História A Aposta! (Imagine J.K) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Escolar, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Romance, Suga, Taehyung
Visualizações 191
Palavras 773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


TÁ UM POUCO GRANDE. PACIÊNCIA.

Capítulo 25 - Segunda Temporada(5)


(S/N) ON. . .




Saí da sala e fechei a porta.

-O que foi isso,Deus?-falei.

Dei de ombros e caminhei até a sala de Hoseok.
Antes eu precisaria passar no balcão de informações.Eu não sabia onde era.

-(S/N)!-me chamam.
-Oi.-me viro
-Eu queria falar que...
-Não.Tudo bem.-o corto.-Eu não vou contar a ninguém.-falei sorrindo.-Era isso?
-...Ah é!É claro.-disse.
-Se me der licença,eu tenho que ir até a sala do J-Hope,quero dizer Hoseok,Jung Hoseok.-falei indo em direção contrária à dele.
-Mas a sala dele não é por aí.-falou um pouco alto.
-É que eu não sei.-me expliquei.-Eu vou perguntar.
-Espera!-parei.-Eu te levo até lá.-falou pegando meu braço.
-Não precisa.-tirei sua mão do meu braço.
-Não faz nenhum mal te ajudar.-falou e tentou pegar meu braço de volta só que eu me afastei.
-Tudo bem.Vamos.-falei.


Caminhávamos em silêncio.

-Então...-o interrompi.
-Olha sem querer ser mal educada,eu não estou afim de conversar com você.Espero que você se de muito bem na vida,mas não perto de mim.Eu já passei por muita coisa,e não quero ter sentimentos de nostalgia,não quando se trata de você.-falei e ele paralisou.
-Tudo bem.-abaixou a cabeça.
-Ótimo.-falei.-Eu acho que posso me virar daqui.-falei e segui meu caminho.




Após encontrar a sala do Hoseok,bati na porta.

-Entre.-respondeu.
-Com licença.-abri a porta.
-(S/N)!-disse sorrindo.-Sente.

Caminhei até a cadeira em frente a sua mesa e me sentei.

-Vice-presidente?
-Fazer o que né?-sorriu.
-Então,vejo que sete anos mudaram você.Está mais...mulher?-isso pareceu mais uma pergunta.
-Se você diz.-falei.-Me conta as novidades.
-Bom,eu namorei,fiquei noivo e terminei.-disse.-E você?
-Fiquei,namorei,e tenho uma filha.-falei e ele riu.
-Quem foi o louco?-perguntou.
-Ele morreu.-disse e ele ficou sério.
-Nossa...eu...sinto muito.-abaixou a cabeça.
-Tudo bem!Na verdade ele era um cretino,que engravidou uma vagabunda.-falei.
-Então sua filha,não é sua filha?-perguntou confuso.
-Isso.-falei.
-Wow!Estranho.-falou.-Mas...

Somos interrompidos.

-Desculpe interromper,mas a diretora da escola da sua filha está te ligando.-uma moça me entregou o telefone.
-Com licença.-disse e saí da sala .

-Pois não.-falei preocupada.
-Senhora (S/N) Yuna não está muito bem.-falou a mulher e meu coração disparou.
-Como assim?O que aconteceu com ela?-perguntei aflita.
-Não sabemos,talvez seja melhor leva-la embora.-falou.
-Tudo bem,estou indo busca-la.-disse.

Entrei na sala de Hoseok e entreguei o telefone para a moça.

-Hoseok eu vou ter que buscar
minha filha na escola,ela não está passando bem.-disse nervosa.
-Não.Tudo bem.-ele disse.

Saí da sala de Hoseok as pressas e me dirigi a minha.

Entrei e encontrei Wendy e Jungkook conversando.
Não dei muita importância.

-(S/N) você está bem?-perguntou Wendy.

Peguei minha bolsa e saí da sala.Fui mal educada?Fui.Mas depois pediria desculpas.


Estava no estacionamento procurando meu carro.

-Hey!-puxam meu braço.

Me viro.

-O que foi?-bufei.
-Porque falou assim com a Wendy?-Jungkook perguntou.
-Me desculpa tá?-falei indo em direção ao meu carro.
-O que foi?-perguntou.
-Eu não tenho tempo.-entrei no carro.

Estava pronta para dirigir quando eu vejo ele abrir a porta e sentar no banco do passageiro.

-O que você está fazendo?-perguntei impaciente.
-Você está bem?-perguntou.Já estava me dando nos nervos.
-Tô...-respirei fundo.-Minha filha passou mal na escola.-disse.-Tenho que ir busca-la.
-Você está nervosa.-disse ele.
-Eu não tenho tempo para brincadeirinhas.-respondi.Esse idiota.
-...Troca de lugar.-ele disse.
-O que?-perguntei.
-Você não pode dirigir nesse estado.-falou e abriu a porta.

Eu apenas fui pro lado.
Ele entrou e sentou no banco do motorista.

-Me dê as chaves.-estendeu a mão.

Com muita relutância,entreguei a chave.

-Toma!-entreguei,mas puxei de volta.-Dirija com cuidado,e põe o cinto.-falei.

Ele revirou os olhos e colocou o cinto.

-A chave.-falou e entreguei.



...


Chegamos na escola.

-Nossa que nostalgia.-ele disse olhando a escola.
Alguém falou que ele poderia entrar?
-É.-falei.-Me lembra a infância.-disse.

-Pois é.-suspirou.

-A sala da Yuna é por aqui.-disse e ele me seguiu.


Entramos na sala e ela estava sentada em uma das classes com a cabeça baixada.

-Oi.Eu sou a mãe da Yuna.-falei para a professora.
-Claro.-disse ela.-Venha.

Caminhamos até Yuna.

-Yuna.-a professora a chamou.
-Só quero falar quando a minha mamãe chegar.-disse ela com a cabeça baixada.
-Então pode falar.-disse e ela se levantou ligeiro.
-Mamãe.-falou ela vindo em minha direção.
-O que ouve meu amor.-peguei ela no colo.
-Dói minha barriga,mamãe.-falou ela.
-Vamos pra casa.-disse.
-Príncipe.-seus olhinhos brilharam.-Mamãe ele veio com a senhora?-perguntou.
-...Sim.-respondi sem graça.
-Que bom.-ela disse e eu a olhei.
-Oi Yuna.-falou Jungkook tirando ela do meu colo.
Quem ele pensa que é pra tirar A Minha Filha,Do Meu Colo.
-Vamos.



...


Levei ela até o hospital.E o médico disse que era uma virose.


JUNGKOOK ON. . .


Eu estava muito curioso.

-Yuna como é o seu pai.-perguntei.

Tomara que ele seja feio.

-Não sei.-ela respondeu.
-Como assim?-perguntei.
-Eu não tenho papai.-ela falou.

Aquilo me deu um aperto no coração.
Então  (S/N) era mãe solteira.




Notas Finais


JUNGKOOK ILUDIDO.COME LOGO A (S/N)...ESPERA...ACHO QUE ESTOU CONVIVENDO DEMAIS COM VCS LEITORES QUE COMENTAM.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...