História A aventura de Akinobo Sugahara - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 7
Palavras 498
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Super Power, Terror e Horror, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Neste capítulo começa a história em si do protagonista.

Capítulo 2 - O começo


Certo dia na vila Ookawa, todos decidem formar um grupo de guerreiros para defender a vila e então foram selecionados muitos e dentre eles estava Akinobo Sugahara, cuja pessoa tem 16 anos e tem uma personalidade forte porém também instável, após a seleção de guerreiros Akinobo pensou se aceitaria ou não defender a vila pois ele preferia atacar os inimigos a defender os aliados e daí surge a ideia de Akinobo "vou me aventurar pelo mundo e descobrir nossos inimigos e matá-los um a um com minha espada, sobre um dinheiro posso viver como um mercenário então, vou nessa!" Akinobo foi correndo avisar ao chefe da vila:
-Tem certeza disso jovem?
-É o que quero e gosto de fazer, eu amo lutar!
-Você não tem medo da morte
-Eu não vou morrer!
-Certo, você parece confiante então eu permito, passe bem Akinobo.
-Sim.
Então com apenas sua espada e roupas Akinobo sai da vila pensando em seu próximo passo, durante a viagem após alguns minutos da saída da vila Akinobo encontra um homem ferido, suas roupas estavam rasgadas e ensangüentadas assim como o homem, Akinobo olha com preocupação e pergunta:
-O que aconteceu? Quem fez isso?
-Não sei dizer ao certo mas era como um pesadelo, um ser ágil com apenas facas atacou nossa vila e a queimou com tudo inflamável que tínhamos.
-Ele usava alguma arma?
-Pareciam... ADAGAS! Sim ele usa adagas.
-Faz quanto tempo do ocorrido? -Foi há pouco tempo, ele ainda deve estar destruindo a vila.
-Onde esta vila fica?
-Mais ou menos meio km daqui em direção norte.
-Eu não vejo o fogo...
-A vila é rodeada de grandes árvores então não dá para ver muito.
-OK, vou acabar com esse cara.
-Muito obrigado mesmo! Te devemos muito!
Mas de repente algo acerta o homem ferido e ele morre, e Akinobo pensa e se indaga:
-Ele ajudou muito dizendo a arma e pelo visto o que acertou ele foi uma adaga, então, o inimigo deve estar por perto mas, aonde?
Aí um som de algo correndo é escutado por Akinobo, que sem pensar duas vezes corre em direção ao som porém não vê nada mas o inimigo-o vê e pensa "menos um, hahah, pela mentalidade e arma deve ser  tritão..."
Mas Akinobo percebe que algo-o observa e pensa em cortar tudo ao seu redor para achar o inimigo, mas não precisou pois tal inimigo vendo sua situação decidiu enfrentar Akinobo cara-a-cara e na frente dele diz:
-Você é esperto para um tritão
-E qual sua raça? Não parece mais que um humano.
-Sou um disseemer, meio humano e meio fantasma, acha que pode me vencer?
-Seguindo a lógica, se você toca pode ser tocado então, sim não apenas acho como sei que vou te vencer.
-Aí que você se engana, eu posso ser tocado mas você ou morre logo ou não sera ágil o suficiente para sequer encostar em mim.
-Vamos ver se é apenas um blefe então
-Quer testar? Então vamos nessa!
----------------¿Continua?-----------------


Notas Finais


Tentarei por um capítulo por dia, apenas isso e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...