História A aposta $$$!!! - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Lee Jihun "Woozi", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN"
Exibições 23
Palavras 2.858
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente vamos acompanhar a chegada de mas um bebê e infelizmente a história tá terminando.

Capítulo 28 - A chegada do mas novo pequeno anjo!!!


Continuando...

Sana...

Quando dei a notícia ao Jeonghan sobre a minha gravidez, eu vi a mas pura felicidade em seu olhar e era isso que eu mas queria, eu lutaria até o fim pra ve-lo sempre assim, feliz e realizado, Jeonghan merece.

Os tempos foram passando e eu completei quatro o meses de gravidez, E Jeonghan ficava cada vez mas babão dos filhos, Yooshin voltou a ser o nosso menino fofu e carinhoso e eu me sentia realizada em ver meus dois homens que mas amo nessa vida, felizes.

Eu havia combinado com Laviny e vernon, que faríamos uma festa surpresa pra dar a notícia do sexo do bebê pra Jeonghan, Laviny iria comigo no dia do exame e vernon e os pais dele ficariam em casa preparando tudo, mas isso aconteceria só quando eu completasse seis meses de gestação. 

Chegaram meus cinco meses e eu me sentia cada vez mas ansiosa pra saber o sexo do bebê, minha barriga não era muito grande mas era pesada, minha gravidez era tranquila, Jeonghan me mimava muito quando chegava do trabalho. Uma noite, Jeonghan ainda não tinha chegado do trabalho e eu comecei a sentir uma leve dor na barriga e quando fui ao banheiro eu vi um pouco de sangue na minha calcinha, entao fui deitar e esperar Jeonghan chegar.

Jeonghan: Boa noite amor. - ele falou entrando em nosso quarto onde eu tava deitada.

Sana: Boa noite. - eu tava meio tristinha.

Jeonghan: O que você tem? Tá sentindo alguma coisa? - ele perguntava preocupado sentado do meu lado na cama.

Sana: Tô com cólica e hoje mas cedo eu botei um pouco de sangue. - eu tava com medo de acontecer algo com meu bebê.

Jeonghan: Minha nossa, amor vamos no hospital. - ele já tava desesperado.

Sana: Não precisa, eu vou descansar e já já passa.

Jeonghan: Não senhora. Levanta daí e vamos no hospital agora. 

Sana: Amor já tá tarde, vamos dormir e amanhã cedo nós vamos tá?

Jeonghan: Tem certeza?

Sana: Anrham.

Jeonghan: Então tá. - ele foi tomar banho, depois vestiu uma de suas calças de moletom e deitou comigo, ele passava a mão na minha barriga tentando amenizar a dor,.mas não passava, só aumentava, na madrugada eu não suportei mas e comecei a chorar com a dor muito forte.

Sana: Aaaaiiiii Aaaaaaiiiii Jeonghan tá doendo muito, nosso bebê, me ajuda amor. - eu me retorcia de dor e ele se tremia todo nervoso.

Jeonghan: Poxa amor eu te avisei pra irmos logo no hospital. - ele trocou de roupa e me carregou, nós descemos a escada, saímos de casa e fomos pro carro, e então seguimos pro hospital, chegando lá, Jeonghan me ajudou a sair do carro e nós entramos no hospital; esperamos um pouco até eu ser chamada e então seguimos pro consultório do médico.

Médico: Olá senhores. Em que posso ajudar?

Sana: Doutor eu tô sangrando, acho que tô perdendo meu bebê. - eu bufava de dor e Jeonghan chorava do meu lado.

Médico: Certo, vou chamar as enfermeiras pra preparar você pra examina-la.

Sana: Tá bom Aaaaiiiii. - eu senti uma pontada forte.

Jeonghan: Calma amor calma, oh meu Deus não leva meu filho de mim por favor.

Sana: Jeonghan se acontecer alguma coisa com o bebê, você me perdoa por eu ser tão inútil?

Jeonghan: Pára com isso Sana, você vai me dar o melhor presente, assim como o Yooshin e não vai acontecer nada com o nosso bebê, fica calma tá.

Sana: Tá Bom. - não tinha como ficar calma com aquela dor. 

O doutor mandou me buscar pra uma sala pra fazer o exame, eu e Jeonghan fomos, chegando lá, ele passou um gel na minha barriga e começou a fazer uma ultra.

Médico: Olha só que bebezao.

Jeonghan: Tá tudo bem com ele doutor?

Médico: Tá sim, ele já tá na posição de nascer, acho que o motivo dessas dores e o sangramento, é porque o bebê é bem grande e tá baixo, mas fiquem calmos, ele tá bem.

Sana: Já dar pra saber o sexo?

Médico: Olha mãe, tá parecendo ser um meninao.

Jeonghan: Own Amor outro menino, agora são dois rapazes.

Sana: Eu queria te dar uma menina.

Jeonghan: Nós tentamos de novo da próxima vez tá, que seja bem vindo o nosso garoto.

Médico: Não é certeza,.eu não confirmei nada.

Sana: Tudo bem. - eu fiquei feliz pelo meu filho estar bem e por talvez ser um menino,.mas eu queria dar a menina que Jeonghan tanto sonhava em ter.  O médico me passou algumas recomendações e então eu e Jeonghan fomos pra casa,chegando lá,.nós subimos e fomos dormir. Conforme os dias pasavam, Jeonghan ficava mas grudento, toda hora ligava pra saber como eu tava, ele brigava pra mim ir descansar,mas eu já não aguentava mas ficar deitada.

Quando chegou meu sexto mês, era o tempo de fazer a ultra pra saber o sexo do bebê, Jeonghan queria ir mas eu não deixei porque queria fazer surpresa. Então fui até a clínica com Laviny.

Laviny: Iai tá nervosa? - ela falava segurando a minha mão.

Sana: Tô e muito. - eu tremia de tão nervosa.

Laviny: Fica calma que vai dar tudo certo.

Sana: Tô tentando. - o médico finalmente chegou pra fazer o exame, ele passou o gel gelado na minha barriga e começou a passar um aparelho, ele olhava pra tela do aparelho de ultra mas não dizia nada, aquilo me deixava nervosa.

Sana: Tá vendo alguma coisa doutor?

Médico: Sim.

Sana: Já sabe o sexo do meu bebê.

Médico: Sei sim; perae deixa só eu ter certeza. - ele ficou um bom tempo com o aparelho parado em um só lugar da minha barriga e olhava pra tela.

Laviny: Ai que aflição gente, diz logo. 

Médico: Senhorita o seu filho é...

Sana: assim que o médico deu o resultado eu e minha prima nos abraçamos felizes, ligamos pra Vernon que ficou em casa organizando a surpresa pra Jeonghan,demos o resultado pra ele e fomos pra casa, chegando em casa, eu tomei um banho, me arrumei, desci pra sala onde seria a festa e fiquei esperando Jeonghan chegar do trabalho. A festinha estava linda, tinha um lindo bolo branco, era tudo em tom de branco, encima da mesa tinha três envelopes e em um deles tinha o resultado do que deu no exame. Jeonghan enfim chegou e ficou espantado com a festa.

Jeonghan: Nossa, é aniversário de quem? - ele olhava ao redor parecendo um bobinho.

Sana: Amor hoje eu recebi o resultado do sexo do nosso bebê e resolvi fazer essa surpresa pra te falar se você vai ser pai de um menino ou de uma menina.

Jeonghan: Ataaaa. Entao fala por favor, eu quero saber. -  os olhos dele brilhavam e ele tava nervoso.

Sana: Calma. Encima da mesa tem três envelopes em ordem, pega um de cada vez e lê. 

Jeonghan: Tá bom. - ele pegou o primeiro envelope, abriu e começou a ler e chorar.

Envelope 1: 

"Olá papai, fiquei sabendo que você tá ansioso pra me conhecer, eu também estou, soube que você é lindo e que parece um anjo..."

 Ele pegou o segundo envelope, abriu e começou a ler em meio a lágrimas.

Envelope 2:

"Ei papai eu já te amo sabia, eu ouço sua voz conversando comigo e isso me deixa em paz, eu já quero sair desse lugar apertado que é a barriga da mamãe e quero ver vocês..."

E enfim chegou a hora do terceiro envelope e o resultado.

Envelope 3: 

" Ei papai eu prometo que vou ser um bom bebê, e vou me comportar tá, agora chega de suspense né. Bem, prazer papai eu me chamarei "ANGEL" sua pequena princesa, te amo papai" .

Jeonghan após saber que nosso bebê era uma menina,.ele se jogou no chão de joelhos e começou a chorar igual criança, eu fui até ele, o ajudei a levantar e o abracei.

Sana: Gostou do presente que Deus nos enviou? - eu falava.abraçada a ele que chorava e soluçava.

Jeonghan: Eu amei Sana,.obrigado meu amor,obrigado meu Deus, eu tô tão feliz.

Sana: Você merece muito mas. - eu falei enchugando as lágrimas dele, ele desceu o rosto até a minha barriga e começou a falar com a nossa menina.

Jeonghan: Olá Angel, esse nome combinou com você meu anjo, papai te ama muito tá, eu vou cuidar de você, do seu irmão e da sua mamãe até o fim de minha vida. - Naquela noite nós curtimos a festa, Yooshin ficou feliz em saber que ganharia uma irmã,os pais de Jeonghan também.

Quando completei 7 meses, Jeonghan comprou nossa casa, ele tinha vendido a outra que morava com a Sun e agora comprou uma perto da casa de Laviny, ele agia normal com a mãe, afinal, ele não guardava rancor de ninguém, mas decidiu que queria sair de lá e ter nossa privacidade, Yooshin foi morar conosco, eu passava o dia na casa de Laviny e quando Jeonghan chegava do trabalho, ia me buscar com Yooshin.

Quando fiz oito meses, eu tive mas um sangramento e fui parar no hospital, o médico falou a mesma coisa, que era porque a bebê tava grande e eu não tinha muito líquido e por isso tive que marcar uma cesariana, Jeonghan pagou em uma clínica particular, o médico também me receitou uma medicação pra mim tomar até a bebê nascer, pois só com esse medicamento eu conseguiria segurar ela em meu ventre. A bebê começou a mexer quando eu completei sete meses de gestação, mas Jeonghan não havia sentido ainda porque ele não ficava em casa durante o dia, e à noite ele dormia me abraçando por traz e não tocava na minha barriga porque eu abraçava ela, e de madrugada ele geralmente virava de costas pra mim. Em uma certa noite, como já estava perto da bebê nascer, ela tava agitada, Jeonghan tava deitado de costas pra mim e a bebê não parava de chutar, eu entao me virei pra ele e me abracei a ele encostando minha barriga em sua costas e ele se assustou com meu abraço.

Jeonghan: Meu Deus, ah Sana é você, Puts eu peguei um susto. - ele respirava ofegante por causa do susto.

Sana: Xiiiiii fica quieto e sente isso. - eu o apertei mas um pouco pra que minha barriga encostasse mas nele.

Jeonghan: Sentir o que?

Sana: Espera. - Nós ficamos um pouco parados, até que derrepente ela chutou dando um susto no Jeonghan.

Jeonghan: Minha nossa, o que foi isso?

Sana: A nossa menina que não dorme e não me deixa dormir.

Jeonghan: Uau, ela mexeu, deixa eu sentir de novo. - ele virou pra mim e botou as mãos na minha barriga, a menina não parava, até que Jeonghan começou a cantar e ela dormiu, depois ele me virou de costas e me abraçou, Jeonghan dormiu com a mão na minha barriga e só assim a nenem me deixou dormir.

Chegaram os nove meses e a ansiedade pro dia da cirurgia era imensa, nós já tínhamos arrumado o quarto dela, era tudo branco, Jeonghan que escolheu porque dizia que era no tom de um anjo, Yooshin também tinha um quartinho só pra ele, nosso menino era um fofu, gostava muito de conversar com a irmã e beijar minha barriga, ele quase não ficava em casa por causa da avó que ia buscar ele todo dia e as vezes só levava de volta pra nossa casa uns três dias depois, ele se dava bem com ela. Eu me sentia pesada, cansada, entendiada por ficar o dia todo em casa. Em uma manhã senti vontade de comer sorvete de  flocos, mas eu tava sozinha em casa, nesse dia eu não quis ir pra casa de Laviny. Eu então vesti uma roupa adequada e fui até a sorveteria que não ficava muito distante da minha casa, eu fui devagar até que cheguei lá,comprei meu sorvete e voltei no sentido de casa, no caminho eu comia o sorvete com tanto gosto, mas derrepente eu senti uma pontada forte na barriga, eu fiquei preocupada e tentei andar mas rápido, mas as dores foram aumentando e os espaços das contrações eram poucos de uma pra outra. Eu me sentei em um banco numa praça que tinha por ali e decidi ligar pra Jeonghan, mas notei que esqueci o celular em casa, foi quando eu senti um líquido jorrar, minha bolsa estourou, aí eu entrei em desespero.

Sana: Calma filha calma,espera um pouquinho pra mamãe pedir ajuda. - eu me encolhia de dor, até que apareceu um rapaz que veio até mim, ele era bonito e tinha os olhos que pareciam águia.

- Ei garota, o que você tem?

Sana: Aaaaiiiii minha bolsa estourou, minha filha vai nascer,me ajuda.

- você quer ligar pra alguém?

Sana: Sim pro meu marido.

- qual o nome dele e o número eu ligo do meu celular. - ele falou pegando o celular.

Sana: O nome dele é Jeonghan.

- Wow, perae, você é a nova esposa do Jeonghan? Do meu amigo Jeonghan?

Sana: Aaiii eu acho, não sei se é a mesma pessoa. Quem é você?

- Eu sou o Joshua. qual seu nome?

Sana: Eu me chamo Sana. Porque? - eu me retorcia de dor e ele não parava de  fazer perguntas aff.

Joshua: perae. - ele digitou uns números no celular e ligou pra alguém.

Ligação on...

Jeonghan: Alô...

Joshua: ae meu irmão, o nome da tua esposa é Sana?

Jeonghan: Sim, porque ?

Joshua: cara aqui é o Joshua, a tua esposa tá aqui do meu lado em trabalho de parto, corre maluco que teu filho vai nascer.

Jeonghan: Caralho... vocês estão aonde?

Joshua: Na pracinha perto da casa do Vernon.

Jeonghan: Ata,sei onde é, eu moro aí perto, espera com ela aí que eu já tô chegando.

Ligação off!

Sana: Aaaaaiiiiiii que dor meu Deus, alguém me ajuda. - eu já chorava com dor e medo de acontecer algo com a minha Angel.

Joshua: Calma, segura aí que ele já tá vindo. - ele sentou do meu lado, segurou minha mão e se arrependeu, porque eu apertava e quase quebrava sempre que vinha uma contração. 

Não demorou muito e Jeonghan chegou parecendo um piloto de fórmula um, ele desceu do carro tão desesperado que esqueceu de puxar o freio de mão e o carro começou a descer a rua.

Joshua: Ei cara o carro tá descendo. - ele gritou e Jeonghan voltou, correu até que alcansou o carro e o fez parar, e só então voltou pra onde eu tava com o amigo dele.

Jeonghan: Amor, você tá bem? - ele falava abaixado na minha frente.

Sana: Jeonghan tá doendo, me ajuda. - eu falava em meio a lágrimas e apertava os ombros dele.

Jeonghan: Vem, vamos pro hospital, Joshua me ajuda parcero. - ele falou me levando devagar pro carro.

Joshua: Com certeza. - ele me ajudava também a andar até o carro.

Assim que chegamos no carro, Jeonghan e Joshua me botaram no banco de traz, Joshua ia comigo e Jeonghan dirigindo, nós entao seguimos pra clínica onde faria meu parto, Jeonghan era puro nervosismo e Joshua sentia dor junto comigo, quando chegamos na clínica, Joshua me tirou do carro e Jeonghan foi buscar uma cadeira de rodas, depois ele voltou, me sentou na cadeira e me levou pra dentro da clínica, lá as enfermeiras me levaram pra sala onde minha cirurgia seria feita e Jeonghan ficou comigo, eu fui anestesiada e os médicos deram início à cirurgia, depois de tanto corta corta, puxa puxa e balança balança, nós finalmente ouvimos o chorinho da nossa menina, uma enfermeira trouxe ela até nós dois e eu pude ver o quanto ela era linda, Jeonghan chorava olhando pra ela, eu e ele a beijamos, Jeonghan cortou o cordão umbilical e as enfermeiras levaram ela pra limpar e vestir, o médico fechou meu corte e depois me levaram pro apartamento de recuperação.

Jeonghan: Que droga que tá acontecendo que eles na trazem ela hein? - ele falava nervoso andando de um lado pro outro.

Sana: É...

Jeonghan: Opa, não fala, você não pode falar, fica quieta. - ele falou tampando a minha boca.

Um tempo depois a nossa princesa enfim chegou no quarto, a enfermeira me entregou ela que chorava alto.

Enfermeira: Maezinha dê mama pra ela. - ela me ensinou como dar peito para a menina e ela mamava bem. Jeonghan admirava ela e as lágrimas escorriam em seu rosto.

Jeonghan: Amor ela é tão linda, Olá minha linda Angel, eu sou seu papai Jeonghan e essa que ta alimentando você, é a tua mamãe Sana, você tem um irmao chamado Yooshin,.nós te amamos viu princesa, eu também te amo Sana, obrigado por me fazer feliz e me dar essa linda menina. - ele falou e deu um beijo na cabeça dela e um na minha testa.

Nós ficamos um bom tempo adimirando a nossa Angel, ela tinha os olhinhos puxados, cabelos claros, pele bem branquinha e era bem gordinha, ela era perfeita. No outro dia Laviny, Vernon, Yooshin e Verena foram vizitar a nossa menina, Jeonghan já tava lá porque dormiu comigo.

Laviny: Ownt mas é linda demais.

Vernon: Seja bem vinda sobrinha.

Yooshin: Oi irmazinha, eu te amo viu. 

Nós passamos o dia conversando e adimirando a Angel, naquele momento eu pude ver que a felicidade de Jeonghan era imensa, ele sorria e não largava a menina, mas também nao deixava de dar carinho e atenção pra Yooshin, eu tava feliz demais por minha nova vida, mas a minha felicidade era maior ainda por ver meu Jeonghan feliz e realizado com nossa relação e nossos filhos, eu juro que o farei mas feliz a cada dia, afinal, ele merece né.









Notas Finais


Ownt a Angel é tão linda né.
Gente se preparem pro último episódio.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...