História A Árvore de Cerejeira - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Drama, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Saiino, Sasosaku, Sasusaku
Visualizações 207
Palavras 1.659
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie meus amores... Sei que demorei me perdoem por favor... Minha facu voltou então está um pouco corrido para mim... Quero agradecer aos comentários e favoritos... A fic está na reta final e muitas emoções estão por vim... Espero que gostem do capitulo e não fiquem com vontade de me matar... Bjsinhos...

"O amor é isso. Não prende, não aperta, não sufoca. Porque quando vira nó, já deixou de ser laço."

Capítulo 33 - O que vem pela manhã


Fanfic / Fanfiction A Árvore de Cerejeira - Capítulo 33 - O que vem pela manhã

Sakura on

 

Já fazia três dias que eu tinha voltado para casa, aqueles dias na chácara Uchiha foram mais que incríveis. Tudo que aconteceu ainda parece um sonho, um daqueles sonhos bons que você não tem vontade de acorda. Eu tinha em mente conversar com Sasori, mais o mesmo ainda não voltou de viagem, é incrível que quando tomo uma decisão o mundo conspira contra mim.

Levantei da cama cedo hoje, corri para o banheiro, eu estava louca para ver o Sasuke. Fiz minha higiene matinal, coloquei um vestido solto cor de rosa com uma sapatilha preta e deixei meus cabelos cor de rosa soltos.

Nada nesse mundo iria fazer eu me arrepender do que tinha acontecido. Eu amo o Sasuke desde criança, e nada melhor do que ficar com quem a gente ama. E todas aquelas palavras que ele me falou, sempre ficaram aqui em meu coração.

 

Flashback on

 

Sasuke me deitou na cama e ficou me analisando, aquilo me deixou super corada, era minha primeira vez e eu não sabia direito o que fazer ali. Sasuke era o tipo de homem que não tinha problemas com isso, o conheço desde pequena e sei muito bem de suas aventuras amorosas. Mais isso não importava mais, não hoje, não agora, não depois de tudo que ele me falou. Eu não queria outra pessoa aqui, eu queria ele, hoje e todos os dias.

Ele beijou meu pescoço e foi subindo os beijos, fiquei arrepiada com o toque dos lábios dele em minha pele.

 

-Você é linda. - ele sussurrou em meu ouvido, me dando uma mordiscada no local.

 

-Sa… Sasuke - gemi seu nome o que parece que fez ele gostar, já que num ato selvagem ele me beijou. - me promete? - falei entre um beijo e outro que Sasuke me dava.

 

-Hum… - ele murmurou enquanto tirava a última peça de roupa do meu corpo. Me deixando totalmente nua em sua frente.

 

-Não me... deixar por nada desse mundo… - falei um pouco ofegante. Sasuke se afastou o suficiente para me encarar. Seus olhos estavam focados nos meus. - me promete Sasuke?

 

-Prometo. - ele sorriu de canto, e depositou um beijo em minha testa. - nem que você queira, eu vou te deixar.

 

Flashback off

 

(...)

 

Finalmente eu estava em frente a casa do Sasuke, tocando a campainha. Não demorou muito e a mãe dele atendeu a porta com um sorriso grande no rosto, ela me beijou calorosamente.

 

-Véio ver o Sasuke? - ela falou fechado a porta. Eu apenas assenti com a cabeça. - pode subir querida, você conhece o caminho. Sasuke está no quarto.

Sorri para ela, que se virou e foi em direção a cozinha. Respirei fundo e comecei a subir as escadas. Parei em frente a porta do quarto dele, levantei a mão para bater, mais pensei em fazer uma surpresa para ele. Passei as mãos em meus cabelos e abri a porta de uma vez, com um sorriso grande no rosto, mais me arrependi no ato… meu sorriso desaparecu... quem teve uma surpresa foi eu… senti as lágrimas escorrerem por meu rosto...

 

(...)

 

Sasuke on

 

Senti uma mão acariciando meus cabelos, um cheiro de perfume enjoado impregnava meu quarto. Comecei a abrir meu olhos lentamente, e me deparei com Karin nua ao meu lado.

 

-Bom dia meu amor! - ela disse sorrindo, me levantei num impulso rápido da cama.

 

-QUE MERDA É ESSA AQUI? - berrei o que fez ela arregalar os olhos. - COMO ENTROU EM MEU QUARTO KARIN?

 

-Não grita Sasukezinho. - ela falou melosa se levantando, vindo em minha direção.

 

-Não me chame assim Karin. E pegue suas roupas e sai daqui. - falei indo em direção ao banheiro, eu estava sem paciência nenhuma para discutir com ela agora.

Mais ela não ia desistir tão fácil não é. Ela pegou meu braço e aquilo foi a gota para mim, já não basta me perseguir a vida inteira agora também tinha invadido minha casa. Respirei fundo para não agredir ela, porque uma coisa que minha mãe me ensinou é que não devemos bater em mulher.

 

-Puxa Sasuke. Vai me dispensar assim mesmo? - ela mostrou o corpo nu para mim. Não podia negar que era muito lindo, mas eu preferia mil vezes a Sakura.

 

-Quero saber como você entrou em minha casa? - ela respirou fundo e se aproximou. Afastei ela de mim e a olhei com raiva.

 

-Tenho meus meios. Agora vamos terminar… - a interrompi antes que ela completasse a frase.

 

-Pegue suas roupas e saia da minha casa. - falei jogando as roupas nela. - você sabe que não rolou nada ontem e nem vai rolar nada nunca entre a gente.

 

-Sasuke! - ela tentou falar.

 

-Vamos Karin saia daqui, você me dá nojo. - ela segurou as lágrimas.

 

-Não me diga que é por causa daquela vaca da sua amiga. Ah Sakura. - ela falou colocando o vestido.

 

-Não ouse chamar Sakura assim. - apontei o dedo para ela. - E sim eu amo a Sakura e estamos juntos. Agora sai daqui antes que eu me esqueça que você é uma mulher, e eu mesmo a coloque para fora.

Karin saiu chorando e me xingando, dizendo que eu tinha iludido ela e depois a chutado. Nem perdi meu tempo ouvindo. Tenho que lembrar de avisar a segurança da casa para ficar mais atento, isso não pode voltar acontecer.

 

(...)

 

Depois de um longo banho, desci as escadas com pressa eu estava louco para ver a Sakura. E também saber se ela já terminou com aquele banaca do Sasori. Não vejo a hora de assumir que estou namorando com ela.

 

-Oh! Bom dia meu filho. - minha mãe estava entrando na sala.

 

-Estou com pressa mãe. - falei passando por ela.

 

-Onde está a Sakura? - ela perguntou sorrindo. - ela já foi embora?

 

-Como assim mãe? A Sakura esteve aqui? - ela fez cara de espanto, e abriu a boca para falar nem esperei minha mãe responder e já sai porta a fora, se Sakura esteve aqui, ela teve ter visto Karin, e tirado conclusões.

Merda eu mato a Karin, preciso encontrar Sakura o mais rápido possível e explicar o que aconteceu.

 

(...)

 

Sakura on

 

Eu andava sem direção abraçando meu próprio corpo com força, eu tentava segurar as lágrimas em vão, a dor que eu sentia era devastadora. Era um sentimento de perder aquilo que nunca foi meu. Eu andava esbarrando nas pessoas na rua, que estavam ocupadas demais com suas vidas sem graça, para me notarem. Ouvi um estrondo vindo do céu o que me fez estremecer, naquele exato momento senti um vento gelado, e me lembrei que estava apenas de vestido. Olhei para céu que agora estava completamente nublado e mesmo sendo de manhã o céu estava escuro, senti uma gota gelada tocar meu rosto, fechei meus olhos e deixei as lágrimas caírem. Sentindo a dor de sido apenas usada por Sasuke.

Mesmo de olhos fechados eu podia sentir a correria das pessoas a procura de abrigo. A chuva batia em meu rosto. Eu sentia raiva. Raiva de Sasuke. Raiva de mim mesma por ama tanto ele, por ter me entregado, por ter acreditado nele. Comecei a correr, sem olhar para trás, a única coisa que eu queria era ficar longe dele, longe dessa dor que eu estava sentindo.

 

Parei de correr quando cheguei na rua da minha casa, a minha vontade era de entrar em meu quarto e ficar lá para sempre, mas só de pensar de ter que explicar o porque ter estar chorando para minha mãe.

Eu sentia vontade de gritar, berrar mas eu não conseguia, meu choro era baixo a chuva molhava meu corpo, me fazendo tremer. Mais eu não me importava com isso, tudo que eu queria naquele momento era diminuir a dor que dilacerava meu coração.

Levantei meu rosto e vi o carro de Sasori parar em frente a minha casa, ele desceu e me fitou por um momento. Comecei a andar em sua direção, e Sasori fazia o mesmo, meus passos eram lentos mais firmes.

 

-Sakura… O que ouve? - a voz de Sasori parecia preocupada.

 

Mais toda a minha força sumiu naquele exato momento e num impulso me joguei em seus braços, ele me abraçou e eu pude sentir o calor de seu corpo no meu. O abraço dele me confortou, deixei minhas lágrimas caírem sem medo, senti suas mãos em meus cabelos, fazendo um leve carinho.

 

-Er… eu estava… morrendo de saudade de você… - Menti. Não podia dizer a vwrdase para ele. O abracei mais forte.

 

-Calma. - ele beijou minha testa. - eu estou aqui… Sempre estarei aqui…

 

Aquelas eram as palavras que eu mais precisava. Sasori era tão diferente de Sasuke. Eu sou mesmo uma idiota de amar tanto alguém que só me usou. Como podi me entregar para alguem assim. Como ele pode me usar dessa forma tão suja. Eramos amigos acima de tudo.

 

-Vem vamos entrar, você precisa trocar essas roupas molhadas… - ele me fitou com carinho. Mais neguei com a cabeça.

 

-Na... não... - falei um pouco ofegante. - me leva pra outro lugar.

 

-Claro. - ele me guiou até seu carro. Eu precisava dele, mais do que nunca eu precisava dele.

Chegamos até sua casa, segui Sasori até seu quarto e ele me mandou tomar um banho quente.

 

(...)

 

-Também estava com saudade. - ele disse vindo em minha direção, depositando um beijo em meus lábios.

 

-Promete que não vai viajar mais. - olhei para ele com meus olhos marejados, Sasori sorriu com meu comentário.

 

-Princesa. - ele tomou meus lábios num beijo voraz. Nos separamos a procura de ar, ele se afastou e olhou um lugar qualquer. - recebi uma proposta de emprego… no melhor hospital da Espanha… eu aceitei a proposta… daqui 2 meses vou me mudar para lá…

 

-Sa… Sasori… - ele tocou meus lábios para me calar.

 

-Sakura. Quer se casar comigo?


Notas Finais


Então o que acharam? Karin dando as caras... Um pedido de casamento... Quero saber o que vocês acharam... O que vocês acham que vai acontecer...
Não esqueçam que eu estou aqui... Espero vocês nos comentários... 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...