História A aposta $$$!!! - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Lee Jihun "Woozi", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN"
Exibições 29
Palavras 1.356
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É menina gente.
Vamos continuar essa linda história.

Capítulo 26 - A pequena "Verena"!!!


Fanfic / Fanfiction A aposta $$$!!! - Capítulo 26 - A pequena "Verena"!!!

Continuando...

Vernon...

Eu me mantinha sentado na sala de espera com meu irmão e minha cunhada, eu já não suportava mas aquela ansiedade, eu queria logo ver Laviny e meu filho, mas ninguém me falava nada, já tinha passado horas, eu entrei em desespero e comecei a chorar.

Jeonghan: Calma Meu irmão, não chora cara.

Vernon: Ninguém me diz nada, eu tô nervoso, tô com medo, não sei se Laviny e o bebê estão bem, Jeonghan me ajuda. - eu chorava de cabeça baixa e ele me abraçou.

Jeonghan: Fica assim não, essas coisas demoram mesmo,vai dar tudo certo.

Vernon: Eu só quero saber de alguma coisa. - Enquanto eu chorava em pleno desespero, o médico finalmente veio me dar uma notícia.

Médico: Olá senhores, quem é o pai da criança da paciente Laviny?

Vernon: Sou eu, ele tá bem? E a minha esposa como ela tá? - eu falava tão rápido que o médico quase não entendeu nada.

Médico: Calma, tá tudo bem, o senhor pode me acompanhar até o quarto onde sua esposa está?

Vernon: Posso sim, Jeonghan vem comigo, eu tô muito nervoso.

Jeonghan: Ei, calma cara,.kd o vernon forte que existe dentro de você? Esse momento é seu e da Laviny,vai lá e curte teu filho, depois eu vou lá com a Sana tá.

Vernon: Tá Bom então. - eu acompanhei o médico até o quarto onde Laviny tava e quanto mas perto eu chegava do quarto, mas nervoso eu ficava. Quando finalmente cheguei no quarto, eu vi Laviny meio sentada na cama com o nosso bebê nos braços, ela me viu e abriu um lindo sorriso.

Laviny: Olá amor.

Vernon: Oi. - eu congelei e fiquei em pé parado na porta do quarto e olhando pra Laviny com o bebê.

Laviny: O que foi Vernon, vem cá olhar o nosso bebê. - ela me chamou e eu fui até lá.

Vernon: É o que? Menina ou menino?

Laviny: É a nossa linda princesa amor.

Vernon: Oh meu Deus, é uma menina, amor ela é linda. - eu comecei a chorar olhando pra minha filha, ela era linda, bem branquinha, seus cabelos eram loirinhos, era gordinha, minha princesa era perfeita.

Laviny: Ela é linda né? - ela falava olhando pra nossa bebê e as lágrimas rolavam em seu rosto.

Vernon: Sim Amor, ela é perfeita, obrigado pelo melhor presente que já ganhei na vida, eu te amo Laviny e você também minha princesa.

Laviny: Quer pegar ela?

Vernon: Naaaaooo, eu tenho medo de machucar ou derrubar. - eu fiquei no pânico.

Laviny: Vai não, senta aqui. - ela afastou um pouco e eu sentei na cama, Laviny colocou a nossa menina devagar em meus braços e eu a segurei com todo cuidado, cada traço nela era perfeito,minha filha era como eu sempre sonhei que meu filho seria um dia, agora eu tinha as duas mulheres perfeitas em minha vida, sou um homem completo.

Vernon: Qual será o nome dela?

Laviny: Ela vai se chamar Verena.

Vernon: Que nome lindo, quase igual o meu.

Laviny: É uma homenagem a você meu amor.

Vernon: Obrigado amor, Olá minha linda Verena, eu sou o seu papai, eu te amo muito viu, vou cuidar de você e te proteger tá bom? Confia em mim. Amor você já viu os olhos dela?

Laviny: Sim.

Vernon: E qual a cor?

Laviny: Azul, sortudo, você ganhou de mim, ela não puxou meus olhos. 

Vernon: Own ela tem os meus olhos, eu sempre sonhei desde novo que meu primeiro filho tivesse os meus olhos, meu bebê eu te amo ainda mas, você é tudo o que eu sempre sonhei minha pequena. - enquanto eu e Laviny estávamos admirando nossa menina, Jeonghan e Sana entraram no quarto e começaram a caducar.

Vernon: Irmão eu ganhei uma menina, é uma linda menina Jeonghan.

Jeonghan: Parabéns meu irmão, cuida bem dela.

Vernon: Eu vou cuidar.

Sana: Ownt mas é muito linda, que coisa gotosa, deixa eu pegar.

Vernon: Não, ela é minha. 

Laviny: Hahahaha oh o doido, deixa ela pegar a sobrinha Vernon, depois você pega ela de novo. 

Vernon: Tá Bom, mas só um pouquinho. - eu entreguei a Verena pra tia dela e fiquei fazendo carinhos em Laviny e olhando meu irmão conversando com a namorada dele admirando minha filha.

Sana: Olá pequena princesa, você é muito linda.

Jeonghan: Olá sobrinha, ela é tão lindinha.

Sana: É sim, muito foda da tia. 

Jeonghan: Own eu quero uma. - ele falou com voz manhosa.

Sana: Uma o que? - ela olhou assustada pra ele.

Jeonghan: Uma menina.

Sana: Não, já tem o Yooshin e já tá bom demais.

Jeonghan: Por favor, só uma menina.

Sana: É, mas e se vier um menino?

Jeonghan: Nós tentamos até vim uma menina.

Sana: É, eu sou coelho.

Jeonghan: Hahahaha... - a conversa deles tava boa, mas eu queria minha filha de volta e então a peguei dos braços da Sana e sentei na cama com ela, nós ficamos conversando e adimirando a nossa linda menina.

Dois dias depois, Laviny e Verena receberam alta e finalmente podiam ir pra casa, eu fui buscar elas e as levei pra casa de Laviny, chegando em casa, eu ajudei Laviny a sair do carro com a bebê e as levei pra dentro de casa, após entrar nós subimos pro quarto e lá botamos Verena em seu lindo berço que ela ganhou do meu pai quando Laviny estava com oito meses de gestação, nós escolhemos o enxoval todo colorido por não saber o sexo do bebê. Laviny tava cansada e então deitou e dormiu, eu troquei de roupa e deitei ao lado dela pois tambem tava cansado, nós dormimos, até a Verena acordar chorando, eu me levantei e peguei ela em meus braços e a levei até a mãe que lhe colocou no peito e ela começou a mamar.

Vernon: Que cena mas linda, sabe amor, eu sempre quis essa vida, ter uma boa esposa e um filho ou filha, e hoje Deus me agraciou com vocês duas, eu tô tão feliz. - eu falava e fazia carinho nos cabelos de Laviny e ela começou a chorar.

Vernon: Porque você tá chorando meu bem?

Laviny: Porque eu tô feliz, sabe Vernon, em alguns momentos da minha vida, eu achei que nunca seria tão feliz, quando eu era violentada, quando eu dormia no chão frio na rua, quando eu apanhava dos outros moradores de rua, quando perdi o meu primeiro namorado, foram vários momentos que me fizeram pensar assim sabe, hoje eu tenho você e a nossa menina, eu me sinto tão feliz que tenho medo disso tudo ser só um sonho.

Vernon: Mas não é sonho, é a nossa realidade, são nossos sonhos sendo realizados,eu te amo tanto e amo você também bebê. - eu falei e dei um beijo na cabeça da nossa menina. Verena terminou de mamar e dormiu, eu a coloquei no berço e voltei pra cama, me deitei com Laviny e a abracei, então nós dormimos.

Passou alguns dias e nós fomos passar o dia na casa dos meus pais com Verena, chegando la, minha mãe pegou a menina e começou a caducar com meu pai.

Mãe: Own que linda princesa da vovó, olha que olhos lindos que você tem, eu te amo princesa.

Pai: Olá princesa linda do vovô, seja bem vinda à nossa família.

Yooshin: Té ver nenem. - ele falava puxando minha bermuda.

Vernon: Own, vem cá, deixa eu te mostrar ela. - eu carreguei ele e levei até a Verena que tava nos braços da minha mãe.

Yooshin: Olha, nenem bonita né, Oi eu sou Yooshin. - ele dava Tchauzinho pra bebê.

Verena era muito mimada por todos da família e Yooshin grudava em Sana sempre que ela queria pegar a bebê, ele sentia ciumes, tão fofu.

Três meses passaram e Verena estava maiorzinha, bem gordinha e saudável, Jeonghan e Sana eram padrinhos dela e a enchiam de presentes, minha filha vivia bem, eu comecei a morar com Laviny pra poder ajudar ela com a bebê e Jeonghan aproveitou pra levar a Sana pra morar com ele, esse é esperto hahaha... Minha vida agora era outra, eu era responsável, estudava, trabalhava, tinha minha esposa, minha filha e meu carro, eu me tornei um homem de caráter e muito feliz. Laviny era uma boa mãe, meio doidinha mas era boa, ela fazia palhaçadas pra Verena e a pequena sorria, nossas vidas eram ótimas e eu orava todos os dias pra que continuasse assim.


 



Notas Finais


Gente esse episódio ficou pequeno mas é porque tô meio dodoi e não tô podendo escrever muito, mas prometo caprichar nos próximos episódios tá.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...