História A Babá - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Personagens Originais
Tags Ababá, Amor, Criança, Drama, Ellynblu, Família, Ferlety, Mundoblu, Romance, Tristeza
Exibições 126
Palavras 865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 39 - O quase, não é nada


Fanfic / Fanfiction A Babá - Capítulo 39 - O quase, não é nada

 

Lety colocou Cristal no berço dela e foi arrumar algumas coisas que estava fora do lugar, Fernando entrou no quarto e a viu distraída, se aproximou devagar e a puxou para perto, colocando o nariz na curva do pescoço da mesma, Lety sentiu seu corpo se arrepiar com o ato, os braços dele estava em volta da cintura dela, Lety soltou o ar com força, quando Fernando a beijou no pescoço, os beijos do mesmo, eram molhados ele a apertou mais um pouco, fazendo com que seus corpos se colassem ainda mais.

 

(F)Seu cheiro é o meu vício, Letícia...(sussurrou)

 

Ela fechou os olhos sentindo tudo que os beijos dele lhe proporcionava e jogou a cabeça para trás, deitando no ombro dele, Fernando a fez se virar, ficando cara a cara com ela.

 

(F)Te desejo como louco.

 

Ele falava em sussurros, Lety apenas se deliciava com as palavras e com os beijos, Fernando a beijou com vontade e tocou a coxa da mesma, a apertando de leve, Lety envolveu os braços no pescoço dele, se deixando levar, se afastaram por falta de ar, mais Fernando continuou a beija-la no pescoço.

 

(F)Vamos para o seu quarto?(sussurrou)

 

Ela apenas afirmou, Fernando sorriu de lado e a beijou, enquanto a guiava, sem desgrudar dos lábios dela, ele entrou no quarto de Lety e fechou a porta, foram se guiando até a cama, Lety tropeçou caindo em cima da mesma e Fernando caiu por cima, sem parar o beijo, ele a apertou na coxa, as mãos de Lety foram adentrando o terno dele o tirando, depois até a gravata, Fernando a beijava no pescoço, suas respirações estavam aceleradas, Lety puxou a camisa dele de dentro da calça e começou a abrir os botões da mesma, quando os lábios do dele, encontraram os seus, logo a peça foi retirada do corpo de Fernando, ele procurou o cinto e o abriu, puxou o vestido de Lety para cima, a deixando apenas com as roupas íntimas e retirou sua calça sem parar de beija-la, Lety o apertou nos braços, estava entregue e agora iria até o fim, não deixaria seu medo atrapalha-la, pelo menos era o que ela achava, batidas foram ouvidas na porta.

 

(Cl)Lety, sua mãe, esta na linha

 

Ela interrompeu o beijo com Fernando e só então percebeu o que iria fazer, se cobriu com rapidez, bagunçando a cama, para que Fernando não olhasse seu corpo.

 

(L)E-eu vou atender, obrigada Cleide.

 

Ouviu os passos de Cleide, os mesmos logo sumiram, Fernando a olhou com cara de quem não gostou e se deitou olhando para o teto, sua respiração estava forte, a de Lety não estava diferente, ela pegou o telefone.

 

(L)Oi mamãe.

 

(DJ)Esta tudo bem, minha filha?

 

Lety se assustou.

 

(L)T-tudo bem mamãe, porque a pergunta?

 

(DJ)Esta com a respiração acelerada, por acaso passou mal?

 

(L)N-não, m-mamãe, eu estou...Estou bem, não se preocupe.

 

(DJ)Tudo bem, mais seu pai falou que você havia ligado, o que houve?

 

(L)Eu queria saber se a senhora poderia vir aqui hoje ás sete, o seu Fernando me convidou para jantar e eu queria saber se a senhora poderia ficar algumas horinhas com a Cristal.

 

(DJ)Claro, que eu fico minha filha, ás sete eu chego ai.

 

(L)Obrigada mamãe, até mais tarde.

 

(DJ)Até, minha filha.

 

Lety colocou o telefone no lugar e Fernando a encarrou, já havia acalmado a respiração.

 

(F)Você é péssima em mentir.

 

Lety o olhou, o reprovando.

 

(L)Primeiro que eu não suporto mentiras e segundo não tem graça, você sabe o que estavamos prestes a fazer?

 

(F)Sim, eu ia te amar.

 

Lety corou, mais continuou com um olhar reprovador, ela puxou mais o lençol se cobrindo e quando olhou para Fernando, seu olhar percorreu pela extensão do corpo do mesmo, ela por alguns minutos se esqueceu como respirava, se perdeu ainda mais ao encontrar a cueca box preta, que ele usava, dava para perceber sua excitação, que estava sendo controlada aos poucos.

 

(F)Gosta do que vê?

 

Ela percebe o papel que estava fazendo e se sentou rápido na cama.

 

(L)Você é um sem graça.

 

Ele sorri e a puxa, a mesma caiu com a mão no peito dele, Fernando a olhou nos olhos e acariciou o rosto dela com a ponta dos dedos.

 

(F)Você fica ainda mais apaixonante quando fica chateada, sabia?(sussurrou)

 

Ela ficou em silêncio, Fernando se aproximou a beijando de leve nos lábios, Lety se deixou levar pelos beijos, se afastaram depois de um tempo.

 

(L)Eu ainda não estou preparada, para me entregar dessa forma ao senhor, seu Fernando.

 

Falou puxando o ar, Fernando a olhou nos olhos.

 

(F)Eu não quero te apressar, quero que seja especial tanto pra você, quanto pra mim e eu vou esperar, Lety, não quero te ter como mais uma.

 

(L)Desculpa...(sussurrou)

 

(F)Não faz mal.

 

Ele a beijou de leve, porém demorado.

 

(F)Seu corpo é maravilhoso.

 

Ela corou e ele riu.

 

(F)Não precisa ter vergonha de mim, Lety.

 

A beijou no pescoço.

 

(F)Vou tomar um banho, de preferência com água gelada.

 

Lety riu de lado e ele se levantou, começando a se vestir, logo saiu do quarto, Lety respirou fundo passando a mão no rosto e se vestiu, depois arrumou a cama e foi até o quarto de Cristal.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...