História A Arte da Vida - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então, finalmente trouxe mais um capítulo. Esse é um pouco diferente, mas espero que gostem.
Boa leitura.

PS: Créditos da pintura da capa ao artista Leonid Afremov.

Capítulo 2 - Tela I - Detalhes


Fanfic / Fanfiction A Arte da Vida - Capítulo 2 - Tela I - Detalhes


Há 10 anos, a vida de Maia e Nolan era como desejavam. Planejaram juntos seu futuro após terem se conhecido em uma apresentação de pinturas a óleo, a qual Maia, apresentara algumas de suas obras para olheiros e artistas que viajavam à região de Whitehorse, no norte do Canada, bem no início do outono. Esse evento sempre agitava o coração de Maia, pois, ela costumava pintar o que sentia, o que via. Tinha o coração puro, não ingênuo, mas sólido o suficiente para entender como o mundo era e como deveria ser, seus polos positivos e negativos, como as engrenagens se combinavam perfeitamente para fazer essa montanha-russa funcionar, alternando entre altos e baixos, alterando sua estrutura, dia após dia.


Maia tinha uma forma única de se expressar. Não eram com palavras, muito menos com sons, pelo contrário, o silêncio instigava uma boa série de pinceladas, o quê, durante o tempo em que ela e Nolan desbravaram as aventuras de conviver um ao lado do outro, despertou neles um sentimento de compreensão. Nolan compreendia o jeito complexo, silencioso, misterioso e áspero de Maia, mas apenas isso já a tornava mais que suficiente para ele. Ela compreendia que os olhos de Nolan transmitiam mais do que apenas cores, transmitiam a boa energia dele sobre o futuro, transmitiam sua essência, sua positividade, sua esperança de que tudo dependia de ter esforço, transmitiam seus sonhos e planos, e, transmitiam a verdade e a sinceridade daquele ser, que para ela, era mais que estivera esperando, já que não costumava esperar muito das pessoas.


Eles aprenderam a observar os detalhes um do outro, seus defeitos e qualidades, manias, gostos e desgostos, e aprenderam a construir um conjunto de pensamentos sobre o outro que lhes permitiam ignorar tudo de mal que pudera existir. Aprenderam a ignorar o ódio, baseando-se nos sinceros sentimentos que desenvolveram um sobre o outro, e desta forma, viveram admirando um ao outro.


Ambos se confortavam com apenas um sorriso, ambos aprenderam um detalhe novo sobre o mundo, ambos almejaram um futuro decente, ambos descobriram que o abraço afagoso do outro, era uma ponte segura e que ali podiam ser quem quisessem ser.


E assim, começaram as pinceladas de uma nova tela.
Uma tela repleta de detalhes.
Uma tela repleta de sonhos.
E mesmo que Nolan não fosse um pintor, ele e Maia com toda certeza, criaram uma tela repleta de amor.

 


Notas Finais


Comente o que achou, isso me ajuda a saber se tem alguém gostando ou não \o/
Obrigada por ler, e até o próximo capítulo - que não vai demorar muito pra sair -.
PS: Desculpe qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...