História A Aposta - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girl's Day
Personagens Hyeri, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Minah, Rap Monster, Sojin, Suga, V, Yura
Tags Jikook, Namjin, Vmin Brotp
Exibições 77
Palavras 838
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~Le pega lencinho e vai pro cantinho chorar

Capítulo 9 - Vodka


- Kookie, eu posso explicar. - Disse Jimin, percebendo a reação do mais novo.
- E você tem algo para explicar?
- O quê?
- Eu esperava ter ouvido errado, mas vejo que não. - Disse saindo.
Seus olhos marejavam, e o brilho dos mesmos já havia se perdido
- Kookie, espera! - Falou Jimin indo atrás do mais novo.

- O que houve com Jimin? - Perguntou Yoongi à Hope, após ver toda a cena.
- Eu... Foi sem querer...
- O que você fez, Hope?
- Jungkook me ouviu mencionar a aposta, e...
- Meu deus!
- Eu sinto muito.
[...]
- Kookie, por favor!
- Me deixe em paz!
- Me ouça, eu juro que posso explicar!
- Eu não quero ouvir!
- Por favor! - Disse o mais velho correndo e segurando o braço do mesmo.
- Me solte!
- Eu não vou deixar você sair até que ouça o que tenho a dizer!
- Eu já disse que não quero ouvir! Eu te odeio! Você foi a pior coisa que me aconteceu!  - Gritou, estapeando o rosto de Jimin.
O coração de Jimin se despedaçou em milhões de pedacinhos naquele exato momento. As palavras de Jungkook soaram como diversas facas o esfaqueando. Jimin o soltou, o vendo se afastar rapidamente. O mais velho se ajoelhou no chão, se entregando às lágrimas.
- Jimin? - Chamou Yoongi, se aproximando. - Vamos, se levante.
- Me deixe...
- Por favor.
- Jungkook disse coisas horríveis e, o pior, é que eu mereci cada uma das palavras que ele me disse.
- Não, ChimChim...
- Por favor, me deixe aqui.
- Não posso permitir que fique aqui, chorando. Por favor? Venha comigo.
- Não! Todos já devem estar cientes da porcaria que eu fiz, não é? Não sou capaz de encarar os olhos de cada um deles!
- Não, não, não. Quer dizer, sim. Todos já sabem. Mas ninguém irá te julgar. Me ouça?
- Vá embora! - Gritou se levantando e correndo.
- Jiminnie!
[...]

2 Semanas depois...
- Por favor, Tae? Você precisa me ajudar a encontrá-lo! - Berrou Yoongi.
- Eu estou tão preocupado com Jimin quanto você, mas eu não sei onde ele está!
- Já se passaram muitos dias e ele não apareceu, eu estou angustiado!
- Oi. - Falou Hope, fechando a porta atrás de si. - Eu passei na casa de Jungkook... Ele continua depressivo. Disse que nos perdoou, mas demonstra total irritação.
Todos estavam reunidos no apartamento de Yura. Jimin não aparecera desde o ocorrido. Jungkook dera a desculpa de estar doente, mas isso era apenas uma desculpa meia tigela para não ter que sair de casa e encarar os amigos depois de tudo. Ele já estava ciente do que ele chamara de traição por parte de Hyeri, Taehyung, Namjoon, Hope e Yoongi.
- Eu fui até a casa dos pais de Jimin, eles disseram que o mesmo não apareceu, dando a desculpa de que precisava de umas férias. - Disse Namjoon.
- E Jimin não disse para onde iria? - Indagou Hyeri.
- Não...
- Já sei! - Gritou Sojin. - Se lembram da casa de praia da mãe de Jimin?
- O quê? - Falou Namjoon.
- A casa de praia... Yura, Tae, Jimin e eu íamos para lá quando éramos crianças.
- Sim, é verdade! - Exclamou Taehyung. - Yura, cadê a chave do seu carro?
- Ninguém toca no meu bebê sem mim. Eu dirigo. - Disse a mesma pegando sua bolsa.
- Eu vou. - Falaram Hyeri e Yoongi juntos.
- Eu também! - Gritou Namjoon.
- Não tem como todos irmos. Tae, Sojin, eu, Namjoon e Yoongi vamos.
- Quem decide isso? - Indagou Hope.
- Juro que mandamos notícias. - Disse Yura antes de sair.
[...]
Jimin estava jogado em um canto qualquer do seu quarto escuro. Garrafas e mais garrafas de vodka estavam espalhadas pelo chão. O quarto tinha um forte cheiro de álcool, assim como Jimin.
[...]
- Jimin! - Gritou Taehyung.
- O quarto! O quarto, Tae! - Falou Sojin correndo rumo ao quarto. - A porta está trancada. - ChimChim? Por favor, abra?
- Quem está aí? - Perguntou Jimin levantando levemente sua cabeça.
- Sou eu. Sojin.
- Vá embora!
- Por favor, Jiminnie...
- Eu quero ficar sozinho!
- E nós queremos te ajudar.
- Nós? Nós quem?
- Yura, Namjoon, Tae e Yoongi também estão aqui...
- Saiam.
- Abra a porta, Jimin.
- Não!
- Só para mim. Por favor? Abra só para mim.
- Eu... Eu não sei...
- Por favor, Jiminnie.
- Se afastem da porta.
- O quê?
- Eu disse para se afastarem! - Gritou.
Jimin pode ouvir os passos se distanciando da porta, o mesmo pegou uma garrafa de vodka, a abrindo e despejando por todo o cômodo, acendendo um fosfóro em seguida. O fogo se espalhou rapidamente, o brilho das chamas o encantava. Ele apenas fechou seus olhos, esperando que a morte o guiasse dali em diante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...