poderia desistir dela e na noite passada ela disse que não queria voltar pra França a menos pra buscar seu cachorro, o que deixou Rony um pouco surpreso por Hermione ainda ter esse cachorro, lembrou dos anos atrás e o quanto foi imaturo, a vontade dele era voltar no tempo, era reparar o seu erro, agora ele entende o que levou Hermione a fazer o que fez, mas a verdade era que ele sempre foi apaixonado por ela e isso não mudou. 
Logo no início da manhã recebeu uma mensagem do ASSAC, pedindo para assim que chegasse fosse direto para a sala dele, mais uma reunião de última hora, era sempre assim as coisas no FBI. Resolveu tomar banho, esperou a babá chegar e os meninos ainda dormia quando saiu.
Assim que chegou no QG, Lara veio logo ao seu encontro.
- demorou Weasley.
- o que aconteceu? E porque ta todo mundo nessa agitação? Onde está a Tiffany?
- já está lá na sala - respondeu - acho melhor você ir.
- você não vem? - perguntou Rony.
- não fui chamada - ela deu de ombros e saiu.
Rony caminhou a passos largos para a sala do chefe, bateu na porta e entrou. Olhou ao redor e tinha algumas pessoas das quais ele já conhecia exceto um rapaz, e por mais que ele tivesse a certeza daquele homem não trabalhar ali, algo nele era familiar.
- bom, já que todos estão aqui - começou o ASSAC - vamos pôr vocês a par do que está acontecendo.
Rony olhava fixamente para aquele homem, de onde será que o conhecia? Até que se lembrou.
- esse é o senhor Mclangger, ele irá dividir conosco um caso,  ficará aqui por um tempo. Vou deixar que ele mesmo fale o motivo da sua vinda.
Rony olhava pra ele abismado, ele só podia ser um agente secreto, mas não teria como ele provar que sua hipótese está certa, não em um grupo de cinco pessoas.
- agentes, eu sou da defesa dos EUA na Virgínia, tem algo acontecendo que preciso da ajuda dos senhores.
- defesa dos EUA? - perguntou Tiffany intrigada - pentágono?
- exato senhora Dilan.
Rony percebeu que nessa hora Tiffany olhou pro marido como se perguntasse como se ele sabia o sobrenome dela.
- então - continuou Mclangger - existe um homem que todos os conhecem como Galo, o que sabemos sobre ele é que é um grande contrabandista e hacker, ele costuma usa invadir software e rede para conseguir toda a informação que quiser. Sabemos que ele trabalhou em uma empresa na França e tinha uma advogada que fazia com que ela criasse contratos falsos, essa advogada até então não sabia o que ele fazia, mas quando desconfiou iniciou uma ação jurídica para prende-lo. Até então tudo estava restrito na França, até que empresas de diversos estados daqui, começaram a retratar caso de violação da rede. Desconfiamos que ele esteja aqui.
- certo - disse Rony intrigado - mas onde o pentágono entra nisso ?
- nosso sistema foi invadido, não sabemos bem se foi ele, o FBI da Virgínia estava investigado o caso até que chegamos a ele, ainda não sabemos como que ele costuma trabalhar, então fomos atrás da advogada que trabalhou com ele, por isso estamos aqui, o caso agora fica com vocês e já conversei com a mulher, ela concordou em ajudar.
- você vai trazer uma advogada para dentro do FBI? - perguntou um rapaz no canto, que Rony conhecia como John.
- ela concordou com nossos termos - foi a fez do ASSAC responder - quero que todos vocês deixem qualquer caso é foque nesse. Agente Dilan - disse ele se referindo ao Jacke e não a Tiffany -você e o Weasley ficam na linha de frente, junto com Mclangger.
- mas então cadê essa mulher? - perguntou Dilan um pouco surpreso com tudo.
- ela chegará logo.
- os outros, dispensados - disse o ASSAC - vejam o que conseguem. Weasley, Dilan vão para sala do térreo, esperem ela lá. Terei que sair agora, mas confio em vocês rapazes.
Assim que o chefe saiu, Rony foi na direção de Cormaco.
- eu conheço você, você estava conversando com a Hermione em um tarde quando eu cheguei para almoçar. Você sabia que eu era do FBI?
- sim Ronald, sabia. Aquele encontro não foi coincidência.
- espera - começou Rony passando as mãos pelos cabelos, o que ele fazia sempre que ficava nervoso, as coisas na sua cabeça começaram a se encaixar - você disse de uma advogada francesa que trabalhava para o Galo? Não é o que eu estou pensando certo?
Mas, antes que o rapaz respondesse, eles ouviram uma batida na porta.
- entre - disseram os três.
- desculpe o atraso, eu tive um problema no carro e - mas ela parou de falar assim que encarou o ruivo a sua frente - Ronald?
- Hermione? Não, isso não está certo. O que tá acontecendo aqui?


Notas Finais


Não vou nem comentar nada a respeito, espero ouvir de vocês. Juro q no próximo Hermione lê a carta de Lilá


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...